quarta-feira, 3 de julho de 2013

Gaspar - Portugal a definhar...

Vítor Gaspar não é, definitivamente, um tipo simpático para a esmagadora maioria dos portugueses.
Poucos serão aqueles que sentirão por ele uma réstia de simpatia. 
Gaspar falhou todas as previsões, antes e depois da intervenção da toika - um descalabro completo.
Ainda me pergunto, como pode um homem tão inteligente, cometer tantos erros em tão pouco tempo - como se pode ter tanta inabilidade politica, tanta insensibilidade social!

Gaspar é incompetente. Gaspar não serve para politico. Gaspar há muito que devia ter saído do governo.
Mas Gaspar fazia parte de um governo que foi eleito democraticamente. Gaspar vive num País democrático - num estado de direito.
Gaspar tem o direito de andar na rua, com a sua família - em paz, como qualquer outro cidadão.

Segundo o CM, que cita o jornal I, Vítor Gaspar terá sido insultado, e cuspido, numa fila do supermercado, quando na companhia da mulher se preparava para pagar a conta!!!
Insultado? Cuspido?
Sei que há gente desesperada, quase sem meios para pôr comida na mesa. Contudo, não acredito que fossem esses, que tanto sofrem, a cometer a infâmia.

Que espécie de gente se se junta para cometer tal vilania? 
Cuspir num semelhante é a maior filha da putice que se pode fazer. Não consigo evitar o asco que sinto por quem cospe num semelhante.
Que tipo de gente é esta? que Portugal é este?

Já chegamos ao (baixo) nível do futebol, onde o insultar e cuspir, para alguns, são sinonimo de valentia, onde vale tudo, até mesmo cuspir num semelhante, sem que isso mexa com a consciência de cada um?
Quo Vadis meu querido Portugal?



30 comentários:

  1. Pura verdade! Inaceitável a forma como por vezes às pessoas se comportam! E sim, provavelmente não foi alguém que esteja a passar sérias dificuldades, mas alguém que vive algum fanatismo incontrolado.. Triste, porque isto aplica-se a muitas outras situações, dentro e fora da politica!

    ResponderEliminar
  2. Enormerrimo Guachos, Companheiro,

    Eu poderia, perfeitamente, subscrever este teu belissimo texto na integra, considero que fizeste muito bem em escolher este tema (de facto, nao e tempo para falarmos de Desporto) e nao teria muito mais a acrescentar.

    Ainda assim, nao ficaria de bem com a minha consciencia se nao recordasse a exemplar dignidade com que o Prof. Vitor Gaspar aguentou todos os improperios de que foi alvo, tal como a vergonhosa traicao de que foi alvo pela parte dos seus Colegas mais determinantes no Governo (Primeiro Ministro e Ministro de Estado e Negocios Estrangeiros), mais dois garotelhos que parecem concentrados em provar que ainda lhes falta maturidade para tantas responsabilidades.

    Sinceramente, espero que alguem consiga meter bom senso na cabecorra destes garotos e que, imediatamente (cada hora que passa vai sair-nos muito cara), solucione esta crise (se possivel nomeando um Governo de "salvacao nacional"), ou dissolvendo o parlamento e convocando novas eleicoes.

    Nesta sociedade 'voyeurista', 'imediatista' e em que as pessoas se querem resumir aos seus interesses materiais (os chamados "Direitos"), a degeneracao dos melhores Valores morais coincide numa relacao biunivoca de causa e efeito que esta na origem da corrupcao e, ate, da destruicao do que deveria ser uma real cultura desportiva.

    Neste cenario tremendo, ser Benfiquista continua a ser, cada dia mais, um grito de verdadeiro Patriotismo.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Um Governo de "salvacao nacional»
      De facto, não vejo mais nenhuma solução.
      Abraços

      Eliminar
  3. Muito bem GV
    Mas num país (de gente pequenina) onde os escroques corruptos, Mafiosos e putrefactos de tanta sujidade que cometem contra a sociedade, são vistos e venerados como heróis, já nada nos surpreende.
    Provavelmente eu é que não consigo acompanhar os tempos, quando vemos o General Eanes tecer elogios rasgados ao peidoso-mor, e ultimamente ao Jardim Gonçalves... está tudo ditto!
    Saúdações de uma pessoa de bem para gente de bem!

