domingo, 14 de junho de 2015

Ainda sobre a mentira do ‘downsizing’.

Por José Albuquerque

Todos os Leitores do GUACHOS já sabem que eu me oponho frontalmente a essa alegada (e nunca confirmada) dramática alteração do Nosso Modelo de Gestão e nunca é demais sintetizar as principais razões desta oposição: (1) porque nada a justifica do ponto de vista económico, (2) porque não posso acreditar na existência de alguma restrição financeira (leia-se ‘necessidade de tesouraria’), (3) porque não foi anunciada nenhuma outra razão ponderosa, (4) porque não lhe descortino nenhuma vantagem, nem económica, nem desportiva, nem outra qualquer e, finalmente, (5) porque não considero que os Nossos Corpos Sociais tenham legitimidade para a promover.

Ainda assim e mesmo que eu já tenha recebido garantias (de quem de direito) de que tal coisa não passa de uma ignorante interpretação, tipo “wishful thinking”, de todos os anti, Taliban, “especialistas” e mérdia incluídos, o que é um facto é que esse fantasma continua a influenciar inúmeros Companheiros, por isso mesmo incapacitados para perceber o que, realmente, se passa em termos de “política desportiva” da Nossa SAD.
Por isso (e só por isso), pretendo esclarecer o que é isso de ‘downsizing’, por forma a que todos compreendam que nada semelhante se vai passar no Glorioso, pelo menos nos tempos mais próximos.

Mas, ó Zé, o Presidente insiste no tema “Fábrica” (muitos dizem que foi esse um dos motivos que afastou o Nosso anterior técnico) e o CFO da Nossa SAD falou de “menor investimento” ... isso não implica o tal ‘downsizing’?

Não, de modo nenhum!
Na minha humilde opinião, tratam-se de discursos infelizes, inoportunos, mas que não anunciam nenhuma alteração de paradigma, menos ainda de Modelo de Gestão.

Passo a explicar-me ...

Sobre a Nossa “Fábrica”.

Desde há cerca de dois anos, quando o Seixal celebrava o seu sétimo aniversário, eu escrevi que considerava que o paradigma de gestão do Nosso Futebol ia mudar, com implicações desportivas e económicas, face à boa inevitabilidade de irmos assistir a uma fonte sustentada de excelentes jovens Atletas (já na altura os números de títulos e internacionalizações o comprovavam) que, mais tarde ou mais cedo, implicariam resultados desportivos e económicos para a Nossa SAD.
Posteriormente, a consolidação dessas gerações de Atletas trouxe-Nos ao ponto de termos maior número de jovens internacionais do que osgalhada e andruptos somados, brilhou numa Final da Youth Champions (e uma eliminação fortuita aos pés do atual vencedor da prova), a cinco espectaculares vendas de jovens com menos de 23 anos (Marko, Rodrigo e, sobretudo, André Gomes, Bernardo e Cancelo) e a outros sinais claros de uma enorme procura nessa área de mercado (Talisca e Cavaleiro, por exemplo).
Lembrem-se que essa fonte até foi um argumento determinante para a celebração de um acordo de parceria com um clube da primeira liga americana, para o qual foram emprestados dois jovens internacionais (por três épocas) saídos da “Fábrica” e que foram completar estudos universitários nos EUA.

Ainda não temos nem um só titular na Equipa de Honra que tenha completado toda a sua formação no Seixal?
Pois não! Mas, se pensarem que esses jovens (com dez anos há nove anos atrás) ainda não completaram o seu ciclo de formação (é a UEFA/FIFA quem estabelece que a formação só termina aos 23 anos) não podem alegar surpresas, nem, ainda menos, estabelecer comparações com a ‘académica de alcoshit’, que tem mais de três décadas de existência.

Mas, ó Zé, diz-se que o Nosso Plantel principal vai reduzir-se a 20 Atletas mais 5 “miúdos da Fábrica” ...
Companheiros, dizem-se tantas babozeiras ...
Eu não acredito e se a realidade vier a comprovar essa face, obviamente discordarei!

