segunda-feira, 26 de agosto de 2013

O “Maestro” e a estrutura

Por José Albuquerque

Depois de vários anos a tentar explicar a alguns Companheiros qual é o trabalho do Rui Costa na SAD, remando contra a verdadeira maré dos que preferiam usar-lhe o nome nas suas estratégias “do contra”, foi com muito gosto que vi o Presidente a esclarecer os mais teimosos, ou melhor, alguns deles.

Na sua teimosia insana, ainda permanecem alguns que, baseados em coisa nenhuma, insistem em especulações ridículas, em claro desespero de quem não quer perder aquela “bandeira”, seja disparando que o “Maestro” fica subutilizado se só “é chefe do scouting”, quando ele é o Administrador com o pelouro de todo o futebol (recordem a frase “ele tem o gabinete ao lado do meu”), seja “exigindo” que seja o próprio Rui a anunciar o seu “Job Description”.

O Presidente foi de uma clareza meridiana e não deixou absolutamente nenhum espaço para especulações: repetiu tudo o que se podia ler nos “R&C” da Nossa SAD e desde que, há anos, o Rui foi cooptado Administrador. A partir de agora, só por manifesta má fé alguém pode colocar este assunto em causa: sob a coordenação do Presidente, tal como o DSO para as áreas de “back office”, o “Maestro” assume o topo da chamada “estrutura” do futebol.

Por outras palavras, podemos dizer que o Rui representa (por poderes delegados, naturalmente) os Accionistas junto de toda a estrutura que na SAD se dedica ao futebol.  
Mais ainda e tal como vinha anunciado no penúltimo “R&C”, o “Maestro” responsabiliza-se directamente pelo Departamento de Scouting (não, isto não quer dizer que ele é o “chefe”, porque ele é Administrador).
Para quem tiver alguma experiência empresarial, isto quer dizer, exactamente, o que eu sempre repeti, ou seja: o Rui participa em todas as decisões (recordem a expressão do LFV, dizendo “a assinatura dele vem em todos os relatórios”) ligadas ao futebol, desde a selecção e recrutamento até ás rescisões, desde a Equipa principal até ao Projecto Geração Benfica.

Esclarecido, definitivamente, este assunto, passo ao que motiva este texto, a saber …

Um desenvolvimento na politica de investimentos em Atletas.

A “tese” que aqui vou apresentar, assenta nos sinais mais recentes que vou “lendo” nas Nossas contratações, reforçados por algumas “entrelinhas” desta entrevista do Companheiro LFV e eu já a tinha admitido nos meus mais recentes comentários escritos sobre as Nossas “Contas”. Trata-se de uma dedução que também assenta em dois factores que ainda são “noticia”, a saber:
1 A queda em desgraça dos chamados “Fundos de Investimento” orientados para a negociação de “passes” de futebolistas, sintetizada na famigerada frase do Sr. Platini “queremos que os lucros do futebol fiquem no futebol” (demagogie oblige); e
2 A consequente e injustíssima inviabilização do Nosso Benfica Stars Fundo que, ao contrário dos “fundos” especulativos, poderia continuar a ser uma excelente alternativa de financiamento, uma vez que constitui um compromisso sério, entre entidades sérias e gerida por um Banco de 1ª linha; mesmo que injustamente, adivinham-se novos regulamentos “Uefeiros” que vão inviabilizar o prolongamento temporal do BSF. 

Em resultado deste processo, a SAD já vem, progressivamente, abandonando uma espécie de “muleta” que lhe disponibilizou até 34 milhões de euro (40 menos os 6 que investimos directamente), sem juros, que muito reforçaram a Nossa capacidade de investimento em Atletas, além de alguma redução dos riscos inerentes a esses investimentos.
Quem me conhece, sabe bem que fiz parte do grupo que sugeriu esta solução, que a defendi com muitos argumentos e, assim sendo, só posso lamentar este seu final, tão precoce quanto injustificado.
Espero que o “Maestro” tenha aproveitado bem esta “muleta”, que, oportunamente, foi concomitante com o período em que ele teve de construir o Nosso Departamento de Scouting.

