domingo, 5 de maio de 2013

Não há Machado que corte...

Antes da festa o repasto...

Direcções dos dois clubes reunidas à mesa -  o Costa e o Alves, mais o Jardim e 'sus muchachos', num país a sério chegavam e sobravam para encher as celas de um "convento" durante décadas a fio!
500 anos de penitencias não davam nem para matar a 'fome' a metade - tudo bons rapazes.

Depois sim - a festa...

No palco onde assistimos à ultima (até agora) Proençada da época, quem reinou foram os machados...
Um no banco do Nacional e outro de apito na boca...
Manuel vintém, o artista lipoaspirado, lipoaspirou a equipa e a pouca dignidade que lhe resta, e de uma assentada retirou três os habituais titulares (CLAUDEMIR, DIEGO BARCELLOS E JOÃO AURÉLIO) trocando-os por outros tantos ex-juniores (MIGUEL RODRIGUES, NUNO CAMPOS E JOTA)

Faz sentido - machdês, na sua guerra pessoal com Jorge Jesus, quis mostrar que também sabe rodar e gerir o plantel, e aproveitou este jogo mais acessível para resguardar os melhores jogadores, uma vez que daqui a três jornadas, começa o seu campeonato a sério!

Nada disso retira o mérito da sua equipa, que, como vimos, se esfarrapou, 'comeu a relva' e deixou a pele em campo - de tal maneira o fez, que aos vinte minutos de jogo já tinha metade da tarefa cumprida - 3 batatas no saco (com a ajuda do outro Machado) e depois foi só gerir o cansaço e a ansiedade até ao apito final...
Limpinho.

Uma palavrinha final de apreço para aquele moço careca que de apito na boca geriu todas aquelas fantásticas emoções...

Ficará na história (era preciso acabar com o mito) por marcar um penalti contra o clube condenado por corrupção, ainda por cima, numa jogada que vem desmentir a teoria dos maldizentes que constantemente afirmam que os jogadores do clube corrupto são manetas!

Não tenho dúvidas que terá subido mais um degrau na sua já importante carreira, que teve como ponto alto a abertura do campeonato de 2010-2011, no Benfica - Académica, onde fez uma das mais "brilhantes" arbitragens que me lembro de ver até hoje...

Apitadeiros do passado como, Fortunato Azevedo, Rosa Santos, Martins dos Santos, Isidoro Rodrigues, José Guímaro, Francisco Silva e José Silvano, ou os actuais Xistra, Benquerença, Proença & Comp. certamente que se sentiram orgulhosos e muito bem representados naquele dia, onde o Benfica viu três pontos a voar e o começo da "saga" - «Roberto queremos-te servido às postas»...

Não sei se no final ainda houve tempo para um novo repasto - para a 'pasta' não duvido que sim...

5 comentários:

  1. Muito bom uma vez mais GV nao lhe mudava uma virgula a excepcao do grande frangoberto k ainda hj continua a dar grandes perus na terra de "nuestros hermanos" hehehheehheh

    ResponderEliminar
  2. Depois do Benfica denunciar o facto de entre tantas situações não se ter marcado um penalty contra os andruptos, tinha que vir o labrego do careca, inequívocamente por encomenda, marcar um!
    Dá para gargalhar!

    E a CS?
    Népias!
    Filhos da puta! mesmo!

    ResponderEliminar
  3. O que se passou na madeira foi muito estranho havia um clima diferente os adeptos do nacional foram os primeiros a notar que algo estava a ser cozinhado. Que vergonha tudo foi estudado ao pormenor. Jogadores do nacional que não corriam ,treinador do nacional submisso deixando titulares no banco,um árbitro que veio para ajudar o porto com lances ilegais nos 3 golos. Enfim é à descarada!

    ResponderEliminar
  4. Meu caro dlm07,
    Roberto foi 'só' eleito o melhor guarda-redes do campeonato espanhol na época passada!

    E sim - nesse jogo fatídico começou uma das mais nojentas e miseráveis campanhas contra um ser humano que me lembro ver até hoje - e olha que eu tenho uma memória de elefante.
    Obrigado pelos elogios...

    ResponderEliminar
  5. repararam como os jogadores do nacional jogaram,nem corriam ou iam as bolas eles estavam comprados,kuanto ao porco do apito so marcou akele penalti pk ja nao fazia falta,se o jogo estive-se empatado ou os porcos a ganhar por 1 nao o marcava!!!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.