quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

BTV, Direitos de TV e a parceria com a NOS (I).

Por José Albuquerque

Depois de rumores vários que pareciam sugerir que o Nosso Clube iria estabelecer uma parceria estratégica com um seu já tradicional Sponsor – a MEO/PT, hoje Altice, fomos surpreendidos (eu fui, pelo menos) com o anúncio formal de um acordo que pode vir a ligar a Nossa BTV e a NOS, envolvendo as transmissões dos desafios da Nossa Equipa de Honra, para o campeonato, disputados na Catedral e que aponta para uma contrapartida de 400M€ para dez anos (a começar na época de 2016/17).
Embora se trate de uma verba impressionante e incomparável na história da realidade nacional, creio que o desconhecimento sobre todas as condições acordadas recomenda que se tenha muito cuidado, em análises meramente especulativas, até ao próximo dia 10, data para a qual está marcada uma apresentação oficial do projecto.

Mas ninguém pode, nem vai, ignorar este acontecimento: uma vez mais, o Benfica comprova e assume por inteiro o seu legítimo papel de liderança, qualitativa e quantitativa, em tudo o que determina o fenómeno desportivo em Portugal!

E é por isso que eu me disponho a fazer, imediatamente, aquilo que é possível fazer-se para melhor compreender o que deverá ser o futuro deste projecto, não fazendo uma “avaliação” e/ou uma “crítica” ao que desconhecemos, outrossim contribuindo para uma reflexão conjunta, aqui no GUACHOS, sobre este tema.

E, para começar, sugiro-vos que entremos no ambiente: recostemo-nos um pouco e recuemos 10 anos, para revisitar o que de essencial vivemos nesta última década.

Quem diria?
Tínhamos arrancado o Clube de um abismo que, para tantos, parecia inultrapassável, endividámo-Nos até ao tutano para aproveitar a oportunidade de construir a nova Catedral e, para isso tudo, tínhamos vendido um bocado da alma ao mafarrico do mamão chupista.

Caramba, quem diria?
Tantas, tantas Vitórias e nem uma só maior que o Nosso Clube, do que a Nossa Ambição.

E esta é a primeira conclusão que eu retiro da reflexão que fiz: ainda não conseguimos nenhuma Vitória maior do que a herança que recebemos dos Mais Velhos, maior do que o Clube que Amamos e, por isso, não podemos admitir nenhuma quebra na Nossa Ambição!
Fazê-lo corresponderia a darmos o pior exemplo possível aos Mais Novos e, isso sim, seria incumprirmos o Nosso Benfiquismo.

Há 10 anos, éramos só alguns a sonhar com a BTV e ainda menos a trabalhar no projecto.
Juntos, investimos a convicção de que poderíamos abrir uma página determinante na Nossa Gloriosa História e, inclusive, abrir uma brecha definitiva no lamaçal do POLVO.
Parece que foi ontem, mas já passou uma década sobre aqueles dias em que alguns Companheiros (o Viriato de Viseu, o Captain Redheart, o Ricardo Águia Livre, eu próprio e alguns mais aos quais peço desculpa por não citar) defendíamos este sonho, entre as malhas da censura do gestor do forum do rascord.
Muito investiu o Clube neste projeto: muitos recursos, muito trabalho e, sobretudo, muito talento.
Contra tudo e todos, inclusive contra alguns Companheiros, passo a passo, executando um plano e uma estratégia que queríamos invencível, demos conteúdo á expressão popular segundo a qual “o caminho faz-se ... caminhando”.

Parece que foi há dez e foi só há dois anos e meio que os Nossos Corpos Sociais decidiram não aceitar a proposta do Nosso Consócio e accionista Joaquim “mamão chupista” Oliveira. Uma proposta, é bom recordar, de 110M€ para 5 épocas (22,2M€ em média anual), que já triplicava o que esse “amigo” Nos pagava (?) até então e que a maioria considerou ser irrecusável.
Aqueles que elegemos para Nos liderar tiveram a coragem suficiente para Nos lançar um desafio que estava rigorosamente estudado e que preparado há muitos anos ... e Nós, Todos Um, construímos uma das Nossas mais belas Vitórias colectivas.

Admitindo que a BTV possa ter custos de quase 11M€ anuais, o seu primeiro exercício em cruzeiro como “premium” permitiu um resultado líquido de cerca de 25M€: uma tremenda Vitória quantitativa.
Tão importante como isso, a BTV confirmou-se como um “player” incontornável no mercado interno dos conteúdos desportivos, fez implodir o anterior monopólio da sporcos, remetendo-o a uma tendência de atrofia progressiva e constituiu-se como o embrião da Nossa Casa Universal: uma Vitória qualitativa que me emociona todos os dias.

Falemos do futuro.

Sabem bem que eu comecei a defender que a BTV fosse parte estruturante do Nosso futuro ainda antes dela nascer e, mais recentemente, depois de confirmadas aquelas Nossas Vitórias, passei a defender que ela deveria ser o veículo essencial de uma parceria estratégica que, inclusive, poderia envolver a reestruturação financeira de todo o Grupo Benfica.
De facto, o valor estratégico da Nossa Marca é quase outro quando considerado a par da BTV, especialmente para todos os que não têm a sorte de viver próximo da Catedral.

Por isso, eu estou convicto de que seria errada qualquer solução para os Nossos direitos televisivos que não envolvesse a BTV: pelo que sabemos hoje, este projecto envolve ambos, o que é o primeiro sinal positivo. Francamente positivo!

Em segundo lugar, não podem fazer-se planos estratégicos a ... 3 anos, digam lá o que disserem.
Eu serei, sempre, favorável a uma parceria com um distribuidor de conteúdos desportivos com um horizonte marcadamente estratégico e isso pode ler-se nos prazos contratuais (quanto mais largos, melhor), ou, preferencialmente, ao nível de um eventual cruzamento de participações sociais.
Com isto, eu quero dizer que gosto muito de saber que este protejo em causa tem um horizonte temporal viável de uma década, gostaria ainda mais se esse horizonte fosse mais dilatado e adoraria se a ele estivesse associado um plano de tomada de capital da NOS no Grupo Benfica (através da BTV ou da própria SAD) e vice versa.
Parece-me natural que, logo no início de uma parceria, as partes envolvidas prefiram “noivar antes de casar”, deixando para mais tarde a celebração conjunta de sucessos com o aprofundamento dessa ligação.

