quinta-feira, 28 de março de 2013

Mourinho - the best

Intróito...
(duvido que alguém tenha pachorra para ler até ao fim um post tão extenso, mas para além de o homem merecer, não me apetece fazer disto uma telenovela e dividir isto aos bochechos)

A primeira vez que vi Mourinho, (nos lagartos não conta) foi num Benfica-Porto, num jogo em que Fernando Couto andou armado em parvo com Mozer (olha que 'menino') - daí resultaria a sua expulsão e uma vitória clara do Benfica por 2-0.
Era treinador do Porto, Bobby Robson, que tinha a seu lado, como 'tradutor', o filho do antigo guarda-redes Felix Mourinho...
No final do jogo, a caminho dos balneários, o filho de Mourinho fazia gestos de "roubados"em direcção às câmaras da televisão...foi aí que me enojou pela primeira vez...

Depois, confesso que lhe perdi o rasto, embora soubesse pela CS que acompanhara Robson para Barcelona (grandes estórias se contavam a esse respeito) e que depois fazia companhia a Louis van Gaal - do antigo puto atrevido, 'tradutor' de Robson, já quase nada restava...

Um belo dia, em casa de uma amiga, enquanto as senhoras se entretinham a fazer nem sei o quê, eu aproveitava a transmissão de um jogo (poucos naquela altura) da liga espanhola, em que a Tv portuguesa (nem me lembro qual) tinha como comentador um tipo que me deixou espantado - tanta qualidade, sem palha, poucas mas espantosamente brilhantes as explicações sobre o que se passava no relvado, tanto saber que me deixou perplexo...
- Quem será este gajo? - perguntava-me sem parar...
Era José Mourinho - do nojo à admiração foi um ápice...
O melhor comentador desportivo que alguma vez escutei - um espanto.

Pouco tempo depois, quando Vale e Azevedo tiraria da cartola o treinador Mourinho, de imediato me lembrei da fantástica performance televisiva de uns meses antes....
Após 'levarmos' com Artur Jorge, (Mário Wilson, um grande benfiquista mas...) Paulo Autuori, Manuel José, Mário Wilson de novo, Graeme Souness, Shéu Han, (o mesmo que Mario Wilson) e Jupp Heynckes (este miseravelmente achincalhado e boicotado) seria impossível que alguém com aquela inteligência e clarividência, não trouxesse uma lufada de ar fresco ao Benfica...

A história de Mourinho no Benfica é dolorosa mas simples de contar...
Heynckes é despedido e Mourinho - contratado por Vale e Azevedo - entra à quinta jornada ...
Estreia-se com uma derrota no Bessa, com o Boavista, que viria a ser campeão, seguido de um empate em casa com o Braga, mas com a equipa a sair aplaudida pelos sócios!
Pouco tempo depois; 3-0 ao Sporting (João Tomaz) com Mourinho de joelhos a festejar - uma imagem que só voltaríamos a ver noutras latitudes...

Vilarinho, que entretanto ganhara as eleições a Vale e Azevedo, trazia Toni (benfiquista mas...) a tira-colo e logo arranjaria maneira (Mourinho já nesse tempo não facilitava) de hostilizar Mourinho, que obviamente se pôs a andar, deixando o Clube em segundo lugar...
Resultado? Toni a treinador e o 6º lugar no final da época.

A seguir, o calvário que foi ver Jesualdo no Benfica (abençoado Gondomar) e um quarto lugar no final do campeonato, enquanto Vilarinho desprezava uma segunda oportunidade de fazer Mourinho regressar, impondo-lhe o tio Jesualdo como adjunto, algo que obviamente, Mourinho não aceitaria, preferindo rumar aos corruptos, com os resultados que se conhecem...

