sábado, 2 de agosto de 2014

Por favor, que ninguém leve este texto a sério!

Por José Albuquerque

Além de eu não ser (mais) “um especialista” e deste texto ser impossivelmente longo (já estou a avisar), ainda estamos a uma eternidade do fecho desta “janela de transferências”, ou seja: boa parte desta “avaliação” pode ir direitinha para o lixo.

Axiomas.

Para que os Leitores possam interpretar o que aqui escrevo e, coerentemente, discutir as minhas preferências, há que estabelecer alguns axiomas sem os quais eu não consigo pensar em futebol …

Axioma A – o futebol é mais um desporto do que um jogo, pelo que a disponibilidade atlética é fundamental para quem o pratica; Atletas “pequeninos” podem ser futebolistas geniais, desde que não haja mais que 1 na Equipa (ok, 2, no máximo) e não caiam para o lado com um encosto.
Axioma B – o futebol joga-se com uma bola, pelo que quem não tem a técnica mínima para a tratar como deve ser, não pode ser Atleta do Benfica.
Axioma C – o futebol é um desporto colectivo, pelo que um rapaz (por mais artista de circo que seja) que “só olha para a baliza” ou nem isso faz (aqueles que não tiram as fuças da bola), não pode ter lugar nas Nossas Equipas; por outras palavras, eu detesto futebolistas estúpidos.
Axioma D – por mais que eu prefira, em condições de igualdade, Atletas mais jovens, se possível portugueses e, melhor ainda, se formados no Seixal, nunca vi nenhuma grande equipa fazer uma época inteira com uma média de idades inferior a 24 anos, especialmente quando, como é o caso do Glorioso, uma época representa quase 60 desafios oficiais, fora eventuais convocatórias para as seleções, boa parte dos quais concentrados nos 3,5 meses entre fevereiro e meio de maio
Axioma E – apesar de adorar Atletas cheios de “garra” e que nunca dão uma bola por perdida, eu abomino o futebol de “sarrafada”: nunca gosto e, no Nosso caso, com o “apetite” dos BOIS para produzirem amarelos e vermelhos, creio que a agressividade excessiva se pode confundir com burrice.
Axioma F – eu prefiro ver a Nossa Equipa empatar a 4 golos num desafio sublime, a ver uma Vitória ridícula por “meio a zero”; por isso sou um adepto fervoroso dos sistemas com 3 centrais (3x5x2 ou 3x4x3) e prefiro ver a Nossa Equipa sempre a pensar em fazer golos, mesmo quando não tem a posse da bola e, pelo menos, até ter “o resultado na mão”.

Concordem, ou não, com estas minhas regras de ouro, façam-me o favor de ler o que aqui escrevo considerando que eu estou “condicionado” por estes princípios.           
 
Regressemos ao principio …

E o principio foi uma época brilhante de todo o Benfica, terminada na tremenda dor de 3 derrotas, imerecidas, que fizeram recordar e despertar fantasmas e esqueletos que já tínhamos vencido há muito: tivemos de superar o que não merecíamos e num momento em que se iniciava a época mais importante desde há mais de 20 anos para o Nosso futebol, com o lançamento da “nova” Benfica TV.
Desafios que fizeram apelo ao que de melhor o Clube tem nas suas idiossincrasias e desafios vencidos de forma esmagadora, a ponto de se prever o sonho sonhado há mais de 30 anos: podemos e vamos Vencer o POLVO …

Pouca coisa? Ou razão mais que suficiente para levantarmos ao alto todas as bandeiras que Nos tentaram roubar, ou, no mínimo, sujar?
Foram anos e anos de Determinação, com os quais conquistamos o direito de olhar os “Mais Novos”, bem de frente, Orgulhosos de estar a lutar para lhes deixar um Benfica ainda Maior do que aquele que recebemos dos “Mais Velhos”: e ainda há quem Nos veja a perder esta oportunidade, coitados.

Nasce janeiro e um Atleta ao qual o salário tinha sido aumentado duas vezes em dois anos, sai a troco de 25ME (não tenho nada a adiantar ao que então escrevi a este propósito) … um rude golpe que, felizmente, tinha sido antecipado bastante bem, pelo que foi pequeno o prejuízo desportivo.
Em seguida, uma oportunidade para concluir uma operação sobre os “passes” de outros dois Atletas, com a garantia imediata de mais 45ME e sem dano desportivo imediato: começava, assim, a preparação da época 2014/15.

Fora garantido o equilíbrio económico e financeiro por, pelo menos, mais um ano, a melhoria da relação entre Activos e Passivos, o inicio da reconstrução dos Capitais Próprios e conquistada a autonomia para novos investimentos: excelente!

Depois, depois tivemos de “pagar”, antecipadamente, a Vitória tripla nas competições nacionais com o adeus a dois dos Nossos Melhores …
Doeu-Nos tudo e, no meu caso, doeu-me ainda mais ver partir dois dos que fizeram o Maior Benfica, sem conseguir que eles o vissem ainda Maior: essa é uma divida que teremos de “pagar”, com juros, pelo que não chega o primeiro maio: temos outros “maios” para engrandecer, só por conta do (D)Eusébio e do (Senhor) Coluna. 

A nova época.