Sinceramente, não conheço suficientemente nem a NOS (e os seus planos para os diversos mercados em que actua), nem os eventuais distribuidores alternativos que fizeram (?) ofertas pelos Nossos direitos televisivos (nem os respectivos planos). Por isso, não posso emitir opinião quanto à qualidade comparada deste novo Parceiro (a NOS) que o Benfica escolheu.

Mas já posso garantir que os Gestores aos quais os Accionistas da NOS confiaram os destinos da sua Empresa, não podem pertencer a nenhuma das subespécies de anti, Taliban incluídos, ou não Nos teriam proposto uma parceria estratégica.
Isto é tão evidente que eu me vou escusar de argumentar e, sinceramente, lamento saber que temos Companheiros que procuram ver neste projecto um qualquer plano tenebroso para “prejudicar” o Glorioso: é preciso acumular muita estupidez com ainda mais má fé!
Tal como posso garantir que este Nosso novo Parceiro vai empenhar os seus recursos disponíveis para acrescentar o maior valor de que for capaz, quer à BTV, quer ao conteúdo específico constituído pelos desafios (15 e não 17, clarifiquemos) do campeonato jogados na Catedral.

Permitam-me juntar alguns comentários ao que já ouvi por aí ...
- se a sporcos passa no MEO, então os Nossos jogos não poderão ser transmitidos pela sporcos, ou deixariam de ser um conteúdo exclusivo NOS; e
- o Presidente continua a ser “muito amigo” do oliveiredo, mesmo depois de o andar a sodomizar, repetidamente e já sem quaisquer preliminares, há quase 3 anos.

Falemos de números.

Começo por escrever que não acredito que a NOS apenas Nos pague 400M€ em 10 anos!

Nem que o acordo não envolvesse a publicidade estática na Catedral durante os jogos de campeonato. Nem que ele não incluísse a publicidade que passa na BTV.

Estou convencido de que esse valor é uma base fixa, sobre a qual estarão previstos esquemas de partilha de resultados que ultrapassem os objectivos das partes.

Gerir não é como jogar ao monopólio, ou fazer apostas desportivas, Companheiros!
Podem ter a certeza de que, numa parceria estratégica, as partes vão querer mantê-la e aprofundá-la ... numa lógica de benefício mútuo: por isso preservam a possibilidade de a terminar se e quando uma das partes se considerar prejudicada, porque faz tanto sentido mantê-la contra a vontade de um só, como pode ser feliz um casamento que se mantém nessa condição.

Há cerca de um ano, eu escrevi aqui (por isso me chamam de doido, ahahah) que considerava que o Nosso objectivo de crescimento da BTV a longo prazo tinha de estar nos 50M€ de Proveitos anuais e eu espero poder vir a escrever, depois de dia 10 p.f., que acredito que vamos ultrapassar esse valor.

Este Projeto e o Passivo do Grupo Benfica.

Há anos que eu ando a escrever textos a ver se convenço Benfiquistas que são ígnaros e anti todos aqueles que os tentaram iludir com as “falências técnicas” e os “Passivos galopantes”, pelo que não esperem que eu venha, agora, desdizer tudo o que já escrevi e repeti até à exaustão.

Não! Não espero que este Projeto venha a originar o desaparecimento do Nosso Passivo!

Isso não passa de mais um absurdo dito e escrito por pessoas que ou são ignorantes ou tentam, com má fé, manipular quem conhece pouco do que devem ser os equilíbrios entre as origens e aplicações de fundos numa Empresa.
No dia em que o Grupo Benfica “não tivesse Passivo”, isso significava que todo o Activo estaria financiado por Capitais Próprios, o que seria sinal de uma Gestão abaixo do nível de merceeiro.

Não Companheiros!
Este projecto (esperemos até dia 10) pode e deve vir a constituir um instrumento de operacionalização do contributo económico que eu tenho antecipado para a Nossa BTV, como pilar do reforço sustentado dos Nossos Capitais Próprios e, por essa via, da melhoria do “rating” da Nossa SAD, das suas condições de acesso a financiamentos e, finalmente, à redução da merda da fatura bancária que tivemos de suportar na última década.

Do debate que os Leitores quiserem promover na caixa de comentários, espero que surjam tópicos que justifiquem a elaboração de um segundo texto sobre este assunto. Conto convosco.

Viva o Benfica! 

66 comentários:

  1. "Do debate que os Leitores quiserem promover na caixa de comentários, espero que surjam tópicos que justifiquem a elaboração de um segundo texto sobre este assunto. Conto convosco."

    Não me parece que vá haver grande ou acesso debate. Quando tu dizes tudo o que há para dizer e de forma tão assertiva, eloquente e apaixonada, só deixas espaço a talibans a quem os factos queimam, mas que "sabem" e "sentem" certas e determinadas coisas, como o valor que nos foi oferecido pela Altice, esquemas maléficos para salvar a Sporttv, amizades, favores e alianças, e toda uma enorme panóplia de insinuações mais, que nunca carecem de prova e que atropelam constantemente a realidade.

    Daria só alguma ênfase a algo que classifico como a maior vitória estratégica do LFV À frente dos destinos do clube.
    Nunca foi intenção desta direcção transmitir os nossos jogos em casa nos moldes em que o estamos a fazer. Não foi portanto uma escolha estratégica, mas uma táctica para nos trazer a este momento histórico que será melhor percebido no próximo dia 10.
    Nunca, mas nunca este negócio teria sido possível sem a criação da Benfica TV e a sua utilização como ferramenta para valorização dos direitos televisivos. Diria mesmo, como arma. Uma arma que teremos de manter connosco, limpa e oleada, pronta a utilizar não vá o diabo tecê-las.

    A criação da fábrica, por exemplo, com o sucesso que está a ter, é um exemplo de aposta estratégica bem sucedida e de excelência de gestão.
    Mas este caso é outra coisa.
    Estabelecer uma meta impossível, inimaginável, e perceber exactamente como poderia ser alcançada, correndo riscos enormes, criando um projecto de raiz absolutamente lunático para o comum dos mortais, tornando em 10 anos o impossível na realidade de hoje, não é apenas excelência na gestão. É brilhantismo a todos os níveis.