A Nossa Equipa de Honra tem de estar preparada para fazer muito próximo de sessenta desafios competitivos por época e eu não vejo como pode enfrentar-se um tal desafio sem poder contar com 23 Atletas ‘titulares’ (3 Keepers e 20 jogadores de campo, 2 por posição), sem contar com eventuais lesionados (Sálvio) e potenciais vendas na janela de janeiro.
A esses 23 (ou mais) podem (e devem, diria eu) juntar-se alguns (5?) dos mais talentosos jovens (aqueles cuja formação esteja mais avançada) da “Fábrica”, que possam competir nos treinos com os menos jovens, que possam ter tempo de jogo na Equipa B e, eventual e progressivamente, na própria Equipa de Honra.

Era bom que se tivesse consciência que a “Fábrica” produz, anualmente, entre uma e duas dezenas de jovens Atletas que atingem os 21 anos de idade e esperamos que uma progressivamente crescente parte desses Atletas justifique ter uma qualidade apreciável.
Alguns podem (e devem) continuar a progredir na Equipa B, outros (os melhores entre os melhores) podem justificar uma entrada no Plantel principal, outros podem (e devem) ser emprestados, quer a clubes nacionais, quer estrangeiros. Alguns (poucos, esperemos) podem “fugir-Nos”, recusando-se a renovar contratos de curta duração (assinados antes do 18º aniversário) e outros podem ser dispensados: uns e outros vão gerar uma pequena receita se e quando assinarem um contrato profissional e, caso façam carreiras de excepção, podem gerar proveitos adicionais ao abrigo do mecanismo de solidariedade.

É este e nenhum outro o Modelo de Gestão do Nosso Futebol de Formação! É este e há sete anos, pelo menos, sem nenhuma alteração, diga o Presidente o que disser. Até há dois anos, a “Fábrica” quase só produzia ... agora também começou a vender.
Um tremendo investimento em toda a pirâmide do Nosso futebol de escalões jovens, complementado por fortes investimentos anuais em jovens Atletas que despontem um pouco por todo o planeta e que sejam identificados pelo Nosso Departamento de ‘Scouting e Prospeção’.

Sobre a “redução de investimentos”.

Infelicíssima e inoportuníssima alusão pela parte do Nosso CFO, não me canso de repetir!
Mas essas afirmações não deveriam ter resultado no tal “fantasma do downsizing”, caso o ‘wishful thinking’ da mérdi@ e dos anti não os tivesse levado a fabricar uma imensa e injustificada nuvem de fumo.

Todos os que acompanham os meus textos de comentários aos Nossos “R&C” sabem que, até este mais recente, o Activo Corpóreo Líquido da Nossa SAD não tem descido, apesar de ser amortizado a uma razão anual superior a 10M€, o que comprova a manutenção de uma política de sistemáticos investimentos no Nosso Parque Desportivo, no Museu e afins.
Muitos, como eu, poderiam ter sugestões a fazer para novos investimentos (tenho algumas já aqui descritas), mas todos temos de reconhecer que já foram cumpridas todas as promessas eleitorais nesta àrea específica, pelo que o Presidente tem toda a legitimidade para não fazer mais nenhum destes investimentos até ao final deste seu mandato.

E ... ponto final parágrafo, quanto a “redução de investimentos”!
Ficamos entendidos?

Então, ó Zé, tu garantes que não vai haver nenhum ‘downsizing’?
Sim, garanto!
Pelo menos em termos racionais e olhem que se há coisa da qual ninguém pode acusar o Presidente seria de irracionalidade.

A Nossa SAD teve, esta época, de enfrentar várias linhas de quebra de Proveitos (quotização, bilhética e, sobretudo, UEFA), mas os resultados em 31 de março comprovaram as respostas que foram encontradas para manter o necessário equilíbrio, além de um competente controle dos Custos.
Ao que eu sei, também foram encontradas excelentes respostas para a anunciada retirada de dois dos Nossos principais Sponsors (BES e PT), uma retirada que eu creio não ser total e muito menos definitiva.

O segundo pilar de crescimento dos Nossos Proveitos – a BTV, continua a consolidar-se e o outro pilar (além da “Fábrica”) – a UEFA, tem tudo para significar nesta próxima época (com a simples ultrapassagem da fase de grupos) um aumento líquido de quase 20M€, quando comparado com os 12M€ do atual exercício.

