terça-feira, 15 de setembro de 2015

Ligados...

3 pontos, 2 golos, 1,5 milhão em caixa, muita chuva e demasiada dor de corno do outro lado da segunda circular. Coisa pouca para quem estava à espera de 15-0. O Eliseu continua a fecundar talibans. A Mitroglou, o gajo da segunda liga inglesa, deu-lhe para fecundar viscondes. O novo e os velhos.

9 comentários:

  1. Ate que enfim arranjei uns minutinhos livres para dar uma espreitadela o que por ai dizem sobre o meu Benfica,caro Guachos nao sao somente os viscondes falidos que malham no Elizeu entrei num blog por breves instantes e aquilo ate metia do proprios benfiquistas dao no rapaz sem do nem piedade sera que eu ja nao sei ver futebol ou devo andar cego para mim o Elizeu tem sido ultimamente dos melhores em campo ate na seleccao porra ja cansa fale-se mal quando houver motivos mas acho que exageram porra ja chega.

    ResponderEliminar
  2. Em certos blogs lê-se com cada barbaridade, vulgo caganeira mental! Lendo alguns comentários de supostos benfiquistas, até parece que perdemos o jogo!!! Que cambada de broncos...

    AntiPorko

    ResponderEliminar
  3. Mesmo assim acho muito pior, não concederem baixa aos "comentadores" Pedro Mete-Nojo e Luis Fretes ao Lobo, insistir na sua colaboração apesar do estado agudo da sua diarreia verbal é desumano!
    Pena que o link que o Lagartinácio usa não funcionou, lá os comentários eram em inglês.

    ResponderEliminar
  4. Cada vez mais acredito que não existe Benfiquismo. Existem vários Benfiquismos.
    O mais banalinho de todos, que é o meu, apoia incondicionalmente a equipa, vê tudo o que de positivo é feito no clube e valoriza-o, fica contente com os sucessos desportivos do clube, e na realidade são mais de 80% dos adeptos do Benfica.

    Depois há os outros 20%. E dentro destes uma panóplia de comportamentos.

    Os que são doentiamente apaixonados pelo Clube. Perdem toda a lucidez quando se fala do Benfica, e para eles nada nunca será suficiente.
    Nunca mas nunca estarão satisfeitos com o trabalho de uma direcção, e nunca uma equipa será 100% digna de vestir o manto sagrado, a não ser que composta por 11 Eusébios. E no dia em que vissem a equipa jogar com 11 Eusébios, logo diriam não ser também suficiente. A estes eu tento respeitar até porque sofrem verdadeiramente pelo Clube e desejam o seu sucesso acima de tudo.

    No campo oposto, estão os desapaixonados. Gabam-se da sua isenção e tentam demonstra-la a toda a hora. Como tal têm a tendência para papaguear tudo o que é dito na comunicação social, ou seja, repetem as maiores imbecilidades como quem declama a mais erudita obra poética, e têm a propensão para ser convidados a cúmentar em programas televisivos.
    Um bom exemplo será Pedro Ribeiro, muito querido em certos círculos, mas que a mim, como Benfiquista, me provoca apenas um profundo asco. Ele e todos os restantes da mesma estirpe. São tão úteis ao clube como a lagarta é à couve.

    Depois os taliban. Os taliban são uma esmagadora minoria que nas redes sociais até se fazem parecer muitos. Enfim... alguns.
    A única coisa que amam é a imagem que têm de si próprios, que pelo grau de esquizofrenia que revelam, percebe-se ser o mais desfasada possível da realidade. Estão-se absolutamente nas tintas para o clube, usando-o apenas como ferramenta para terem uma audiência que observe o quanto são brilhantes, inteligentes e espertos, ao contrário da esmagadora maioria de pessoas que os rodeia, uma enorme mole de labregos desprovidos de inteligência, em oposição aos próprios, a que chamam de carneiristas ou vieiristas.
    São absolutamente inúteis e irrelevantes, e aparte alguma irritação muito pontual, como a provocada por melgas e mosquitos, apenas me motivam pena. Muita pena.

    Dediquei-me a este exercício opinativo porque se continuam a ouvir coisas ditas por Benfiquistas que são de bradar aos céus.
    E já nem falo do que se diz e escreve na comunicação social, onde se continuam a bater todos os máximos de imbecilidade conhecidos da humanidade.
    Ontem o meu novo vizinho, entenda-se na Catedral, saiu-se com esta: "Esta equipa sem o Júlio César, o Samaris, o Gaitan e o Jonas seria absolutamente banal."
    Eu olhei para ele durante um par de segundos e terei murmurado qualquer coisa como "hum, hum", que me deve ter saído a soar de forma condescendente porque ele voltou à carga.
    E aí tive que lhe dizer: "E se em vez de jogadores da bola tivesse-mos padeiros, o Benfica não seria um clube de futebol, seria uma padaria."
    Foi então que o rapaz se calou, espero eu que a pensar se aquele seu raciocínio teria algo de inteligente.

    Isto tudo só para deixar um aviso aos mais incautos que tenham a tendência para se fiar no que é dito na comunicação social.
    Dizer coisas como o Benfica sem o Gaitan blá blá, não fazem qualquer sentido.
    O Gaitan é jogador do Benfica, por muito que lhes custe e que o queiram vender desesperadamente ano após ano.
    Podem ficar descansados que o dinheirinho correspondente à vitória alcançada ontem não vai para os cofres de nenhum Gaitan Sport Clube, fica mesmo nos cofres do nosso Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço uma vénia a este post, é o espelho daquilo que eu sinto.
      Amo-te GLORIOSO!

      Eliminar
    2. Absolutamente isto. Numa palavra... perfeito.

      Eliminar
  5. O clube lagarto nunca quis o Mitrogolo! E nunca quis o Cervi! ... E nunca quis a Liga dos Campeões (neste caso é mesmo nunca. Desde 1906. Não querem nada com aquilo) !
    Isso são tudo campanhas dos jornais.
    Analisemos o perfil de jogador que agrada ao scouting lagarto:
    O lagartedo quer o Slavchev, o Dramé, o Cissé, o mini Messi, o Ciani, o Tanaka, o Chikabala, o Rabia,o Gazela, etc, etc.
    São notícias sem nexo.

    Gostei de ver o repórter lagarto, a quem o Enzo mandou à merda por andar sempre a falar da sua transfrência, no meio da azia questionar o Nico sobre o facto de não se ter transferido este ano.
    Por momentos acreditei que outro argentino o fosse mandar à merda.
    Fica para a próxima, Nico.

    Terceira vitória seguida, 2º jogo sem sofrer golos (o último que sofremos foi em offside) e já vejo muito gente azeda.
    Se ganhamos no Domingo entramos definitivamente em crise!

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  6. Mai nada! Uma vez mais concordo com o Guachos. Ainda agora li num blogue a criticarem o Eliseu. Haja paciência. Para mim foi o melhor em campo a seguir ao Gaitan. Aliás, na primeira parte o Gaitan estava algo amorfo e foi claramente o Eliseu a puxar por ele ao querer jogar com ele em apoio, tabelinhas e afins, puxando pelo Gaitan até este acordar... e que acordar Meu Deus!

    Viva o Benfica e abaixo os Talibans que só sabem repetir os soundbites da CS (vulgo Merdia).

    - O Sonho de Damião -

    ResponderEliminar
  7. Parabéns ao Guachos por, mais uma, excelente crónica.

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.