sábado, 10 de maio de 2014

Mais…do Fair Play Financeiro.

Por José Albuquerque

Sinceramente, espero que nenhum dos Leitores do GUACHOS me ache louco por continuar a seguir este assunto, que, por mais nebuloso que ainda seja, me parece de uma extrema actualidade e importância. 
Ora sucede que, desde o meu texto mais recente, surgiram dois novos ecos que confirmam a oportunidade deste dossier: o primeiro foi um documento que me chegou pela mão de um Companheiro (obrigado, B Cool) e o segundo passou pela noticia sobre uma alegada coima de 60 milhões de euro aplicada pela UEFA (cumulativamente com uma redução para apenas 21 do número de jogadores que poderão inscrever para a Champions 2014/15) a dois dos clubes mais “bilhardários” da actualidade – o PSG e o Man. City.   

Pegando nestas coimas fabulosas (será que o FPF é a nova fórmula da UEFA para aumentar as suas receitas?), que totalizam 120ME, a primeira coisa que ocorre escrever é que … o FPF chegou e com estrondo!
Todos temos testemunhado como estes dois clubes (tal como outros, antes deles) são dos melhores exemplos de como o aparente “suicídio de fortunas” pode mudar, quase de um dia para o outro, a competitividade das equipas de futebol, através de investimentos completamente incompatíveis com a dimensão anterior desses clubes e a dimensão dos seus proveitos estruturais. Por isso ninguém pode ter ficado surpreendido ao saber que eles são os primeiros a ser duramente penalizados pelas novas regras do FPF, mas, por outro lado, não há como não perguntar: e “os outros”?

De facto e depois dos novos Abramovitch na Rússia, do actual Mónaco, do que se antecipa para os clubes de Milão e para aquele que vier a ser comprado pelo tal Peter Liam, quer me parecer que já deveriam existir mais alvos para a UEFA, tal como o futuro vai trazer mais uns quantos. Só ainda não podemos dizer exactamente quantos e quais, por culpa da própria UEFA e do quase sigilo na divulgação integral de todo este novo regulamento.

Primeiras consequências

Ainda assim, uma consequência já parece imparável: este próximo mercado de transferências vai refletir este primeiro “incidente” (mesmo que aqueles 2 clubes venham a contestar as multas e a conseguir reduzi-las) que, pelo menos, vai constituir como que um claríssimo “cartão amarelo” para todos os que admitiam a hipótese de gastar primeiro e fazer contas só depois.
Mesmo sem prever que o mercado vá arrefecer em termos dos grandes negócios, admito como muito possível que vamos assistir a uma quebra no volume de negócios total, pela diminuição do chamado “efeito cadeia” e, em termos dos maiores “vendedores” nacionais, não me surpreenderia que os andruptos viessem a ter muitas dificuldades para “despachar o chacha e o maogala” (acrescendo ao fiasco com o “lula”, impossibilitado de receber autorização de trabalho em Inglaterra, depois de ter ficado inibido de obter uma internacionalização oferecida pela dupla mendes&dranquilo), enquanto o líder da osgaclaque já tem uma justificação para vender algumas “estrelas” por muito menos que aquelas fabulosas cláusulas de rescisão, isto se conseguir vender alguma coisa.

Quanto ao Glorioso, já com as vendas deste exercício encerradas, não conto com nenhum impacto significativo deste arrefecimento do mercado, pelo menos até ao final do ano. Por outro lado, tenho de reconhecer que fomos muito felizes na escolha da oportunidade para o lançamento da Nossa BTV, enquanto pilar fundamental deste desejável novo paradigma de Gestão em que as mais valias resultantes de vendas de passes de Atletas devem decrescer ligeiramente de importância, enquanto a Equipa B poderá assegurar uma parte da normal renovação do Plantel principal.
Uma vez mais se comprova que, mesmo os que criticam partes da Gestão económica e financeira do Nosso Grupo, terão de reconhecer que ela tem sido coerentemente planeada e executada.

Quero com isto dizer (ainda não o posso garantir, infelizmente) que o Benfica se encontra muito longe de quaisquer riscos decorrentes destas novas regras do FPF.
De facto e recordando o conteúdo conhecido dessas regras (basta reler o anterior “post” sobre este tema), a Nossa SAD não está em risco de acumular, entre 2013/14 e 2014/15, 45ME de prejuízos, nem em termos globais, muito menos se considerarmos todas as deduções aos custos admitidas pela UEFA e se dedicados a “Formação”, “Parque Desportivo” e “Responsabilidade Social”..
Por outras palavras, podemos afirmar que este Nosso novo paradigma de Gestão tem, no mínimo, mais um ano para se consolidar perfeitamente.

