quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

O Benfica depois de Vieira.

Por José Albuquerque
 
Há cerca de dois anos, muito a tempo da última campanha eleitoral no Clube, desafiei vários Companheiros para uma tentativa colectiva de contribuirmos para um eventual programa eleitoral … sem ponta de sucesso.
Recordo-me de um Companheiro em especial, um Enormíssimo Benfiquista, muito critico do Presidente (e de tudo e todos, sempre que o Benfica não ganha, hahaha) que me respondia com elogios pela sugestão, escrevendo coisas do tipo “mas como é que eu não me lembrei disto antes?”; também ele desistiu rapidamente …
De facto, é muito mais fácil dizer mal do que os outros fizeram ou se comprometem a fazer, mesmo que isso nem critica chegue a ser: maldizer tudo e todos, sem apresentar e defender alternativas, nem chegando a criticar, nem exercer a Democracia. Fazê-lo em público e desbragadamente, nem sequer é ser Benfiquista!
Nessa altura, há dois anos, mais coisa menos coisa, eu já tinha a certeza de que o Presidente e a maioria dos Companheiros dos Corpos Sociais se iriam recandidatar em 2012, o que retirava algum interesse ao meu projecto, pelo menos porque, assim, sabíamos que poderíamos votar numa equipa de Companheiros capazes de assegurar a necessária estabilidade ao Clube.
Ainda por cima e considerando a relevância de algumas opções que se perfilavam para o inicio do actual mandato (BTV, por exemplo), eu devo ter feito parte de uma minoria, por apelar a que discutíssemos questões de “lana caprina”.
Ora sucede que, no final de 2016 que é “já ali”, a realidade que vamos enfrentar pode ser muito diferente e pode sugerir que vale a pena ir, desde já, alinhando e discutindo alguns aspectos da vida do Clube que devam mudar, ou que possam ter de mudar.
Por exemplo, eis uma simples lista de variáveis desse grupo:
1 A provável indisponibilidade do Companheiro Vieira para nova recandidatura;
2 A desejável liderança já conquistada no “futeluso”, mesmo antes da erradicação do POLVO;
3 A oportunidade para reflectir sobre uma eventual revisão estatutária;
4 A eventual necessidade de reavaliação da BTV, enquanto projecto estruturante do Grupo Benfica;
5 Etc., etc. …
Adaptando a famosa frase do Mia Couto (“Não há livros grandes ou pequenos: há os bons e os outros”), eu acredito que não há sugestões “grandes” e “pequenas”, “importantes” e “despiciendas”, pelo menos ab initio: qualquer ideia que nasça da paixão de um Benfiquista pelo Nosso Clube, pode ter importância!
Acresce que, pela qualidade dos seus Leitores, o GUACHOSVERMELHOS pode (e deve) ser um excelente palco para debate de algumas dessas ideias, para a consolidação de algumas dessas sugestões, pelo menos na minha humilde opinião. Incontestavelmente, há por aqui vários Companheiros que não vivem sem o seu Benfiquismo, que fervilham de opinião critica e que transbordam de capacidade para expor esses seus sonhos: palpita-me que alguns deles vão ser suficientemente competentes para motivar muitos mais a participar.
 