É demasiado cruel, pensar que Mourinho foi trocado por não aceitar um adjunto (Jesualdo) imposto por Vilarinho...
Doí as entranhas - hoje - assim como doeu na altura. Muito.
- Meu Deus, que estupidez, que burrice sem tamanho - não me cansava de repetir.
As grandes lutas de então, com variadíssimos companheiros benfiquistas, que o queriam ver pelas costas, apenas me faz doer com a sua lembrança - tanto que eu gostaria de ter estado errado...

Infelizmente, todos os meus receios se confirmaram de forma dramática - tanto, que de uma equipa e de um presidente em fim de estação, condenados ao fracasso e à saída, resultaria um clube campeão da Europa (vários outros títulos) e o renascer triunfante do maior crápula da história do futebol português...

O percurso de Mourinho nos Corruptos, onde usufruiu de benefícios arbitrais, como de resto todos os outros treinadores que por lá passam, que o ajudariam na sua caminhada de sucesso, onde teve atitudes menos nobres (episódio da camisola de Rui Jorge e outros) faz parte de um passado que nem quero recordar...
Como treinador dos corruptos apenas me meteu nojo (ataques constantes ao Benfica), tanto como me metem todos os que por lá passam...
A seu favor, apenas o reconhecer de toda a sua capacidade, inteligência e competência.
Passemos pois adiante...

Chelsea - finalmente, já podia gostar de Mourinho e torcer pelo seu sucesso...
Aí, no Chelsea, o discurso de coitadinhos já fazia sentido, pois a luta era com os tubarões de Manchester (Ferguson) e do Arsenal (Arsène Wenger) que tinham nas mãos todos os favores arbitrais e outros mais...

No Inter, embora com o Milan na ressaca dos castigos aplicados (em Itália a justiça ainda vai funcionando) e com a Juventus carpindo as magoas da corrupção e da descida ao inferno da segunda divisão, o discurso do coitadinho até nem ficava mal...
Numa equipa habituada a ser vilipendiada pelos poderosos Juventus e AC Milan, ao Inter, espécie de patinho feio do futebol italiano, os discurso do coitadinho colava que nem uma luva.

De qualquer forma, desses tempos, longe da fama de agora (olá Ronaldo) apenas me lembro de um jogo onde o olarápio roubou miseravelmente o Barcelona, e de ver o Inter a jogar com todos os jogadores dentro da baliza (em Barcelona) numa imagem triste que jamais esquecerei.
Passou a eliminatória, e chegou à final, mas a minha admiração por Mourinho começava a ser posta em causa...
Na final, ainda ganharia justamente ao Bayern, num jogo em que torci (por causa dele) pelo Inter e desde que me lembro, foi um dos últimos jogos em que gostei de ver a sua equipa jogar e ganhar...

Claro que percebi, que se calhar essa foi a única maneira de ter sucesso, mas como não sou simpatizante do Inter (apenas enquanto foi seu treinador) doeu-me ver o futebol ser tão mal tratado - é que, antes de pessoas ou clubes (excepto o Benfica) amo o bom futebol e aquela coisa era tudo menos bom futebol.

Enfim  Madrid...
Aqui, faço uma declaração de principio; entre o Barcelona e o Real Madrid, estou-me completamente nas tintas para ambos - é para o lado que eu durmo bem. O que eu gosto é de grandes jogadores, bom futebol, golos e grandes espectáculos.

A minha disposição (fiquei mais do que satisfeito por Mourinho chegar a Madrid) era torcer pelo Real e comecei a antecipar grandes espectáculos e futebol de primeira água.
Nunca podia imaginar aquilo em que o Real Madrid se transformou...

O Real Madrid é o maior e o mais poderoso clube do mundo.
Era assim antes de Mourinho e assim continuará quando Mourinho for embora - pelo seu próprio pé ou despedido, no final da época.

Mourinho chegou a Madrid, com o Real demasiado habituado à superioridade do Barcelona, que tinha uma equipa que encantava Portugal, (nessa altura ai não que não encantava) a Espanha e o resto do Mundo...
Mourinho, inteligentemente, mais uma vez, percebeu que aquele futebol e aquela equipa, jamais (em 3 anos) poderia ser parada a jogar de igual para igual - futebol contra futebol - equipa contra equipa, jogador contra jogador.

