quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

O Benfica depois de Vieira. Ciclismo ou X Games?

(Na mesma onda do post anterior e para desopilar das muitas bacoradas e do aproveitamento (miserável) que a 'canzoada' tem feito - em nome do King Eusébio...)

Por José Albuquerque

É bem conhecida a minha “Visão” do Benfica: uma comunidade de Valores, transgeracional, multicontinental e pluricultural, que se concretiza através e em torno da prática desportiva.
Quando falamos, no Clube, em prática desportiva, falamos em “Divulgação” “Formação” e “Treino” orientados para a competição ao nível mais exigente possível, seja qual for a modalidade em causa.
Quando equacionamos o futuro do Glorioso, há uma regra que eu penso ser obrigatória: sustentar e fazer crescer as modalidades já existentes e … planear a presença do Benfica em modalidades em que Ele ainda não é representativo.

Vou confessar-vos que uma das principais razoes que me levaram a cometer o erro de votar em JVA (contra os meus Amigos Tadeu e Suzete), foi uma longa conversa que com ele tive, talvez em 1990, sobre os projectos que ele tinha para relançar o Ciclismo no Benfica. Eu sempre fui um fanático adepto do Ciclismo.
Apesar (talvez mesmo por causa disso) da imundície em que a modalidade tem andado envolvida nestes anos mais recentes, eu continuo a pensar que o Nosso Clube não está “completo”, enquanto não tiver um papel de liderança no Ciclismo e reparem que não é “só” pelo facto de o Nosso Emblema incluir uma roda de bicicleta.

O Ciclismo.

1 Trata-se de uma modalidade indissociável da Nossa História;
2 É uma modalidade olímpica e, neste momento, muito pouco praticada por mulheres, em Portugal (recordem-se que eu defendo uma discriminação positiva ao feminino);
3 Na vertente de provas de estrada, constitui uma das modalidades com idiossincrasia mais popular;
4 Trata-se de uma das modalidades mais populares no hemisfério sul, nomeadamente em algumas regiões onde temos comunidades muito bem implantadas e em vários países que lutam pelo seu desenvolvimento; e
5 Creio que se trata de uma das modalidades com maior potencial de captação de novos praticantes, caso disponhamos das necessárias infraestruturas.

Se eu penso que o Benfica deveria formar uma Equipa profissional para disputar as grandes “Voltas”?
Talvez, daqui por uma década!

Por agora, a minha sugestão passa, apenas, por estudar as condições (incluindo apoios e o financiamento) para a criação e crescimento de um parque desportivo especializado num crescente número das várias disciplinas do Ciclismo, que viabilizasse a consolidação de um “Know How” desportivo (técnico, clínico e organizativo) interno e próprio capaz de vir a sustentar participações ao mais alto nível competitivo. Futuramente, uma parte desse parque desportivo poderia abrigar um CTF especializado.

Os X Games.

Reunindo uma serie de modalidades de características marcadamente urbanas (skate, BTT, patins em linha, “parcour”, “slide board”, etc.), estes desportos radicais menos perigosos e mais populares encontram-se entre os que maior capacidade demonstram para atrair a juventude urbana para o desporto e há muito boa gente que os considera como tendo o mais elevado potencial para competir com o futebol em popularidade.

Há cerca de dois anos, em Los Angeles, tive oportunidade de passar um dia inteiro num parque desportivo orientado para os X Games e fiquei completamente rendido: não só me diverti imenso, como falei com dezenas de praticantes (de varias gerações e quase todo o tipo de percursos profissionais) que elegiam aquele local como o seu preferido, quer para a simples prática desportiva, quer para o lazer familiar, quer para a preparação competitiva.
Pela multidão que lá estava (num dia de semana), fiquei seguro de que se trata de um investimento de retorno económico garantido e alto valor social.

Se a Câmara Municipal de Lisboa disponibilizar terrenos em Monsanto (e não vejo porque razão não o faria), até me parece possível equacionar a construção de um parque desportivo que juntasse estas duas alternativas, ou seja: seria bem possível trabalhar sobre um projecto de desenvolvimento do Ciclismo e dos X Games em simultâneo.

