terça-feira, 9 de junho de 2015

Casa da sogra...

Nunca vi um presidente tão satisfeito por ficar sem o seu treinador...
Julio Mendes, presidente do Vitória de Guimarães, desde sempre e sempre que questionado pelos jornalistas sempre se mostrou afável, promovendo os méritos do seu treinador, e sempre com o cuidado de lhe desejar boa sorte quando saísse para o Benfica...parece que está a vender a sogra!!!

A unanimidade de gente unida e satisfeita com a ida do quase ex-treinador do Vitória para o bicampeão chega a ser enternecedora. Não há comentador residente ou cumentadeiro que se prese que não deixe escapar - entre sorrisos marotos - pequenos mas significativos latidos de satisfação. Não se ouve uma voz discordante, não se lê uma cronica mal humorada e do Guimarães não se vislumbra qualquer adepto incomodado com a saída do técnico...nada. Parece a procissão das velas!
Desde o mais cretino adepto do clube da fruta ao mais imbecil lagartoidómegalocéfalo todos se confessam satisfeitos com o provável desfecho das negociações! 

Nem daqui por 100 anos haverá um presidente (como Vieira) que consiga na comunicação social uma tão grande união em prol de uma decisão. Eu, que desde sempre me bato contra uma comunicação social de merda, na sua maioria cobarde e submissa dos poderes podres do futebol, tenho de me vergar desta vez; afinal - todos querem o melhor para o Benfica. São tantos e tão interessados em ajudar Vieira a contratar o moço de Alverca do Ribatejo, que, prometo, doravante e pró futuro nunca mais os hostilizar. Estou convertido.

Lagartisses...
Desde que o novo 'presidente' entrou em funções têm sido noticiados os sucessivos falhanços para contratar elementos da estrutura do bicampeão nacional ou de gente próxima do Benfica. Caçou um tal Evandro Mota, motivador brasileiro que eu nem sabia da sua existência, mas que foi o único a trocar prestigio e satisfação pessoal pela incerteza de receber o salário no final do mês...é que, segundo se sabe - as garantias bancárias foram apenas para o novo 'presidente'...

O amigo pessoal, José Luís, não quis trocar o calmo Belenenses pelo circo lagarto...
Carlos Janela cagou no convite, ao que se diz por motivos pessoais (dores de barriga e outras) - levou um rotundo não de Bruno Mendes - responsável pelo Benfica LAB, e, de José Boto, que passa por seu um dos melhores "olheiros" da Europa, somente desprezo; de Lourenço Coelho, director-geral do Benfica, sabe-se apenas que ainda não parou de rir desde que soube do disparatado convite.
Não há notícias na cs que a Jacinta, vistosa moçoila que vendia chiclas na tabacaria da Luz - uma matrona de 55 anos, rica de carnes, lábio grosso e farta bigodaça, tenha sido assediada para trocar de clube, mas o GV está em condições de divulgar em primeira mão que a moça perante recusa de José Maria Ricciardi em lhe avalizar as 'letras' do contrato - também os mandou «lavar-se por baixo»
Garantem-me que foi essa a expressão utilizada...

Mais sucesso se lhe reconhece entre portas...
Sabe-se que o novo 'presidente' exigiu a saída do banco de suplentes de bruno de carvalho, antigo adjunto de Marco Silva, que, embora se saiba ter jurado vingança para breve, de orelha murcha anuiu submisso. Não quer ver nem pintado o antigo moço de recados de brunalgas - augusto lagartácio - que apesar de ostentar o pomposo cargo de Director Geral do Futebol Profissional - as suas funções nunca passaram de um pouco eficaz capacho do ex-presidente. Augusto lagartácio leva um chuto no cu ainda mais humilhante do que a triste figura que fazia até agora...

E está ao rubro a zaragata entre os 'tios' lagartos e os 'queques' dos fatos alugados. Estão que nem bichas ressabiadas e parecem pouco dispostas a engolir o 'chiclas' sem luta. A seguir com redobrada atenção.

Constatação rasca...
O "rascord" acumula agora "órgão de informação das osgas" com porta voz do "chorões diário" - cada vez mais javardo este reles pasquim.