As várias sovas que levou, uma delas (5-0) que jamais esqueceria, apenas o terão levado a acelerar o processo...
Assim, 'acabou' com o futebol e introduziu a guerrilha, a batota, os pontapés nas canelas, as cotoveladas  o confronto físico e verbal e transformou o grande espectáculo que era ver o confronto (futebolístico) entre as duas melhores equipas do Mundo, em autenticas guerras, luta livre, patadas, cuspidelas ou agarrões, e transformou aquilo numa coisa pior, muito pior que um simples jogo de rugby.

Passou a fazer bons resultados, muito à custa de arbitragens mais do que manhosas, ganhou umas taças e um campeonato, ainda poderá ganhar outras taças ou campeonatos, mas acabou definitivamente com o bom futebol e acabou como o prazer que me dava ver o Real Madrid jogar, com o prazer que me dava ver, Ronaldo, Guti, Raul, Kaka, Ozil, Di Maria, Robben e tantos outros, ao ponto de por esta altura, já evitar de ver os jogos do Real Madrid...
Repito - adoro bom futebol e se quisesse ver pancadaria, respaldada nos favores arbitrais, então via os jogos dos corruptos, algo que evito fazer há muitos anos.

A maior parte dos jogadores do Real, com os agarrões, com as patadas e as cotoveladas, com os empurrões e as pisadelas, com o confronto verbal e físico, noutro clube, (Benfica) não chegariam ao fim da maior parte dos clássicos, em Espanha transformados numa espécie rugby ou luta livre.
Mourinho matou o futebol espectáculo em Espanha e isso não lhe perdoo. Mourinho transformou o Real Madrid num clube ranhoso, num clube de bairro, num clube 'pequeno'.
Para que Mourinho possa ser grande, o Madrid quase desapareceu. Hoje não passa de uma caricatura do passado - por muitos títulos que ganhe.

Na minha opinião, o Real Madrid de Mourinho, pratica um futebol feio, bruto e musculado, desajustado à classe da maioria dos seus jogadores e da sua (gloriosa) história.
É um futebol projectado para potenciar Ronaldo e a sua veia goleadora - Ronaldo não leva a equipa às costas como pateticamente se diz por aí. 
É a equipa é que suporta o seu futebol - no Real Madrid e na selecção. O resto é folclore de quem não percebe um caracol do que vê no estádio ou na TV, ou pior ainda, com o objectivo de vender um produto que não existe, um produto falso.

Em Portugal, não por causa de Mourinho, que ainda tem várias contas antigas por ajustar, mas porque Ronaldo é um produto que vende milhões, a imprensa portuguesa adoptaria não só Mourinho, mas também o Real Madrid, como se fossem três coitadinhos a quem os espanhóis, principalmente os afectos ao Barcelona, mais os senhores da UEFA, da FIFA, da UNICEF, da UE, a ONU, da NATO, da CIA, da MOSSAD,  do MI5, do FSB e da KGB, não fizessem mais nada que persegui-los, com a clara intenção de lhes fazer as piores maldades...coitadinhos dos portugueses!

Em grande parte dos casos, um asco, que nos dias de hoje, ultrapassa largamente o proteccionismo dado aos corruptos de Contumil - simplesmente ridículo e patético...
É que para além disso, a CS portuguesa, passou a ostracizar, a odiar e a perseguir, a melhor equipa de sempre - a que pratica o melhor futebol alguma vez visto em toda a história.
É a minha opinião, corroborada por biliões de espectadores em todo o Mundo.
Pior - era a opinião da imprensa e da maioria dos portugueses até uns 4 anos atrás!

