quinta-feira, 6 de junho de 2013

Benfica SAD – “Contas” do 3º trimestre - comparação; osgalhada - Benfica SAD - crac

Por José Albuquerque


































Numa análise comparada (leitura horizontal), podemos confirmar que o crac se distinguiu pelo aumento conseguido nos Proveitos Operacionais, motivados pela diferença da eliminação  europeia ser na Euroliga ou na Champions, enquanto o Glorioso se distinguiu por ter conseguido reduzir os seus Custos Operacionais.
Ainda no tocante aos Custos Operacionais, note-se que a singularidade dos valores do crac na rubrica “Serviços de terceiros” se deve ao facto de, uma vez não estar consolidado o estádio do ladrão, a sad andrupta ter de pagar o aluguer pela respectiva utilização.
Seja como for e mesmo nas aturais condições macroeconómicas a Nossa SAD continua a ser a única que mantem Resultados Operacionais sustentadamente positivos.

Olhando para os números relativos a “Operações com passes de Atletas”, não deixa de ser interessante comparar os Nossos valores com os do crac:  
1 Primeiro porque tendo o Glorioso um quadro de Atletas muito mais vasto e com um valor de balanço ligeiramente superior, o valor relativo das amortizações inverte-se, o que só tem uma explicação – o prazo médio dos contratos que vinculam os Nossos Atletas é superior ao dos que “não gostam do Benfica”;
2 Depois porque em dois anos consecutivos em que os jornaleiros anunciaram a quebra de todos os recordes de vendas pelo crac, o ano passado com os negócios do falcoca e da Micaela, este ano com os suprassumos “ulki e Álvaro demoro cinco minutos a assinar o meu nome Pereira”, ainda não se chegaram aos resultados obtidos pelo Glorioso (há um ano com o Fábio e o Roberto, este ano com “todo o meio campo”); e
3 Finalmente, porque quer andruptos, quer osgalhada, não gostam de revelar tudo sobre estes negócios e preferem acumular (**) os seus custos aos proveitos.

Se olharmos para os resultados finais, mais uma vez temos de aplaudir a forma como a osgalhada anda a torrar o dinheiro do tio Ricciardi, constatar que o D.Cor(no)leone ficou a dever um imenso favor a quem o levou até ao Mónaco, favor esse que lhe vai sair bem caro (que o Jorge Mendes sabe-a toda).

Sem ajudas, nem dentro nem fora de campo, pagando a Catedral e o Campus do Seixal, continuando a investir no Museu, na BTV (há quem não necessite disso para ‘deter’ vários canais de televisão), nas escolas Geração Benfica, nas Casas, etc., etc. o Nosso Clube persiste em conseguir uma gestão equilibrada, ainda que roubado pelo mamão chupista, a quem já se vai acabando a ‘parafina’ e começa a apagar canais de TV.  

Se fizermos uma leitura vertical dos números do Quadro 1 (dos Nossos já escrevi antes, fazendo a apologia do ‘impulso’ aos Capitais Próprios e da ambição pelos resultados, por forma a estancar a hemorragia dos Custos Financeiros), sobre o abismo que já engoliu a osgalhada, eu só consigo dizer que ardo em curiosidade para ver como o “rambo” vai descalçar uma tal “bota”, enquanto me pergunto se os andruptos conhecem a “rábula do bolo”: e que ou comem o bolo e deixam de o ter (e sem bolo la se vão as receitas da Champions), ou não o comem e correm o risco de morrer de fome.  

Olhando para o Quadro 2, recordo-me do tempo em que o crac se pavoneava, com razão, com uma Situação Liquida invejável, enquanto a Benfica SAD apresentava Balanços ‘presos por arames’, enquanto hoje podemos estar a um passo de conseguir, em 3 anos, uma completa inversão dessa situação e … Vencer a “Batalha Económica”.
Quando olho para as contas da osgalhada, compreendo a razão pela qual se alegram sempre que não vencemos.

Viva o Benfica!             