28 comentários:

  1. Caro Guachos
    É realmente muito estranha esta anuência geral à contratação de Rui Vitória. Mas, e se lá chegado (ao Benfica) ele se revelar digno do lugar? E se mantiver o nível de exigência do seu antecessor? Sim, sei que são 'ses', mas não podemos pensar que vem aí as trevas, quando ainda nem começou. Ou Guachos sabe de algo acerca da personalidade do Rui Vitória que índicie a catástrofe?
    Lembro que JJ quando chegou não era consensual. Rui Vitória, não seria certamente a minha escolha mas... vamos confiar no presidente. E se for Rui Vitória, será para mim o melhor treinador do mundo.
    Abraço Glorioso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. "Entrava cedo e saía tarde das instalações do Vitória. Acompanhava todas as questões relacionadas com o futebol", referiu Emílio Macedo, "estará à altura de dar uma boa resposta no Benfica".

      Emílio Macedo acrescentou que Rui Vitória "trabalha bem a formação". "O Vitória fez encaixes financeiros grandes, com base nos jovens que ele trabalhou e que foi buscar a escalões inferiores", lembrou.

      Esta é a opinião do antigo presidente do Guimarães. Naturalmente que o actual presidente estará interessado em receber milhão de euros ou jogadores do Benfica. Depois de 4 anos em que ajudou a sanear as finanças do clube com poucos ovos é natural que haja algum cansaço que nada tem a ver com a competência do treinador.
      O Guimarães estará pronto para partir para outra. Como o Benfica.

      As estatísticas do "Influência Arbitral" são sempre interessantes, mas as estatísticas não explicam tudo.
      Como dizia alguém, "A estatística é como o bikini. O que mostra é interessante mas o que esconde é vital"!

      A estatística sempre foi uma das minhas cadeiras favoritas, até tinha muito jeito para aquilo, mas a estatística tem algumas imitações as quais se não forem compreendidas levam a erros graves de avaliação.

      Por exemplo, a estatística não consegue explicar a diferença de qualidade entre os planteis e a sua relação directa com os resultados desportivos. Por isso, não podemos estabelecer uma causalidade directa entre uma coisa e a outra e julgar os treinadores com base em avaliações estatísticas de resultados. Quem nos dera que fosse assim tão fácil prever o futuro!

      O futebol não é uma coisa mecânica, não é jogado com robots, nem os treinadores são robots. Por isso, as probabilidades encontradas para prever o futuro em matéria de resultados baseada nos resultados anteriores dos treinadores em várias equipas a mim pessoalmente não me diz nada. Porque é impossível!

      Para além da capacidade e competência da equipa de treinadores, há outros factores muito importantes como por exemplo a interacção entre os jogadores e treinadores, capacidade táctica, capacidade de liderança, capacidade mental, etc., etc.

      E depois há outros factores, como os vários estádios de desenvolvimento em que se encontram os clubes e os treinadores, etc. Há sempre uma altura em que se chega à conclusão que, "o treinador já não dá mais".
      Houve alturas do ano em que cheguei a pensar nisso.

      Encontrar uma resposta estatística válida para a escolha de treinador é sempre possível, mas não é provável.

      PS. A minha percepção é que ao princípio não iremos notar grande diferença na equipa. As diferenças irão notar-se mais à frente à medida que a época decorre. Espero que seja para melhor.




      Eliminar
    3. Pois, foi isso que aconteceu no Braga quando Domingos Paciência chegou ao clube. No principio não se notaram diferenças...o pior foi quando acabou a base que estava implantada. Estou como tu; só espero que seja para melhor. Sempre fui um sonhador.

      Eliminar
    4. Tens razão quando afirmas que o Jorge Jesus quando chegou ao Benfica não era consensual, mas já era reconhecidamente melhor que Quique Flores e que todos os outros que estavam a trabalhar em Portugal. Apanhou o Leiria em último com 2 pontos à 7ª jornada e terminou a época em 8º lugar, seguiram-se 2 épocas no Belenenses, levando o clube as competicões europeias e por fim o Braga europeu que venceu a intertoto. Nesses 4 anos o Jorge Jesus teve 46% de vitórias, empatou 24% e perdeu 30% dos 148 jogos que disputou.

