domingo, 31 de julho de 2011

Gato mascarado!

A arena era colorida (há quem afirme tratar-se da sanita publica mais bela e colorida do País)....
O clima era de desmedida (justificada!) euforia...
Nas bancadas, 48.952 totós cantavam; campeões, campeões, nós somos campeões!!!!!!
Na arena, um pobre gato enjaulado, mascarado de leão, miava enfurecido com os gritinhos estéricos vindos dos betinhos  pululantes das bancadas...Quem terá sido o pai de tão estapafúrdia ideia? a esta hora estará o pobre bicho na clínica de eduardo barroso, tentando curar a ressaca da festa...
Jornais, TVs, cúmentadeiros e paineleiros, acomodavam-se para mais algumas prosas maravilhosas, todas enaltecendo o extraordinário trabalho da dupla de gordos oleosos, que à custa do lagartedo, vai enchendo o besunto em comissões, comprando todo e qualquer gato pingado que não tenha clube interessado!!!!
Ao seu fantástico treinador, estariam reservados os mais belos poemas!
O problema é que havia um jogo de futebol para ser jogado e daí até à realidade (mesmo com pedro proença apostado em ajudar à festa) foi um passo do tamanho da qualidade da maioria dos putativos reforços!
Rui Patrício terá demonstrado com aquela saída maravilhosa, que Eduardo tem os dias contados na selecção, dando razão aos muitos que já fazem campanha a seu favor! que maravilha de guarda-redes!!!!! 

2 comentários:

  1. O Sportem está de volta...

    ... Já tinha saudades dele!

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente gostei, o ceportém demonstrou uma equipa entrosada (apesar da época estar no inicio), então aquela defesa está um primor, vi lá alguns jogadores extraordinários,(têm lugar em qualquer equipa da 2ª liga, de caras) um treinador fora de série, e também vi um leão enjaulado, e o que o bicho chorava, coitado do animal!!!!!!!!
    Ouvi uns atrasados mentais a gritarem campeões, nós somos campeões, de quê?
    Em suma gostei muito do que vi.
    BENFICA SEMPRE

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.