Sem surpresas, demonstrando o atempado planeamento … 10 aquisições sucessivas, rápidas: 2 jovens europeus, altamente promissores (o Pawel e o Frisenbichler), que já começam a justificar na Equipa B; 3 jovens brasileiros (um dos quais já tinha passado pela “Fábrica”, pelo que, creio eu, poderá ser inscrito na Lista B para as provas da UEFA), todos eles muito elogiados (Talisca, César e Victor) e que já demonstraram ser futebolistas; outros 2 brasileiros conhecedores do “futeluso”, um quase de borla (Djavan, 200 mil) e o outro muito baratinho (Derley, 2,5ME) para o número de golos que marcou; um português, profissional reconhecido, longe de genial, a custo zero; outro jovem brasileiro, muito elogiado na sua terra, também a custo zero; e, finalmente, um jovem talento chegado da Suíça, mais um que já provou ter sido dinheiro bem investido.
Sim, a lista de 11 ficou-se pelos 10!
A SAD não conseguiu concretizar, sucessivamente, outros dois jovens alvos que seriam os mais caros: dois centro campistas, um alemão e o outro italiano, que reconheceram o lisonjeio das propostas do Benfica, mas não aceitaram.

Respectivamente, aquisições para as posições (se o JJ não os quiser reinventar) 6 (Pawel), 9 (Fris), 8 (Talisca), 4 (César) , 7 (Victor), 3 (Djavan), 9 (Derley), 7 (Candeias), 2 (Benito) e 3 (Felipe). Aquisições falhadas, duas, para a posição 8.

Faltam “nomes sonantes” e “titulares nas selecções A”?
Mas quando é que o Benfica “comprou” trutas dessas?
Mantorras, Simão, Aimar, Balboa e Saviola! 5 Atletas em quantos anos (Garay não era internacional A)?
E o Balboa foi o “sucesso” que foi, quando eu acreditava nele, depois de o ter visto jogar em Madrid.
Quando é que alguns se convenceram que o Benfica era capaz de competir por atletas já reconhecidos como sendo de top? Ou preferem que se insista na fórmula das aquisições com intervenção de “fundos” que Nos tratam como “barrigas de aluguer”?  

Luís Felipe não parece justificar a utilidade?
Veremos, mas se tiver sido o único insucesso … considerando que não implicou investimento, não Nos podemos queixar..

Parece unânime que a SAD está a tentar adquirir um GR e um médio de transição, depois de ter confirmado a aquisição de um 3 internacional português (1,5ME), embora “velho e gordo”, além de um Bebé que parece poder ser “polivalente” (“custo zero”, podendo chegar a 3ME).

Resumindo, temos as seguintes posições de campo: 2 e 3 (um Atleta para cada lado da defesa, mais o Djavan), 4 (um central “direito”), 6, 8 (posição para a qual foram tentadas mais duas aquisições), 7 (dois Atletas, um dos quais português) e 9 (dois Atletas).

Até agora, falamos de um investimento da ordem dos 16ME, valor que vai subir bastante caso a SAD adquira 100% dos passes dos 2 futebolistas “em falta”, que totalizariam 14 aquisições.

Confusos?

Eu já escrevi antes que não vou aceitar “desculpas” por conta de eventuais “surpresas” que considero terem-se resumido ao triste caso do oblak e mesmo esse, se quisermos seguir a sabedoria popular (“cesteiro que faz um cesto …”), não podia ter deixado ninguém impreparado.

Relacionemos, então, as aquisições (e “reforços” por eventuais “promoções” da Equipa B):

1 Havia a certeza de ter de “substituir” 3 Atletas, sendo 2 nas posições 6/8 (Matic e A. Gomes) e um “9 ou nove e meio” (Rodrigo), foram, imediatamente, adquiridos o Talisca (4ME) – falharam 2 outros alvos, o Pawel (por ora na B, por 2ME), o Derley (2,5ME) e o Fris (“custo zero”, na B), que se juntam a 2 possíveis “promoções” (Teixeira e Bernardo) e a possível integração do Nelson, do Jara e do Farinha;

2 Havia a “certeza” da saída do Garay na posição 5, foi adquirido o César (3ME), que se juntou ao regresso do Lisandro e a uma possível (eu não acredito) integração do Sidnei;

3 Sabia-se que haveria que tentar negociar o Siqueira e o Sílvio (posições 3 e 2, respetivamente) e, porque se acreditou nesse sucesso, “deixou-se” que o Eliseu renovasse com o Málaga, o que acabou por Nos custar 1,5ME; “perdeu-se” o Siqueira mas já estava contratado o Benito (P3, 2,5ME), o Djavan (P3, por 200 mil) e o Luís Felipe (P2, “custo zero”), que se veio juntar a uma eventual integração do Cancelo (P2, que também pode fazer a P3); posteriormente, contratamos o Eliseu (P3, por 1,5ME)

4 Receava-se (e ainda receamos) uma eventual saída do Gaitan (posição 11, há 3 anos e meio no Clube, pelo que eu nunca lhe “cortaria as pernas”), que ainda não tinha renovado o contrato (se ainda não o fez, já está fora do “período de protecção”) e foram contratados o Candeias, o Vítor Andrade e o Bebé (todos P7/11 e a  “custo zero”, embora eu acredite que o Bebé, tal como o Bernardo, vão render mais como “nove e meio”), juntando-se aos regressos do Ola e do Pizzi; nestas mesmas posições (7 e 11), perdemos o Markovic, na minha humilde opinião, um futebolista “insubstituível”; e, finalmente,

5 Caso paguem 30ME (a cláusula), ainda podemos perder o Enzo e eu imagino que, nesse caso, a Nossa SAD tenha algum outro alvo identificado (ou um regresso aos 2 alvos que foram falhados há umas semanas) para o tentar substituir.

Ou seja e em resumo … uma vez mais a Nossa SAD demonstrou ter a nova época devidamente preparada, quer na antecipação das primeiras aquisições, quer nas duas “afinações” posteriormente efetuadas.