Só se poderia falar de ‘downsizing’ se o Grupo Benfica vendesse uma parte do seu património, ou se procedesse a uma substancial diminuição dos seus Custos salariais (isso sim, seria ‘downsizing’), coisas que não vão acontecer.

Por isso, Companheiros, “deixaios falaios”, que eles não sabem o que dizem e gostavam muito de ver-Nos impotentes para reter os melhores Atletas, ou impedidos de atrair novas competências.
Teremos de esperar até outubro para confirmar nas “Contas” aquilo que aqui afirmo, mas, para já, todos os sinais apontam claramente para uma nova época cuidadosamente planeada, preparada (tal como eu afirmava) ... e executada.

É verdade que saiu um soberbo técnico e que ele foi reforçar um clubeco agressivo, com o qual há que contar como ‘terceiro candidato’, quer às competições internas, quer à qualificação directa para a Champions de 2016/17.
Mas conseguimos substituí-lo com O Melhor Técnico do Mundo, o Nosso Rui Vitória, que, liderando um Plantel formidável e apoiado por um Colinho inigualável, vai continuar a escrever a ouro a Nossa História.

Viva o Benfica!   

22 comentários:

  1. Caro José Albuquerque

    Atendendo ao que por aí se vai escrevendo: reforço substancial do plantel com jogadores reconhecidamente mais valias internacionais (as bombas), falando se que alguns até virão por empréstimo, não será isto por si só uma mudança de paradigma na preparação da época que aí vem?
    A acontecer, será, como aconteceu na 1a época se JJ, caso isolado?
    Estas questões reflectem, como é óbvio, a natural expectativa de ver chegar craques confirmados, mas também alguma preocupação por, a confirmarem se, chegarem por empréstimo.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Sergio Brito, Companheiro,

      Com este (e todos os outros) texto, eu tenho tendado explicar e/ou justificar que o Nosso caminho nao tem sofrido, nem vai sofrer nenhuma alteracao "de fundo", por mais que a merdi@ e todos os anti "prevejam" o que mais lhes agradaria. Dito por outras palavras, todo o Nosso crescimento/desenvolvimento tem sido efetuado de acordo com planos que existem ha' pelo menos 7 anos (alguns nasceram em esbocos escritos durante a campanha para eleger o Companheiro Vilarinho), como sao os casos da Nossa BTV e, especificamente, da "Fabrica".

      Igualmente, eu tambem nao acredito que vamos assistir a nenhum "reforço substancial do plantel com jogadores reconhecidamente mais valias internacionais (as bombas)", que parece ser a mais recente moda da merdi@ e dos "especialistas" desenhada para vender papel, clicks e audiencias de TV (chega a ser patetico como eles saltam entre previsoes de "reducao dramatica de custos" e esse novel "forte investimento", que justificam com a "jogada de mestre do brunalgas ao contratar o JJ").

      Sera' que alguem acredita que todas as contratacoes ja' concretizadas nao foram cuidadosamente preparadas ao longo de meses e admitem que elas sejam "uma resposta 'a saida do JJ"?
      Sao umas bestas quadradas e movidas pela mais bicuda ma'-fe', so' podem (e' que nem no FM se contratam futebolistas assim, muito menos na vida real).

      Se queres um conselho (nao vale grande coisa, mas e' o melhor que te posso oferecer), nao acredites em nada do que ouves/les vindo dessa corja de miseraveis que vivem como parasitas do futebol (para o qual so' contribuem com chiqueiro, ignorancia, invejas e maus figados). Ouve, le e ... pensa (raciocina, discute, questiona), tal como aqui acabaste de demonstrar que sabes fazer.

      Portanto, nao estejas 'a espera de ver chegar "bombas" e/ou "craques", especialmente se eles vierem por emprestimo e a nao ser que se trate de eventuais "oportunidades de Mercado" (como seria o caso do Fabio). Nao esperes ver "vingancas" contra a osgalhada, nem que o Nosso Clube volte a ser administrado de fora para dentro.

      Ainda vamos cometer alguns erros, mas nao serao desse calibre.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    2. Caro José Albuquerque

      Agradeço o esclarecimento. E usarei o conselho oferecido, não esperando pela tal "bomba". Mas confiando que o caminho feito pela direcção será o que melhor servir o nosso clube.

