segunda-feira, 2 de maio de 2011

CEGOS & BURROS

Procura-se morto ou vivo;
Em toda a minha vida, nunca assisti a uma campanha tão miserável em volta de um jogador...
Em toda a minha vida, nunca assisti a uma estupidificação colectiva como esta!
Em toda a minha vida, nunca assisti a um campeonato em que o Benfica fosse tão sistematicamente roubado (do primeiro até ao ultimo jogo)



Dei uma vista de olhos pela blogosfera, também por alguns fóruns e pronto; o que eu temia aconteceu!
(editado: Abolha o Rascord e onojo, eternos amigos do Benfica, já esta manhã tentam ajudar Jesus e o Benfica a ganhar ao braga...tanto que eles gostariam de meter Moreira na baliza...)
ROBERTO!ROBERTO!ROBERTO!ROBERTO!ROBERTO!
Esse malandro é que foi o culpado de mais um jogo do Benfica sem ganhar!
Depois ter provocado o tsunami do Japão, os furacões no USA, a guerra no Líbano, do FMI ter entrado em Portugal e da falta de poder de compra dos portugueses (desde que veio para o Benfica, nunca mais fui comer fora) tenho a impressão que se o Barack Obama descobre o seu paradeiro, os problemas mundiais acabarão na hora! A CIA, o FBI, a INTERPOL, a MOSSAD ou o KGB, deixarão de fazer sentido! Acabará a guerra e a fome no mundo! Está descoberto o culpado de todos os males que há no mundo (benfiquista);
ROBERTO!ROBERTO!ROBERTO!ROBERTO!ROBERTO!
CEGOS & BURROS, mais burros que cegos!!!
No lugar de Roberto e já agora de Cardozo, garanto que não queria jogar em Portugal, nem pelo melhor salário do mundo!

1 comentário:

  1. Eu não percebo qual a culpa do Roberto no golo. O jogador adversário cabeçeou sem oposição e o Roberto ainda tentou chegar à bola, mas com a velocidade que ía só estando o GR já posicionado à frente da bola. Num outro jogo qualquer diriam, onde param os centrais ou coisa parecida, mas aqui tinha que ser o GR obviamente. O pasquim ricord mais uma vez com o seu jornalismo de cueca manchada.

    Miguel

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.