Vejamos, agora, os casos mais complicados.

A substituição do oblak parece-me imperiosa (a Equipa de Honra está só com 2 GR) e, se for possível, a SAD tem de ser ambiciosa nessa contratação. Não me surpreendem os rumores que insistem em atletas alemães e eu gostaria de ver qualquer um dos 3 seguintes: Tino Horn, Maxym Koval e Bernd Leno, todos eles bem diferentes, dentro das Nossas capacidades económicas e capazes de garantir competitividade com o Artur.
Evidentemente que não gosto de ver a SAD a, aparentemente, demorar muito tempo para concretizar esta aquisição, mas tenho consciência de que nem sempre é fácil acertar na primeira “sondagem”. 

A eventual saída do Gaitan, deveria, na minha humilde opinião, provocar uma tentativa para recrutar um dos futebolistas jovens que mais me impressionou neste mundial: o holandês Menphis Depay, mesmo que fosse necessário “bater o record” do valor das aquisições do Glorioso (Sálvio, por um total de 13,5ME).

Finalmente, a eventual saída do Enzo deveria causar o mesmo tipo de resposta. Nesse caso, eu começaria por melhorar as propostas feitas ao alemão e ao italiano e, se não tivesse sucesso, tentaria o Claessen.

A minha avaliação das aquisições e dos “reforços”.

Posição 2 – Gostaria muito que a SAD conseguisse contratar o Sílvio (que pode fazer 2 e 3) e acredito que o Cancelo vai ficar na Equipa; não gosto do tipo de Atleta que o Felipe tem demonstrado ser, mas sei que ainda é muito cedo para escrever um juízo sobre a sua aquisição.

Posição 3 – Tenho gostado imenso de ver o Benito, pelo que com a capacidade e maturidade imediata do Eliseu, creio que estamos mais fortes nesta posição.

Posição 4 – Embora me preocupe a actual lesão do Nosso Capitão, não tenho receio nenhum de considerar que a Equipa também ficou mais forte nesta posição de campo, uma vez que o César me parece uma aposta risonha no futuro e todos conhecemos a capacidade do Jardel para não comprometer quer a 4, quer a 5.

Posição 5 – Depois de ter visto muitos desafios do Lisandro, estou absolutamente convicto de que, em poucas semanas, ele vai fazer esquecer completamente o Garay e com vantagem no jogo pelo ar: considero-o um central muito inteligente, de belíssima técnica e bem mais rápido que o Garay (embora menos que o Jardel ou o César).

Posição 6 (que eu prefiro designar por “médio de transições” – Para surpresa de todos, vou escrever que considero a posição ideal (e de futuro) para o Talisca (explicarei mais abaixo), além de estar deliciado com o que tenho visto do Pawel (19 anos … brutais!); a curto prazo e enquanto não pudermos contar com o Fejsa, eu confio inteiramente no André Almeida, especialmente por saber que também contamos com o Ruben (especialmente para os desafios contra “10 defesas e 1 GR”); infelizmente, parece-me que o Lindeloff ainda necessita de mais “rodagem” na Equipa B.

Posição 7 – Quando o Sálvio aperfeiçoar o seu jogo colectivo, vai ser um dos melhores alas do mundo e, nos seus impedimentos, a Equipa tem várias alternativas válidas (Ola e Candeias); como já defendi que uma eventual saída do Gaitan deveria ser compensada, libertando o Ola para poder jogar na direita, creio que esta posição continua bem preenchida.

Posição 11 – Com o Gaitan e o Ola John, estou certo de que teremos uma ala esquerda fortíssima e capaz de assegurar os quase 60 desafios da época; esta parece ter sido a posição que mais beneficiou, no caso pelo “renascimento” do Ola; importa recordar que, para as posições 7 e 11, ainda podemos contar com o Sulejmani, um Atleta que Nos pode surpreender com uma época ao nível do que prometia aos 20 anos.

Posição 8 – (que eu prefiro chamar “médio de organização” Mesmo que o Enzo saísse (o que nem desejo, nem acredito), creio que o Talisca e o Teixeira já’ vão ser capazes de competir pela posição, assegurando um bom desempenho global; eu não acredito que o Bernardo tenha condições atléticas para fazer de médio de organização.

Posição “9 e meio” – Derley e, sobretudo, Lima são talhados para esta posição, quer pela mobilidade, quer pela simplicidade de processos que os caracteriza (mais a velocidade de que dispõem), mas eu talvez vá surpreender alguns Leitores ao escrever que, muito humildemente, considero que o Bernardo Silva tem todas as condições para vir a preencher este lugar com brilhantismo, ficando por saber quanto tempo ele pode necessitar para assumir esse papel tao determinante.

Posição 9 – Embora o Lima e, sobretudo, o Derley possam fazer bem esta posição, importa não esquecer que a Equipa também tem um excepcional 9 chamado Óscar “Tacuara” Cardozo, capaz de ser decisivo em todos aqueles desafios “contra 10 defesas e 1 GR”; pessoalmente, admito que o Bebé pode vir a transformar-se no melhor 9 português desta geração e acredito que a eventual competição com o Nelson Oliveira venha a ser muito benéfica para ambos.

Conclusão.

Por enquanto, considerando que a Nossa SAD consegue contratar um bom GR e que o Enzo e o Gaitan não saem da Equipa ou, caso saia algum, ou ambos, veremos a Equipa reforçada com argumentos inteligentes, eu creio que a Equipa vai ficar altamente competitiva, embora tenhamos de lhe dar algumas semanas antes que o trabalho colectivo possa garantir aquela “transformação dialética” que a vai definir como uma Grande Equipa, como a que vimos na maior parte dos encontros desde janeiro de 2013.