      Já o Rui vitória nos últimos 4 anos teve apenas 39% de vitórias, 22% de empates e 39% de derrotas nos 168 jogos que disputou, isto sempre no mesmo clube Vitória de Guimarães, clube que historicamente participa nas competicões, como se comprova pelo 5º lugar alcançado pelo Manuel Machado, que lhe precedeu no clube. E o Rui vitória no 1º ano piorou a classificação final do Guimarães, ficou em 6º lugar, no ano seguinte piorou mais um pouco, 9º lugar, seguiu-se mais um ano em que ficou em 7º lugar, finalmente este ano o clube voltou ao 5º lugar que era o lugar do clube quando entrou. Atenção que este 5º lugar deste ano, aconteceu porque excepcionalmente esta époc,a o Guimarães beneficiou de 14 penaltis favoráveis e mesmo assim só fez 55 pontos (Para que conste nem Benfica nem o F.C. Porto campeão dos penaltis da nossa liga, beneficiaram de 14 penaltis numa só épocas nos últimos anos e todos sabemos o alto nº de pontos que estes clubes fazem sempre que beneficiaram de mais de 10 penaltis numa época).

      Só para termos uma ideia, o Marco Silva nas últimas 4 épocas nos 169 jogos que disputou teve 50% de vitórias,27% de empates e 23% de derrotas. Como se constata, Marco Silva está hoje melhor preparado do que o Jorge Jesus estava quando entrou no Benfica, pois mesmo recebendo um Estoril que tinha sido 9º classificado com o treinador brasileiro Vinicius, levou o clube ao 1º lugar subindo de divisão nesse ano, no ano seguinte, o da estreia na 1º divisão ficou em 5º e um ano após voltou a fazer um bom campeonato terminando em 4º classificado, isto no Estoril, clube com muito menos projeção que o Guimarães, ou seja, ficou sempre a frente do Rui Vitória mesmo no Estoril acabadinho de subir. A prova final de que o Estoril só mesmo com um grande treinador conseguiria fazer 2 anos tão bons, foi que este ano em que Marco Silva deixou o clube tendo sido substituido pelo José Couceiro, este não resistiu a comparação dos adeptos e foi demitido, tendo o clube terminado em 12º lugar, que apesar de tudo é uma classificação historicamente razoável para o Estoril.

      Digo aqui que é muito provável que o Marco Silva consiga melhorar o rendimento que o Jorge Jesus teve no Benfica.
      É dificil mas é possível, com a ajuda dos adeptos, os dados estatísticos demonstram que o potencial está lá.

      Quanto ao Rui Vitória, o presidente do Guimarães até pode estar-lhe muito agradecido pelos jovens que lançou na equipa, mas seguramente não se revelou a altura de desafiar o treinador com melhor rendimento no Guimarães, quanto mais vir a ultrapassar o do Benfica. O Presidente Julio Mendes anda a muitos dias nas noticias a demonstrar que esta a torcer para que o Rui Vitória seja o escolhido porque sabe perfeitamente que se a seguir conseguir contratar um treinador como o Marco Silva por exemplo garantidamente sabe que não iria demorar os próximos 4 anos sem voltar a estar nos 5 primeiros lugares da nossa liga.
      Essa é que a verdade! Todos sabemos, não é preciso ser um expert em futebol ou ter 12 anos de experiência como Presidente para tal.

      Enquanto não é anunciado o escolhido, continuamos a acreditar na palavra de honra do presidente dada no dia 04/06/2015 e não nas notícias que a mais de duas semanas na CS tentam esmorecer o optimismo dos adeptos.

      Eliminar
    5. Podem ver os dados estatísticos das últimas 4 épocas do Marco Silva e do Rui Vitória em:
      http://influenciaarbitral.blogspot.pt/

      Eliminar
    6. Concordo com quase tudo o que diz o Manuel, salientando a frase infra.

