quinta-feira, 10 de abril de 2014

A equipa é o espelho (reflexo) do treinador...

A influência do treinador...
Não há outra expressão que ateste melhor aquilo que eu próprio penso - «a equipa é o espelho (reflexo) do treinador»

Há treinadores, que pela sua competência e forma de actuar, marcam de tal maneira as suas equipas, que se torna impossível perceber onde acaba um (treinador) e começa a outra (equipa)...

Imaginemos o Bayern de Munique actual...
Imaginemos que pegávamos naqueles rapazes e lhe vestíamos as cores de uma outra equipa qualquer...
Ao fim de 5 minutos já todos saberíamos, sem duvidar, que estávamos na presença de uma equipa treinada por Guardiola. Aquilo é único. Há quem não goste, a maioria por dor de coto, mas não é disso que quero falar. Quero falar de identidade, rigor táctico, golos, futebol espectáculo - competência.

Amanhã, em Nyon, na Suíça, estarão no sorteio da Champions e da Liga Europa, alguns dos melhores treinadores do Mundo. Diria que a elite dos melhores treinadores do mundo.
Diego Simeone, Carlo Ancelotti, Pep Guardiola e José Mourinho na Champions e na Liga Europa (se Deus quiser) Jorge Jesus...

Dos cinco, o que gosto menos é Carlo Ancelotti. Não aprecio o seu low profile que nem é carne nem peixe e não fico nada entusiasmado com o futebol das suas equipas (apesar de o Real ter feito alguns muito bons jogos). Evidentemente que é competente, mas...definitivamente - não me entusiasma.

De Pep Guardiola (Bayern) já falei um pouco. Vejamos o que nos "dizem" os demais semi-finalistas...

José Mourinho - no panorama actual, José Mourinho é sempre uma figura incontornável. Cultiva e adora ser o centro das atenções, domina os média a seu belo prazer (aquela corrida em pleno relvado é puro markting) quer nas conferências de imprensa, quer no dia a dia. Mourinho precisa dos média, usa-os em seu proveito como mais ninguém e marca a ferro e fogo a sua equipa e o seu clube - de uma forma tão evidente (às vezes cruel) que depois dele pouco resta...
Paga um preço alto, que está sempre disposto a pagar (dura 2/3 anos em cada clube) mas enquanto vir a sua equipa ganhar tem sempre a razão do seu lado.

Simeone - o parente pobre (por agora) da elite mundial.
Do nada, Simeone transformou um grupo de bons rapazes (também há talento) num equipa cheia de alma, cheia de garra, cheia de vontade, sem medos, fé inabalável e muito coração - uma equipa indomável. 
Olhamos para aquela equipa e vemos a cara do seu treinador. Quem se lembrar da forma como jogava Simeone perceberá muito melhor o Simeone treinador...
Será preciso mais que isso para construir o Atlético actual, pelo que Simeone tem que ter algo mais que o enorme "coração"...
Para confirmar num futuro muito próximo.

De Mourinho e de Guardiola, sei que concentram todo o poder em si próprios, que dominam toda a estrutura, que está lá apenas para os melhor servir, e que isso mexe com as figuras e figurinhas históricas dos clubes, demasiado habituadas a meter o bedelho em assuntos que não lhes dizem respeito...(onde é que já vi isto?)
Um problema que ambos têm que gerir e conviver...
Não é nada fácil mas, cada um à sua maneira, lá vai cagando e andando...(mas onde é que já vi isto?)

De fora ficaram os derrotados desta ultima jornada...
Juergen Klopp, Gerardo Martino, David Moyes e Laurent Blanc...

Mas se Juergen Klopp saiu como um herói, Gerardo Martino e David Moyes saíram como dois rapazes desajeitados a quem deram um brinquedo demasiado grande para a suas competências. Nem um nem outro mereciam mais. Eu, no lugar dos adeptos do M. United e do Barcelona, estaria a rezar para os ver pelas costas - quanto mais depressa melhor. 
Nem vou gastar uma linha a tentar provar o que digo - basta olhar para jogadores que 'ontem' eram grandes craques mundiais e que 'hoje' nas suas manápulas desastradas parecem ter desaprendido de jogar...
De Laurent Blanc, confesso que não conheço praticamente nada....