Eu próprio, sem falsa modéstia, confesso que gostava de ver discutidas algumas ideias que me parecem pertinentes que não consigo “burilar” sozinho e de uma coisa tenho a certeza absoluta: o Nosso Clube, enquanto “Comunidade de Valores”, não pode nunca mais deixar de ser inovador, nem pode deixar de ambicionar muito mais do que as lideranças desportivas, qualitativas e quantitativas, tal como confesso a minha infinita desilusão por ainda não termos sido capazes de ser mais de (muito mais de) 300 mil Sócios.
A eventual não recandidatura do Presidente, vai criar a necessidade de discussão de uma nova liderança e esse (aparentemente) simples pormenor deve conduzir-Nos a varias reflexões, desde a evolução da legitimidade no Clube, a o que fazer para maximizar as vantagens da substituição de um Accionista de referencia da SAD, que ele também é.
O “tempo que o tempo tem” e o crescimento do Grupo Benfica, tornam obrigatória uma reflexão estratégica periódica e de longo prazo, que também pode ter implicações ao nível dos Estatutos do Clube.
Creio que, fora algumas minorias extremamente minoritárias, todos concordamos que o Grupo Benfica já ultrapassou a fase em que podia ser gerido a partir de AG’s dos Sócios, mas o actual sistema “presidencialista” pode ter alternativas, ou, no mínimo, “atenuantes” que assegurem uma maior participação dos Benfiquistas nas suas principais opções.
Uma rede de rádios locais, mais ou menos integradas pelas Casas do Benfica, pode ser mais um projecto inovador de significativo impacto na vida do Benfiquismo.
A eventual multiplicação de outros “Seixal” (Centros de Treino e Formação), talvez agrupando algumas “Modalidades”, pode ser mais um processo inovador com reflexos determinantes na competitividade e na democratização da prática desportiva. 
Prometo escrever sobre alguns destes temas no futuro próximo e, principalmente, comprometo-me a contribuir para os debates dos outros temas que venham a ser sugeridos no GUACHOS.
Por agora, deixo-vos com um desafio muito concreto: se o PCP tem a capacidade de, anualmente, concretizar um evento como a “Festa do Avante”, porque raio de razão o Benfica e os Benfiquistas não serão capazes de realizar, de 4 em 4 anos, uma “Olimpíada Benfiquista” ?     
Viva o Benfica!
P.S.
Inevitavelmente, a grande questão do momento passa pelos boatos que a mérdia nunca se cansa de publicar sobre “saídas” de alguns Atletas da Equipa; Lima (por empréstimo), Ola John, Matic, Lazar Markovic, Enzo, Artur, Garay e Rodrigo, continuam a ser “alvos dos tubarões”, todos desejosos de explorar “as dificuldades financeiras da Benfica SAD”, alegadamente agravadas pela não qualificação na “Champions”.
Boatos, Companheiros: não passam de boatos com os quais os junta letras tentam aumentar as migalhas das quais subsistem!
Eu não tenho a menor dúvida de que o CA da Nossa SAD não tenciona vender nenhum dos Atletas mais valiosos nesta próxima “janela” de janeiro, nem pelas respectivas clausulas de rescisão, muito menos por alguns valores ridículos já anunciados, mas isto não quer dizer que se trate de uma impossibilidade: creio que o exemplo do Luiz comprovou que há’ Atletas e há momentos em que mais vale … deixar sair. 

8 comentários:

  1. Caríssimo Guachos, mais um extraordinário e oportuno post... que serve como alerta e apelo à consciência colectiva de todos os Benfiquistas para se auto - observarem nos caminhos que percorrem em torno do clube... e se esses valerão mesmo a pena!
    Talvez tenha chegado o tempo de alguns deporem as « armas » da critica vazia e lesiva aos superiores interesses do glorioso... e se mobilizarem no processo construtivo de um Benfica melhor.
    Será o tempo de deixarem os « umbigos » à porta e se co -responsabilizarem e irmanarem com os restantes Benfiquistas numa participação mais proactiva e assertiva no futuro do clube.
    Como dizes e bem Guachos, falar é fácil e destruir mais ainda!
    Agora nós Benfiquistas, temos de ser melhores do que isso e... perante o que está menos bem... não podemos contrapor com ódio e maldizer... mas sim apontar projectos e soluções, unir esforços e reflectir estratégias e possibilidades.
    Esta sucessão de ataques ao Benfica, alicerçada nalguns pontas de lança portistas e na reacção ao melhor estilo « carneiro conduzido pelo pastor »... já vai demasiado longa e a imagem do Benfica já está suficientemente maculada...
    É tempo de convergência e não divisão, é tempo de consensos e de respostas... porque o Benfica precisa de todos como um todo, como uma verdadeira equipa e não... como uma armada de solistas individuais.
    Posto isto, ressalvo... que falar é realmente fácil e por isso... é não apresentei nenhuma solução, nem proposta alguma...
    Tão só limito - me a referir que as duas propostas do Guachos ( « uma rede de rádios locais, mais ou menos integradas nas Casas do Benfica »... e a » multiplicação de outros “Seixal” (Centros de Treino e Formação), talvez agrupando algumas “Modalidades » ) são o exemplo perfeito de sugestões ao nosso alcance... e que merecem realmente ser discutidas, perspectivadas e pensadas quanto à viabilidade, exequibilidade e impacte positivo das mesmas.
    Força caríssimo Guachos, é este o caminho... o Benfica pela positiva, construir e não desconstruir,criar e não aniquilar, inovar... e não macular, defender e não... ferir e sujar o nosso glorioso!
    O Benfica faz - se de soluções, reinvenções, de renascimento e recriações... e tal como a fènix que ressurge das cinzas, reergue - se nas asas de todas e de cada uma das águias que o constituem...
    Assim o compreendamos todos e como Guachos sugere... nos empenhemos em dar o melhor que temos para ajudar o clube!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado (pela excelente como sempre) participação no debate, Mas... os méritos do post vão direitinhos para o enorme Albuquerque, autor do também excelente post...

