domingo, 25 de maio de 2014

Memórias e contas da Champions...

Memorias do tempo em que as finais eram/são para ganhar...ou perder...
É uma chatice, mas por muito que os críticos e os "ferra canelas" de JJ não queiram admitir, quem tem razão é ele; as finais são para disputar e tentar ganhar. Contudo; como só um é que pode ganhar, o outro finalista tem de perder. É a vida. 

Taça dos Campeões...
1968/05/29, 19:45, Londres - estádio de Wembley
Manchester Unitd - Benfica

Ao minuto 90 - Eusébio falha um golo feito, daqueles que nunca falhava - o jogo estava empatado (1-1), foi para prolongamento onde o Manchester acabaria por vencer por 4-1.
E a gloria ficava à distancia de um remate sem a direcção certa - no último minuto do jogo.

Champions League...
2014/05/24, 19:45, Lisboa - estádio da Luz

Minuto 93, Atlético de Madrid - Real Madrid, 1 - 0
Ao quarto minuto dos 5(!!!) de descontos dados pelo árbitro, chegava o amargo e injusto empate que levava o jogo para prolongamento...
E a gloria ficava à distancia de 1 minuto que nunca deveria ter existido...

Beneficiando da incoerência dos tempos modernos, do grande dinheiro e da ditadura dos poderosos (quer o novo campeão europeu quer o finalista vencido não foram sequer campeões no seu País) Carlo Ancelotti precisou de apenas um ano para conseguir com o Real Madrid um feito extraordinário - a conquista da décima liga dos campeões europeus. 

Há poucos dias escrevi; (aqui) 
«Só falta Ancelotti ganhar a Champions com o Real Madrid, fazendo numa época o que Mourinho não foi capaz de fazer em três, com Sérgio Ramos a marcar o golo do triunfo e Casilhas a levantar o troféu, para que o ramalhete fique completo! Mas que enorme chatice!» 
E esta, hem!
O jogo...
O normal de uma final com esta importância é haver...os normais 3 minutos de descontos.
O senhor árbitro entendeu que não; deu 5. E foi nos dois minutos a mais, que nenhum árbitro costuma conceder em finais europeias para lá dos 3 habituais, que o Real Madrid chegou ao empate, ao prolongamento e à vitória que tanto queria. 

Tivesse o árbitro concedido apenas os "3 minutos da ordem" como fez o árbitro do Barcelona-Atlético, que terminou o jogo que decidiu o titulo espanhol, precisamente aos 93 exactos minutos, onde houve muito mais paragens que nesta final, e Ancelotti estaria agora muito provavelmente na porta de saída...

Seria visto como mais um falhado, Simeone seria um herói e Jorge Jesus tinha mais não sei quantos talibans agarrados às canelas...querendo comparar os seus aos sucessos de Simeone e as finais que são para ganhar e o catano e o camandro, e o Nelson Oliveira, e o David Simão e os orçamentos...
(o Ancelotti é mesmo um chato do caraças)

Quando o senhor árbitro marcou aquele penalti, mesmo a acabar o jogo, fez-me lembrar de imediato, os 3 penaltis muito mais claros que aquele, mas que o nazi alemão sonegou ao Benfica - em Turim...
Não há volta a dar; quem decide os jogos equilibrados, os títulos, as taças e os campeonatos, são os árbitros. Mesmo apitando bem e sem casos (parece um paradoxo mas não é) são eles que decidem os jogos equilibrados ou que, em ultima análise...os desequilibram.
E nem é preciso muito - basta um minuto a mais ou a menos ou um canto mal marcado...
........................................................................................................................................................................................................................................
Parabéns Fábio Coentrão e Di Maria. - Tiago; foste grande.

Se é verdade que as finais foram feitas para se ganhar - podemos considerar Diego Simeone um perdedor e um falhado?
Se é verdade que o Real Madrid tem um orçamento verdadeiramente monstruoso, podemos dizer que com aquele plantel até o Carraça era campeão Europeu - em Dezembro?

Aquela alusão do carroceiro Pepe a Eusébio - valha-me Deus!
Mas agora o nome de Eusébio serve que um qualquer borra-botas invoque o seu nome para se auto-promover?
Mas que porcaria vem a ser esta? mas quem julga que é esse trauliteiro para invocar o nome do King em vão?
Cada macaco no seu galho! Vade retro satanás! - Vai-te catar ó parte pernas.

Só mais um pequeno pormenor ''sem nenhuma'' importância; - já repararam na cor das camisolas dos profissionais da sportv? Heheheheh - são incapazes de disfarçar. Melhor; assim não enganam (mesmo) ninguém.

E agora é só esperar que toda essa escumalha da UEFA, e os amigos da UEFA, desapareçam para muito longe e que o estádio da Luz volte a ser vermelho!

Ah! e o Homem da Champions foi Di Maria. Não foi o australopitecos que largaram à solta já perto do fim do jogo.

Ps; Cavaco Silva lá estava na tribuna - alinhado com o Rei de Espanha.
Benefícios de uma agenda bem programada. Desta feita não houve viagem à China que o afastasse das luzes da ribalta...

14 comentários:

  1. Meu caro Guachos

    Mais um texto objectivo! É assim que eu gosto, sem tibiezas e falsidades. À SLBenfica!
    Quanto ao exemplar simio "lambrosiano", já sabes o que penso dele desde o último post!
    Relativamente a Cavaco, mesmo quando contribui para nos foder cada vez mais, como seguidor de Jesus, o das tácticas e que exemplarmente ignora os "ferra-canelas", direi que haja piedade pela senilidade.