Todos sabemos que este departamento tem a “idade” do Rui: antes dele chegar ao CA da SAD, apenas tínhamos alguns “avençados” que colaboravam mais ou menos regularmente com o Benfica.
Agora que a “estrutura” foi dotada desta determinante valência, há que continuar a rentabilizá-la, ou, dizendo melhor, há que permitir que ela continue a … rentabilizar a Nossa Marca (???)

Passo a explicar-me:
3 Há, ou não, muitos clubes que não conseguem, por falta de recursos e/ou capacidade de endividamento, adquirir os “passes” de alguns atletas de que gostariam de dispor?
4 Há, ou não, muitos clubes que não conseguem, por falta de notoriedade, adquirir os “passes” de alguns atletas de gostariam de dispor? 

Perante a resposta afirmativa a ambas as perguntas, o Benfica pode, pela sua capacidade de investimento somada a um prestigio incontestável, “explorar” (sem investimentos especulativos e mantendo dentro do futebol os lucros do futebol, ahahah) este mercado que, antes, parecia reservado aos “fundos” de má fama.
 
Várias aquisições a “custo zero” que a Nossa SAD conseguiu e que muito poucos outros clubes poderiam ambicionar, como o Nolito, o Mora, o Weiss, ou o Sulejmani, entre outros. Várias aquisições de jovens promissores, a baixos custos, como o Farina, o Melgarejo, ou o Oblak, entre outros. Tudo exemplos de como um bom (eu diria excelente) Departamento de Prospecção, associado a uma Imensa Marca, pode produzir proveitos económicos e, em alguns casos, desportivos.

Eu sei que o CA da SAD tem uma aposta séria na Nossa formação de Atletas, embora ainda não sejam suficientes os resultados objetivos dessa estratégia. Sei porque já ouvi os responsáveis assumi-lo várias vezes e no local próprio.
Quando a “Fábrica” começar a “produzir” 2 ou 3 Atletas por época, com capacidade de reforçar as Equipas seniores, o que deveremos fazer ao DP? Extingui-lo? Ou continuar a suportar os custos inerentes, sem lhe aproveitar o “output”?

A questão com a qual vos estou a confrontar, de uma forma simplista, é bem conhecida de todos os Gestores, que, cada vez mais, recorrem a serviços externos para suprirem necessidades pontuais, mesmo pagando mais caro, mas para manterem os seus custos estruturais ao nível mais competitivo possível.
Só que o Benfica não pode prescindir de manter um DP activo e eficiente, mesmo que não tenha necessidades para suprir no seu quadro de Atletas.
Assim sendo e uma vez que tem de suportar-lhe os custos, seria absurdo não tentar desenvolver um negócio que possa rentabilizar o seu DP, mesmo para além das suas necessidades desportivas imediatas. 

Concluindo, preparem-se para vermos a Nossa SAD a investir (pouco, claro) em Atletas que não são necessários ao Plantel, que vão ser economicamente rentabilizados em empréstimos e entre os quais, eventualmente, poderão sair alguns reforços a médio prazo, ou ser vendidos, sem nunca chegar a envergar o Manto Sagrado.

Espero ter conseguido explicar-vos o que, aparentemente, era “inexplicável”.

Viva o Benfica!     

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Enormerrimo Guachos, Amigo e Companheiro,

      Mas so' aprende quem quiser, que, aqui no GUACHOS, nao obrigamos ninguem, ahahah.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. Totalmente de acordo.

    Só para completar, há também outros jogadores que vieram a custo zero, por exemplo, o Steve Vitória, o Cortez (emprestado),
    o Silvio (emprestado), o André Gomes (formação), André Almeida (formação), etc.
    O Oblak e o Ruben Amorim voltaram ao clube depois de se valorizarem noutros clubes (ou em "barrigas de aluguer", como eu gosto de lhes chamar).