      Eliminar
    2. Caríssimo Guachos, já dei conta do meu « fora » ( segundo a terminologia brasileira )!
      Pelo que passo a parabenizar o enorme companheiro José Albuquerque, peço - lhe desculpa pela distracção e atribuo - lhe os devidos méritos pelo brilhantíssimo post.
      E claro ( porque lá está com palavras é fácil ), remendo o meu erro, associando o caro Guachos à troca de galhardetes.... pois, ao permitir o post no Blog, o caro Guachos assume concordância com o mesmo, logo é uma espécie de mentor moral do mesmo.

      Eliminar
    3. Enorme Mathayus, Companheiro,

      Desculpas aceites, hahaha, mas "vais condenado" a nao ficar "de fora", ou seja: trata de comecar a trabalhar numa qualquer dessas tuas ideias/desejos/aspiracoes que eu sei que tens para o Clube!

      Trabalha-a e, depois, transfere tudo para o papel. Quando estiver pronto, remete para o e-mail do GUACHOS.

      E nao esquecas que nao se trata de uma "pena" remivel em multa, alem de que ela ja' levou em conta a atenuante de contarmos contigo para esses inestimaveis contributos que nos ofereces desde que aqui te anunciaste.

      Guachos, Mathayus e demais Companheiros,

      Hahahaha, sera' que eu deveria acrescentar ... "Vieiristas", seja la' o que isso for?

      Toca a ajudar a pauperrima "oposicao" que lamentamos ter!
      Vamos mostrar como gostariamos de ver o Clube crescer, "sonhar alto" realizacoes que nos motivariam, grandes e pequenas, seja em Lisboa ou no Kametchaka (existe?).

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Hahahaha, ja' me esquecia ...

      Adorei essa do "mentor moral", hahaha.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    5. hehheheheeheh!
      Com este teclado nem me apetece responder, mas, essa foi realmente demais!
      Grande Mathayus!

      Eliminar
  2. É verdade o Glorioso não vai vender atletas!
    Inclui-se neste lote o Carlos Martins - um dos jogadores com melhor vencimento do plantel!
    O Rui Costa e restantes Diretores é que deveriam pagar-lhe o vencimento, nos próximos 3 anos(renovou por 4 anos). Como é possível terem renovado com este gajo sem carater???? Nem uma ponta de gratidão pelo que o SLB fez por ele com o infeliz caso do filho!
    De facto o Benfica não pode ser gerido por AGs, mas o GRANDE LFV, está acompanhado por um bando de tachistas e sinceramente acho que isto vai dar mau resultado. Oxalá que não!
    Viva o Eterno Glorioso!

    ResponderEliminar
  3. Caríssimo José Albuquerque, vou reflectir na sugestão que me fizeste... e quem sabe, talvez um dia eventualmente e se a ideia surgir o possa fazer ( mas estou bem ciente do denominado « princípio de Peter » que se traduz na promoção de alguém até ao nível de incompetência )...
    Pelo que para já me remeto à condição de leitor atento, ficando no entanto alerta para a futura possibilidade de ver a inspiração a passar suficientemente perto.

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.