    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em absoluto com o comentário do Manuel Afonso.
      Esta decisão insere-se numa estratégia de fundo.
      Manter a BTV é essencial e o garante da nossa independência.
      Aguardemos até dia 10.

      CARREGA BENFICA!

      Eliminar
    2. Concordo com o Manuel Afonso, nomeadamente na tática da BTV. Sem os direitos dos jogos em casa na nossa TV seria impossível chegar a um acordo destes. E creio que até fim do ano mais «bombas» irão explodir!

      Eliminar
  2. Excelente, como sempre, caro José Albuquerque!

    Só não sei o suficiente para concordar com a parte
    «No dia em que o Grupo Benfica “não tivesse Passivo”, isso significava que todo o Activo estaria financiado por Capitais Próprios, o que seria sinal de uma Gestão abaixo do nível de merceeiro.»

    Sei que isso são "outros quinhentos" e não tem nada a ver com este (excelente) negócio, mas como sou mais de "teclas" e de "formação profissional" não percebo porque não seria bom para o Clube não ter Passivo, ou seja, i.e. "não dever nada a ninguém"

    Percebo que, havendo capacidade de gerar receitas superiores às despesas não há problema.

    Mas Passivo não implica pagamento de juros que podem ser desnecessários?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Eduardo Santos, Companheiro,

      Olha que o Grupo Benfica tem Ativos (líquidos de amortizações contabilísticas) de mais de 500M€ (só a SAD está quase nos 450), pelo que se não houvesse Passivo, isso implicaria que o Nosso Capital Próprio teria de ser desse mesmo montante.

      Se um tal absurdo (em termos de Gestão) acontecesse, haveria uma batalha de OPA's e contraOPA's pelo controlo acionista da Nossa SAD.

      Não confies no que aqui eu te digo e pergunta a um qualquer contabilista, ou caloiro estudante de contabilidade.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Mas tendo o SLB Clube o maior numero de acções, como poderiam essas OPA's influenciar a vida do clube? Não teria de ser aprovado em assembleia geral a venda dessa parcela?

      Temos o exemplo do Bayern de Munique que abateu a divida do estádio a 100%, com certeza é um bom acto de gestão!?

      Saudações Gloriosas

      Eliminar
    3. Enorme Benfica1, Companheiro,

      Era só o que faltava ... que até uma tal decisão fosse votada numa AG presencial: isso seria uma loucura total.

      Não deixa de ter alguma piada que tu tenhas dado o exemplo do Bayern de Munique, ahahah.
      Espero que tenhas consciência da dimensão desse monstro e dos prémios pagos pelos seus novos Acionistas estratégicos (Allianz, Audi, etc.) pelas respetivas participações acionistas.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Obrigado pela explicação José Albuquerque

      Esta, não é realmente "minha praia" :)

      Tirando desonrosas excepções, acredito que todos os que se colocam à frente do Benfica tudo farão pelo melhor pelo Clube

      Pelo que a experiência revela, a qualidade do trabalho desenvolvido por esta equipa que está à frente do Benfica está ao nível da grandeza Sua grandeza

      E é muito bom saber que "fora dos órgãos de gestão actuais" existe MUITA qualidade como se pode comprovar (nas partes que consigo perceber, hehehe) nas suas dissertações

      Grande obrigado pelo tempo que utiliza graciosamente em prol da comunidade Benfiquista!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  3. BUUUUUUUURRRRRRRRRRRRRRRRRROOOOOOOOOSSSSSSSSSSS DO CARALHO,O SLB FOI NO PASSADO ENGANADO PELO SISTEMA POR SE TER METIDO A JEITO (VALES AZEDOS E AFINS) HOJE AS NEGOCIAÇÕES DO GLORIOSO SÃO FEITAS AO CONTRÁRIO DE ANTIGAMENTE--------SÃO OS DO SISTEMA QUE ESTÃO DE JOELHOS-
    Desculpem ter gritado,mas estou farto de gente sem o mínimo de inteligência.
    Seven

    ResponderEliminar
  4. Há uma pergunta que eu gostaria de ver respondida, já, pelo Enorme Albuquerque, mesmo imaginando que ele desconhece os contornos do processo em pormenor....
    José, baseado na tua experiência de gestor, se estivesses no lugar de Vieira ou DSO, perante os valores em cima da mesa (mesmo não conhecendo os pormaiores) achas que tinhas condições de recusar uma proposta dessas? Achas que algum clube em Portugal teria condições de recusar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que a MEO, à ultima hora, ofereceu 450M€?

      Eliminar
    2. Meu Bom Amigo e Companheiro Guachos Vermelhos,

      Excelente pergunta, à qual só posso responder com um ... não, é uma proposta irrecusável, a menos que colocasse em causa os Nossos Valores.

      Ou seja, um potencial parceiro que Nos bate à porta com um "chegqe" desta grandeza, comprova que faz da Nossa Marca uma avaliação tal e que tem para ela um projeto tal, que só pode ser um excelente Parceiro.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. No caso cervi tambem disseram que a ultima hora os batraquios verdes davam mais ,
      depois de negocio fechado ate eu dou mais uns trocos !
      atenção ainda não se sabe os ditos contratos pois ainda não foram assinados ok

      k

      Eliminar
    4. Muito bem feita para o piroso do proença o batraquio verde e o corrupto azul

      Eliminar
    5. pudemos fazer assim assinamos com os dois sempre são 450 M+400 M que davam ca um jeitinho ao glorioso

      Eliminar
  5. Para já, penso que este ACORDO, faz em cacos os propositos da Liga (peidoso+badocha+proença) acerca da centralização das transmissões televisivas).
    No dia 10 saber-se-à dos detalhes do negocio. Até lá... confiança é preciso.