Juergen Klopp - ano após ano faz ressurgir a sua equipa, devastada pelas vendas milionárias (onde é que já vi isto?) e acaba sempre por nos proporcionar grandes espectáculos e grandes jogos, promovendo sempre novos grandes jogadores.
Tal como Guardiola, Mourinho e Simeone, Juergen Klopp torna impossível perceber onde começa o treinador e acaba equipa...ou vice versa. É uma figura controversa, personalidade aparentemente indomável, explosivo, mas...generosamente genuíno. Adoro este moço.

É aqui que cabe o Nosso Jorge Jesus. No meu entendimento, Jorge Jesus está, por direito próprio, na elite dos treinadores mundiais. Tal como os que acima citei; pela sua competência e personalidade, Jorge Jesus é a cara da equipa e a equipa é a cara de Jorge Jesus. Não há forma de desmenti-lo. Futebol espectáculo, por vezes deslumbrante, golos e eficácia - competência.

Se tivesse que os comparar, diria que; Jesus e Klopp são almas gémeas. Que Ancelotti, Gerardo Martino, Laurent Blanc, pelo seu perfil, sonharam poder ser Guardiola, que Simeone só se pode comparar a...Simeone e que, José Mourinho e Guardiola são únicos, e, impossíveis de copiar.

Goste-se ou não do estilo de jogo das suas equipas. Goste-se ou não da sua maneira de ser e de estar na vida; Guardiola, Mourinho, Jorge Jesus, Simeone e Klopp, são grandes treinadores em qualquer parte do Mundo...talvez mesmo em Portugal!

9 comentários:

  1. Enormerrimo Guachos, Amigo e Companheiro,

    Excelente texto, como sempre!

    Mas este texto tem ainda mais uma virtude fundamental: a oportunidade!

    Nao sei bem se concordo integralmente contigo (concordo, com certeza, com pelo menos 95% das tuas escolhas e adjetivos), porque acho que deixaste "de fora" a imensa diferenca entre um tecnico que esta' a dar os seus primeiros passos (Simeone), quando comparado com os que ja' apresentam anos seguidos de resultados.
    Por outro lado, tambem colocaste em (quase) pe' de igualdade tecnicos que "administram" recursos completamente diferentes: o Pep, o Mou, o Blanc, o Martino, o Anceloti e o Moyes que podem ter tudo o que sonham, qualquer que seja o sonho (hahaha) e so' "vendem" se lhes apetecer, depois, num segundo grupo, tens o Klopp e o Simeone que so' perdem os fora de serie de topo e, finalmente, o Nosso Tecnico que administra recursos muitissimo inferiores e so' nao perde todos os Atletas de top que tem na Equipa, porque eles ja' sao tantos que constituem uma "oferta" que exceed a "procura".

    Mas este teu texto ainda tem mais uma vantagem: da' me uma oportunidade para gabar a imensa genialidade daquele que (aqui concordamos) consider o melhor tecnico da atualidade: Josep Guardiola!

    Bem sei que o Pep sempre teve planteis fabulosos 'a sua disposicao (adorava ve-lo como Nosso Tecnico, a ter de repetir o "milagre da criacao"), mas ha' anos que ha' outros na mesma situacao, que nao conseguem que as equipas produzam aquele futebol.
    Para os Companheiros que mais gostem de "estudar" estas coisas do futebol, sugiro que revejam o desafio de ontem e sigam as movimentacoes do Alaba!
    Apreciem como um garoto de 20 anos, defesa (ou lateral) esquerdo atua nos chamados 4 momentos do jogo (organizacao defensiva, organizacao ofensiva e nas 2 diferentes transicoes).
    Eu estou ansioso para que um dos bons autores do LATERALESQUERDO escreva sobre este tema, a ver se consigo compreender aquela maravilha, tao diferente do que e' a "estatistica normal".

    Claro que com aqueles dois extremos os "jaterais" teriam de ter posicionamentos "anormais" em todas as fases que nao fossem a organizacao defensiva (nesse momento, eles colocam-se como e' "normal"), mas ... aquilo e' soberbo!
    Especialmente o Alaba (porque e' muito mais rapido e muito mais novo), que em organizacao ofensiva quase nao sai da area ... do adversario, hahaha!

    So' visto! Se me contassem eu nao acreditava, hahaha!

    Por causa desse e outros exemplos, eu corro o risco de considerar que o Pep e', de facto, o melhor tecnico da atualidade (tambem tinha essa "obrigacao"): nao so' se verifica a tal identificacao absoluta entre o tecnico e a equipa, como e' obvia a mestria na utilizacao das competencias das posicoes 2 e 3, que com o Pep sao sempre muito mais que "defesas laterais".