25 comentários:

  1. Caro José, mais uma vez obrigado pela análise.

    Apenas 2 notas em relação às contas do Porto:
    - Eles, ao contrário de nós, em que consideramos os proveitos com as provas da UEFA quando eles ocorrem (ou seja, o prémio de entrada na próxima época será reconhecido no próximo exercício), conseideram os proveitos quando asseguram o direito a eles. Ou seja, é neste 4º trimestre que eles contabilizam o prémio de entrada na fase de grupos, ficando para o próximo exercício o restante que fizerem (prémios dos pontos, apuramento para quartos, etc). Isso explica porque eles têm menos proveitos registados nesta rubrica específica, quando na realidade até facturaram mais que nós (nestes 1ºs 3 trimestres). É certo, é errado? bem, é uma metodologia, desde que seguida da mesma forma, parece-me, indiferente, ainda que por uma questão de por os ovos de uma época todos no cesto desse época, eu prefira o nosso método (e do sporting, já agora).
    - Outra nota, tem que ver com a parte dos custos com as transferências. Na realidade o Porto refere quais os custos e a quem os pagou, enumerando cada parcela no apuramento das mais-valias de cada transferência.
    Uma norma que julgo também deveríamos seguir, a bem da transparência (é estranho juntar Porto e Transparência na mesma frase, mas neste caso, aparentemente, assim é.. claro, fazendo fé nos números apresentados).

    em relação aos resultados líquidos que podemos esperar no final do exercício, concordo com o companheiro João Pinto, com estas vendas (absurdas) o porto vai concretizar mais-valias de cerca de 35 milhões (!!!) pelo que antecipo resultados líquidos de cerca de 25 milhões. E como se vê pelas contas, eles "precisam" de mais-valias de 34 milhões para chegar aos 9 meses do exercício com 6,6 de prejuízo, pelo que se podem esperar vendas de largos milhões de julho em diante.

    Em relação a nós, apesar dos proveitos da meia e da final da Euroliga (cerca de 3.5 milhões em prémios + bilheteira e Market Pool) ainda teremos que fazer mais-valias de cerca de 3 milhões para ter resultados marginais positivos.

    Os Lagartos que me perdoem mas não percebo como se pode sair daquela situação.. Pelos vistos os clubes são como os bancos, os pequenos podem falir, os grandes não.

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Companheiro,

      Comeco com o pedido 'da ordem': faz-nos o favor de comentar com um 'nickname' qualquer (ou assinando os comentarios, se preferires), por forma a podermos identificar os teus comentarios, combinados?

      Quanto ao que escreveste, tens razao em tudo, exceto na 'transparencia' destes relatorios trimestrais: e verdade que osgalhada e andruptos dao os detalhes das vendas e compras, mas so no "R&C" anual, que neste caso do 3o trimestre os dados estao sintetizados nos mapas.

      Ja quanto a esse teu desejo de que a Nossa SAD completasse as informacoes com mais detalhe (especialmente quanto a comissoes), posso garantir-te que o CA costuma presta-las aos Acionistas e, humildemente, nao me parece uma informacao cujo detalhe acrescente o que quer que seja de interessante (a menos que incluisse moradas e numeros de telefone de quem recebeu, ahahah).

      Quanto ao Companheiro (Joao Pinto) que referes, confesso-te que nao sei quem ele e, nem onde escreve, mas fico-te agradecido se me indicares: quaisquer que sejam as opinioes dele, eu gostaria de poder ler as suas analises.

      Finalmente e quanto a projecoes para o final do exercicio (30 de junho), eu passei a fugir delas "como diabo da cruz", depois de, ha um ano, me ter espalhado ao comprido (ahahah) com as Nossas.
      Como bem sabes, nao se trata apenas da questao da 'sazonalidade' e ha que acrescentar os custos (e os proveitos, como bem referes no caso co crac e da "qualificacao" para a Champions) que sao contabilizados em junho.

      Obrigado pelo teu comentario.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Vou meter o bedelho e acrescentar algumas coisas. Quando se estuda contabilidade, existe um princípio que se chama em português, se não estou em erro (estou a traduzir), "Princípio da Prudência" que diz em termos gerais que os custos devem ser contabilizado imediatamente e os proveitos apenas após a sua realização. O Benfica segue este princípio que eu acho correcto. O CRAC não e explico porquê.