    ResponderEliminar
  4. Descobriu-se agora o significado da palavra P.O.R.T.U.G.A.L.:

    País Onde Roubar, Tirar, Usurpar, Gamar e Aldrabar, é Legal !!!!

    ResponderEliminar
  5. Tinha acabado de comentar isto no FACEBOOK

    Vocês não tinham saudades de ouvir falar nos "Mercados"?
    Parece que são 'aquela coisa' que discorda em absoluto dos nossos comentadores políticos.

    Por exemplo, enquanto os nossos comentadores políticos achavam o Teixeira dos Santos 'carregadinho' de credibilidade mas os tais malandros dos 'Mercados' pensavam o contrário. Já quanto a Vitor Gaspar, os 'Mercados' não concordam com a etiqueta de incompetente que os tais comentadores políticos colocaram no homem.

    PROBLEMA: Precisamos mais dos 'Mercados' que dos comentadores politicos.

    SOLUÇÃO: O Marcelo e o Sócrates que paguem a Crise.

    ResponderEliminar
  6. Gaspar? Ah Gaspar!

    Nas funções de tentar provar um designio ideológico de gente imcompetente, não aguentou a pressão. Só isso!
    E o repeito conquista-se, não se compra nos super mercados!
    E não mistures gente eleita com gente nomeada! Eleitos são os deputados! E Gaspar não foi escolhido por um unico Português. Aliás os Portugueses nem da sua existencia sabiam.
    Só podes estranhar o "mau comportamento" dos "maus Portugueses" porque ainda não lhes estás na pele.
    Que isto de hoje alimentar os filhos e amanhã não é dificil de entender por "leigos"!
    Talvez um esforço para entender os "cuspidores Portugueses" vos leve a entender revoluções mais ou menos sangrentas.
    Há uma coisa que ninguém nega a Gaspar, a sua total colaboração ideológica no atirar um povo para salários de sobrevivencia e escravatura encapotada.

    Coitado cuspiram-lhe na cara!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, 'Anonimo", o problema todo e o Prof. Gaspar e a solucao passa por cuspir-lhe e ofende-lo num supermercado.

      Quando se refere a "revolucoes mais ou menos sangrentas" (ahahah, que quase me cago a rir) estava a pensar em cuspir em quem mais?

      Eu ja tinha ouvido falar do "olho por olho ...", mas, confesso, nunca tinha lido alguem a defender o "agarrem-me que lhe cuspo".

      Espantoso a serio e eu estar a responder nestes termos a uma pessoa que teve privilegios de instrucao e ... onde fica a educacao?

      Tem razao o Enormerrimo Guachos ao escrever "Portugal a definhar".

      Eliminar
    2. «Gaspar fazia parte de um governo que foi eleito democraticamente»
      Qual foi a parte que não percebeste?

      Saber que há quem cuspa num seu semelhante causa-me asco, ainda mais sabendo que quem o fez, não o fez de peito aberto - fê-lo cobardemente, no meio da maralha, contra alguém que não tinha defesa. Quem defende esse tipo de gente, não me merece mais qualquer comentário.

      Eliminar
  7. Terá sido alguém que bateria palmas se visse o Sócrates na fila do super!

    ResponderEliminar
  8. Totalmente de acordo com o Guachos e o José Albuquerque. O mal do povo português é uma (grande) minoria acéfala que estraga o país para a maioria, que merecia um pais melhor.

    Essa minoria que em Portugal é proporcionalmente muito maior do que em outros países civilizados, mesmo por isso é que estes países são civilizados, metem-me asco e envergonham muita gente que gostavam de ter um país em que todos os portugueses se revissem e orgulhassem. Infelizmente tem sido essa enorme minoria que tem estragado o país desde há várias dezenas de anos. São os que não fazem nada nem saem de cima.
    Apenas guardam ciosamente o seu tacho "dos direitos adquiridos". Mas o único direito adquirido que um ser humano tem é o direito de morrer. Mais nada.

    Falando de Vitor Gaspar, é uma pessoa admirada no estrangeiro, que estava a fazer um trabalho admirado por todos, pelos menos entre aqueles que percebem alguma coisa do assunto (os outros não contam) e que não tem culpa absolutamente nenhuma da crise que ataca Portugal e outros países.
    Assim como também não tem qualquer culpa da crise o actual Governo, que apenas está a tentar fazer o trabalho para o qual foi democraticamente eleito.