    ResponderEliminar
  6. Muito Obrigado Enorme Benfiquista José Albuquerque.
    Concordo em absoluto com a sua análise.
    Destaco também o Post do nosso companheiro Manuel Afonso.
    Quando hoje paramos e meditamos sobre a transformação que se deu no nosso Benfica nos últimos 10 anos, as estratégias e objetivos alcançados é realmente de destacar o brilhantismo com que o Presidente tem sabido conduzir os nossos destinos. É de facto um homem com características muito especiais e com uma capacidade enorme de Gestão e Planeamento.

    Antes dos próximo dia 10 e do anuncio dos contornos que este negócio tem, aguardo por mais Textos do José Albuquerque ou do Guachos para continuarmos a Benficar.

    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
  7. Muito bom texto. Muito se fala e se comenta pelas redes sociais e afins quando só dia 10 se deverá saber melhor os contornos deste negócio. Assim de repente só me ocorre que de facto É Muitooooo dinheiro!
    As perguntas que mais se fazem: Será que iremos ter acesso aos nossos jogos em qualquer operador? Espero francamente que sim, pois nem outra coisa seria de esperar. É lógico penso eu (que não percebo nada do assunto).

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  8. Caro José,

    Concordando com tudo o que escreves, sem novidade, gostaria de acrescentar duas notas;

    1) O passivo do Benfica é elevado (naturalmente muito devido à escassez de capitais próprios) e deve ser reduzido, Mas, mais grave do que a dimensão do passivo é o custo do passivo. E como bem sabes e muito escreveste sobre a reestruturação desse passivo, tal nunca foi possível acordar até à presente data.

    2) A opção pela NOS, para além do valor da proposta, penso que pode estar directamente relacionado com as garantias prestadas e o envolvimento na NOS do nosso principal maior credor o BCP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Netking, Companheiro,

      Obrigado por este contributo.

      Também eu considero que, tal como dizes, este projeto já pressupõe uma alteração das Nossas relações com o millennium, pelo menos e que, dessa alteração, vão resultar diminuições no nível de "risco" que essa entidade Nos atribui, com reflexo quase imediato ao nível de uma diminuição dos "spread" que Nos aplica.

      Veremos se assim é, ou não e olha que não me parece que tenhamos de esperar muito tempo.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Caro José Albuquerque

      Gostaria que analisasse o seguinte...

      1- se o Benfica pagar 200 desses 400 Milhões ao BCP e reduzir o Passivo a curto e Médio Prazo quanto poupava em Juros/ano...este valor também deve ser levado em conta, não como Receita mas como Redução de Custos.

      2- Mesmo pagando esses 200 Milhões ao BCP o Benfica ainda recebe/ano 20 milhões o que é, mesmo assim superior aos valores dos corruptos e lagartos.

      Eliminar
    3. Estamos a pensar demasiado depressa. Os 400 não são imediatamente, são antes um valor meta caso se cumpram os 10 anos. Como dizem que é progressivo parece-me mais certo serem pagamentos anuais (eventualmente trienais)

      Eliminar
    4. Enormes Redbull 1710 e Wipinho, Companheiros,

      Obviamente, um contrato desta dimensão permite montar uma operação financeira sobre o conjunto de empréstimos que o Nosso Grupo tem com qualquer um, ou mesmo todos os seus financiadores bancários, mas a perda de valor (pelo desconto das receitas futuras) nunca faria melhor do que compensar a diminuição dos custos financeiros.

      Mas eu insisto que vocês estão a embarcar na campanha da mérdi@ e dos anti, Taliban incluídos, contra o Nosso Passivo bancário.
      Caramba, Companheiros, trata-se de mútuos que foram contratados para financiar investimentos estruturais, boa parte dos quais imobiliários e não faz sentido que eles sejam financiados por Capitais Próprios (é o mesmo que fazerem sacrifícios para antecipar o pagamento das vossas casas de família).

      O Nosso Passivo sempre esteve controlado, mesmo no auge da maior crise económica e financeira em muitas décadas e não constitui nenhum problema.
      Consigamos sustentar o crescimento dos Capitais Próprios e vocês vão ver a chamada "fatura bancária" a reduzir para metade.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  9. Concordo inteiramente com o que foi referido neste post.
    Aprofundando um pouco mais um ou dois temas, refiro o seguinte: ninguém ouviu falar sequer de que haveriam por aí negociações entre o Benfica e quem quer que fosse. Excelente trabalho, devo dizer, de ambos os lados. Mas como já referi noutro post, acredito que a "malta" do futebol, do seu mercado digamos assim, nomeadamente osgas e corruptos, soubessem de alguma coisa. Assim se justifica a barulheira das osgas, copiando o que foi feito na altura da Emirates, isto é, tentando baixar a fasquia para o Benfica tentando descredibilizar e puxando para si as vãs virtudes (sim porque consta que a NOS e a MEO estão em disputa com todos os clubes, veja-se a notícia de hoje referente ao Guimarães, e outros clubes); e o silêncio dos azuis, estratégia adoptada no passado até nas contratações, ou seja, esperar que nós façamos o trabalho todo para depois se aproveitarem, sempre colados a percentagens referente ao que ganhamos. Vai ser assim.
    No que se refere ao passivo, é claro que concordo com a ideia exposta. Só quem tem ativos é que tem passivos. Passivos, significa dívidas correntes e não correntes a fornecedores (porque nada se paga a pronto) a entidades financeiras (Bancos, seguradores, fundos), pessoal, etc. O segredo do equilíbrio não está em baixar o passivo só porque sim, ou porque o passivo "é mau" ou porque o número assusta ... Se temos ativos constituídos por investimentos (financeiros ou não) ou dívidas de clientes (porque nada se recebe a pronto) ou por dinheiro no banco, ou por instalações, e se os ativos estiverem correctamente valorizados (isto é, não confundir com ativos tóxicos ou mascarados como vemos muito por aí) e se o total desses ativos for superior em valor ao total dos passivos, significa que temos uma situação confortável (capital próprio positivo). Exemplificando, se os meus ativos hoje valerem 1.000 euros e os meus passivos valerem 900 €, qual é o problema? Significa que se os meus credores me exigirem hoje a sua liquidação, tenho ativos que vou liquidar para cobrir essas dívidas e ainda fico com 100 euros no final. Transportando essa ideia para um Grupo Empresarial do tamanho do Benfica e multiplicarmos esta realidade por muito milhões, a ideia continua a ser a mesma.
    Quanto ao negócio per si, temos de esperar para entender todos os detalhes, sim. Mas se envolver sporttv repito, vai ser uma desilusão para muitos de nós, e um possível revés para a NOS, porque quem entende do negócio, sabe que os adeptos benfiquistas não se identificam com a marca por ser muito conotada com os corruptos. Eu, pelo menos, que até tenho MEO, não vou aderir à sporttv, nem sequer trocar a MEO pela NOS. Também não estou a ver a BTV ser exclusivo da NOS. Como o "ruído" nesta altura é justificadamente muito, vou-me ficar por aqui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme António Oliveira, Companheiro,

      Imagina que somos pagos pelos Acionistas da NOS para decidir como rentabilizar estes Ativos que acabámos de negociar com o Benfica - a BTV e os jogos na Catedral: achas que vamos passar os jogos, em exclusivo, na sporcos?