Estamos mais fortes que em maio passado?
Não! Nem sequer creio que isso seria possível.
Estamos mais fortes que em agosto passado?
Não! Idem idem, aspas aspas.
Estamos mais fortes que em agosto de 2012?
Sim, definitivamente e na minha humilde opinião!

Se continuarmos a ser melhores no Nosso papel de 12º jogador, não vejo nenhuma razão para admitir que esta Equipa não pode fazer mais uma época brilhante.

Posfácio.

Sinteticamente, a melhor dupla de médios centro que me recordo de ver no Glorioso foi a formada pelo Enzo e o Matic, que produziu algumas exibições absolutamente notáveis (por exemplo a da Arena de Amesterdão, onde “engoliram” até 5 atletas do Chelsea) e que eu considero o ideal para aquelas posições, classicamente chamadas de 6 e 8.
Desde esse exemplo, eu passei a preferir os Autores que designam por “médio de transições” o vulgar 6 e “médio de organização” o comumente chamado 8, ou “box to box”.
Ambos são, obrigatoriamente, Atletas capazes de intervir em todos os momentos do jogo (defensivos e ofensivos, em transição e organização) e, idealmente, ser capazes de se “substituir entre eles” durante cada desafio.
Ambos são fortes em termos atléticos e técnicos, embora um deles deva ser mais alto, com maior “raio de acção” e preocupado em garantir a cobertura defensiva aos ataques organizados (o 6), enquanto o outro (8) tem de ser mais competente no transporte de bola (no 1x1, para ultrapassar a primeira linha defensiva adversária) e na chamada “temporização” (aqueles segundos de espera para que se formem os triângulos, laterais ou centrais, que permitam uma eventual superioridade numérica).
Ambos os Atletas devem ter muita inteligência na “leitura do jogo”, sendo um deles mais criativo (8), enquanto o outro deve ser mais “reactivo” (6).

Teoricamente, 2 miúdos como o Talisca (6) e o Teixeira (8), podem vir a constituir mais um destes pares quase perfeitos.
Viva o Benfica!

P.S.: em anexo, um quadro copiado do Companheiro Djeiti, do “Deixa Passar o Maior de Portugal”.

34 comentários:

  1. Concordo com quase tudo, descrição muito exata do status quo e partilho da mesma confiança no potencial do plantel.
    Discordo na questão do guarda-redes pelo menos até Janeiro em que no caso de necessidade vão surgir melhores oportunidades de escolha por insatisfação de alguns relegados e até financeiramente.
    Não concordo também com a necessidade de substituir Gaitan caso saia, é o melhor mas Ola e Sulejmani não estão muito distantes. Gosto mais do Ola na esquerda, temos vários para a direita, Ivan incluido.
    Parabéns por perceber pelo menos qualquer coisa de futebol visto que reconhece a qualidade de Cardozo, um jogador com tendência para durar visto que a perda de velocidade não vai influir no seu rendimento.
    Saudações benfiquistas

    ResponderEliminar
  2. A realidade, infelizmente ou felizmente, dependendo do ponto de vista, tem sempre razão.
    Boas férias ao Manuel que está em Portimão.

    ResponderEliminar
  3. Companheiros,

    Apesar da extrema e (in)compreensivel boa disposicao destes lacraus que aqui vieram a corer e babar muito, eu sugiro que deixemos a analise deste verdadeiro desastre defensivo com o Arsenal para mais tarde.

    Caso contrario, seria melhor pedir ao Enormerrimo Guachos que abra um novo post para discutirmos este desafio.

    Viva o Benfica!

    P.S.: eu nao respondo a anormais, mesmo aqueles que conhecem o meu apelido

    ResponderEliminar
  4. Eiiiiiaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!
    Os ratos sairam todos do esgoto,empanturrados da merda que lá andaram a meter!!!!!
    Viva o anonimato e quem o apoiar!!!!!!!!!!!!
    Viva o Benfica!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Dia de alegria para os super dragões de turbante!

    O Benfica, não vai ser o campeão da pré-época... esperem lá? O ano passado também não!

    Esperem mais um pouco...

    Este Arsenal é aquele nos últimos 2 anos, foi reforçado com « magotes » de jogadores de 30/40 milhões de euros, que tem no banco Alexis Sanchis e cepos similares e que antes desta revolução deu 4-0 e 5-0 aos suínos?

    Esperem ainda mais um pouco... é esta a equipa titular com que o Benfica vai aparecer no campeonato e principalmente esta defesa? Olha não e aviso já... terceira jornada após jogo com o zbordem 9 pontos do Benfica!

    Esperem ainda um pouco... quantos jogos, quase em dias seguintes temos e quantos treinos bi-diários de 2 horas levamos? Estamos, a preparar a equipa? É giro, diria que sim... e as bestas, que se dizem Benfiquistas e supostamente ganharam a Tríplice, ficam felizes e só saem da toca nas derrotas...

    São Benfiquistas? Hááaaaa... sim pois... não! São porco cadastrados isso sim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vejo, que hoje é dia de saída precária da ala psiquiátrica do Centro de Detenção!

      De resto, javardo, vai delirando e mostrando o Q.I de couve flor... que te leva, a demonstrar todo o incómodo que causa, um Blog de Benfiquista, que não caem nos contos dos cadastrados desportivos suínos que tentam instrumentalizar os verdadeiros Benfiquistas.

      Para terminar, sei que apesar de completamente burro, esta sabes! Advinha o local onde podes enfiar as tuas ameaças de « coitadinho » mental!!!