      "Por exemplo, a estatística não consegue explicar a diferença de qualidade entre os planteis e a sua relação directa com os resultados desportivos. Por isso, não podemos estabelecer uma causalidade directa entre uma coisa e a outra e julgar os treinadores com base em avaliações estatísticas de resultados. Quem nos dera que fosse assim tão fácil prever o futuro!"

      Discordo do P.S.. Ou penso de forma diferente mais do que discordar. Estamos todos com o modo suponhamos ligado.

      Parece-me que as diferenças se vão notar no imediato.
      É quase certo que vamos jogar em 4-3-3. Ideia que me agrada sobremaneira considerando o fortíssimo meio campo que temos. E com jogadores jovens como Cristante e Mukhtar que têm tudo para ser craques. Se a estes juntarmos Fejsa, Samaris, Pizzi e Talisca, fico a salivar. Particularmente para ver este último a jogar como 3 médio.
      Isto quer dizer que vamos começar a jogar mais em posse, com mais bola nos pés, e menos em transições rápidas, o que vai ser imediatamente perceptível.

      O meu maior receio é que para dar peso ao ataque vai ter que jogar com a defesa muito subida.
      Isto requer treino específico muito rigoroso que ele não deve estar habituado a dar.
      Caso contrário não vai fazer subir 2 médios, sobe só um, perdemos peso no ataque e empatamos jogos em barda, tipo o Sporting do Marco Silva.
      A vantagem é que nós temos jogadores que se for preciso também ensinam o treinador.
      E é preciso perceber isto. O treinador também vai ter que ter um periodo de aprendizagem.

      Eliminar
    7. Só para dar mais uma achega à minha posição sobre as estatísticas dos treinadores.
      Enquanto que goste das análises do Influência Arbitral e as ache muito úteis na questão dos árbitros há uma grande diferença quando passamos para os treinadores. Porquê?

      Porque enquanto o desempenho dos treinadores está dependente de muitíssimos factores que nada têm a ver com a sua capacidade e competência, a capacidade dos jogadores postos à disposição, a sua qualidade e até do próprio desempenho dos árbitros e fiscais, etc, como nós no Benfica sabemos muito bem, o desempenho dos árbitros está apenas dependente da sua própria competência e da capacidade de aplicação das leis tendo apenas os fiscais que os poderão influenciar negativamente. Porquê?

      PORQUE AS LEIS DO JOGO SÃO IGUAS EM TODOS OS JOGOS!

      Isto é, a variável mais importante não muda, é imutável. Por isso, se o árbitro aplica mal as leias a culpa é exclusivamente sua e dos seus fiscais e isso pode ser medido sem grande subjectividade.

      Já quanto aos treinadores isso já não acontece. As influências exógenas sobre o seu desempenho são mais do que muitas e podem até chegar à qualidade do relvado onde se vai jogar ou do tempo que fez.

      No entanto, estas estatísticas pode sempre ter algum valor informativo sobre as "tendências" que poderão ter alguma/bastante importância.

      Eliminar
  2. meu caro... tens nocao que muitos deles ate aceitavam o sporting... nao aceitam e o bruno de carvalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro, isso era se fossem como você que se vende por tuta e meia.

      Enfie-se no buraco de onde veio. Talibanzeco.

      Mats

      Eliminar
  3. Por acaso esta calmaria da CS é estranha e não me deixa a esperar nada de bom do Rui
    ... Até porque o clube de Guimarães anda muito colado aos compadres do porto...

    ResponderEliminar
  4. Muito boa - JJ presidente do sporting clube da guiné...

    ResponderEliminar
  5. Guachos,

    Qual seria a tua escolha para treinador do Benfica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já o disse aqui; mesmo sabendo que tenho a esmagadora maioria dos benfiquistas contra - a minha escolha óbvia seria Paulo Bento.

      Eliminar
  6. Hummm.... eu gostava que isso fosse verdade. Da unanimidade de imprensa em torno do nome do Rui Vitória.
    Isto porque os cumentadeiros e jornaleiros que constituem a gentalha prostituída da CS, têm duas características intrinsecas.
    1-Desejar tudo de mal ao Benfica. Esta condição também pode ser chamada de lagartixismo.
    2-Total imcompetência fruto de uma total ignorância sobre as matérias opinadas, o que leva à falha sistemática de qualquer análise ou previsão feita por essa gente.