    Os portugueses, à semelhança dos sportinguistas (afinal estamos num blogue sobre desporto), têm de uma vez por todos de cair na real - "have a reality check" - e verificar que os problemas que têm foram criados ao longo de várias dezenas de anos por gente que agora tenta limpar a sua imagem e que olha para o lado como se não fosse nada com eles. Esses é que são os verdadeiros culpados!

    Não é o Gaspar nem o Governo os culpados da crise. Estes são como os médicos que são chamados à pressa para atender um doente que está à beira da morte e tem de lhe administrar medicina muito desagradável. Mas que, sem essa medicina, o doente morre! Tão simples como isso!

    Mas vá lá uma pessoa explicar o que é óbvio a gente acéfala e imbecil!








    ResponderEliminar
  9. Desta vez sou atingido pessoalmente.

    Eu posso ficar com o acefalo e imbecil. Tu ficas com o inocente ou corrupto, escolhe. Hoje, se quiseres, ate te deixo ficar com os dois pelo preço de um, preço de amigo.

    Nao te acredites em mim. Ja que estas na net faz uma pesquisa sobre o que foi dito antes de este governo tomar posse pelos membros e cumentadeiros do partido laranja. Tens jornais programas de opiniao da tv, nao falta material.
    Nada é novo, tudo foi dito e estava pre-programado. Tens as mentiras todas do passos no youtube.
    Até na questao do PEC IV o passos disse que nao assinava por o plano pecar por escasso. Procura essa tambem.

    Eu passei meses a "dar na carola" a quem dizia que ia votar nestes (A culpa maior é de quem neles votou ou nem sequer foi votar.) a dizer-lhes "eles vao vender tudo por meia-duzia de trocos, vao limpar o que resta a Portugal e vao afundar ainda mais". E como o Zandinga acertei na mouche. Claro que foi so coincidencia. Ou pode ter sido de estar atento ao que se ia dizendo.

    Entao eles que estavam no parlamento, com acesso a tudo, incluindo as 68 mil fotocopias do portas, e nao sabiam de nada? Coitadinhos? É obvio que isto nao é incompetencia nem falta de preparação. E quem pensar que assim é... enfim.

    Eles que tem o direito a ir as compras tem o DEVER de serem honestos, juraram defender os interesses de Portugal e nao os insteresses de banqueiros de cabo verde ou angola, nem dos patroes da goldman sachs. Entao por um lado cascas no oliveiredo por lhes perdoarem 100 milhoes de divida, por lhes emprestarem 300 milhoes para a lusomundo sem juros e so achas que e corrupto quem recebe o dinheiro? E quem o dá? LOL

    Informa-te mais e depois compara la a cuspidela com o que eles fizeram.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que o nome "paranoid android" fica-te bem.

      Eliminar
    2. Se alguém percebeu alguma coisa disto faça favor de responder por mim.
      Eu, confesso a minha pouca queda para as charadas...

      Eliminar
    3. Enormes Manuel e "Paranoid Android", Companheiros,

      Enquanto apoiante confesso deste excelente blogue e do seu Autor, sinto-me com vontade de vos pedir, a ambos, um esforco de moderacao de linguagem e de uso inteligente da tolerancia.

      A situacao politica, economica e social do nosso Portugal e os seus antecedentes proximos, sao incompativeis com fundamentalismos, axiomas e posicoes irredutiveis e sugerem-nos a procecussao dos objetivos que possam reunir o maximo consenso possivel.

      Por favor, nunca ignorem que esta "crise" nao e portuguesa, ainda que sejamos (todos) responsaveis por uma parte dela. Igualmente, nao devem ignorar que o conjunto de solucoes definitivas nos transcendem a nos e as nossas fronteiras.