      Eles o ano passado ao fim de 9 meses tinham um resultado negativo de 22M€ e terminaram o ano com 36M€ negativos. Se não tivessem antecipado para o ano 2011/12 os 8,5M€ da Champions tinham terminado o ano com cerca de 45M€ negativos o que era igual ao que os lagartos apresentaram. Um resultado catastrófico ainda por cima depois de terem vendido o Falcão e Ruben Micael por 45M€.
      Por isso mandaram a Prudência dar uma volta ao bilhar grande! :-))

      Este ano estão melhor, apenas porque venderam por maior quantia o Hulk, Alvaro Pereira, Guarin e mais dois ou três. No entanto já têm após 9 meses quase 7M€ negativos. A pressa em vender o Moutinho e o James tem a ver não só com os resultados que iriam apresentar no fim do ano mas também porque já estão com ordenados em atraso, com graves problema de tesouraria. Basta dizer que os jogadores de basket, secção que fechou o ano passado, ainda têm os ordenados em atraso. Já para não falar nas indemnizações por quebra de contrato.

      Não podemos esquecer que não têm proveitos quase nenhum desde Março a Agosto, 6-7 meses. Os proveitos da TV já foram facturados e pagos. A única grande receita que tiveram foi o jogo Porto-Benfica. Portanto, apenas resta as vendas de jogadores.

      As vendas do Moutinho e James irão permitir melhorar os resultados de 2012/13 mas não tanto como se pensa. Em primeiro lugar os 70M€ são iguais aos 60M€ do Hulk que no fim foram apenas 40M€ (ver R&C dos gajos). Os jornais franceses nunca falaram em 70M€ mas sim 50M€.

      O ano passado do 3º para o 4º trimestre teriam piorado os resultados em cerca de 23M€ sem a inclusão da Champions (de 22M€ para 45M€ valores aproximados). Extrapolando para este ano os resultados dariam 6,7M€+23M€, isto é terminariam o ano com cerca de 30M€ negativos.

      Adicionando-lhe os 8M€ da Champions do próximo ano daria -22M€. Um resultado que também é bastante elevado depois de vendas milionárias. Com as vendas do Moutinho + James irão terminar com um resultado positivo na ordem dos 10M€. Na melhor das hipóteses.

      Não nos podemos esquecer que quem pagou o Moutinho foi um "amigo externo" que adiantou os 11M€ que agora os quer naturalmente de volta, não sei se com mais valias. Adicionem-lhe as comissões + Sporting + formação/solidariedade + 10% do James, etc e não restará muito.

      Terão de vender mais uma ou duas "jóias da coroa".

      Reparem que agora até já vão aos chineses comprar jogadores. E o treinador é baratinho, baratinho, baratinho.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Enorme Manuel, Companheiro,

      Fazes sempre bem em "meter o bedelho", ahahah, porque e para isso que aqui vimos todos.

      Estou de acordo com quase tudo o que escreveste, embora acredite que estas a exagerar no teu pessimism quanto as 'mais valias' que o crac vai contabilizar com a venda do 'tropecador' por 45ME.

      Agora, numa coisa estou inteiramente de acordo contigo: a confirmar-se que o crac 'antecipou' os proveitos do olibeiredo (talvez na esperanca de que, com a renovacao do Glorioso, o mamao teria algo mais para lhes dar), entao sim, o crac vai ter de vender muito no proximo exercicio.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Grande Manuel,
      Mas que enorme ''bedelho'' que o amigo tem!
      Gostei

      Eliminar
    5. Caros amigos, é um prazer ler o vosso blogue. Sempre!
      Nem imaginam o gozo que me dá desmascarar aqueles gajos! São os maiores dissimuladores e manipuladores deste pobre país.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. É fundamental renegociar bem os patrocínios, para compensar a diminuição de receita por via do aumento do IVA na bilhética bem como para diminuir o nível dos custos financeiros suportados anualmente.