Mesmo não querendo revisitar, por agora, o tema do tal “Parlamento”, adianto que uma das suas funções fundamentais poderia ser a identificação, o estudo e opção inicial, de forma participada, de ideias deste género.

Um dos maiores méritos que eu reconheço ao Companheiro Luís Filipe Vieira, passa pela capacidade que demonstrou de manter o Clube constantemente envolvido em projectos novos e mais ou menos inovadores.
Esse facto criou uma cultura de constante ambição e motivação para “construir”, para “acrescentar”, para “fazer mais”, que eu sentia afastada do Clube desde há décadas, que me parece ter tudo a ver com a Nossa História e que eu creio que não podemos deixar que volte a “adormecer” no Glorioso.

Viva o Benfica!                    

11 comentários:

  1. «Eu sempre fui um fanático adepto do Ciclismo.»
    Como eu te compreendo meu caro amigo. "Papo" tudo de ciclismo - desde a volta a Portugal que fazia parte do meu imaginário e sonhos de miúdo (os gloriosos tempos de Mendes e Agostinho) até às clássicas, Jogos Olimpicos, "europeus", "mundiais", acabando nas grande voltas, principalmente o tour de França! Marcha tudo.
    Os X-games já não sou muito para mim mas reconheço a grande importância e as expectativas que exercem sobre os jovens...
    Grande texto que tenho a honra de publicar no GV.

    ResponderEliminar
  2. Caro José,

    Parece-me que o ciclismo é modalidade com custos bastante elevados para a realidade nacional atual.
    Suponho que a última iniciativa de relançar o ciclismo fracassou, por ter ficado demosntrado que não tinha sustentabilidade financeira, quando encarada autonomamente.

    Mas sim, concordo que se estudem novas modalidades (inclusivamente modalidades motorizadas) e a sua criação, desde que:
    - sejam geradoras de valor e não de prejuízo, a médio prazo;
    - não comprometam a competitividade das modalidades existentes;
    - acrescentem notoriedade e prestígio ao clube.

    Avante, Avante p`lo Benfica!

    ResponderEliminar
  3. Caríssimo José Albuquerque, antes de mais, quero dar - te os parabéns pela belíssima imagem e visão que tens do Benfica:

    « uma comunidade de Valores, transgeracional, multicontinental e pluricultural, que se concretiza através e em torno da prática desportiva »

    É uma definição de excelência e em que me revejo totalmente.

    Quanto ás duas propostas, vejo - as com bons olhos:

    A primeira, do retorno do ciclismo, temporizada e progressiva, no fundo como penso que terá de ser encarada no momento ( depois de algumas tentativas menos felizes e talvez não devidamente, reflectidas e estruturadas ).
    É realmente necessária a criação de alicerces e fundações sólidas para esse projecto... e o modo como preconizas a sua implementação parece viável e suficientemente sustentado.

    Quanto à segunda proposta... confesso que me agrada sobremaneira, dado que também antevejo um enorme potencial de captação da juventude urbana.
    A possibilidade de criar vínculos e pontes emocionais com um universo de gentes... que de outra forma não alcançaríamos, é aquilo que se denomina vulgarmente, como uma janela de oportunidade e não deveria ser desperdiçada.

    Resumido gostei e muito das propostas... e a segunda então, considero que é quase obrigatória, pois devemos adaptar - nos aos novos tempos e ás mudanças que ocorrem no mundo.
    É praticamente uma porta aberta... para se chegar a uma maior « franja » da sociedade... e o meio certo para criar desde logo, uma ligação e fidelização afectiva com o clube.

    Mais um excelente trabalho do enorme companheiro José Albuquerque... é tempo do Benfica, aproar também ao « desconhecido » e « navegando por mares nunca dantes navegados », explorar novos conceitos, novas áreas e novas possibilidades... no imenso mar de oportunidades que se lhe abrem!