Mais uma boa fonte sobre o FPF                        

Pelas boas graças do Enorme B Cool, tive acesso a um estudo, da autoria conjunta da BDO e de uma sociedade de Advogados (Field, Fisher Waterhouse), que adiciona vários dados até agora apenas suspeitados sobre o FPF e, melhor ainda, os compara com os regulamentos específicos da Federação Inglesa para as suas competições internas, documento esse que só não reproduzo por ser demasiado extenso e por ainda não dispor de um link que lhe permita um acesso direto (quem o quiser ter, basta pedi-lo ao GUACHOS).

Segundo essa fonte, que temos de considerar como plenamente credível, fica claro que todas as receitas/proveitos consolidadas da Nossa SAD (BTV incluída, portanto) são relevantes para a UEFA e no quadro do FPF, nomeadamente os juros cobrados a entidades relacionadas (o Clube e qualquer Empresa do Grupo) por empréstimos obtidos pela SAD para fundos que lhes são destinados. Mais ainda, fiquei convencido de que até 100% das quotizações dos Sócios poderão ser considerados para estes efeitos.  
Quanto aos gastos/custos pertinentes, confirmam-se as seguintes possíveis deduções: (1) Formação (youth development activities), (2) Responsabilidade Social (community development activities) e (3) Custos Financeiros decorrentes de investimentos no Parque Desportivo (finance costs directly attributable to the construction of tangible fixed assets).

Nestes termos e considerando as especificidades de um Clube como o Glorioso, creio que podemos admitir que a UEFA vai poder considerar as contas consolidadas de todo o Grupo, Clube, modalidades e Casas incluídas, o que só pode constituir uma enorme vantagem e o justo reconhecimento do papel de “mecenas” que a Nossa SAD representa para todo o Benfica.

As diferentes lógicas da UEFA e da Federação Inglesa

Sem nenhuma surpresa, verifico que os ingleses “dão avanço” aos “platinis” nesta matéria: enquanto a UEFA parece orientada para a aplicação de multas, a FI estabelece que os accionistas dos clubes prevaricadores (os que gastarem mais do que deviam) terão de suprir, eles próprios e através de aumentos de capital, essas diferenças.
Ou seja, em Inglaterra os clubes guardam uma muito maior margem para procederem a investimentos fortes nas suas equipas de futebol (até 105 milhões de libra esterlina de deficit, em 3 anos), desde que os seus proprietários garantam os necessários aumentos de capital e, consequentemente, de margem de solvência, o que me parece ser a lógica mais correta.
Paralelamente e no tocante a eventuais “jogadas e/ou tentativas de subversão das regras”, a FI opta pela fórmula natural (e menos burocrática) da responsabilização pessoal dos profissionais envolvidos, desde os técnicos e gestores dos clubes, aos seus auditores externos.
Assim se compreende que os “managers” (como o Mourinho, por exemplo) já se refiram ao FPF com muito … respeito.

Viva o Benfica!  

13 comentários:

  1. Parabéns por mais um excelente e didático post.

    ResponderEliminar
  2. Sendo um zero à esquerda nas questões económico-financeiras, muito tenho aprendido com este excelente professor.
    Força campanheiro, os benfiquistas agradecem!

    ResponderEliminar
  3. Caríssimo e estimado amigo José Albuquerque,

    Agora e ao melhor estilo Dupont e Dupond, vou ter de parafrasear o caro francisco:

    Direi mesmo mais: « Parabéns por mais um excelente e didático post »!

    ResponderEliminar
  4. Não gosto - nunca gostei - do esticar do adjectivo para "enórmérrimo". Nasci, cresci e orgulho-me de viver , num ambiente em que a adjectivação é acrescentada pelo "inho" ou pelo "ão". Esta variação soa-nos - e perdoe-me José - a localizado. E sabemos todos onde.
    Sempre o defendi. E porquê?
    Porque como sempre o disse e repito para que não restem duvidas. O José é desde há muito tempo (Belo Voar..) das poucas pessoas a quem um "alérgico" como eu a contas dá atenção. Mais um e este não é da idade, "Porquê"?
    Porque é claro no que escreve, escreve o que sabe para quem não sabe. Para alguém que seja minimamente inteligente e intuitivo, perceber e avaliar aquilo a que socialmente reconhecemos como credibilidade, torna-se fácil.
    Não! Não é Deus, é tão somente alguém dos meus! Obrigado.