    A renegociação de patrocínios é ainda fundamental para investir na BenficaTv para que esta possa atingir, dentro de 2 ou 3 anos,o nível de receitas consentaneo com a dimensão internacional do clube.

    Com estes dois pilares bem consolidados (patrocinios e BTV), poderemos ter um Benfica bem mais forte desportivamente.

    Creio haver desequilibrios no plantel actual em várias posições e entre a 1ª linha e a 2ª, que tem de ser encarados. Um defesa esquerdo, dois defesas centrais de qualidade, um 6 e um 8 alternativos a Matic e Enzo, e dois avançados centro para substituir Cardozo e Kardec parecem-me essenciais neste momento, em que já são conhecidos alguns dos reforços, e em que se perspectiva as saída de Garay, Gaitan e Cardozo (a que se devem somar as saídas de Luisinho, M. Vitor, C.Martins e Roderick).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Superaguia1904, Companheiro,

      Antes de mais e em nome do Autor (mesmo sem procuracao, ahahah), deixa que te de as minhas sinceras boas vindas ao GUACHOSVERMELHOS.

      Na tua lista de saidas, nao te esquecas do seguinte:
      1 Pablo Aimar
      2 Com essa (eventual) saida de 4 Atletas formados em Portugal (um dos quais da Nossa 'Fabrica'), tens de os substituir por outros com essa caracteristica;
      3 Tens de somar mais alguem, sob pena de teres de reduzir a tua 'lista de contratacoes'.

      Quanto aos teus considerandos sobre o future dos Nossos proveitos, especialmente da BTV, estou de acordo contigo, tal como refiro no antepenultimo texto publicado.

      Obrigado pelo teu contributo.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Caro José,

      Obrigado pelo cumprimento.O Guachosvermelhos tem merecido desde há muito o meu respeito e admiração, pelo Benfiquismo e frontalidade, mas com a nova "contratação", a visita torna-se obrigatória!

      Concordo o que dizes quanto às saídas. A questão de jogadores formados põe-se, mas há jogadores na Liga e jogadores da B com qualidade, que poderão colmatar bem esses lugares.
      Com a saída de Aimar, aponto para 8 o número de jogadores a sair/substituir. E, sei da minha ousadia, mas também se deveria pensar, se a experiência e o rendimento desportivo futuro de jogadores como Luisão ou Maxi, compensam eventuais boas propostas financeiras que possam receber. De qualquer forma, aceito bem a sua permanência pela estabilidade.

      A saída de pesos pesados da massa salarial do clube ajudará à entrada de sangue novo no plantel sem acréscimo substancial dessa rubrica.
      As saídas "previstas" do plantel levam-me a crer que teremos receitas entre os 65Me. Espero que se resista a fazer mais que isso de receitas com vendas de jogadores importantes. O investimento que falo no plantel tem de ser rigoroso e efetivo, e penso que não há melhor pessoa que Rui Costa para fazer essa triagem. Diria que é a pessoa certa no sítio certo. Há uma excelente base de trabalho, mas que tem de ser complementada no presente e prevenindo desde já a saída futura de jogadores em 2014(como Matic entre outros)...

      Com Pedro Emanuel no Arouca, Jorge Costa no Paços de Ferreira, Sérgio Conceição na Académica, Nuno Espirito Santo no Rio Ave, eventualmente Fernando Couto no Olhanense, a que se soma os vassalos habituais Sporting,Nacional, Setúbal e Braga, não tenhamos dúvidas que só tendo um plantel fortíssimo que permita jogar as várias competições ao mesmo nível, com a mesma intensidade e com a mesma eficácia, será possível ser campeão. Se assim não for, os melhores começam a ter minutos e mais minutos, acabando por sofrer as consequências mais cedo ou mais tarde, num qualquer jogo.

      Sabemos bem que ter equilíbrio financeiro e desportivo é complicado. Com a BTV "nossa", com a importância de fazer boas Champions e o imperativo de sermos campeões, é importante sermos audaciosos.

      E PLURIBUS UNUM!
      FORÇA BENFICA!