    Ao Nosso Tecnico, facilmente lhe atribuo o premio de "Melhor Professor" da atualidade, pelas evolucoes de alguns jovens (o Di, o Luiz, o Melga, os Andres, o Rodrigo e, acima de todos, o Marko) e de outros menos jovens (o Luisao, o Garay, o Matic e, acima de todos, o Gaitan): um ou dois anos com o JJ e ... "voila' ", todo o talento aparece exponenciado e ao servico da Equipa!

    Parece facil, hahaha.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu amigo,
      como facilmente perceberás, não tive a pretensão de analizar em profundidade as capacidades de toda essa rapaziada. Nem competência tenho para tal.

      Mas há uma coisa em que aparentemente podemos estar em desacordo...
      Eu vejo a verdadeira competência dos treinadores (tal como nos jogadores) quando chegam a um grande clube. Quando têm nas mãos material humano a sério, mas, onde nada lhes é perdoado e tudo lhes é exigido.

      Aí, sim, vê-se quem é que 'os' tem no sitio e quem é realmente bom. Pode-se ter muita competência, mas, se não se souber lidar com a pressão é o fim.
      É muito mais fácil treinar clubes de segunda linha. Treinar craques é incomparavelmente mais difícil.

      Agora, dou-te toda a razão quando dizes que o treinador do Benfica leva em cima com toda essa pressão e ainda têm que fazer craques para outros...

      Dou-te um exemplo claro; não tenho duvidas que Leonardo Jardim e Marco Ferreira, por exemplo, são bons treinadores. O que fizeram até agora não deixa margem para muitas duvidas. A mim não deixa.

      Mas, só saberemos se são realmente bons, quando nas mãos lhe puserem o peso de uma camisola como a vermelha ou o peso do mundo que qualquer treinador do Benfica carrega nas costas.
      Nos seus actuais clubes, pouca - num caso, e nenhuma - no outro, pressão têm de gerir.
      Vale para o treinador do Benfica o mesmo que para os treinadores do Real, do M. Unitd, do Barça...etc...

      Eliminar
  2. Caríssimo e estimado amigo Guachos

    Coincidimos muitas vezes na mesma forma de ver o futebol e na elevação, honra e moral que devemos preservar na vida...

    E novamente, estou totalmente de acordo...no apreço por Jorge Jesus, no reconhecimento dos méritos de Guardiola e Mourinho, no menor entusiasmo com Ancelotti, no excelente trabalho de Simeone e claro está...

    Na admiração pelo « maluco » Juergen Klopp... que é contagiante e divertido, profissional e guerreiro... e aind consegue encontrar jogadores desconhecidos, com nomes que não lembra a ninguém e fazer equipas tremendas!

    ResponderEliminar
  3. Bom texto.
    Acerca de Jesus, e sendo ele um dos melhores treinadores europeus, só tenho pena de que apenas por uma vez tenha passado a fase de grupos da Champions. É aí e a partir daí que se joga o futebol top da Europa, coisa que a Liga Europa nunca será, apesar das três ou quatro boas equipas que por lá andam.

    Jonas

    ResponderEliminar
  4. O ALABA,é só o melhor lateral esquerdo do Mundo!!!.....E tem 20 anos!!!

    Convém recordar que é titiularissimo do Bayern desde os 18!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    O Klopp é um treinador completamente á parte dos outros todos,n
    ao é o tipico Alemão,é o tipico latino em tudo!!

    É um treinador completamente desalinhado,que até vai para o banco de fato de treino,come umas sandes e bebe umas bejecas durante os jogos!!

    Será que este homem algum dia conseguiria serr treinador do Benfica??....Não!!!!

    Seria um repasto para os talibans!!!!!

    PS:....O Klopp aos 48 anos só treinou 2 equipas na bundesliga,o Mainz e o Dortmund.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou de acordo. Mas o homem é um espectáculo. Gosto de gente assim.

      Eliminar
    2. Ora ai está, caro Reus, se o Klopp fosse treinador do Benfica os talibans imbecis na sua jactância, soberba e presunção iriam dar cabo dele, ainda por cima não faz a barba quando se apresenta em público.
      Indesculpável, pois não respeita a tradição e a verdadeira cultura benfiquista criada pela imaginação desses trambolhos.

      Eliminar
  5. Mais um grande post. Ainda bem que no meio de tanto blog que critica o JJ por tudo e por nada, há um blog que lhe reconhece as qualidades e o defende!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.