      Seríamos despedidos em pouco tempo, ahahah.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  10. Quando se tem uma coluna vertebral feita de borracha acontece isto. A opinião muda conforme o vento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que nunca há-de mudar é a estupidez humana. Será apenas do nome?
      De borracha aqui não temos nada. Aqui é tudo ao natural. Dildos é na porta ao lado.

      Eliminar
  11. Não tenho pretensões em debater com o companheiro Albuquerque, ele já é um habitue nesta casa e eu "acabei de chegar" e como se diz na tropa, antiguidade é um posto.
    De qualquer forma, o negócio em questão ainda não foi devidamente detalhado, e por isso aguardarei uma semana até tecer comentários mais assertivos, de qualquer forma a verba de 40M€ era até relativamente pouco tempo (antes da transmissão dos jogos em casa pela BTV) durante a negociação com a sportv, considerada pelos talibans e rivais paineleiros como ilusão, impossibilidade e até mesmo absurda, facto é que volvidos dois(?) anos, aqui está ela 40M€/ano. E esta hein?

    É bom saber que o universo ainda se encontra em harmonia, qualquer que seja o rumo ou negócio efectuado pela SAD do Benfica, tanto no sertaliban, como nos poisos dos rivais, o tom de toque é o mesmo. Serão coincidencias? Eu não acredito.

    Saudações Benfiquistas.

    ResponderEliminar
  12. Saudações Benfiquistas,Enorme texto para tentar dissipar algumas dúvidas nos Nossos Companheiros Benfiquistas,nada como esperar até dia 10 e depois o Enorme José Albuquerque( quem melhor) para nos resumir,para quem,dos Nossos e já li comentários que já não vão ver jogos do Glorioso na sporktv,que deixam de ser sócios,só lhes digo calma e leiam um pouco do que aqui se escreve,muito se aprende.
    O que éramos,o que somos neste momento,alguém tem dúvidas que a SAD anda a dormir? CALMA! Quem deve estar com uma super azia são a tropa dragarta,uma enorme azia transborda pelos olhos,devem pensar que a NOS também tiveram o KIT Eusébio para Nos oferecer esta pareceria?
    Somos Grandes demais para a mesquinhez dos aziados!
    Carrega José Albuquerque
    Carrega Benfica

    ResponderEliminar
  13. Companheiros,

    Agradeço a todos pelos comentários e incentivos, mas insisto que conto com as vossas dúvidas para, eventualmente, continuarmos a discutir este tema, até ao próximo dia 10.

    Não se acanhem, carago (ahahah)

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguém sabe se "direitos televisivo" engloba a plataforma online? É que os jogos da equipa de honra em casa também são transmitidos em PPV online. 35 euros por época

      Eliminar
    2. Excelente pergunta!
      E eu nem sabia que isso existia, ahahah.

      Sinceramente, Companheiro, não faço a menor ideia, mas vou juntar esta tua pergunta às que estou a preparar para a segunda parte deste texto.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Carissimo José,

      Fica aqui o link para o pay per view do Glorioso

      http://livematch.slbenfica.pt/



      Errei no preco.

      Sao €38.90 pelos 11 jogos que faltam, por isso por época deverá andar á volta de €54

      Eliminar
  14. Boa tarde.

    Péssimo negócio.

    Este desastroso negócio para o nosso amado clube vai fazer regredir o Benfica muitos anos em relação aos clubes internacionais e quiçá em relação a Porto e Sporting. Ou os ingénuos pensam que os contratos de Porto e Sporting da próxima temporada serão os mesmos desta?

    O que lfv fez foi afastar qualquer candidatura nos próximos 10 anos a eleições do Benfica, já que quem presidir o Benfica terá as mãos e os pés atados.

    Uma pergunta que deve mas nunca vai ser respondida é: Tanta pressa em vender os direitos televisivos porquê?

    Sabendo-se que os playersVodafone, Altice/Meo iam entrar na "guerra pelos direitos televisivos, podendo ainda surgir outros players interessados qual a razão para tanta pressa a chegar a acordo com a Nos?

    lfv diz que o Benfica é dos sócios e não convoca uma Assembleia Geral para os sócios decidirem o futuro do Benfica. É que são 10 anos. Em 10 anos muda muita coisa. É do futuro do Benfica que estamos a falar. Não da Republica das Bananas. Um assunto destes devia ter o aval dos sócios.

    Afinal os sócios só servem para pagar e mais nada.

    O que lfv fez foi hipotecar o futuro do Benfica e muitos benfiquistas vão aplaudilo por isso.

    Saudações Benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quais sócios? os dos votos em branco ou os dos votos nulos? Tens que mudar o nickname. «adoro o bruno» fica-te a matar.
      Esqueces-te da corruptosTB e da TVlagartos. Em conjunto ofereceram 1000 milhões ao Benfica, mas o malandro do Vieira não quis. Está a hipotecar o futuro dos vigaristas.

      Eliminar
    2. Enorme "Adoro o Benfica", Companheiro,

      Pressa?
      Desculpa-me, mas onde é que tu vês pressa?
      Eu vejo sinais de uma Parceria estabelecida uns bons meses antes da data em que vai entrar em vigor e, assim, com tempo para ser preparada a sua implementação, ou seja: mais sinais de uma Gestão eficiente e profissional.