      Abraço

      e Viva o Benfica

      Eliminar
  2. Certíssimo, como é habitual.

    Algumas considerações relativamente à "Fábrica":

    - tirando honrosas excepções, o Benfica nunca teve jogadores de 1º plano vindos da formação.

    - embora tenhamos excelentes jogadores no Seixal, só 2 ou 3 têm, verdadeiramente, potencial para jogar na equipa principal, e sp c/ utilização progressiva em jogos de menor importância.

    - ao contrário do q se diz, o principal sonho dos jovens jogadores do Benfica NÃO É JOGAR NA EQUIPA PRINCIPAL... é arranjar um bom contrato numa das principas ligas europeias (Inglaterra ou Espanha) - ainda há poucas semanas vários jogadores da Equipa B, incluindo Júniores, o afirmaram, s/ complexos, aos microfones da Benfica TV, qd estavam em Inglaterra para o jogo c/ o mini-Manchester.

    Como mt bem diz, seria inaceitável termos apenas 20 jogadores no plantel principal não provenientes da formação - o nº de 28 no total, c/ os tais 5 da formação/equipa B, é + realista.

    Parece-me tb, q, se JJ foi empurrado para fora do Benfica como parece ter sido, isso não se deveu à tão falada "(falta de) aposta na formação" mas sim, seguramente, a outros motivos menos falados...

    Temos de nos convencer, sem complexos, de q o termo "Fábrica" significa Fábrica de Euros, e não Fábrica de Jogadores para a Equipa Principal - isso poderá pontualmente acontecer, mas não acontecerá, seguramente, de foram significativa, nos próximos anos, enquanto o Benfica não estiver ao mesmo nível económico/ financeiro do Madrid ou do Barça...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Francisco B, Companheiro,

      Como ja' e' habito, comeco por te agradecer por mais um soberbo comentario, embora eu nao concorde integralmente contigo. Ora vejamos:

      1 - A) Como eu considero (recorda a terminologia oficial FIFA/UEFA) que atletas como o Di, o Luiz, e o Rodrigo nao sao menos da "Fabrica" por nunca terem jogado nos Nossos sub19 (como os 2 Andres, por exemplo), acho que deves corrigir essa tua afirmacao essencial e, se quiseres, passar a considerar que "Formacao/Fabrica" nao quer dizer "nascido portugues e Benfiquista", nao e' um exclusivo das Equipas dos escaloes jovens, nem sequer da Equipa B.
      1 - B) Para sermos rigorosos, a Nossa Fabrica inclui 3 subgrupos: (I) Atletas amadores (contrato de simples formacao), (ii) Atletas sob contrato profissional de curta duracao (os assinados antes dos 18 anos, com duracao maxima de 3 epocas) e (iii) Atletas com contratos "normais", joguem eles onde jogarem (sub19, B ou Honra) e tudo isto independentemente da nacionalidade ou da idade que tinham quando chegaram ao Nosso Clube.
      1 - C) Nestes termos, a Nossa Fabrica tem ajudado a lancar um ja' prometedor numero de soberbos atletas, embora o melhor que conseguimos reter para alem do 23o aniversario seja o Andre' Almeida.

      2 - Eu creio que, atualmente, temos uma boa duzia de jovens Atletas com contrato de longa duracao (na B, nos sub 19, na Equipa de Honra e ... emprestados) com potencial para chegar ao topo (100 melhores) nas suas carreiras ... QUANDO COMPLETAREM A SUA FORMACAO ... e (aqui concordo contigo) talvez 2/3 com potencial para disputar a titularidade na Equipa de Honra antes dos 23 anos e ... SE NAO "VOAREM" ANTES PARA FORA DO GLORIOSO.

      3 - 100% de acordo contigo (e olha que nao fico nada triste com isso, porque eu prefiro a racionalidade economica a qualquer suposto "amor ao clube").