      Eliminar
    3. Enorme 'Superaguia1904', Companheiro,

      Justissimo, esse teu alogio ao Enorme Guachos ... ja a simpatia para comigo, que te agradeco, parece-me um exagero, ahahah.

      Estou de acordo com todo este teu comentario e, no que toca a Nossa TV, eu vou continuar otimista, porque sei que o projeto foi muito cuidadosamente estudado e preparado e, tambem, porque nao acredito nos boatos que os anti Vieira andam a tentar agitar a proposito de uma alegada saida do J.E.Moniz.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  3. superaguia1904,
    Efectivamente o "Guachos" está por estes dias enormemente valorizado - é como se tivéssemos na equipa Rui Costa - de volta à camisa nº10!

    Agradecimentos pela palavras elogiosas!

    ResponderEliminar
  4. As análises que vocês aqui fazem são muito sensatas e ponderadas (pelo menos parecem!), o que destoa, e muito, do que encontro na restante blogosfera. Gosto particularmente das análises sob o ponto de vista financeiro! Parabéns e continuem a partilhar as vossas opiniões, que pela minha parte continuarei a seguir atentamente este vosso blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João, fazemos por isso.
      Tudo pelo Benfica, nada contra o Benfica!

      Eliminar

  5. A analise dos dados dos relatorios aqui apresentada, é feita no sentido de confirmar uma determinada posição.

    Alguns dado não considerados:

    No ano passado o Benfica, tambem teve resultados positivos(2 Milhoes) no 3º trimestre e acabou com um prejuizo de 11 Milhoes.O Benfica de Vieira nunca teve 1 ano com lucro.

    Este ano ja vendeu o Bruno César por 5 Milhoes.

    Tambem substitui um emprestimo obrigacionista de 40 Milhoes por um de 45 Milhoes que ainda nao esta neste relatorio.

    Tem emprestimo na ordem dos 270 Milhoes e paga 16 Milhoes de euros anuais em juros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anonimo anti Vieira,

      Este teu comentario nao passa de um chorrilho de mentiras e de uma prova insofismavel de que nao entendes absolutamente nada do assunto "Contas".

      A tua ignorancia nao pode, obviamente, trazer-Nos nenhuma vantage, mas, se tal fosse possivel, seria belissimo se a SAD apenas pagasse o juro medio anual que tu 'anuncias', pela parte remunerada do Passivo.

      Aqui fica o meu convite para aqui regressares em proximos textos sobre estes assuntos (mas regressares com sentido de oportunidade e nao tantos dias depois da publicacao), com a minha promessa de te provar, uma a uma, todas estas mentiras e outras que entendas 'inventar', alem de te esclarecer todos os erros tecnicos que cometas.

      Ficamos combinados?

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Nao sao mentiras, apenas informacao publica

      PREJUÍZO DE 14,3 MILHÕES DE EUROS EM 2011/12
      http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=791503


      JUROS 2011/2012

      Consolidado Individual
      30.06.12 30.06.11 30.06.12 30.06.11
      Custos financeiros
      Juros suportados (17.377.043) (13.344.939) (14.584.713) (11.898.925)
      Actualização de dívidas (3.612.675) (2.841.242) (3.612.675) (2.841.242)
      Serviços bancários (1.729.492) (2.243.307) (1.559.164) (2.006.027)
      Outras perdas financeiras (76.435) (25.551) (76.435) (25.551)
      (22.795.645) (18.455.039) (19.832.987) (16.771.745)

      45 milhoes
      http://aovivo.slbenfica.pt/Noticias/DetalhedeNoticia/tabid/790/ArticleId/29050/language/pt-PT/Forte-sucesso-na-emissao-de-45-milhoes-da-Benfica-SAD.aspx

      bruno cesar
      http://www.futebol365.pt/noticias/artigo.asp?id=76857&cat=Benfica#.UbYMRdc-thg