      Eliminar
    2. Oh Mathayus,

      O ano passado diziam que a equipa estava dizimada psicologicamente. Este ano dizem que está dizimada desportivamente.
      Portanto, quando perderam fazendo (quase) tudo bem, os jogadores e o treinador não prestavam.
      Quando ganharam fando (quase) tudo bem, os jogadores prestam mas o treinador e o presidente não porque não os trancaram numa jaula e não previram o futuro numa bola de berlim com creme.
      Sabemos como eles são, todos os anos arranjam desculpas para dizerem que a vida vai mal.
      E vai, mas é a deles!

      Eliminar
    3. Oh Mathayus,

      O ano passado diziam que a equipa estava dizimada psicologicamente. Este ano dizem que está dizimada desportivamente.
      Portanto, quando perderam fazendo (quase) tudo bem, os jogadores e o treinador não prestavam.
      Quando ganharam fando (quase) tudo bem, os jogadores prestam mas o treinador e o presidente não porque não os trancaram numa jaula e não previram o futuro numa bola de berlim com creme.
      Sabemos como eles são, todos os anos arranjam desculpas para dizerem que a vida vai mal.
      E vai, mas é a deles!

      Eliminar
  6. Em 94/95, após um épico título depois de uma grave situação financeira, com jogadores a sair para rivais, e outros episódios, uma magnífica equipa foi desmantelada, e deu origem a anos de dificuldades e enfraquecimento do clube, permitindo a outros, também com alguns outros factores, serem superiores. Mas tudo começou com um valente tiro no pé da nossa parte.

    Temos um grave problema de gestão da vitória. Não há ano de vitórias que seja gerido de forma a sermos na época seguinte competentes novamente. É sempre esta debandada, ninguém tem mão no clube, tudo quer sair, saem inúmeros jogadores, entram ainda mais, a grande maioria de qualidade duvidosa.

    Este ano, volto a afirmar o que já digo à imenso tempo, as contratações não têm qualidade para o Benfica. Digam o que disserem, eu já dizia isto antes do catastrófico jogo com o Arsenal, é a realidade e só não vê quem não quer. Não vale a pena assobiar para o lado.

    É evidente que no imediato perante tanta saída de gente tão boa, a equipa se ia ressentir, mas não me digam que nada havia a fazer. Não posso aceitar isso. Não é só o Benfica que tem jogadores para vender, e não se vê uma razia destas em lado nenhum, não tem paralelo.

    No entanto, as opções pelo baratinho, estão a correr muito mal. O baratinho, salvo raras excepções sai caro. E volto a dizer que qualquer das contratações, em circunstâncias normais, são jogadores que seriam de banco, nunca para titulares, não são neste momento suficientemente bons. E temos de ter exigência elevada, não basta cumprir, têm de ser bons, isto é o Benfica.

    Falta cerca de uma semana para a competição a doer e estamos neste estado. Não se sabe quem fica, reforços de peso não chegam, e mesmo se chegarem, já vão chegar tarde e com a pré-época a terminar. Muito mau trabalho de quem tem essas competências no clube.

    Exige-se, e eu como sócio com quotas em dia, que faço o esforço de pagar redpass todos os anos (coisa que este ano seriamente penso não voltar a fazer), que assino a BTV, apesar de me tentarem sempre tapar os olhos para a realidade, exijo que quem manda no clube me explique o que está a fazer ao Benfica. Não é só aparecer para colher os louros das vitórias, os sócios merecem uma explicação para isto. Venha dizer o que quiser, que temos de nos sportinguizar por questões financeiras, seja o que for. Agora isto assim não pode continuar.

    Alguns adeptos do clube fazem-me lembrar o filme Titanic, o barco a afundar, mas não se passa nada, da-se música.

    E não me chamem taliban, por favor.
    Saudações Benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens aqui a resposta ao teu choro pungente, dada pelo próprio JJ, acompanhado por um par de bandarilhas no lombo.


      "O treinador do Benfica analisou a pesada derrota das águias contra o Arsenal (5x1) e explicou que a escassez de opções na defesa e as muitas lesões foram decisivas para se verificar tamanha diferença no marcador.

      «Para além da qualidade da equipa do Arsenal, tenho de dar uma margem de dúvida ao Sidnei e ao César, porque jogaram quarta e quinta-feira, jogam hoje e amanhã também voltam a fazê-lo. Não sabíamos antes destes torneios que íamos ter tantos jogadores fora da equipa. Resumindo, a diferença que notei para o Arsenal foi no aspeto defensivo. Porque ofensivamente estivemos mais perto da realidade, tanto em relação ao que fizemos no ano passado, como no que pretendemos para a nova época. Já defensivamente estivemos muito longe daquilo que se tem de fazer», começou por dizer na conferência de imprensa.

      Explicando que «estes jogos serem para corrigir deficiências», o técnico deu a entender que César e Sidnei não contam para primeiras escolhas do centro da defesa.

      «Não sabia que iríamos ter de utilizar, nestes cinco jogos, a mesma dupla de centrais. Não tem nada a ver com aquilo que será o futuro. Como sabem, em Lisboa ficaram vários jogadores que quase de certeza serão primeiras escolhas. E hoje jogamos com uma equipa forte, de Champions, que está entrosada há muito tempo. Apresentámos uma equipa que do ano passado repete três ou quatro titulares», avaliou.

      Sobre as inúmeras saídas no plantel (Cardozo é o caso mais recente, ainda que não esteja confirmado), Jorge Jesus desdramatizou.