      Finalmente, Enorme Companheiro, confesso-te que eu nao sou pessoa para me interessar pela vida dos outros, pelo que so' nao me estou a marimbar para os motivos pelos quais tivemos de mudar de Tecnico, na medida em que essa alteracao constituiu um "insucesso" e um "custo" (em termos de quebra de estabilidade e expectativas).
      Ja' me parece demasiado obvio que a "separacao" erradicou ha' varios meses atras e, a haver erros, foi entao que ele(s) foi/foram cometido(s).

      Passou!
      Que se tenha aprendido e ... hoje e' o primeiro dia do resto da Nossa Vida.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    2. Caro José Albuquerque,

      Penso q temos a mesma opinião - apenas não considero Formação/Equipa B, jogadores como o DLuiz, o Rodrigo ou até o AAlmeida, pq, q eu saiba, nem sequer jogaram na B... Admito q jogadores q façam 1 nº considerável de jogos pela B possam ser considerados.

      Eliminar
    3. Carissimo Companheiro,

      Tu escolhes os criterios que preferires e com inteira liberdade, mas espero que compreendas porque e' que eu sigo a regra oficial.

      E tenho a certeza de que te recordas do Luiz (por exemplo) quando chegou 'a Luz, como ele era, como jogava, quanto pesava, etc. Confundir esse jovem com aquele que foi para o Chelsea, ignorando o imenso processo de formacao que percorreu ...

      E isto ja' para nao falar que, 'a conta disso que nao queres chamar formacao, a Nossa SAD recebeu 1ME quando ele foi para o seu atual clube.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    4. Certo - nesse caso o Rodriguez, o Cristante, o Muktar, o John e o AAlemida são Formação... naturalmente, não é a estes jogadores q LFV se refere qd fala em Formação. Mas são activos mt importantes para o Benfica. Há aqui, conforme disse acima, vários patamares de Formação, todos eles importantes.

      Eliminar
  3. Glorioso José, brilhante e esclarecedor texto.

    Só uma pergunta que me anda a dar cabo da mioleira e penso que saberás responder: Sabes se o Jesus sempre conseguiu levar alguém da estrutura (Benfica Lab, etc.) para o lagartêdo?

    Grato antecipadamente pela resposta

    Abraço e

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Perfeito Correia, Companheiro,

      Nao, nao conseguiu!
      (so' foram com ele os seus anteriores adjuntos e o psicologo)

      Alias ja' li (e faz sentido) que o Diretor do BenficaLAB acaba de ser integrado na Nossa Equipa Tecnica (ou seja, com um contrato ao abrigo do CCT dos treinadores) com aumento salarial e uma clausula de rescisao de 7ME ... nao fosse o diabo tece-las, ahahah.

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    2. Jose' Albuquerque

      Acho que estás a confundir o Director do Benfica Lab, Bruno Mendes, como o Marco Pedroso.

      O Marco Pedroso é que foi aumentado recentemente e blindado com uma cláusula de 6 Milhões (não 7), tendo rejeitado ir para o alvalixo, apesar de acompanhar o JJudas há 8 ou 9 anos.

      Eliminar
  4. Caro José,

    No final de Agosto veremos se houve reforço da competitividade do plantel, ou não, face às exigências do momento em que o Benfica se encontra. É que, em termos estratégicos, teremos uma época VITAL. Desportivamente, financeiramente e no que respeita à Direção do clube, está em causa assegurar o desenvolvimento do clube que se encetou em 2000.


    E Pluribus Unum!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Superaguia1904, Companheiro,

      Estou 100% de acordo com tudo o que escreveste, embora preferisse que a Nossa SAD tentasse garantir que esse aumento de competitividade do Plantel ficasse garantido o quanto antes!

      Claro que e' impossivel garantir que nao apareca uma venda "estupida e imparavel" ate' ao final de agosto, tal como uma "oportunidade de negocio" (tipo Pistolas), mesmo depois de agosto, mas a SAD tem todas as condicoes para Nos garantir esse objetivo (alias como teve ha' um ano atras).

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    2. Todas as épocas são vitais para o Benfica...

      Eliminar
  5. Fora do tema ou talvez não - A Selecção de Sub 20 foi eliminada do Mundial da Nova Zelândia - no Jogo contra o BRASIL, em 120 minutos de jogo, a luminária chamada de treinador (Hélio) conseguiu manter o melhor jogador (GGuedes) no banco... nem para marcar penaltis o deixou entrar... provavelmente estava a guardá-lo para a final c/ a Alemanha... poderá ver a final pela televisão, como merece...