      Eliminar
    3. Anonimo anti Vieira,

      "O Benfica de Vieira nunca teve 1 ano com lucro." - MENTIRA!
      "Este ano ja vendeu o Bruno César por 5 Milhoes" - e depois?
      Se entendesses alguma coisa da materia saberias que essa venda teve um impacto ridiculo sobre os resultados.
      As vendas do exercicio que definiram os resultados foram as do Javi e do Witsel, tal como eu escrevi no texto.
      "Tambem substitui um emprestimo obrigacionista de 40 Milhoes por um de 45 Milhoes que ainda nao esta neste relatorio." - e depois?
      Se entendesses alguma coisa da materia saberias que essa venda teve um impacto ridiculo sobre os resultados.
      "Tem emprestimo na ordem dos 270 Milhoes e paga 16 Milhoes de euros anuais em juros." - MENTIRAS, tal como comprovas com alguns dos numeros que copiaste.
      Porque nao foste copiar os numeros dos "emprestimos"?

      O mais triste de tudo e vermos Benfiquistas andarem a 'espiolhar' as Nossas Contas, tal qual uma osga ou um andrupto, a procura do que elas possam apresentar de menos positivo.
      Por isso te digo que aos teus curtos conhecimentos, acrescentas um preconceito (anti Vieira, so pode ser) que te conduz ao erro e a mentira.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  6. Teve um ano com lucro 2006/2007,pronto é uma mentirinha.
    5 milhões da jeito para ter lucro de 7.
    40 para 45,continua a aumentar o passivo.
    16M era uma aproximação porque o ultimo relatório não faz referencia aos juros.Mas seja 16,17 ...19, são muitos juros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anonimo anti Vieira,

      Nao, nao e uma mentirinha! E uma mentira!
      Mais, ainda ...

      1 Se nao estivesses a analisar as contas com preconceito, saberias reconhecer que foram mais os exercicios com lucro do que os que, de facto, nao acrescentaram valor (esta polemica, entende-me, e a mesmissima da "falencia tecnica", para todos os que nao sabem avaliar o Nosso Activo)

      2 Vai estudar um pouco de contabilidade e perceber que essa venda de 5M NAO DEU NENHUM CONTRIBUTO PARA OS 7M DE RESULTADO neste trimester e, por favor, nao me obrigues a chamar-te ignorante.

      3 Mais um erro teu: so aumentaria o Passivo caso, ao contrario da determinacao da AG de Acionistas, toda a emissao obrigacionista se nao destinasse a consolidar outros passivos!

      4 E assim, de "aproximacao" em "aproximacao", tu vais ficando contente (porque julgas estar a "criticar"), mas cada vez mais longe de entender as Nossas Contas.

      Esta foi a ultima resposta que aqui te dei e, de novo, convido-te a apareceres nos proximos textos sobre estes temas, combinados?

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Não querendo meter a foice em seara alheia, quando à perspectiva de existirem mais exercícios com lucro do que com prejuízo essa é uma afirmação polémica, porque as reservas de valor que existem agora também existiam antes, a questão essencial é saber se o valor oculto diminuiu ou aumentou, porque efectivamente os capitais próprios diminuiram em 100 milhões e acho difícil que os valores ocultos tenham aumentado nesse valor.

      Quanto à venda do Bruno César, a única coisa que contribuíu foi com peso negativo para os resultados e isso é identificado no R&C, portanto o anónimo está um bocado fora da realidade.

      O facto de existir uma determinação na aplicação dos valores na consolidação dos passivos não implica que os passivos onerosos não aumentem, pois há custos financeiros que têm absorvido muita da liquidez libertada, mas esse tipo de avaliações deve ser feito em períodos homólogos e normalmente devem-se comparar os exercícios no final e não ao terceiro trimestre. Outra questão essencial é saber o custo dos passivos e se estamos a aumentar 5 milhões a uma taxa determinada, interessa saber se aqueles que são liquidados têm taxas iguais ou menores ou se pelo contrário as taxas são maiores.

      Quanto aos custos financeiros, acho que devemos ter a mesma perspectiva do total do passivo "bancário", isto é deveremos comparar no final de exercício e não nesta altura.