O Real Madrid (com ou sem Mourinho, com ou sem Ronaldo) é beneficiado em mais de 80% das decisões arbitrais, seja contra quem for.
É assim mesmo e tudo o que for dito em contrário, apenas reforça a cegueira selectiva que passou a fazer escola em Portugal - uma cegueira comum a quase todas as franjas de telespectadores e adeptos - aqui não há Benfica, Porto ou Sporting - são todos do Ronaldo do Mourinho ou Real Madrid...
São portugueses - dizem!
Os outros (inúmeros) portugueses que jogam em Espanha, presumo que são de terceira ou quarta categoria...

Muitos, ao ler isto, (a tal cegueira selectiva e colectiva) dirão talvez; o GV endoideceu. Eu apenas digo; - Não peço que regressem ao passado para recordarem o que pensavam antes de Ronaldo e Mourinho chegarem a Madrid. Não; sei que há memórias que todos gostam de esquecer. Apenas peço, que, quando Mourinho e Ronaldo saírem de Espanha,  não comecem a hostilizar o Madrid.
Não comecem a dar razão ao GV, quando este afirma que o Real Madrid (com ou sem Mourinho, com ou sem Ronaldo) é beneficiado em mais de 80% das decisões arbitrais seja contra que clube for.

Qual será o próximo clube (coitadinho) a ser perseguido pelo Platini, pela UEFA, pela FIFA, pelo homem da relva, pela mulher a dias, etc...?
A resposta é fácil - só temos de esperar mais uns meses...

Outras considerações...
O Real Madrid tem um plantel largamente superior ao Barcelona - em qualidade e quantidade.
O Real Madrid gastou mais que qualquer outro clube do Mundo para comprar os jogadores que Mourinho quis.
O Real Madrid tem - apenas para fazer numero - um ou dois rapazes da cantera, lançados por Mourinho - o Barcelona joga muitas vezes com 10 titulares da sua cantera e tem outros dez prontos a entrar...
Se para os portugueses é Ronaldo que leva o Real Madrid às costas, onde metem os méritos de José Mourinho, com uma equipa das mais caras do mundo à disposição?
---------------------------------------------------------------------
Mourinho morrerá como um dos mais titulados, senão o mais titulado treinador do Mundo.
Ficará na história do futebol mundial.
Isso já ninguém lhe tirará.
Mas o que ele nunca conseguirá, é que uma das suas muitas equipas fique na história pelo futebol praticado, ou por ter marcado uma era.

Mourinho não dura mais que três anos em cada clube. A pressão e o stress, que pelo seu temperamento e estratégia obriga os clubes, jogadores e dirigentes a enfrentar, desgasta e mata qualquer chance ir para além dos três anos - no Chelsea ainda tentou mas acabaria despedido.
Os jogadores envelhecem, chupados até ao tutano, o clube acaba - invariavelmente - odiado por toda a gente, e quando sai, pouco mais fica que os cacos que algum 'coitado' terá de varrer...

É uma opção perfeitamente consciente e que ele explora e potencia ao limite - quem vier atrás que feche a porta - quanto pior encontrar o clube, melhor...
Assim se constrói a lenda do insubstituível!

Foi assim no Porto, no Chelsea, no Inter e vai ser assim no Real Madrid.
Saiu a mal do Porto, perseguido pelos superdragões, tanto que nunca mais lá voltou (olha o Vilas-Boas a regressar para receber inúmeros prémios) foi despedido do Chelsea, deixou o Inter de rastos, e deixará o Real Madrid a tentar curar as inúmeras cicatrizes (internas e externas) durante os próximos anos...

É por isso que não acredito que o Manchester United (espero que não) lhe abra as portas. Não estou a ver Ferguson a permitr que Mourinho transforme o Manchester num clube menor, num clube permanentemente em guerras, em contraste com o passado glorioso; guerras com a imprensa, com os adeptos, com os adversários, e com as glorias do passado.
Está demasiado em jogo - o prestigio internacional, as vendas no oriente e principalmente a grandeza do clube, para permitir que isso aconteça.

