sábado, 23 de março de 2013

Selecção de Mendes - à medida do seu capitão


A pouca vergonha e falta de respeito pelas pessoas que ainda se dão ao trabalho de pensar, os poucos que ainda resistem, fora do saco da carneirada estupidificada - assente na insanidade mental, cada vez mais, forjada e difundida pela comunicação social adestrada, resulta e permite que um treinador de futebol, ainda por cima treinador de uma selecção nacional, tenha o desplante de afirmar, que; marcar no primeiro minuto é penalizante para uma equipa, sem ninguém questionar tamanha aberração!

Não deixa de ser estranho, ninguém lhe ter perguntado, se, ao marcar no ultimo minuto, com um chouriço do tamanho das férias em Jerusalém,  também tinha penalizado a selecção de Jorge Mendes...
Uma equipa que tem a "vaca" de marcar no primeiro e no ultimo minuto, safando um empate miserável contra uma selecção de terceira categoria, sofrendo mesmo assim três golos, e que, ainda por cima, vem com desculpas esfarrapadas como esta, é no mínimo estúpido e revelador da impunidade que reina neste triste futebol, comandado por um empresário, que faz e desfaz como quer e lhe apetece...

Uma equipa que tem como capitão, um fedelho parvo, que antes do jogo não se cansou de aparecer na CS - autentico turista a gozar as delicias do sol hebraico, aparecendo em trajes ridículos - soquetes até aos joelhos, sapatilhas, mochila, boné à puto charila, e cara de enjoado, desapareceria - mais uma vez - como por encanto no final do mesmo, obrigando a que o dono da selecção, o patrão Mendes, tenha que enviar a mamã - Pepe - dar a cara por ele...
Um habito rasteiro, que já todos consideram normal - tanto, que os junta-letras já nem procuram o moço - derrotas é com o Pepe.
À medida da grandeza do capitão e da equipa - uma merda enquanto representante das cores de Portugal.

Parece que Jorge Mendes decidiu oferecer-lhe umas férias pagas no Azerbaijão, desta vez sem a chatice de ter de jogar...
Espera-se que leve umas calças - por causa do frio!

A CS adestrada, acha natural (e o povo parece que também) que um jogador decida se quer jogar ou não!
João Moutinho - em 2 anos apenas - passou de, excluído de Queirós (trocado por Rubén Amorim) e maçã podre de Bettencourt, a doutor da mula russa!
O moço é que decide se quer jogar ou não - se tem doi-doi ou não!
Paulo Bento - uma fera capaz de matar Ricardo Carvalho - uma barata quando o assunto é um activo do patrão Mendes...
O povoas, ultimamente a falhar na dose certa, deve estar por um fio - lesão da treta e uma ressaca que está difícil de ultrapassar - é urgente acertar na dose...

2 comentários:

  1. Realmente, a frase ali está ok!

    "Sem comentários"!

    ResponderEliminar
  2. Amigo Guachos desta vez não posso concordar contigo a 100%, pelo simples facto de concordar a 1000%.
    O suposto capitão da selecção que não é a minha, e que eu "carinhosamente" trato por mariconço está-se a borrifar para os colegas, a selecção , e o país porque como sempre só olha para o seu umbigo. É um fedelho sem educação e sem respeito por ninguém como temos visto pelas repetidas atitudes ao longo da sua carreira. O "perguntem ao Queirós", a picardia com o público num jogo em Braga, o gesto na catedral, etc.
    Lembram-se do jogo com a Dinamarca no europeu, em que o mariconso não quis festejar nenhum dos 3 golos porque o jogo lhe correu mal enão foi ele que marcou, mas no jogo seguinte com a Rep. Checa quando marcou era velo a chamar os colegas para o abraçarem. Pqp o gajo.
    Quanto ao risco ao meio, não podemos criticar porque coitado não sabe mais e é por isso mesmo que está no lugar em que está.
    Grande abraço
    Henrique Cordeiro

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.