      Ja deveria ter sido ultrapassado o tempo em que muitos cometeram o erro (compreensivel, mas um erro) de imaginar a globalizacao como se de um qualquer 'Globatinol' se tratasse, de cuja aplicacao resultaria o fim das 'enfermidades' que nao tinhamos conseguido superar antes. Com o nivel cultural que ambos demonstram, estou certo que ja ultrapassaram esse erro, se e que algum dia nele cairam.
      Ha que perceber, de uma vez, o impacto resultante da entrada na OMC de um pais em que mais de 400 milhoes (sim, MILHOES) de seres humanos com excelente formacao academica e/ou tecnico-profissional, estao disponiveis para trabalhar, competentemente, mais de 50 horas semanais e por menos de 100 euro mensais.

      Se quisermos ficar 'ancorados' aos "direitos adquiridos" ou ao classico "Estado Social", vamos condenar as nossas futuras geracoes.
      E tempo de inventar novas solucoes e de reinventar a ideologia.

      Este texto do Enormerrimo Guachos, foi publicado com extrema oportunidade, na minha humilde opiniao.
      Ele nao pretendeu descrever nenhuma 'varinha magica' (ate porque nao deve estar convencido de a ter, ahahah), mas achou importante recusar um caminho que so nos pode conduzir a um desastre ainda maior.

      Sinceramente, eu sinto que a inconcebivel agressao ao Prof. Gaspar constitui um excelente exemplo para reafirmar que "the pen is mightier then the sword", ou, colocando as devidas cedilhas, "preferimos a forca da razao, a razao da forca".

      Se concordarem comigo, regressemos ao Nosso Benfica, porque hoje vamos assistir a uns momentos especiais, com a entrevista feita pelo Companheiro Ze Eduardo Moniz ao Nosso Tecnico.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Caro José Albuquerque, concordo com os termos moderação e tolerância.

      No entanto, já não estou de acordo quando dizes que a crise vem de fora. Olha que não é verdade e que não vem. Não foram os "de fora" que nos obrigaram a endividar ao longo dos anos. Assim com não são os bancos que obrigam as pessoas a endividarem-se.

      Eu nunca tive medo de dar colocar os nomes aos bois. A culpa da crise em Portugal é apenas e da exclusiva responsabilidade dos portugueses e de quem nos governou durante muitos anos. Não é do governo actual. Ponto!

      Assim como a crise do Sporting é dos sócios do Sporting e de quem o governou durante muitos anos. Não é do actual presidente.

      Asim como a crise do Benfica, da qual já está a sair, foi culpa exclusiva dos Benfiquistas e de quem governou o clube durante muitos anos. Não somos cegos nem anjinhos!

      Isso de atirar as culpas para cima dos outros é uma forma muito confortável de agir e muito típica dos portugueses, mas que não resolve os problemas. Só os piora!

      Portanto, façamos como o nosso presidente e sigamos o seu exemplo, enfrentemos os problemas de frente, chamemos-lhes os nomes certos, assumamos as nossas responsabilidades e assim podemos resolver os problemas que nos aflige.
      Que eu tenho a certeza irão ser resolvidos mais tarde ou mais cedo. Penso que mais cedo, para surpresa de muita gente.

      PS. Nunca tive nem quero ter uma costela de diplomata.
      PS. Hoje assinei a BTV.

      Viva o Benfica!


      Eliminar
    5. O mal é esse mesmo, nao perceberem as charadas.






      Eliminar
    6. Enorme Manuel, Companheiro,

      Se voltares a ler o que eu escrevi verificaras qual a causa externa a que eu aludi, tal como comprovaras que eu nos nao eximi de responsabilidades proprias.
      Este nao me parece o local indicado para termos este debate, mas se remeteres o teu endereco electronico para o blogue, terei muito gusto em trocar ideias mais detalhadas contigo.

      Mas e repetindo-me, recorda o ano de inicio desta crise (falencia do Lehman Brothers), inicialmente financeira e, depois, economica internacional.
      Passados 2 anos, comecou a crise da "Divida Soberana", sendo Portugal (apos o chumbo ao PEC IV) o terceiro pais a pedir o "Resgate" (depois da Grecia e Irlanda).
      A crise da "Divida Soberana" e uma crise da zona euro, nao e uma crise portuguesa, por pior que seja o nosso contributo para ela. Mais ainda e com a Divida Publica proxima dos 130% do PIB, tens de concordar que nao ha nenhuma solucao exclusivamente interna que nos possa permitir recuperar a capacidade de a pagar.