Não vejo que os administradores do Manchester queiram transformar um dos mais apreciados e amados clubes do Mundo, num clube de guerrilha, num clube odiado, num clube menor. Não acredito nisso.

Custa-me entender que vá para o Chelsea - se até o Di Matteo fez melhor (campeão Europeu) embora com um futebol (aquilo era futebol?) igual ao do Inter treinado por si, não estou a ver grande estimulo nisso, mas haverá razões que a (minha) razão desconhece...

Resumindo - desejo ardentemente que vá para Inglaterra e que leve o Ronaldo com ele, pois isso seria a galinha dos ovos de ouro para o Benfica, detentor dos direitos televisivos da Premier League...
Que escolha um clube que verdadeiramente seja o patinho feio da Liga Inglesa - Manchester City - ou um colosso do futebol mundial, agora desacreditado e quase moribundo (pujante apenas nas finanças) como o Liverpool...

Liverpool, à procura da gloria do passado (era onde eu gostava de o ver) ou o Manchester City sequioso de vitórias e títulos...
Aí, tal como no Chelsea, resultaria o discurso do coitadinho, contra tudo e contra todos - Mancini e o Manchester City têm sido vergastados pelos poderes instalados em Inglaterra, que não lhes perdoam a súbita ascenção e o Liverpool, fruto das más escolhas de jogadores e de treinadores ao longo dos anos, mete dó e não passa de uma sombra do passado...

Esse é o meu primeiro desejo. O segundo - é que a sua próxima equipa não assassine o futebol como faz demasiadas vezes o Real Madrid. O terceiro, se assim acontecer, é que ganhe muito outra vez...

Por gostar e admirar tanto Mourinho (pode não parecer, mas é a mais pura verdade) é que não lhe perdoo ver as suas equipas jogar um futebol tão feio, tão resultadista - mesmo que isso lhe traga, títulos fama e proveitos.
Recuso-me a acreditar, que Mourinho, demasiado inteligente e competente, não fosse capaz de conseguir  o mesmo sucesso com métodos totalmente diferentes - bastava que ele o quisesse...

Por gostar e admirar tanto Mourinho, é que odeio o jogo sujo que ele deita mão para alcançar objectivos...
Meter o dedo no olho de um colega de profissão, rasgar a camisola de um jogador ou não saber reconhecer o mérito e as conquistas dos adversários é demasiado baixo para uma pessoa com tanto valor.
Detesto ver desculpas para tudo, que vão desde a mulher a dias à FIFA e à UNISEF - nem todos somos cegos, surdos e...parvos.
E ele nem precisava disso!

Ah, e também me dá um gozo do caraças vê-lo fazer ''gato sapato'' dos junta-letras...

Por fim, quero deixar claro, que, como benfiquista, lhe estou extremamente grato pelos grandes negócios que ajudou o Benfica a fazer, começando pelo Tiago acabando em Garay.
Sem Mourinho, e já agora sem Jorge Mendes, que eu critico muitas vezes, mas que, como não sou mal agradecido, percebo que o Benfica muito deve a ambos, jamais o Benfica teria feito tantos e tão bons negócios - nem de perto nem de longe.

9 comentários:

  1. finalmente alguém diz uma verdades sobre Mourinho... pode ser o técnico mais titulado do mundo, mas não percebo, não aguento e não entendo as atitudes ou falta delas perante colegas de profissao, o futebol tão feio - não deixa de ser futebol - e a admiração dos portugueses e principalmente Benfiquistas por um clube que nem Português é, que é rival do Benfica em termos Históricos e o desprezo a que voltam os de Barcelona... Parece irreal, e absurdo, mas é a verdade!

    Muito bom texto Guachos, sem medo de dizer o que pensa e de forma tão assertiva. Parabéns e eu concordo com a publicação.