      Eu creio que tu estás a confundir a Gestão de uma marca como a Nossa (Gestão Estratégica, nota bem), de um "porta aviões" com cerca de 350 Empregados, mais de 1300 Colaboradores e mais de 13000 Atletas praticantes federados, com um "game" de FM.

      Por favor, não venhas brincar com coisas que são muito sérias, nem confundas o direito à opinião com a série de ... (o que é que eu lhes chamo para que não te possas considerar mal tratado) "bocas" sem nenhum interesse que aqui vieste escrever.

      Mas quem é que está a falar de andruptos e osgalhada?
      O que é que a forma e o momento em que esses clubecos venham a tratar este tema tem a ver com as Nossas decisões?

      "Mãos e pés atados"????
      Mas quem é que julgas que consegues enganar com esse tipo de ... "bocas?

      Afastar candidaturas alternativas?
      Eu percebo que o que tu querias escrever, mas não tiveste coragem para tal, é que continua a subir a fasquia para todos os que quiserem assumir a responsabilidade de propor uma candidatura aos Nossos Corpos Sociais, isso sim!
      O importante é que os Sócios sabem bem que não podemos eleger nenhum parvalhão oportunista: esse erro já o cometemos uma vez.

      Será que eu li bem?
      Tu achas, mesmo, que uma decisão deste tipo e envolvência caberia numa AG de Sócios?
      Talvez com umas centenas das dezenas de milhar que votaram nas eleições ...

      Dramático é ler o que tu escreves e, depois, constatar que nem ideia tens do peso que o que os "Sócios pagam" tem nas receitas do Benfica.

      Tu devias era ter vergonha do que aqui vieste fazer: é que perder tempo foi a parte menos má.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Este manhoso anda por todo o sítio com a mesma ladainha que ele se limita a fazer copy/past. Deve ser filho do Bruno Carvalho o "candidato com menos votos que os nulos", não pode ter mais do que 15 ou 16 anos.
      Coitado, a fazer fretes destes ao pai!

      Eliminar
    4. Caro Albuquerque, tu só podes ser boa pessoa.
      Só uma boa pessoa é que teria pachorra para explicar a um taliban que está a ser taliban.
      E ainda por cima quando nem se trata de um taliban regular.

      Aos talibans regulares falta-lhes a coragem para mais do que fazer perguntas, levantar questões e exprimir preocupações. Ainda hoje essa figura relevantíssima para o Benfica, o Bruno de Carvalho dos brancos e nulos, teve 5 minutos de tempo de antena na TSF e não conseguiu passar disto. Nem esta celebridade taliban ousou dizer que se tratava de um mau negócio.
      E num aparte, quando a comunidade jornaleira tem que recorrer a personagens deste calibre para se consolarem, está tudo dito acerca do tamanho do dildo que têm enfiado no cú.

      Mas não. Este não se trata de um taliban normal. Repare-se que não lhe basta adjectivar este negócio de mau, ou fraco, ou insuficiente. Faz questão de dizer que é péssimo.
      Apresenta-se assim imediatamente como um taliban especial.
      Daqueles que tenta disparar um RPG de dentro de um quarto pelo vão de janela mas acerta na parede.




      Eliminar
    5. Este adoro o Benfica é um artista.....

      Eliminar
    6. Enorme Manuel Afonso, Companheiro,

      AHAHAHAHAHAHAH ai que que já me não aguento, ahahahahahahahah

      Desculpem, que eu não conhecia a peça e, por isso, cheguei a confundi-lo com alguém muito, muito desorientado, ahahahah, pudera ...

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    7. Eu conhecia. Por isso lhe respondi assim. É uma melga que já sacudi daqui algumas vezes. Debalde. Volta sempre.

      Eliminar
  15. Eu gostava de ter a certeza de que os jogos não vão ser emitidos na Sportv, mas, infelizmente parece-me que é isso que vai acontecer. Reparem, não foi a ZON (agora NOS) que fez os possíveis e os impossíveis para torpedear o nascimento da BTV? Na altura se não fosse o surgimento da MEO, a BTV se calhar ainda não existia.
    Não são eles donos de 50% da sportv, que tem vindo a dar cada vez mais prejuízo? Se eu fosse gestor da NOS, faria todo o sentido passar estes jogos agora adquiridos para a Sportv para que essa minha participada começasse a recuperar assinantes e a dar menos prejuízo..
    Podem-me dizer que LFV terá forçado a manutenção dos jogos na BTV. Espero, sinceramente, que tenham razão. Mas eu não teria assim tanta certeza.
    Com o meu pessimismo habitual, prevejo o seguinte: 1. Os jogos agora comprados passam a dar na Sportv. 2. A BTV passa a dar em exclusivo na NOS.
    Espero estar enganado, pelo menos no segundo ponto, pois não vou mudar de operador para continuar a ter BTV e já estou um bocado viciado na nossa televisão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que você quer é mel como o adoro... mas cuidado com as abelhas.

      Mais um taliban a querer entrar de mansinho para depois ter resposta e continuar a lançar suspeições infundadas.

      Rammstein

      Eliminar
    2. Taliban é a tua tia, pá. Conheces algum taliban que esteja identificado? É que este nome não é um nick; eu chamo-me mesmo António Viegas. Gosto muito deste blogue, mas se alguém se atreve a sair da linha de pensamento dominante, leva logo com o rótulo de taliban.
      Sempre defendi o LFV (para mim o melhor de todos os presidentes) e vou continuar a defender, aconteça o que acontecer no dia 10. Apenas me limitei a dizer o que faria se estivesse no lugar dos gestores da NOS que, como todos sabem, não morrem de amores pelo Benfica. Mais nada, ok?

      Eliminar
  16. Caro José,
    Os dados são escassos e da suposta parceria pouco ou nada se sabe pelo que tudo o que se possa dizer é especulação.
    Eu fico parvo é como é que tanta gente consegue fazer tanto comentário com base num comunicado tão vago como aquele que foi apresentado.
    Sabem que é muito, que é pouco, que havia ofertas melhores, que vai passar na Sport TV, que as subscrições da BTV ficam para a NOS... enfim...
    Ontem até vi o ex-director da comunicação lagarta na TVI ir ao ponto de sugerir como negociaria o Benfica com a banca um abatimento de juros na "ordem de 2 ou 3 por cento" com estes 400 milhões... ficou tudo louco!
    Também gosto de ouvir umas almas penadas que aqui há uns meses exigiam ao benfiquistas que seguissem o seu exemplo e cancelassem as subscrições da BTV (pela nomeação de PG para director de conteúdos) virem agora questionar a qualidade do negócio.