    ResponderEliminar
  6. Benfica campeão nacional de futsal!
    Hoje não foi só o brunalgas a ficar com as ditas a arder. Os cretinos da rtp vão para casa sem se poderem sentar. Mas que grandes cornos. A festa ficou estragada, dizem eles. FDP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entrevistas no fim do jogo? - Naaa, só se o isportching ganhasse...

      C/ o alemão felix brych tinha sido uma festa...

      Eliminar
    2. E o gozo que isto me deu ....
      (comeco a ficar preocupado, porque ja' me da' demasiado gozo ver as trombas do brunalgas aldrabao, do lagartacio, da merda do Miguel que tambem usa o meu apelido e toda aquela gosma esverdeada e ... eu, antes, nao era assim ... a osgalhada era-me indiferente, ahahah)

      Viva o Benfica (PORRA)!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
    3. Grande Equipa!

      Enorme Guarda-Redes! - Juanjo, um Monstro da baliza!

      Eliminar
    4. Ui ganhar a osgalhada la nas barbas deles isso e que me da gozo e olhar pra carraça do nalgas ainda me da mais gozo nao topo semelhante figura,e quando la formos ganhar ao J.JudaS MAIS GOZO AINDE ME VAI DAR carrega Benficaaaaaaaaaaaaaaaaaaa,desculpa la o Ze mas de downsizing nao entendo nada por isso mesmo ja responderam os que sabiam eu leio e ja nao e nada mau um abraço viva o Benfica carago aguenta osgalhada.

      Eliminar
  7. Sempre acreditei em ti e nos teus posts até ao dia que escreveste que o Lfv e o Jasus já tinham tudo acertado e que andavam a gozar a bom gozar com os jornalistas.

    Pedro Carlos Mendonça Guerra

    ResponderEliminar
  8. Com toda a sinceridade concordo com tudo o que dizes, excepto a ideia da legitimidade dos nossos corpos sociais que me parece radical e pouco fundamentada.

    Mas no essencial concordo com tudo, e tenho dúvidas que os nossos corpos sociais não concordem também.

    A verdade é que a bota não bate com a perdigota, ou se preferires, que o discurso não bate com os actos.
    Fala-se na diminuição de investimento, ao mesmo tempo que se compram 6 jogadores como puro investimento, uma vez que duvido que algum deles seja para reforçar a equipa.
    E já agora, não sei se será possível fazer alguma coisa para explicar a jornaleiros, cumentadeiros e alguns Benfiquistas, que nem todas as compras/aquisições de jogadores que o Benfica faz, são encaradas como mais valias desportivas. Muitas são mesmo só oportunidades de negócio. Jogadores que são comprados e vendidos sem nunca vestirem a camisola, mas que dão retorno financeiro ao clube.

    Por outro lado, não acredito em desinvestimento na equipa principal. Acho que vamos é reforçar a qualidade do plantel.
    E isto nada tem a ver com a saída do Jesus. Se há coisa que o presidente já provou é que não se desvia um milímetro do rumo definido. Era Rui Vitória e foi Rui Vitória. E se vierem jogadores de qualidade inquestionável é porque tal foi definido muito antes de se saber da ida do Jesus para o Sporting.

    Por último, quem vai integrar o plantel da próxima época e quantos jogadores vão fazer parte desse plantel, são decisões da exclusiva responsabilidade do técnico. São decisões puramente técnicas que nada têm a ver com gestão.
    Se o Vieira pode falar em 5 jogadores da formação no plantel principal e de um número de 25 jogadores no plantel principal, é porque estes dados lhe foram comunicados pelo treinador. Não ao contrário. Ou pelo menos eu não acredito noutra hipótese.

    Resumindo, acho que os discursos que se ouviram sobre estas matérias não se destinavam ao interior do clube, mas sim ao exterior.
    Conversa para boi dormir, portanto.
    Ou então os nossos dirigentes foram atacados subitamente por um surto grave de dislexia, caso em que vou julgar os actos e não as palavras.



    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.