    O Rui Costa é o homem certo no lugar certo. Tudo o que se diga para além disso é para ignorar. Para os nossos inimigos então acreditem que é mesmo muito difícil de engolir.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Manuel, Companheiro,

      Claro que ha' muitos mais exemplos, mas eu apenas quis sublinhar os mais recentes e fazer entender a "integracao" desta estrategia com o completar da formacao dos Atletas envolvidos (quando sao adquiridos antes dos 23 anos, ou quando saem da "Fabrica").

      Entretanto, nao sei se chegaste a ler (tratou-se de uma noticia que quase nao foi divulgada em Portugal, naturalmente), mas o Benfica (a par do Napoles, creio) foi considerado o Clube europeu com melhor compromisso preco/qualidade nas suas aquisicoes e isto para as epocas 11/12 e 10/11, o que diz muito sobre como e' avaliado o trabalho do Rui e do DP (alem do prestigio internacional do Glorioso, claro).

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  3. Caro José Albuquerque,

    considero que essa uma linha de atuação complementar à principal que pode ser muito importante, pelo que não deve haver preconceitos quanto a isso. O know-how que se tem ganho sobre as movimentações do mercado e sobre a prospecção de novos valores deve ser utilizado para beneficiar financeira e desportivamente a SAD, num horizonte temporal e geográfico alargado.

    Mas gostaria de trazer um outro aspecto da entrevista que é deveras importante(e que me surpreendeu pela positiva)que fosse assumido tão frontalmente!: prioridade à estabilidade dos próximos planteis.
    A meu ver, as implicações de tal prioridade são tremendas e sobe, inegavelmente, o patamar de exigência na obtenção e gestão dos recursos financeiros no clube.

    Eu considero ser fundamental reduzir-se a importância da obtenção de mais-valias com a venda de jogadores. Tenho manifestado várias vezes a importância de se continuar a dinamizar as receitas do clube, tendo em conta a sua dimensão global, a evolução das TIC e da consequente alteração da forma como os conteúdos são distribuídos e comercializados. A Benfica TV é um eixos dessa dinâmica, mas outros há que se lhe poderiam acrescentar, como por exemplo, a passagem do jornal do Benfica para a Web. Quantos portugueses por esse mundo fora, não gostariam de poder ler diariamente as últimas do seu clube, no jornal O Benfica?

    FORÇA BENFICA!
    E PLURIBUS UNUM!



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Superaguia1904, Companheiro,

      Estou 100% de acordo com o teu comentario e vou permitir-me chamar a tua atencao para duas coisas:

      1 Um proximo texto (a publicar brevemente), em que eu comento a frase em que o Presidente disse que o Benfica ia deixar de ter de vender Atletas; e

      2 No tema deste post, a integracao possivel desta "nova linha de negocio" com a estrategia de intercionalizacao da Nossa Marca, tomando como exemplo o caso do Farina e a clara afirmacao do Presidente sobre os Nossos interesses na regiao dos Emiratos Arabes Unidos.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  4. Canheiros,

    Nao me parece ser demais sublinhar o excelente trabalho do Companheiro INFLUENCIAARBITRAL, que acaba de publicar mais uma adenda ao seu estudo sobre os resultados das decisoes da BOIADA nestas epocas mais recentes.

    A nao perder!

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  5. Concluindo, preparem-se para vermos a Nossa SAD a investir (pouco, claro) em Atletas que não são necessários ao Plantel, que vão ser economicamente rentabilizados em empréstimos e entre os quais, eventualmente, poderão sair alguns reforços a médio prazo, ou ser vendidos, sem nunca chegar a envergar o Manto Sagrado.