    Se o negócio fosse só o que está no comunicado já seria bom mas palpita-me (sem saber de rigorosamente nada) que dia 10 descobriremos que os 400 milhões são só o ponto de partida.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  17. Este negócio é uma pouca vergonha! A prova cabal e final de que LFV só quer destruir o Benfica. Acordem!! Vieira está a salvar o amigo Olibeirinha, só não vê quem não quer. 400 Milhões a 10 anos?! Daqui a dois os direitos televisivos do Benfica valem muito mais que isso, este negócio vai ser a ruína do clube! Vieiristas de merd@!!!!!!

    PS: Calma Companheiros, estava só a tentar perceber como é ser o mais completo dos idiotas, que era como eu me sentiria se fosse um anónimo talibanzeco. Ah! Espera, uma anónimo talibanzeco será sempre...um anónimo talibanzeco e já correu a escrever a mesma trampa de sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Liverpool, Companheiro,

      AHAHAHAHAHAHAHAH, comecei a ler e a pensar que alguém tinha plagiado o teu nome, ahahah.

      Este negócio é tão ruinoso, mas tão, tão ruinoso, que as ações da Nossa SAD não param de subir.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. E não penses que é fácil, caro Liverpool.
      A arte de conseguir escrever linhas e linhas de prosa, ou dizer frases atrás de frases nunca sentindo a mais pequena necessidade de fazer qualquer tipo de sentido, não está ao alcance de qualquer um.
      Só mesmo de talibans e de mulheres casadas com o periodo a discutir com o marido.

      Eliminar
    3. Ah Ah Ah caríssimos José e Manuel é isso mesmo!

      Eliminar
  18. Caro José Albuquerque,
    Contrariamente à maioria, talvez, não tenho certeza que este grande negócio seja efetivamente ... um excelente negócio.
    Não ignorando a eventual redução da fatura bancária, parece-me à primeira vista, algo redutor limitar a btv a uma fonte de receita, quando é (era?) bem mais do que isso..
    Mesmo do lado financeiro, com tantos olayers nacionais e estrangeiros, tanta mudança nos formatos e plataformas.... que me questiono, qual a pressa? Qual a distanciação que a nossa dimensão nos dará quando os demais renegociarem?
    O José e os esclarecimentos do dia 10 irão ilucidar-me concerteza quanto ao acerto desta decisão!

    E Pluribus Unum!

    ResponderEliminar
  19. Pareceu-me interessante
    http://expresso.sapo.pt/desporto/2015-12-02-E-agora-onde-vejo-os-jogos-do-Benfica-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme chakra indigo, Companheiro,

      Muito interessante, mesmo! Obrigado.
      Quem ainda não leu, olhe que vale a pena aceitar esta boleia do chakra e seguir o link.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  20. Caríssimo e enormérrimo amigo José Albuquerque,

    Sempre grato por estas tuas análises objectivas e ponderadas. É como aportar em porto seguro depois de ver a paciência abanada e a revoltear nos ares perante o mar de disparates que por aí se tem escrito.

    Concordo com toda a tua visão sobre este enorme negócio e com a perspectiva promissora de tudo o que representa uma parceria com a NOS. Compreendo também ( agora ) a razão lógica de não entramos numa espiral de desespero para diminuir o passivo e acrescento apenas um ponto.

    Creio que muitos dos estão a centrar todas as suas preocupações na extensão do contrato ( que é o oposto do que pensas sobre o que deveria ser a duração do mesmo ) se estão a esquecer que ( segundo dizem ) as verbas anuais a receber estarão escalonadas de forma progressiva.

    Quer isto dizer que começaremos por uma verba abaixo dos 40 milhões, mas que chegaremos ao fim desta parceria com uma verba bem acima dos 40 milhões. O que a meu ver, resolve todos os problemas de insegurança quanto à adequação das verbas a pagar perto do fim do contrato, permitindo ainda que no seu fecho estejamos até numa posição privilegiada para negociar novo contrato...

    E isto porque provavelmente ( embora ainda de forma especulativa ) poderemos estar a ganhar no último ano por exemplo, verbas na ordem do 50/60 milhões de euros anuais que se constituirão como o ponto de partida e base negocial de um hipotético novo contrato.

    E pronto, o Mestre Bambo terminou a sua actuação por hoje. Mas atenção!!! Não sem antes prever muito mau tempo na Madeira e um Marega de trabalhos para os serviçais de el rei dos calotes, Brunalgas.

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tinha reservas sobre a duração do contrato, mas depois do esclarecimento do JA fiquei com uma ideia mais clara-na verdade esqueci-me de me pôr na pele da NOS, que tem de defender a sua parte no negocio.

      E a perspectiva que o Mathayus defende quanto ao escalonamento de pagamentos do contrato e a sua consequência na renegociação futura também é lógica.

      A talhe de foice, o comunicado do Pedro Proença soou a "já me f*deram"- até sonho com o dia que este anti-benfiquista irá desaparecer do panorama do futebol em Portugal. A conspiração entre Pinto da Costa e Bruno de carvalho que elegeu PP, tinha 2 grandes motes- a futura eleição para as nomeações na arbitragem e a centralização de direitos de TV a reboque do Benfica.
      Um deles já caiu, esperemos para ver se a campanha mentirosa do Rui Santos, Inácio, Rodolfos e afins continuará a fazer pender a balança para o lado do Sporting.

      ver link do comunicado >>http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=586215

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Bem pensado, Mathayus.

      Eliminar
    3. Amigos e Companheiros,

      A progressividade dos proveitos faz ainda mais sentido se este contrato visar uma verdadeira Parceria, caso em que a progressiva acumulação das ações de Gestão, vai aumentando a penetração dos conteúdos televisivos, a sua expansão para novos mercados e, consequentemente, os proveitos que o projeto conquista.