    ResponderEliminar
  2. o mourito no Benfica só fez um jogo de jeito - 3-0 ao sporting (conseguiu a proeza de levar 0-3 no Marítimo e ser eliminado pelo Halmstad) - e aproveitou esse jogo para avançar com uma chantagem vergonha com Vilarinho exigindo renovação do contrato imediata. como lhe disseram para esperar pelo fim da época foi para o sporting com o qual já tinha assinado acordo (o veiga teve de devolver 120 contos) e só não ficou lá porque foi impedido de entrar em alvalade pelos sócios que não quiseram um vendido, isto define bem o seu carácter, e é a verdade pura e dura
    LC

    ResponderEliminar
  3. Aqui está um texto para ser lido e relido pelos merdias portugueses.

    Que pena não ser escrito num jornal de cariz nacional, para que todos possam ser «forçados» a pensar...

    Pedro Reis

    ResponderEliminar
  4. Mou está para o futebol como treinador como P da C está como administrador. Ambos podiam ter sido mitos não fosse a ganãncia de ganhar a todo o custo em vez de darem prioridade ao futebol que só tem encanto se for limpo.
    Quanto à equipa jogar para Ronaldo, em nada é diferente que em qualquer outra equipa onde há um craque e quanto a mim o futebol só ganha com isso.
    Bom artigo com o qual concordo a quase 100%.

    ResponderEliminar
  5. ESPETACULAR de e com VERDADE,assino por baixo o teu post Guachos,com a adenda do anonimo das 13,58h k assina com "LC",

    Este post é pra ficar nos canones,pena de n existir jornalismo deste kilate.

    Bem Haja !!!

    Abraço Guachos

    ResponderEliminar
  6. Mourinho pode ser bom, muito bom, o melhor, o mais ganhador, mas ha uma coisa que eu jamais perdoarei a esse senhor que foi servir-se do Benfica e apenas servir-se do Benfica. Isso eu nao perdoo a ninguém e tenho de dizer que ha tanta gente neste mundo que se serve, e apenas se serve, do Glorioso Sport Lisboa e Benfica. . . para esses o meu singelo mas puro desprezo eterno.

    ResponderEliminar
  7. Grande Texto Gauchos como sempre,de facto é um regalo ler estas preciosidades daquele que considero ser o melhor Blog Glorioso.
    Concordo com muito o que foi escrito sobre Mourinho. Antes de mais também sou um admirador tremendo de Mourinho e considero-o como o melhor Treinador em todos os sentidos do Mundo.
    Ele é o melhor porque de facto é muitissimo inteligente, astuto, que percebe é é mestre na comunicação, na psicologia, em tudo o que rodeia uma equipa e um clube de futebol. É essa a sua grande arma e como está á frente de todos nesse aspecto é obvio que ganha e vai ganhar em todos os clubes que treinar. Como dizes por ser como é e pela sua inteligencia e principalmente estratégia nos clubes onde está é claro que nunca poderá durar mais de 3 anos em cada clube pois o desgaste é diário que se torna insuportável para todos. Depois quando saí vejam o estado em que ficam os clubes onde esteve todos eles. Como disseste a guerrilha é tremenda e depois quem ficar que feche a porta. É isso que o leva ao triunfo em todo o lado onde esteve essa sua capacidade e inteligência de guerrilha, de pressão, de tensão que leva para todas as suas equipas e como dizes consegue quase sempre ter favores de arbitagem Tudo nele é pensado, as expulsões que tem no banco, os ataques que faz aos arbitros as derrotas que tem e nunca são culpa do proprio, o esperar de um arbitro no estacionamento de um Estádio, tudo é estudado até reconhcer que com o Manchester que foi pela arbitro que passou, tudo para depois recolher beneficios mais tarde, de facto ele é unico, genial nisso, brilhante mesmo como disse é essa a sua arma.
    Depois claro há o futebol propriamente dito e jogado e aí caro Gauchos Mourinho nem no Top 5 está como treinador, nem em Portugal é o melhor. No futebol jogado, no treino, no desenvolver um jogador Mourinho perde para muita gente pois é limitado como disse as suas armas são outras. Alguém se lembra de uma equipa de Mourinho jogar um futebol alegre, de ataque, vivo, um futebol total? Pois é não há porque nunca põe porque não consegue as suas equipas a jogar assim mesmo ganhando tudo ou quase tudo. A melhor que me lembro foi o 1º ano dos Corruptos e mesmo assim nada comparado por exemplo com o rolo compressor do nosso Jesus. Guardiola fez a melhor equipa do história do futebol que será lembrada durante decadas ou até seculos como o Brasil de Péle, o Real de Di Stefano, o nosso Glorioso de Eusébio, a Laranja Mêcanica de Cruyff, Fergunson há mais de 20 anos constroi equipas de míudos até crescerem no Manchester, Wenger faz o mesmo no Arsenal mesmo não ganhando com putos que ninguém conheçe. Mourinho vai bater todos os recordes de titulos do Mundo isso é certo mas daqui a 70 ou 80 anos ninguém se vai lembrar de 1 equipa dele a jogar futebol, como se lembraram para sempre do Barça de Guardiola.