      «Andamos à procura de uma equipa. E estamos há quatro semanas a trabalhar nisso. É impossível neste momento ter uma equipa com a capacidade e valor da do ano passado. Já perdemos vários jogadores. Tem sido assim ao longo dos anos, é uma questão habitual. Por isso já sabemos as dificuldades que temos. Aceitamos isso com naturalidade e temos de procurar soluções», finalizou.



      Eliminar
    2. Caro Jorge,

      Podia-se fazer melhor, claro, como se pode fazer sempre.
      Mas há que convencer os jogadores de que é melhor estar no Benfica do que onde estão.
      E se o nível salarial de equipas de meio da tabela na Alemanha, em Espanha, em itália e em Inglaterra já é capaz de ser superior ao nosso, porque escolherão eles vir para cá?
      Se o Benfica já deu com eles, eles ficam a pensar que, mais ano menos anos, os clubes de topo dos seus países farão o mesmo.
      É como o caso dos que emigram de Portugal. Alguns é porque querem ser mais competitivos, outros por obrigação financeira.
      Se os jogadores não têm essa obrigação financeira, porque a subida de salário não é gigante, porque hão-de abandonar a sua terra, se calhar o clube do seu coração?
      Portanto, é certamente difícil contratar os jogadores que os adeptos querem, mas é possível ir trabalhando os que se conseguem.
      Porque se formos a ver, até Coentrão, Di Maria, Gaitan, Matic e Enzo começaram por ser flops na boca dos adeptos.

      Eliminar
    3. Enorme Jorge GN, Companheiro 'Aguia de Prata,

      Enquanto nao explicares como e' que fazias para "segurar" alguns dos Atletas mais valiosos que sairam, enquanto nao sugerires quais seriam os "reforcos" que deveriam ter sido contratados para conseguirmos manter a Equipa num "pico de forma" e, finalmente, enquanto usares figuras de estilo como essa do "Titanic", ou aquela em que dizes nao ir renovar o teu RedPass, vais continuar a dever muito ao teu proprio Benfiquismo.

      Enquanto preferires esse tipo de comportamentos, nao contes mais comigo, porque estamos em lados diferentes da "barricada": eu estou do lado das solucoes e tu no dos problemas.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    4. Caro Carlos, concordo com tudo o que disseste, existe um grande handicap tanto a nível financeiro como a nível do país onde estamos, e da liga que temos. Temos de procurar mercados de jogadores mais desconhecidos, não podemos contratar jogadores já feitos, e principalmente é difícil contratar a clubes europeus de média dimensão, porque grande parte deles pagam melhor do que nós podemos pagar.

      Caro José, penso que existem pessoas remuneradas no clube para esse trabalho, e bem remuneradas, acho que é um exercício sem grande sentido estarmos aqui a fazer uma espécie de football manager a dizer que se contratava fulano e sicrano, sem saber a real situação financeira do clube, quanto se pode gastar nos passes dos jogadores, até onde se pode e deve ir a nível salarial.. Poderia fazer aqui uma lista interminável de nomes, e depois nenhum deles ser possível contratar, isso não faz qualquer sentido. Agora o que temos capacidade para ver, é o potencial dos que foram contratados e quanto foi investido na sua contratação. Quanto aos que saíram, não está nas mãos da direcção impedir a saída de jogadores pela cláusula, facto. Mas está nas mãos da direcção blindar os jogadores com cláusulas que não sejam tão acessíveis. E também está nas mãos da direcção, fazer negócios em que a venda dependa da nossa vontade e não de fundos e empresários. Faz algum sentido que craques como Enzo Pérez ou Markovic tenham cláusulas de 25M, quando temos por exemplo quase todo o plantel do sporting que a maioria deles nem 2M valem, com cláusulas de 45M? Porque será que essas cláusulas são desse valor? O clube assim estará sempre salvaguardado, vende se quiser e quando quiser. Agora 25M, qualquer clube endinheirado bate uma cláusula dessas. Questionar estas situações não faz de ninguém mais ou menos benfiquista, é um direito dos sócios questionar, o clube é de todos nós, pelo menos penso que ainda é.. Tanto tem direito de achar que está tudo bem e defender que está tudo bem, como o oposto.

      Agora ninguém era por Vale e Azevedo por exemplo, mas ele ganhou eleições no clube e foi nosso presidente, alguém votou nele, e muita gente achava que estava tudo bem. Não quero comparar o nosso presidente a essa figura do triste passado, mas não está tudo bem, e se acho que não está, digo que não está, tenho esse direito. Se neste blog só houver o direito a concordar com tudo, tudo bem, digam.

      Manuel, pela forma como começas o teu post, nem vale a pena fazer qualquer comentário.

      Saudações Benfiquistas a todos.

      Eliminar
  7. Glorioso José
    Mais um excelente post.
    Pedes para não o levar a sério.
    Como que seja possível qualquer trabalho por ti publicado, não deva ser motivo de reflexão para um Benfiquista.
    Está muito bem elaborado e confronta-nos, de forma honesta, com a realidade da vida…Benfiquista.
    Parabéns!
    PS – Nunca fui carpideira! Já vi nos anos 60, o Benfica, para a Taça do Clubes Campeões Europeus, dar 2-1 na Luz ao Borússia de Dortmund e perder lá 5-0. Era a sério. Não era jogo-treino. Nesse ano fomos mais uma vez Campeões Nacionais e na época seguinte estivemos em nova Final da Taça dos Campeões Europeus.
    Por isso calma e
    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Perfeito Correia,

      Não escreva esses PS, porque segundo "quem mais sabe", as finais não são para disputar, são para vencer sempre.