      A mim preocupa-me mais a queda nos proveitos operacionais, pois isso implica que a nossa actividade regular está a libertar menos dinheiro, até porque os custos operacionais e os financeiros se mantiveram relativamente estáveis e isso implicará necessariamente o ter que realizar maiores valores em vendas de jogadores, ou seja ter que alienar jogadores que sejam mais-valias desportivas.

      A propósito das receitas operacionais, há 2 questões que me preocupam para a próxima época, a opção pela Benfica tv e a perda de 7,5 milhões face a 2012/13 e pior que isso face aos 22 milhões que eram oferecidos para 2013/14, especialmente tendo em conta que um projecto televisivo leva tempo a consolidar e portanto a tornar-se rentável e com a boa decisão da alteração da distribuição do valor das quotizações, essa receita também cairá significativamente.

      Caro José Albuquerque, não me parece curial dizer que há benfiquistas a quererem "espiolhar" as contas à procura de pontos menos positivcs. Há forças e fraquezas, oportunidades e riscos e uma massa adepta mais informada e mais exigente é tudo menos negativo.

      Cumprimentos e viva o Benfica

      Eliminar
    3. Enorme BCool, Companheiro,

      Antes de mais, dou-te as boas vindas aqui ao GUACHOS, esperando poder contar com os teus comentarios, pelo menos quando eu escrever sobre estes temas.
      Em segundo lugar, saudo este teu comentario e, sobretudo, o sinal de que deixaste de permitir que fatores subjetivos condicionem as tuas reflexoes e opinioes. Os meus parabens por isso.

      Ainda nao fui ver se tambem comentaste o texto em que fiz uma breve apresentacao sobre os Nossos resultados trimestrais e, caso o tenhas feito, perdoa qualquer omissao da minha parte por ainda nao ter lido. Se, por acaso, ainda nem sequer leste esse texto, entao sugiro-te o investimento desse tempo, como forma de ficares a conhecer as minhas preocupacoes.

      Mas, por favor, guarda os teus comentarios para melhor oportunidade, ou seja, quando esta nossa 'conversa' puder ser acompanhada por mais daqueles que ambos pretendemos ver esclarecidos sobre estes assuntos, que ambos consideramos fundamentais. Combinados?

      Finalmente e mesmo numa especie de "tete-a-tete" (perdoa a falta de acentos graficos), nao te vou deixar sem algo que te possa abrir o 'apetite' para futuros debates ...

      Servindo-me de um exemplo, imagina que a Empresa A investiu em alguns quadros (tudo a precos justos de Mercado).
      Algumas semanas depois, registou que um deles poderia ser uma falsificacao e enviou-o, por seis meses, para a Argentina e para ser 'validado'. Felizmente, seis meses depois, a autoria do quadro foi validada, apagando os receios de uma imparidade significativa.
      Passados alguns meses, acontece o inimaginavel: o Autor desse e de um outro quadro suicida-se, imolando-se pelo fogo no seu atelier e com TODOS os outros quadros que tinha pintado.
      Em resultado disto mesmo, os dois quadros (de tamanho 'medio centro', se ainda nao tinhas entendido) que ainda tens, agora unicos, "explodem" no seu valor de Mercado.

      Fica, entao, com a minha pergunta: como analista, consideras, ou nao, essa 'nova reserva de valor'?

      Antes de me despedir (com um "ate breve", espero) e para te nao surpreender em absoluto, vou ter de te corrigir em relacao ao Anonimo anti Vieira que, com muita dificuldade, anda a "espiolhar" o que mal conhece, carregado com um preconceito que o impele para ver o sujo, o feio e o mal cheiroso, mesmo que corra o risco de ver tudo o resto.
      Ele lembra-te alguem?
      A mim, sim!

      Ele lembra-me um Companheiro que teve muita resistencia (por preconceito, claro) a reconhecer que a Nossa SAD nao esta em "falencia tecnica".

      Sabes uma coisa, Enorme BCool?
      Olha que ja e mais que tempo de me agradeceres pelo que te ajudei a ver.

      Ou nao te parece?