    continua

    ResponderEliminar
  8. Continuação

    Digo mais o nosso Jesus a esse nível dá de goleada a Mourinho. Por exemplo digam 1 jogador que Mourinho conseguio pontecializar. Um jogador desconhecido que ele tenho "pegado" e desenvolvido até se tornar uma Vedeta internacional, um dos melhores do Mundo na sua posição? Um David Luiz, um Di Maria, um Ramires, um Javi, um Witsel, um Coentrão um Garay (que ele não reparou que tinha um dos melhores centrais do Mundo), ou então um para outros patamares um Ronaldo (que Fergunson pegou um artista de circo e transformou na máquina que é), um Rooney (um míudo interessante apenas isso no Everton), um Fabregas levado por Wenger das escolas do Barça até ser o que é, ou seja, Mourinho nisso está a leste de muitos grandes treinadores? ele não "criou" um unico jogador simplesmente por não o sabe fazer, apenas isso. Esteve 6 meses no Leiria e nem 1 jogador de classe fez apenas Derlei que só teve exito no clube de sempre como Costinha, Maniche, o Nuno Valente, etc, etc (dessa equipa apenas Deco e Ricardo Carvalho escaparam a ser dispensados em todos os clubes que tiveram depois do Corruptos). E porquê? Porque em cada clube para onde foi teve dinheiro para ir buscar os melhores já trabalhados, já formados, já "jogadores" a serio de classe. É facil dizer ao Russo quero o Drogba melhor avançado africano, quero o Robben melhor extremo holandes, etc etc, ao Morratti quero o Eto´, ao Perez quero o Káka, quero o Di Maria já no ponto preparado por 1 ano de Jesus, quero o Coentrão também com 3 anos de Jesus que o inventou como o melhor defesa esquerdo europeu é mais facil que pegar no Morata ou no Callejón e desenvolve-los como grandes jogadores. É assim que Mourinho tem vivido e vai continuar a viver no proximo clube onde for. Pois como disse as suas armas ganhadoras são outras não a capacidade de por equipas a jogar bom futebol e desenvolver jogadores. Mas é e será o melhor do Mundo.

    P.S- Imaginem que no começo do campeonato Florentino Perez lhe diz: vais ficar sem o Xavi Alonso e o Ozil que vamos vender e o Pépe vai ficar castigado 3 meses. Imaginem que tinha de arranjar soluções para isso no proprio plantel, imaginam não imaginam...

    ResponderEliminar
  9. Eu então queria que isto fosse uma novela!
    Ou julgará o meu caro que textos desta qualidade se encontram por aí aos pontapés?

    Grande grande texto! Grande e forte opinião!

    E cada vez concordo mais com o O GLORIOSO. A melhor e mais lúcida opinião é aqui que se encontra.

    RC

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.