    ResponderEliminar
  4. Peço desculpa pelo « off topic »... mas, acabo de descobrir num conhecido fórum Anti, que a minha sugestão de criação de algo similar a uma associação nacional de Benfiquistas ( em post de 29 de Dezembro )... foi « antecipada » pela criação de uma associação de adeptos Benfiquistas no dia 16 de Dezembro de 2013!

    A divulgação do facto, surgiu ontem a 8 de Janeiro de 2014 no referido fórum... e a má notícia é que certamente, vindo de onde vem... terá um cunho marcadamente Anti ( ou seja configura possivelmente um grupo de « putos » nabos... a criar « lenha » para queimar o Benfica e não para o ajudar )!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,
      Gostava de perceber com que fundamentos se baseou para essa apreciação?
      Cunho marcadamente Anti ? e possivelmente um grupo de putos nabos ?
      e que anteciparam a sua ideia ...
      Que saiba, já foi divulgada por vários blogs, fóruns, e algumas paginas .
      Desafiava o ler os estatutos e a ver a missão da referida associação, e aconselhava o a antes de emitir qualquer opinião, a pelo menos informar se...

      Pedro Figueiredo

      Eliminar
  5. Boa tarde!!
    Eu até percebo em certa medida o ecletismo dos clubes(ou tentativa)mas acho que sinceramente não é necessário,e são na maioria dos casos a principal fonte de despesas ou custos que de pois se refletem nos passivos.

    Seique é moda em Portugal já há muitos anos e vai continuar a ser assim,porque os adeptos assim querem e depois queixam-se dos passivos.

    Basta andar por esta Europa forta e ver quais são os clubes que têm outras modalidades para além do futebol.
    ~em futebol to das as outras modalidades são disputadas por clubes de pequenas vilas ou cidades e não deixam de ser campeões Europeus,Mundiais e Olimpicos.

    Sei que esta minha opinião é controversa,mas penso que seria a mais sensata para não assistirmos a breve prazo a morte do futebol em Piortugal.

    Foi a minha opinião,espero que não me batam muito,e domingo venha de lá uma vitória!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  6. Companheiros,

    Muito Obrigado pelos vossos elogios e incentivos, que me dao vontade de acrescentar uma pequenas notas:

    1 Tenho a certeza de que se o Clube conseguir "montar" uma Equipa de ciclismo (para provas de Estrada e de Pista) em masculinos e femininos, nao lhe faltariam convites serios (com "cachets" significativos) vindos de paises (Australia, Africa do Sul, Brasil, etc.) que poderiam interessar muito a alguns potenciais patrocinadores, mas, claro que se trata de um projeto a alguns anos;

    2 O que mais me agradou no parque de XGames que conheci em LA, foi verificar como o Governo da California (o Schawrzeneger) conseguiu atrair multidoes para a "brincadeira" e, depois, de mansinho, transformou a "brincadeira" numa verdadeira pratica desportiva para atletas altamente competitivos; e, finalmente

    3 Lembrem-se sempre que a Nossa BTV vai mudar a Nossa Historia para o futuro e que, para o conseguir, ela necessita de conteudos espetaculares para transmitir .

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo José Albuquerque... perdoa - me o trocadilho ( impossível resistir ) mas, penso que agora marcaste de « bicicleta »!

      A verdade é que as coisas mais simples por vezes escapam - nos e esqueci - me completamente, da possibilidade que referes em terceiro lugar.

      Tens toda a razão, a nossa BTV, implica agora a necessidade regular de novos e atractivos conteúdos... e essa variável combina em simbiose perfeita.. com a hipótese de criar novas modalidades, que se insiram numa estratégia de futuro aproveitamento televisivo.

      Eliminar
  7. Não costumo concordar com quase nada do que aqui se escreve mas este post está muito bom.
    Boas ideias e que não serão muito difíceis de colocar em prática com calma e ponderação.
    Subscrevo.

    JVA

    ResponderEliminar
  8. E todas estas ideias não serão uma maneira de tentar potenciar as vendas da Nike?!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.