      Ou seja, refirmo tudo o que antes escrevi e tenho a certeza de que conto com o teu acordo.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    7. Caro José Albuquerque,

      Isso é tudo verdade, concordo com o que dizes, mas o facto de termos 130% da Dívida Pública do PIB prova tudo o que eu disse. Não foi o Lehman Brothers nem os americanos nem a globalização que criaram essa dívida.

      A dívida começou a ser construída muito antes, há várias dezenas de anos, por governos conhecidos de todos e não apenas em 2008. Posso-te indicar vários países europeus que não têm esse nível de dívida. E viveram nesta mesma época, pertencem à União e têm um nível social provavelmente até superior ao português. Têm é uma mentalidade totalmente diferente da nossa.

      Portanto, a culpa foi nossa, como a culpa do estado do Sporting é dos sportinguistas e a mesma coisa se aplica ao Benfica. Essa é a realidade. Arranjar um culpado externo desvia a atenção da realidade. Grande parte da culpa é exclusivamente nossa, por muito que nos doa!

      Se estudarmos a nossa História, iremos verificar que este erro é recorrente ao longo dos séculos. Sempre sofremos com a mediocridade dos nossos governantes! Ao contrário de muitos outros países! Como dizia alguém, "cada povo tem os governantes que merece"! Sorry!

      Neste momento estamos a entrar nos eixos e temos de dar tempo ao tempo! Algo que os portugueses não gostam (daí os maus governantes que têm tido!)! Porque privilegiam o curto prazismo.
      A mesma coisa aplica-se ao Benfica!

      Um abraço



      Eliminar
    8. Meu Caro Manuel,

      Em 2008, se me nao falha a memoria, a Divida Publica nao ultrapassava os 70% do PIB, um nivel perfeitamente sustentavel e muito proximo da media dos paises da UE (dar o exemplo dos EUA, nao faz o menor sentido), o que nao faz de mim um apologista dos sucessivos governos (refiro-me a Ministros das Financas) deste seculo.

      Vais desculpar-me, mas eu considero estas tuas opinioes de um simplismo exagerado, ainda que eu concorde contigo no essencial, posto de lado esse teu 'simplismo'.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  10. ..." Se quisermos ficar 'ancorados' aos "direitos adquiridos" ou ao classico "Estado Social", vamos condenar as nossas futuras geracoes " ...

    Confesso que esta não percebi. Então e aqueles que começaram a dar no duro com 14 anos, aqueles que nunca tiveram infãncia,e que depositaram inocentemente nas mãos dos (des)governantes os descontos que feitos " à boca do cofre "pelas entidades empregadoras, aqueles que não tiveram sociedades de advogados para lhes proteger " as suas minguadas economias" num qualquer off-shore de uma playa Caribenha, como é que ficam ?

    Num país que tinha matriculados no ensino básico em 1974, 1444.883 de alunos, que atingiu o seu zénite em 1986 com 1.639.405, e que tinha descido em 2011 para 1.206.716 segundo dados extraídos da Pordata, valores inferiores aos atingidos em 1969, revela algo merecedor da nossa reflexão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anonimo,

      Compreendo a tua frustracao, mas olha que eu publiquei um artigo (no Expresso, ha cerca de 30 anos) a explicar as razoes que iriam condenar o sistema de "reparticao pura" a uma falencia obrigatoria, que ainda so nao aconteceu em Portugal porque o Governo anterior (Socrates) procedeu a reformas que permitem adiar a rotura do sistema, introduzindo-lhe uma component de capitalizacao coletiva e varios indices reguladores internos.

      Escusado sera dizer-te que esse meu artigo apenas teve impacto entre os profissionais do setor financeiro, ahahah.
      Dois anos depois, o Companheiro Bagao Felix (uma autoridade internacionalmente reconhecida nesta materia), publicou um primeiro estudo que ja obteve um impacto bem mais significativo, mas nao apresentava nenhuma conclusao diferente das minhas.
      Decorridos mais uns anos, comecou a serie de "Livros Brancos" sobre a Seguranca Social (nomeadamente o que foi liderado pelo meu Amigo Prof. Carlos Pereira da Silva), ainda e sempre com as mesmas conclusoes, mas ja com um tremendo impacto em todos os media e em todos os debates politicos.