    Tratar-se-ia de uma dupla negação, ou seja, quereriam o Rui Vitória porque na realidade o acham uma má solução. Por outro lado, como nunca acertam uma, seria a garantia de que a escolha do clube seria a indicada.

    Mas não me parece que exista essa unanimidade. Lembro-me do destaque dado na CS a uma petição online, que atingiu o fantástico número de 2000 subscritores, para se contratar o Marco Silva.
    É certo e sabido que para uma petição online atingir este astronómico número de assinaturas, tem que se revestir de um caractér de elevada importância e contar com alargadíssimo apoio popular.
    A última acho que versava sobre a aprovação de legislação na assembleia da república a tornar obrigatório que as bananas sejam comidas com casca.

    Lembro-me também do destaque dado a uma manifestação dos subscritores da referida petição, que iria ocorrer após o primeiro jogo da final do play-off do Futsal.
    E é um facto que ouve por lá uma manifestação. De jornaleiros com a presença de cerca de 50 espécimes. Não cheguei a perceber a causa por trás de tal ajuntamento.

    É por isto que me parece que para cumentadeiros e jornaleiros Marco Silva ou Rui Vitória dá-lhes igual. Se for um criticam porque é muito magro, se for o outro criticam porque é muito gordo.
    É de convir que esta gentalha não precisa de motivos. Quem transforma vinte ou trinta figuras de cartão individualizadas com uma fotografia, e a retirada de uma dessas figuras em fotoshop...
    acho que está tudo dito.


    O treinador do Sporting começa a perceber a grandeza do seu clube do coração.
    No Benfica pedia este, aquele e mais o outro e eles lá apareciam.
    Agora leva negas de todo o lado, até de funcionários do Belenenses. O único que lá foi parar foi um consultor motivacional funcionário do Benfica, exigido por ele, que auferia 500 MIL EUROS por ano, e que acabava o contrato no final deste mês.
    Acho que a única clientela eram os jogadores completamente desmotivados por ganharem bem menos do que um consultor notivacional...

    O que há de mais fantástico neste processo é que seria o fim do mundo para o Benfica.
    No Benfica não se passa nada. No Sporting é o que se vê. Não sabia que existiam para aqueles lados tantos viscondes de canastra ao alto a vender peixe. A realeza já não é o que era...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai não? Aponta-me um especialista da bola que tenha escrito ou dito em publico que não apoia o treinador do Guimarães no Benfica. E nem falo dos supostos benfiquistas, falo dos declarados inimigos. Mais...porque é que nunca, no percurso de Rui Vitória (agora já evito o chouriço), se falou na sua provável ida para o clube da fruta?

      A verdade é que há uma total unanimidade em redor da sua contratação pelo Benfica. Petições nas redes sociais? Fazem-se até contra os amantes do caracol. Os pasquins ganham ao clic e reportam tudo o que lhes dê dinheiro. Publicitam o 'chorões diário' e os twitters do João Gabriel como se fossem noticias a sério...vale tudo por causa do clic. Rui Vitória no Benfica satisfaz todos os inimigos do Benfica; os declarados e os outros. Resta-me engolir em seco e rezar a todos os santinhos para que Vieira acerte mais uma vez.

      Eliminar
    2. Tás-me a perguntar a mim? Eu sei lá!!
      Não falo lagartês. A maior parte do tempo não percebo peva do que para lá andam a dizer.
      Agora mantenho é que para essa gentalha tanto lhes faz um como o outro. Para eles Marco Silva ou Rui Vitória da-lhes igual.
      Já se fosse o Paulo Bento... aí é que talvez a fanfarra tocasse outra música.

      Eliminar
    3. Pois tocava. Ficavam todos contra. Naturalmente porque estão desesperadamente a lutar pelo bem estar e sucesso benfiquista.

      Eliminar
    4. Isso estão de certeza. Como de costume.
      Mas no caso seria mais por despeito e mesquinhês.
      Não conheço ninguém que tenha explicado a jornaleiros e cumentadeiros de forma tão perfeita, o sítio escuro onde podem enfiar as suas opinações. E isto sem sequer ter que abrir muito a boca.