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Caro José Albuquerque,

      Não tinha lido o referido post. Fui ver com curiosidade e tirando um comentário inenarrável pouco tenho a acrescentar. Ao contrário de ti, tenho a sensação que o ponto 2 que apresentas como soluções a curto prazo pode ser uma fragilidade. Conforme disse na apreciação ao orçamento para 2013/14, fico satisfeito pela alteração da repartição das verbas da quotização, pois acho que o caminho a ser seguido no ano que vai entrar já deveria ter sido trilhado, mas alegro-me que o seja agora. No entanto esse trilhar de caminho também implicará a redução de proveitos da SAD, ou seja, não só os proveitos da Btv são uma incógnita como também as receitas da quotização vão cair significativamente.

      Para mim a solução passa pela profissionalização, a sério, do departamento comercial da Benfica SAD, ou seja, a resolução da questão dos patrocínios, não só da camisola, mas há muitas áreas onde os valores podem ser exponenciados se a marca for muito melhor trabalhada, basta ver os exemplos dos outros clubes que têm departamentos de excelência nesse campo, incluindo o naming do Estádio. Muito tem sido feito, por vezes até mesmo de inovador e obviamente que não se pode comparar com o ponto de partida, mas muito mais há a fazer.

      Fico satisfeito por ver que o caminho de internacionalização da marca Benfica que eu já há muito preconizava tem vindo a ser seguido e a deslocação à África do Sul pode abrir significativamente um mercado potencial, onde há tantos emigrantes e portugueses de 2.ª e 3.ª geração nesse país, com rendimentos interessantes.

      Gostaria também que quem gere o Benfica olhasse para as políticas de pricing para também valorizar as assistências e não só as receitas de match-day de curto-prazo. Um estádio cheio será também fonte de outras receitas que não só as de match-day ao contrário de um estádio meio ou a 2/3.

      Como disse, concordo globalmente com a tua análise.

      Os debates quanto à variação dos valores ocultos ficarão para outros dias e para outros posts. E caro José Albuquerque, eu agradeço-te. Agradeço-te por muita coisa, nomeadamente por abordares estes temas que poucas pessoas abordam ou quando o fazem se limitam às generalidades que lêem nos jornais que nada acrescentam. Agradeço-te pela partilha dos teus conhecimentos e do teu ponto de vista. É verdade que quando olhava para as contas não tinha em conta esses factores para os quais me alertaste e por isso te agradeço, pois só quem é burro ou tem má-vontade é que não evolui.

      Esses agradecimentos não implicam que mude muito a minha apreciação da gestão do Benfica, ainda para mais quando se somam os insucessos desportivos. Mas uma coisa não te agradeço e acho que deverias mudar, é quando fazes juízos sobre as motivações de quem critica. Acho que muito facilmente partes para a adjectivação injustificada criando assim atritos desnecessários. As críticas vêm de quem não se revê em certas formas de estar e pior que isso na constância de certos resultados e tem algumas dificuldades em aceitar certo tipo de desculpas, especialmente quando essas desculpas pretendem ignorar/desculpar falhas/incapacidades próprias. E essas pessoas não são menos benfiquistas do que quem está de acordo.

      Aliás, eu próprio no blog em que participo indiquei que estou de acordo com o Orçamento apresentado para 2013/14 para o Sport Lisboa e Benfica por concordar com 2 pressupostos, a alteração da distribuição das receitas da quotização e a contenção nas despesas nas modalidades. Mas lá está, o facto de concordar com estes princípios e consequentemente com o documento apresentado, não implica que concorde com a forma como essa contenção é realizada, ou seja, com os processos internos de implementação dessa estratégia.

      Já vai longo o comentário por isso despeço-me com um viva o Benfica

      Eliminar
    5. Enorme BCool, Companheiro,

      Com esta ... fiquei sem palavras.

      Obrigado por este teu reconhecimento, que eu quero que seja extensivel ao excelente OBELOVOAR.

      Muito Obrigado, de Benfiquista e por mais divergentes que possam continuar a ser algumas das nossas opinioes, pelo teu trabalho de divulgacao e explicacao sobre os aspetos economicos e financeiros do Nosso Glorioso.

      Viva o Benfica!

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.