    Um assunto menos de "contas" e mais de politica e sobre o motivo do post.

    Considerando as brutais receitas extra que a UEFA irá obter.
    Qual acham dever ser o seu destino? Não querendo ser cinico ao ponto "dos bolsos de alguns", deixo a pergunta, como usá-las para bem daquilo que tanto adoramos, o futebol?

    A minha resposta e aquilo que se poderia tornar uma proposta da maioria dos clubes na situação do Benfica, eu sei. Gostaria de saber a vossa!

    Abraços, orgulhosamente Benfiquist!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme "Tantos Lixos", Companheiro,

      Antes de mais, o meu Obrigado por mais este teu elogio, com a promessa que vou continuar a fazer o que conseguir para os merecer, na certeza de que, conseguindo, mais e mais Companheiros poderao formar a sua opiniao critica sobre este tipo de assuntos.

      Quanto ao desafio que propoes, assim de chofre te digo que gostaria de ver a UEFA a distribuir premios pelos clubes com melhor desempenho no FPF, ou seja, que cumprindo os regulamentos melhores resultados desportivos obtivessem.

      Mas tambem te digo que tenho daquela gente uma das piores opinioes que possas imaginar: trata-se de uma cambada de parasitas, que exploram coorporativamente (sao uma clique, quase uma seita) a esfera burocratica supranacional desta industria, pagos a um peso desproporcional com o valor que (nao) acrescentam.
      Por isso, Companheiro, confesso que nao espero nada de bom saido da UEFA, ou da FIFA, como de qualquer outra entidade similar.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  5. Companheiros,

    Muito obrigado pelos vossos incentivos.

    A este proposito, disseram-me que ja' foram noticiadas algumas confirmacoes/certificacoes, neste quadro do FPF, a clubes portugueses, nomeadamente ao Estoril e Vitoria de Guimaraes, mas eu ainda nao consegui encontrar nada oficial no sitio da UEFA.
    Obviamente e tanto quanto eu sei, nao ha' a menor duvida de que o Benfica tambem vai passar neste teste. Alias e entre os maiores clubes nacionais eu so' continuo sem perceber como e' que vai ser possivel a osgalhada ser "aprovada" para disputar as provas da UEFA em 2014/15.
    Mas isso ja' eu venho a questionar ha' meses ...

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelos teus enormes contributos para a causa benfiquista. Que posso eu mais dizer'...

      Eliminar
  6. Companheiros,

    Uma vez que o Enormerrimo Guachos (ainda) nao colocou ainda nenhum post sobre o desafio no ladrao, nao consigo deixar de escrever uma pequena frase ...

    Sera' que este BOI e', ou vai chegar a ser, profissional?????

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu amigo, ainda não coloquei nada (ter a família cá em casa é um privilegio que até deixa para depois jogos "sem" importância) mas posso colocar o que meti no meu facebook...

      «Nem que viva 100 anos darei qualquer credito às vitorias, mesmo que de pirro, da equipa condenada por corrupção. Cambada de ladrões!»

      Eliminar
    2. Meu Bom Amigo,

      Que bom ...

      Que bom saber-te bem rodeado nestes dias de Festa.

      Que bom verificar que mantens a excelencia na topica e na sintese: disseste tudo numa so' frase!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  7. Mais uma alegria para Filipe Vieira! o seu fcp ganhou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que alegria para o Rufino e que bela demonstração da satisfação taliban... com as derrotas do
      « seu »? Benfica.

      Uma vitória por um golo, com 3 expulsões perdoadas aos suínos e 1 penalty inventado... contra 9 suplentes, 2 titulares e o terceiro guarda - redes do Benfica.

      Com André Gomes e Cavaleiro que vieram da B... mais os miúdos Lindelof, Cancelo, Bernardo, Funes Mori...

      Ó Rufino... isto de mudar de nome tem que se lhe diga!

      Eliminar
    2. Mas que grande melão. Prepara-te que vai continuar a inchar...

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.