    Investir pouco? LOL.
    O Djaniny quanto custou (foi 1 milhão, não foi?)? Saiu agora a custo zero para os nossos amigos do Nacional - sim, o clube liderado pelo ridículo do Rui Alves... E já nem falo em salários e prémios do atleta. E o Cormejo que veio cá passar uma temporada - mais dinheiro em salários que foi ao ar, o jogador saiu a custo zero... Podia falar ainda do Schaffer e de outros.
    Quanto ao Fariña, eu quero ver o que vai acontecer. Custou quase 3 M e está a valorizar-se no "magnífico" campeonato do Dubai. O Rojas e o Dérlis Gonzalez também não vieram de graça, que eu saiba!
    Em vez disso, porque é que não apostam praticamente mais na nossa formação. Acham bem o que o clube fez ao David Simão, Camara, Yarthey, Luís Martins e Miguel Rosa? Saíram para quê? Para dar lugar a valores poucos conhecidos e que custam sempre algum...
    Prefiro apostar e valorizar os nossos. É mais "económico" e já agora esses milhões que são gastos davam perfeitamente para contratar mais 1 ou 2 craques para o plantel principal, e bem que precisávamos dum lateral esquerdo!

    ResponderEliminar
  6. Enorme Rui Machado, Companheiro,

    Tu sabes muito bem que nao podes avaliar uma estrategia por casos individuais, que sempre havera negocios melhores e menos bons e que, por isso, so' podes avaliar uma estrategia pelo seu conjunto de resultados e ao longo do maior numero de exercicios economicos possivel. Se nao sabias, ficaste a saber, ahahah.

    E se avaliares, por exemplo, as 5 epocas mais recentes, quer em termos de resultados economicos, quer em resultados desportivos, so' poderas concluir que esta estrategia (nao esta parte "nova", que ainda e' cedo para a avaliar) esta' a ser muito bem executada e a produzir excelentes resultados.

    Quanto ao Farina (que mal que tu escolhes os exemplos, ahahah), ele custou 2,5M e a SAD ja recuperou 1M (pelo emprestimo de 1 ano), o que me parece um excelente resultado (a amortizacao annual do passé deve ser de um pouco mais de 0,4M, nao lhe pagamos salaries, pelo que o resultado annual liquid sera de quase 0,6M ... tomara tu, ahahah).

    Entretanto, tu nao deves falar de negocios dos quais desconheces os termos exatos, por exemplo porque desconheces se a SAD mantem partes dos interesses economicos desses atletas cujos direitos desportivos cedeu "a custo zero" e que NUNCA poderia valorizar internamente, porque nao demonstraram ter qualidade para jogar nas Nossas Equipas.

    Queres um conselho?
    Fica-te pelo "paleio dos titulos", porque, fora dele, nao tens competencia suficiente.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não... Não tenho competência suficiente, pois não estou nos cem mais ricos de Portugal. Sou um ignorante nessa área. Mas continuo a não compreender porque é que o passivo está na ordem dos 400 M, mesmo com as vendas milionárias e as idas à Champions.
      Expliquem-me como se eu fosse uma criança ou façam-me um desenho!!!

      Eliminar
    2. Enorme Rui Machado, Companheiro,

      Se procurares aqui, no GUACHOS, la' para os inicios de junho, encontraras um ou dois textos em que eu procure explicar as Nossas "Contas".
      Tambem te recomendo a leitura de um texto que ficou "famoso", publicado n'OBELOVOAR, ha mais de 1 ano mas que o GUACHOS tambem publicou ja' este mes, com o titulo "Milagre Financeiro" em que eu desmascaro as atorardas de um famigerado slide show elaborado pelos "Por ti Benfica".

      Se quiseres ainda mais, recomendo-te que procures n'OBELOVOAR varios textos meus (quase todos com o titulo "Vamos a Contas" ao longo dos quais (pelo menos para 3 anos) eu fui comentando os "R&C" da SAD.

      Finalmente e para recolheres uma posicao tecnicamente competente mas marcadamente nao vieirista, recomendo-te a leitura dos textos do Enorme B Cool, publicados no ONTEMVITENOESTADIODALUZ.

      Mais serio do que isto ... nao encontras.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  7. Sim senhor. Gostei do que li e espero que seja assim.

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.