      Se, depois de tudo isto, ainda achas que os teus filhos e netos (caso os venhas a ter, ahahah) vao estar na disposicao de pagar a tua reforma na proporcao de 2 contribuintes para cada beneficiario, ... trata de desiludir-te.

      Lamento dar-te esta ma noticia, mas quanto mais tarde tomares consciencia deste problema, pior para ti, porque mais tarde comecaras a poupar para a tua propria reforma.

      Repetindo o que disse ao Companheiro Manuel, terei muito gusto em corresponder-me contigo sobre este tema, desde que o solicites para o e-mail do GUACHOS.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Caro José Albuquerque
      Em 1971, já eu pagava para o as finanças Iimposto Profissional, Imposto Complementar, para o Fundo de Desemprego, para a CNP. daí que essas histórias dos livros brancos é boa para entreter meninos. Apesar dos números não serem o meu forte, sempre tive muito respeito pelas opiniões do Prof.Jacinto Nunes. Cumes

      Eliminar
    3. Meu Caro Anonimo,

      (faz-me um favor e assina os teus comentarios com alguma coisa que te identifique, para viabilizar esta nossa troca de opinioes)

      Quanto a tua situacao, percebo que fazes parte do 'subgrupo' mais prejudicado: tens um passado contributivo (ao contrario de mais de 50% dos pensionistas), ja nao tens idade para fazer o sacrificio de completar a SS com uma poupanca pessoal e acordam-te, agora e a 'traicao', com esta pessima surpresa.

      Oxala consigas ter uma atividade profissional suficientemente agradavel para te permitir prolongar a tua "vida activa", ou algum patrimonio que te sirva de 'almofada', uma vez que tenho a certeza que se vai manter esta recente tendencia para a diminuicao das pensoes, seja diretamente, seja por aumento da carga fiscal..

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Caro José Albuquerque

      Eu sou desde há muito, um leitor muito "atento" aos seus comentários, que eu pessoalmente considero autênticas palestras, de uma sapiência que muito gostaria de possuir, para alêm do seu inultrapassável benfiquismo, algo que eu gostaria de ver plasmado numa geração de benfiquistas que não conheceu o BENFICA "bi-campeão europeu "e em cujo dicionário não cabe a palavra paciência, nem o respeito pelos estatutos. Como já vi o nosso clube resistir a tantos e tão variados ataques, e sujeito a múltiplas diatribes vindas dos mais variados quadrantes,conseguindo apesar de tudo manter-se vivo e actuante, graças a benfiquistas tal como o Guachos e o José Albuquerque, espero que seja já nesta época que a saga das vitórias venha compensar tão elevada e desinteressada dedicação.
      Quanto ao cerne da questão que nos levou a esta elevada troca de opiniões, o que eu mais desejava, era que todos os nossos concidadãos pudessem usufruir de uma reforma tranquila, tal como aquela que eu disfruto neste momento, apesar de todas as vicissitudes amplamente conhecidas.

      BENFICA sempre

      Eliminar
  11. Enormerrimo Guachos, Companheiro,

    Eu passei por aqui na expectativa de ler um texto teu sobre a (excelente, na minha humilde opiniao) entrevista do JJ na BTV.

    Desse encargo tu nao te livras, ahahah.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  12. Enormerrimo Jose Albuquerque, tenho quase a certeza que o Enormerrimo Guachos teve assuntos profissionais a tratar e não pode ver em directo a entrevista ao Grande JJ.
    Partilho da tua opinião (Desse encargo o Guachos não se livra)Hehe!

    E PLURIBUS UNUM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahaha!
      Fica prometido. Vou ver com calma, mas só amanhã...
      O manoguachos aqui no blog! é dia de festa...
      Com as Sebastianas à porta e a visita do mano velho iminente o ''sacana'' começa a dar a cara...as bejecas para o frio já.

      Eliminar
    2. Enormerrimo Guachos, Companheiro,

      Confesso-te que estou ansioso por ler o teu comentario, quase tanto como o Enorme "manosguachos" ...
      Claro que ele tem esse motivo adicional, na forma dessas geladinhas, ahahah.

      Venha de la esse texto, caramba (depois das outras 'obrigacoes', claro)!

      Viva o Benfica!

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.