      São os mesmos que dizem que o Benfica tem de brilhar na Liga dos Campeões e não na Liga Europa, pelo que devem odiar o Eriksson e a sua Final da Taça das Taças...

      Não os podemos atiçar, há que lhes dar treinadores ao nível do Quique ou do Camacho (muito simpático, mas muito limitado) e jogadores ao nível do King e do Pringle. Assim sempre têm as razões certas para se queixarem!

      Eliminar
    2. Enorme Perfeito Correia, Companheiro,

      Ja' ontem escrevi a agradecer-te, mas, pelo visto, "chutei" esse comentario ao lado da baliza, ahahah. Obrigado por essas palavras, que me fizeram muito bem.

      Creio que tu deves ser um pouco menos jovem (ahahah) do que eu, mas eu lembro-me muito bem de ouvir o relato desse desastre com o Dortmund e olha que tinhamos uma Equipa formidavel.

      Lembro-me do relato, de chorar muito e de me zangar com o meu Irmao, quando ele disse que ja' nao queria mais ser Benfiquista (ainda hoje e').

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    3. Glorioso José

      É o que dá um gajo ser velhadas, ehehe.

      Por um lado temos recordações boas e más, mas seguramente uma experiência de lidar com as situações que só o decorrer dos anos proporciona.

      Nesses 0-5 em Dortmund, jogámos muito desfalcados. Vê lá tu que o guarda-redes foi o Rita, não tivemos o Germano, o Coluna, o Eusébio, e..tudo correu mal.

      Mas o Benfica continuou Grande.

      Por isso é que eu digo à malta nova: só se levanta quem cai !

      Haja calma!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  8. Caríssimo e grandíssimo amigo José Albuquerque,

    Mais um excelente, bem fundamentado e estruturado texto. Uma opinião sólida e com a qual concordo quase em absoluto.

    Fossem todos assim! Fossem todos os adeptos mais críticos, capazes de apresentar argumentação coerente que possa sustentar as suas posições...

    Mais uma vez, demonstras as diferenças claras e abissais, entre um Benfiquista dos « setes costados », com alma de um vermelho incandescente e eterno... e os talibans de focinho de tomada: que falam, mas não sustentam o que dizem; criticam, mas não apresentam alternativas... e grunhem, grunhem, Grunhem.

    O meu muito obrigado enormérrimo amigo, por numa fase crítica e no momento, em que existe uma campanha organizada em todos os meios de comunicação contra o Benfica, manteres a ponderação e a capacidade de fazeres parte massa crítica pensante. Avaliando o peso de cada palavra e alicerçando o que dizes com facto e mestria. Conseguindo, opinar sobre jogadores com elevada sensatez e sempre com o cuidado de justificar cada considerando.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enormerrimo Mathayus, Amigo e Companheiro,

      Ainda bem que esta leitura fez algum sentido para ti (imagino que isso te tenha ajudado, depois daquele desastre) e ficas a saber que o teu incentivo me ajudou, neste momento complicado.

      Ja' reli o texto varias vezes e continuo a acreditar nas conjeturas que la' escrevi, embora continue consciente de que a tarefa vai demorar tempo, bastante tempo.

      Como notas mais interessantes (olha p'ra mim a babar, ahahah), destaco o facto de o JJ ter iniciado este desafio com o Talisca a 6 e o Ruben a 8, mas, tal como eu aqui defendi, com liberdade para trocarem posicoes e, depois, o facto de o JJ ter colocado o Gaitan na posicao de "9 e meio" (aquilo nao e' 10 coisa nenhuma), tal qual eu defendo que pode ser o papel (no futuro) ideal para o Bernardo.

      Estas duas "novidades" do Nosso Tecnico fizeram-me sentir que, talvez, eu ainda consiga chegar a perceber alguma coisa de futebol ... depois de nascer mais 10 vezes, ahahah.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
  9. O texto começa bem.
    Os axiomas partilho-os, tirando talvez o detalhe dos 3 centrais.
    Continuemos a leitura...

    ResponderEliminar
  10. Ah, a memória é uma coisa tão agradável!
    Pois é, dois jogadores jovens, promissores, com experiência competitiva, que se tentaram contratar para a posição 8 (que, apesar de todos os esforços alheios ainda não está vaga) que acabaram por decidir não vir ou não conseguiram fazê-lo.
    Valeria a pena cometer loucuras ou contratar dois outros jogadores quaisquer só para dizer que tal foi feito ou valeria mais a pena ir com calma descobrir o jogador certo?
    Ou, quem sabe, não fazer nada e descobrir que o reforço é Enzo?

    ResponderEliminar
  11. Titulares de selecções AA desse mundo?
    Mas há quem os contrate com facilidade desmedida?
    Bem, se quiserem Argelinos, talvez se arranje qualquer coisa.

    O Maxi não foi para internacional depois de se fazer lateral direito por cá?
    O Coentrão não foi internacional depois de se fazer lateral esquerdo por cá?
    Matic, Enzo, Garay, Cardozo, etc...
    As grande equipas fazem grandes jogadores e não exactamente o contrário.

    ResponderEliminar
  12. A avaliação das várias posições tem sempre um toque de subjectividade, pelo que a discordância é natural, mas de forma geral concordo.
    Só precisa agora de uma adenda com o Cardozo de saída e o Gaitan a "10", o que dá novas matizes à disposição da equipa e, eventualmente, às necessidades a "9" e "9,5".