      Eliminar
  7. Nem mais Guachos!
    "Quando a esmola é grande o pobre desconfia!"

    João Pedro Silva

    ResponderEliminar
  8. Enormerrimo Guachos, Companheiro e Bom Amigo,

    Mais um excelente texto (como sempre), embora so' me interesse a parte sobre o atual tecnico dos de Guimaraes ...

    E' mais que obvio que toda a merdi@, todos os "especialistas" e todos os anti, Taliban incluidos, andam contentinhos com a possibilidade de Rui Vitoria ser o Nosso proximo Tecnico, tal como e' obvio que essa unanimidade assenta na conviccao (deles) que disso vai resultar uma "desvantagem comparativa" para a Equipa Bicampea!
    Sem nenhuma surpresa, vemos o GUACHOS a alertar os seus Leitores para essa inocente unanimidade: Obrigado, meu Bom Amigo.

    Mas, na minha humilde opiniao, nao e' esse o busilis da questao, porque e a menos que o Presidente fosse buscar o Pep Guardiola, o Nosso proximo Tecnico vai ser obrigatoriamente menos bom que o anterior.
    O problema ate' comeca quando o Presidente se convence de que ... ate' sem mudar de tecnico estava condenado a ficar "mal servido" (para bons entendedores ...).

    A minha humilde contribuicao para este debate (depois de ter explicado que o Marco Silva nao era um treinador "livre") passa, exatamente, por isto: sugiro que se equacione a escolha do proximo Tecnico numa perspetiva de ... longo prazo (e apenas isso).

    Nao estou, com isto, a renunciar aos objetivos desportivos 2015/16, muito longe disso!
    O que pretendo sublinhar e' que o "acerto" desta escolha se vai revelar muito mais sempre que percebermos que foi identificada uma (boa) solucao de longo prazo

    E para que nao digam que eu estou a fugir a comprometer-me com uma opiniao pessoal, desde ja' aqui deixo, sempre humildemente, que o Paulo Bento (ou mesmo qualquer outro) tem os mesmos defeitos que me parece ter o Rui Vitoria, ate' porque eu nao considero que uma experiancia sofrivel possa ser considerada para o CV pessoal.

    Em sintese, eu sugiro que se preocupem menos com a escolha que o Presidente esta' a fazer e mais um pouco com as (eventuais) alteracoes de fundo no Nosso Modelo de Gestao de todo o Futebol e da capacidade de toda a organizacao (a chamada "estrutura") para garantir a competitividade, interna e externa, das Equipas e a continua progressao do valor (desportivo e econpomico) dos Atletas

    E' que comparar o Nosso Clube com o que ele era ha' vinte, ou ha' seis, anos atras, so' demonstra que estivemos muito desatentos ao que se passou.

    Guachos, Meu Amigo,

    Mesmo sem confundir o GUACHOS com o "quando o telefone toca", confesso-te que estou ansioso pelo texto, prometido, de avaliacao da ultima epoca desportiva.
    Paralelamente, informo a todos que nao vou fazer o habitual texto comparando as "Contas" do Glorioso com os clubecos menos pequeninos, porque sem a osgalhada, essa comparacao perde todo o sentido e, ate' que se revelem os seus futuros acionistas, as "Contas" da osgalhada sao mais misteriosas do que a propria origem do universo, ahahah.
    Assim sendo e mesmo sem fazer esse tal texto sem sentido, mantenho-me ao dispor e atento aos vossos comentarios, prometendo esclarecer qualquer duvida que os Leitores quiserem manifestar.

    Viva o Benfica!
    (Jose' Albuquerque)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "comparar o Nosso Clube com o que ele era há vinte, ou há seis, anos atrás, só demonstra que estivemos muito desatentos ao que se passou" - ou há 3 anos atrás, antes da Benfica TV...

      Eliminar
    2. O texto já o tive todo "escrito" na minha cabeça...pode ser que ainda venha a recordar-me dele e quem sabe publicá-lo. Mas confesso que fiquei sem muita vontade.