    Abraço Benfiquista

    ResponderEliminar
  2. Discordo apenas dos 3 / 5 minutos, em meu entender mais do que justificados...

    De resto, totalmente de acordo como é habitual, principalmente na chamada de atenção para a agenda de Cavaco que me tinha passado despercebida assim como, seguramente, à maioria dos Benfiquistas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco, não sei nem me interessa se os 5 mts foram justos ou não. Não é isso que ponho em causa. A menos que não me tenha feito entender...

      Eliminar
    2. Certo, podiam não ter sido dados... o Real apenas espernearia um pouco... a cs estaria agora a falar na vitória estóica do Atlético e não dos minutos q não foram dados... tal como em Barcelona...

      Aliás, em Barcelona, o árbitro invalidou um golo ao Barça por fora-de-jogo. que, se fosse validado, tb não levantaria ondas na cs, e o Campeão de Espanha seria outro... e o treinador, se calhar, continuava...

      Eliminar
    3. É isso mesmo Francisco. O golo do Barça foi legal pois a bola saiu dos pés de um defesa do Atlético...mas o que eu quero aqui realçar é o poder discriminatório dos árbitros e da sua influência decisiva nos jogos equilibrados...

      Eliminar
  3. o golo foi aos 92 minutos e 46 segundos, por isso os 3 minutos chegaram e sobraram

    ResponderEliminar
  4. Sim, o que mais interessa sao os 3 milhoes que ganhamos.
    A UEFA que faca as trouxas e se ponha a milhas.

    ResponderEliminar
  5. Caríssimo e estimado amigo Guachos,

    Desculpa o« Off Topic », mas ao ver o teu texto... a primeira coisa que me ocorreu foi relembrar a história.

    « Cum caraças », já era tempo de começarmos a ter um pouco mais de sorte.

    Perdemos oito finais europeias apenas por pormenores e sempre com empates ou derrotas por 1 - 0 no tempo regulamentar. Só mesmo no jogo com o Manchester que referes e no prolongamento perdemos por mais de um golo de diferença!

    Enfim, paciência que é como dizes no texto.. as finais são para disputar e o que nós queremos é voltar a estar presentes nestas e a ter hipóteses de sonhar.

    Além disso, os idiotas dos talibans não repararam.. mas ao contrário do que tanto gostam de apregoar, toda a imprensa europeia reconhece e refere de forma elogiosa os vice-campeões das diferentes competições europeias.

    Ninguém esquece nem esqueceu as presenças do Benfica em finais e estas fazem parte do palmarés de todos os clubes vencedores ( sim, porque ao contrário do que os talibans pensam... o vencedor das competições europeias até hoje... não foi sempre o mesmo )!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E em desempates por penaltys também, em Estugarda com o PSV. Já agora, história é história, lembro-me que fomos eliminados nos finais dos anos 60, após 0-3 fora e 3-0 na Luz, por moeda ao ar! Lembro-me como se fosse hoje, nesse jogo na Luz, a bola rebentou na 2ª parte e foi uma risota, mas demos os 3-0 aos gajos (creio que o Celtic ou o Vasas) e no desempate por moeda ao ar, fomos eliminados.
      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. E mais essa meu caro Perfeito Correia... até a « sacana » da moeda!

      Eliminar
  6. Eu sei que depois de um grande post, corro o risco de borrar a pintura com isto:

    Mais um grande jogo a mostrar o grande trabalho do JJ. Foi ele que pôs o Di Maria a jogar a um nível de tal forma que foi contratado pelo Real Madrid... ele que foi eleito o homem do jogo da final.

    Só para os que sempre acharam que 2010 foi obra do acaso... ficámos sem os dois médios ala... Di Maria e Ramires... e, desde esse ano, estes médios só estiveram em equipas que ganharam 3 competições europeias, sendo eles peças fundamentais nas champions do Chelsea e do Real Madrid. Foi preciso substituir duas peças fundamentais no primeiro Benfica do JJ... e a malta achou que começamos mal o ano por causa disso, enfim.

    Já agora... mais um ponto a favor destes jogadores: não deram ainda qualquer troféu europeu ao Mourinho. E isso é mais um melão para toda a gente da CS portuguesa.

    E mais! Estes são jogadores que dão razão a JJ: que é que importa a nacionalidade? É por o JJ ir atrás dos que são mesmo bons que apareceu agora uma pressão para o Benfica jogar com portugueses... Porque eles sabem que dessa forma o Benfica não é tão forte...

    ResponderEliminar
  7. Enormerrimo Guachos, Companheiro e Bom Amigo,

    Essa Final no "velho" Wembley (com a cobertura sustentada por pilares), deve ter sido a causa das minhas primeiras lagrimas Benfiquistas.

    Duas super equipas (no Man Utd, se a memoria nao me atraicoa, jogavam o George Best e o Bobby Charlton, entre outros), um super desafio e um resultado mais que amargo. Boa parte do imenso prestigio de que o Glorioso goza por todo o Reino Unido, tambem nasceu nesse dia.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  8. "Não foi o australopitecos que largaram à solta já perto do fim do jogo."... ainda não consegui parar de rir :)

    ResponderEliminar
  9. É curioso que o homem do jogo e o único (a par de Bale talvez e Modric mais abaixo) a querer trazer algo de novo ao jogo, e se repararem nos pasquins, parece que nem jogou!?!!! Se fosse um hulk qualquer o que não se diría nesta imprensa de merda!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.