    ResponderEliminar
  13. Em consonância com o Posfácio, julgo que a maioria de nós tenta perceber melhor a realidade que não conhece.
    Evoluir um pouco, não ser apenas o adepto das "caralhadas" e "incha porco".
    Cada vez tento ser menos emocional na apreciação da equipa
    Nesse sentido, antecipando a loucura que virá aí quanto ao resultado de hoje, deixo o texto que li antes deste: http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/08/emirates-cup.html
    Ficaremos ao rubro antes de termos o cérebro da defesa e o cérebro do meio-campo activos?
    Julgo que não, como aliás julgo que não há assim tantos Arsenais no Campeonato Nacional, pelo que será bem possível que a equipa vá dar boa conta de si até ao momento em que "explodir".
    E a partir daí, venha de lá de novo o Arsenal e logo falamos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Carlos Antunes, Companheiro,

      Antes de mais, Obrigado pelo contributo deste teu conjunto de comentarios.

      Quanto ao blogue "Lateral-esquerdo", ha' muito tempo que sou um leitor assiduo: nem sempre estou de acordo com o que la' se pode ler, mas gosto sempre de ver o que pensam pessoas que gostam a serio de futebol.

      E' que eu tambem adoro esta modalidade fantastica, embora nem sempre perceba como "funcemina", ahahah.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
  14. Companheiros,

    Quem viu este desafio contra o Arsenal, teve o privilegio de ver em campo um garoto de 19 anos que demonstrou que os verdadeiros "fora de serie" podem jogar com os seniores ainda com idade de junior e eu fiquei a perceber porque e' que o Wenger deixou sair o Sagna: aquele lateral direito encheu-me as medidas ... que miudo soberbo!

    Viva o Benfica!
    (Jose' Albuquerque)

    ResponderEliminar
  15. Companheiros,

    Esqueci-me de referir no texto que nao menciono os nomes de alguns outros "reforcos" possiveis, pela simples razao que nao concordo que a SAD forme a Equipa com recurso a atletas "emprestados", a nao ser a titulo absolutamente excecional.

    No caso atual e a menos que me dissessem que as lesoes do Luisao, Lisandro e Jardel eram impeditivas ate' dezembro, eu nao vejo a tal "necessidade excecional" que justificasse um emprestimo.

    Viva o Benfica!
    (Jose' Albuquerque)

    ResponderEliminar
  16. Belo texto companheiro.Vou levá-lo muito a sério. E vai servir de referência nos próximos tempos; vai servir para memória futura...
    A dos três centrais é que não consigo engolir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Bom Amigo,

      Se quiseres (quiserem) ler um texto com piada, vai ao NGB e encontras um texto, assinado por um Companheiro Zhora, com o qual eu discordo profundamente em varios pontos, mas que traca um quadro muito semelhante ao que eu aqui desenhei e, principalmente, tambem demonstra que o Glorioso vai continuar a ter uma Equipa muito competitiva, ao contrario do que afirmam todos os Taliban.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
  17. As explicações de Jorge Jesus no final do jogo deixaram-me perplexo. Como consegue um ignorante, mal falante e pretensioso homenzinho, ser, ainda assim, muitíssimo mais inteligente (para além de um trabalhador incansável) e sagaz do que os fabulosos sabe tudo da internet?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão estranho como pagarem-lhe para fazer tal trabalho.
      É que os sabichões da internet fazem tudo pelo amor profundo ao Benfica, sem qualquer desejo de recompensa ou reconhecimento...

      Eliminar
  18. Nesta pré-época as 3 primeiras opções para os 2 centrais que compõe o 11 tipo de Jorge jesus quase que não jogaram por lesão, com prejuízo evidente no desempenho global da equipa. O adepto conhecer sabe que os internacionais Luisão e Lisandro, junto com o também bastante fiável Jardel realizarão em condições normais a esmagadora maioria dos jogos oficiais do Benfica 2014/15. Se efetivamente nenhuma destas 3 lesões for grave, o maior problema evidenciado nesta pré-época será solucionado sem nenhum grande esforço financeiro.

    Para agravar o Médio defensivo titular do plantel (posição 6), também está lesionado mas neste caso prolongado até ao final deste ano e era uma situação conhecida desde Abril, por isso, neste caso é responsabilidade da direção este atraso no processo de contratação de um 6 para repor a força do elenco de modo a manter a equipa coesa defensivamente. Será que o Scouting do Benfica ou o JJ ainda não encontraram nenhum jogador para essa posição cujo salário o clube possa suportar?

    Certo, certo é que algum investimento terá de ser efetuado nas posições 1 e 6 obrigatoriamente, de modo a permitir a equipa continuar a pertencer de forma consistente no top 10 do ranking UEFA. Isso para não falar num grande avançado, agora que o Cardozo está de saída.

    ResponderEliminar
  19. Grande José,
    Eu até estou de acordo com o três centrais.
    Os FdP voltaram atacar. Espero que o Enzo se mantenha e que se contrate um bom guarda-redes, porque foi a saida que não era esperada.
    O Jorge Jesus vai enfiar mais uns quantos dedos!
    O Presidente Luis Filipe Veira vai reunir as tropas, exigir o esforço para levar de vencida.
    A corrupção está forte o PdC mais uma vez diversifica o acção mas o modus operandis é o mesmo. Os talibans e os junta letras continuam em campo.

    Saudações benfiquistas, VIVA O BENFICA!
    E.Santos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme E. Santos, Companheiro,

      Obrigado pelo incentivo ... afinal, parece que alguns destes meus desvarios fazem algum sentido, ahahahah.

      Quanto aos "3 centrais", sabemos que o JJ nao gosta de nenhum dos sistemas possiveis, pelo que teremos de esperar pelo dia em que tivermos um bom tecnico da escola holandesa.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.