      Eliminar
    3. Já q é ao estilo "quando o telefone toca" - posso dizer a frase?

      - Com uma equipa de Taliscas o Benfica faz faíscas.

      - Com o Grego e com o Gordo o Benfica comeu o porco.

      - Com o Velho na baliza o Benfica capitaliza.

      Eliminar
    4. Excelente comentário do José Albuquerque, mais um.
      Estou 100% de acordo. Mais importante que a escolha do treinador é a estratégia de médio/longo prazo.
      Renovar com JJ seria insustentável (é preciso não esquecer que a fasquia da exigência dos adeptos iria estar sempre a subir).
      O que me parece que LFV está a fazer é isso mesmo. Sustentar uma estratégia de longo prazo. Eventualmente um factor preponderante na escolha do treinador (e na estratégia) é a aposta na formação. Aí, convenhamos, ninguém estará melhor preparado para fazer a escolha que o presidente (e a sua equipa no clube).
      Confesso que também me preocupa esta estranha unanimidade entre os merdia sobre o nome Rui Vitória. Pode no entanto ser, como muito bem escreveu o Manuel Afonso, uma dupla negação. E aí o efeito surpresa pode ser vantajoso.
      Tenho-me regalado com as primeiras páginas do jornais. JJ nos píncaros. Brunalgas promovido a visionário. Penso, e acho que estamos todos de acordo, que isto só pode funcionar a favor do Benfica e em desfavor do sportém.
      Aguardo pelas primeiras declarações de contumil. Cheira-me que a corruptalhada também já está a fazer a festa antecipada.
      A ver vamos. Para já, os únicos candidatos a Tricampeões somos nós.

      CARREGA BENFICA!

      Eliminar
    5. Guachos, meu Bom Amigo,

      Eu vou insistir, especialmente porque sei que escrever sobre a epoca do Bicampeonato e a Nossa Equipa, nunca pode ser um "frete" para ti.

      E, depois, egoisticamente, eu estou doidinho para aplaudir, ou discutir, essa tua analise, ahahah.

      Numa nota lateral, deixa que te diga que tenho visto coisas muito interessantes nos desafios na Nova Zelandia, nomeadamente vindas do Guzzo e do Mukhtar. (e por aqui me fico, porque e' cedo para valar do Zivkovic).

      Tu sabes bem que eu prefiro, sempre, uma Equipa composta por Atletas maduros (se possivel com caparro) e a melhor tecnica possivel, mas confesso que jovens como aqueles dois, ou o GG, o Talisca, o Cristante e alguns outros, me deixam "agua na boca" (e sem nenhum receio de ser confundido com pedofilos, ahahah).

      Viva o Benfica!
      (Jose' Albuquerque)

      Eliminar
  9. Não encaixo a entrada do Rui Vitória, de forma nenhuma. É (mais) uma aposta pessoal do Vieira, sobretudo em nome da amizade que existe entre os dois e este não pode ser critério para merda nenhum, quanto mais para contratar um treinador.
    "Prefiro" os Paulos Fonsecas desta vida ao Rui. Quase que diria que prefiro os dois cromos que passaram este ano pela 1.ª liga: o ex do Penafiel e o atual da Académica. Agora este Rui Vitória não encaixo.
    Mas mesmo que venha o Rui Gel, Vieira tem de apostar forte e feio este ano, porque ser campeão este ano vale mais do que ouro e platina juntos e por várias razões: será o tri, será enterrar a espada mais fundo ainda nos corruptos e será lançar o zmerding no fosso. O Jorge Vendido foi para lá para ser campeão já, o fardo de palha banhudo compreendeu que, para se manter à frente dos ridículos, tem de ser campeão já; não chega mais segundos lugares e taças. É a liga ou nada. Além disso, há a questão do acesso à Champions. Ou seja, eu diria que este é o pior ano para o Vieira se meter em aventuras. Ah, e há eleições aí à porta.

    ResponderEliminar
  10. ja repararam que ninguem fala dos corruptos ultimamente
    , será por não haver patrocinador oficial ainda ?

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.