      É também por isso que eu escrevi que não acredito que aos 400M€ de "remuneração fixa" não estejam associados prémios para quando certas metas forem sendo ultrapassadas. Pelo menos isso.

      Se não houver essas "remunerações variáveis" (como símbolo da partilha dos sucessos), então eu vou ficar dececionado e não vou considerar que estamos perante uma verdadeira parceria.

      Mas eu insisto que o Nosso Clube e a NOS fariam uma prova de inteligência se (pelo menos) tentassem uma verdadeira parceria e com o maior alcance possível, quer no horizonte temporal, quer no número de mercados.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  21. Boa noite a todos, em relação ao negocio em si penso que nada mais posso acrescentar ao que ja foi dito, mas se fosse eu como sou um bocadinho mauzinho hahahaha metia uma clausula em que ao final de 3 anos podia não continuar o contrato, esses 3 anos serviam essencialmente para verificar quais os valores praticados em relação á renovação dos contratos dos corruptos e dos lagartos e então prosseguir com os contratos ou desistir dos mesmos criando alguma pressão para essas mesmas negociações.

    Mas verifico o contrario, e como percebo disto alguem me explica o porquê dos 3 anos e o porque de continuar apenas com a vontade de um dos lados?
    Obrigado e continuem

    João Teixeira

    ResponderEliminar
  22. Navegador,
    Gostei da postadela (como sempre ...) espeialmente do parágrafo que paço a citar:

    «Estou convencido de que esse valor é uma base fixa, sobre a qual estarão previstos esquemas de partilha de resultados que ultrapassem os objectivos das partes.»

    Oxalá estejas certo! Não podemos dar borlas ao mamão chupista!!!

    E a que horas serão na SPORKATV os nossos jogos?
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Viriato, Companheiro,

      Long time, no see, ahahah e é um prazer poder responder a um comentário teu, a quem devo o favor de me teres indicado o caminho para os Nossos melhores blogues e há ... é melhor nem dizer quantos anos.

      Pensa comigo e diz-me porque raio é que a NOS haveria de aproveitar este contrato (que lhe custa muito dinheiro) para o ir dividir com um outro parceiro que herdou do passado remoto e que sabe bem que desagrada aos seus novos clientes alvo?

      Sinceramente, eu acredito que a NOS vai ter um outro canal de conteúdos desportivos que não a sporcos.

      Veremos ...

      Abraço e

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  23. Sport Luis Benfica

    como fica a publicidade estatica???

    Forza RVitoria , Vitoria Sempre, Forza Benfica!!!

    ResponderEliminar
  24. Já agora e para aquelas almas que andam perdidas insistindo na sport tv, como o destino único e final dos nossos direitos de transmissão, deixo um comentário bem esclarecedor que encontrei na Blogosfera e que espero aliviem as palas...

    « Toda a gente fala na Sport Tv, quando o negócio não a envolve, e vejamos porquê.

    A empresa do Grupo NOS que adquire os direitos é a NOS Lusomundo Audiovisuis, SA, que é a empresa que gere todos os conteúdos do Grupo NOS. Os 2 direitos adquiridos são os i) direitos de transmissão televisiva dos jogos em casa da equipa A; ii) os direitos de transmissão e distribuição detidos pela BTV desses mesmos jogos.

    Não está aqui em causa a venda da empresa Benfica TV, empresa detida em 100% pela BSAD, mas apenas 2 produtos (direitos) por si detidos. Continuando a existir a Benfica TV, ela até poderá manter os dois canais ( ou ficar só 1) para transmitir os conteúdos que entender e que o seu negócio venha a justificar. será neste(s) canais que continuarão a passar os jogos da equipa B, formação e modalidades, bem como outros conteúdos (outras ligas por exemplo) que detenha ou que venha a adquirir face às estratégias de negócio que seguir. »

    « Não confundas os interesses do Grupo NOS com os da Sport Tv, a qual tem um outro parceiro (empresa JO). Quem passa a deter os nos direitos (Benfica e Liga inglesa) é a NOS através da sua empresa LA e vai ser ela que os vai pagar, ao contrário do que acontece hoje em que é o JO que detem os direitos da Liga portuguesa e depois os vai vendendo 2 anos antes à Sport Tv, desnatando assim ele o negócio.

    « Depois de 2018 o papel do JO no negócio dos direitos (e não sei se na Sport Tv) altera-se radicalmente. O JO não tem arcaboiço financeiro para o negócio que aí vem, e os financiadores usados no passado (BCP) já não vão nisso. e isso foi claro no que aconteceu nos Media.»

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Mathayus, eu já tinha lido isso e tinha até pensado colocar aqui para o José Albuquerque, e os demais companheiros, se pronunciarem sobre o acerto, ou não, dessa conversa...

      Eliminar
    2. Meus Amigos,

      Até pelas minhas respostas anteriores, vocês já tinham percebido que eu não acredito que a NOS queira passar os Nossos desafios na Catedral na sporcos, a menos que comprem a parte (24%, creio) que o mamão chupista ainda lá tem.

      Mas nem isso: se eu sei alguma coisa de Marketing (e ando convencido que sim, ahahah) a NOS vai ter um novo canal desportivo, no qual vai concentrar os conteúdos exclusivos que conseguir adquirir e que vai usar como "ponta diamante" para a captação de clientes.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Pronto. Já tenho mais LUZ sobre o assunto, que tanto me preocupou nestas últimas horas.
      Boas rotas Navegador!!!

      Eliminar
  25. Sem querer ser desmancha-prazeres, a NOS criar um novo canal de desporto só faz sentido se vender a sua participação na sportv. Senão passa a fazer concorrência a ela própria...
    Acredito mais que a NOS reforce a sua posição na sportv (comprando a parte do oliveirinha, por exemplo) do que vá criar um novo canal, com todos os riscos e despesas inerentes, para canibalizar os clientes da sua participada. Se pensarem bem (sem se deixarem dominar por wishfull thinkings), a decisão mais racional e segura, da parte da NOS é passar os jogos para a sportv e, eventualmente, reforçar a sua posição nesse operador.
    A propósito, ontem o Marques Mendes garantiu na SIC que os jogos vão para a sportv, e ele costuma estar bem informado...

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.