sábado, 13 de fevereiro de 2016

Voltou a paz à arbitragem!

E num ápice - um dos maiores problemas do futebol português ficou resolvido! Até às 18H30 de hoje voltou a paz à arbitragem.Voltamos a ter os melhores árbitros do Mundo e a arbitragem sumiu dos comentários e das primeiras paginas dos jornais. Desapareceu a vontade dos especialistas em bater nos árbitros, faleceu a fúria contra as nomeações de Vítor Pereira, deixou-se de discutir lançamentos da linha lateral, faltas não marcadas 5 minutos antes de um golo, bolas na mão dentro da área...tudo em favor do futebol! Basta o bicampeão não ganhar para a macacada se acalmar. Juntos, lutando pelo nobre objectivo de regenerar a arbitragem; batráquios e fruteiros, paineleiros e demais jornaleiros.

Pois é - foi uma semana de intensa bazófia benfiquista...só se falava em goleadas! Ontem deu-se o regresso à terra. Também é bom. Dói como o caraças mas acalma a cagança. E quem sabe não traz a bonança...

O futebol é uma coisa fantástica! É capaz de transformar gente, aparentemente inteligente, em perfeitos jumentos. Uma grande exibição de um guarda-redes decadente, um canto marcado ao contrário, a bola que bate no poste e entra, ou aquela que vai para fora, pode ser a diferença entre entre a arrogância (às vezes estupidamente feroz) e a humilhação. A vontade de humilhar o adversário, justificando a bazófia da semana do jogo, resulta muitas vezes em profunda decepção...e na humilhação que não conseguem calar.

Da humilhação ao insulto é o passo seguinte. Descarrega-se a fúria nos jogadores, que na véspera "até os iriam comer", no treinador, um nabo que só sabe inventar, no presidente, nos médicos, massagistas...tudo serve para aliviar a frustração de uma ilusão. Saber que vão ser gozados pelos que tanto queriam humilhar parece-me um adequado castigo.

Na ultima semana, um dos ''piores planteis'' da liga passara (num golpe de magia) a ser capaz de ombrear - ou trucidar - qualquer adversário. 90 e tal minutos depois voltou a ser a caca de sempre. Ontem Rui Vitória era uma extensão dos adeptos, um homem capaz de assar porcos no espeto...ou de espetar uma abada a qualquer lagarto cretino que se atravessasse na sua frente. Hoje, voltou ao cognome de "derrotas". E tudo porque a equipa maravilha que em 6 oportunidades marcava 4 golos, ontem, em 6; com a baliza escancarada, concretizou apenas uma. E até o marido da Sara Carbonero apareceu transfigurado, parecendo apostado em desmentir o seu treinador que, publicamente, já o dera por acabado.

Aconteceu o que mais cedo ou mais tarde sempre acontece. Quanto mais vitórias seguidas consegues - mais perto estás da derrota. O simples aceitar deste principio imutável seria o suficiente para evitar tanta tendência para o disparate. Para  quem vive o seu clube com paixão mas encara o futebol como um desporto onde não ganhar faz parte de dois dos três resultados possíveis - significa apenas mais um passo no caminho que escolhemos trilhar. Quem mete na cabeça que vai ganhar para sempre ficará sempre mais perto da desilusão. Há que saber aceitar o resultado, a falta de sorte/eficácia, e as suas consequências. E animem-se; logo vai haver mais. Mais emoções, mais golos falhados, e, estou em crer que, polémicas arbitragens também. 

29 comentários:

  1. Meu caro Guachos

    Calculo o teu sofrimento, pois bem sei como estou por dentro. É assim em todo o resultado negativo. Mas deixas-nos aqui mais um grande post. É que é exactamente como aqui tão bem o escreves. Eu próprio assinalei no post anterior que a rapaziada devia ser prudente e não deitar foguetes extemporâneos. Uma coisa é estar confiante, outra é manifestações sem nexo de vitórias antecipadas. Há malta que, pelo visto, vê futebol, mas não aprende que há sempre 3 resultado possíveis em cada jogo. Ontem calhou-nos o pior de todos. Dói pra caralho, mas é assim a vida.
    Agora, bem, agora é tempo dos abutres recuperarem os esqueletos que guardavam até ao primeiro desaire. Vai ser de novo um regabofe. Foda-se, será que essa gente não é capaz de arranjar uma vida? Não é por nada, mas sempre deixavam de malhar e malhar no Benfica. A partir de hoje vem aí mais do mesmo.
    Agora é o tempo dos outros, o meu tempo é o tempo do Benfica e esse, como sempre o disse, é chegar ao fim acima de todos. Veremos se não será assim.
    Ah, felicito-te pela lucidez em tempo de derrota e sofrimento. É a melhor forma de defender o Benfica que amamos. Como o fazes sempre.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro Alma Encarnada,
      Meu caro Guachos,

      "há sempre 3 resultado possíveis em cada jogo. Ontem calhou-nos o pior de todos."
      Ainda estou em choque como muitos de vocês também estarão.
      Desde o início do campeonato temos aqui (no GV) relevado os méritos da nossa equipa de honra, dos seus técnicos e jogadores, da estrutura diretiva, do clube.
      Após a derrota de 0-3 com os lagartos (também chocante) acreditámos que é preciso tempo para que o trabalho dê frutos, a equipa ganhe coesão, aumente o elán, galvanize os sócios, e vença. Consistentemente.
      Tenho muitas dúvidas que o resultado de ontem tenha sido "por acaso".
      Independentemente dos méritos (ou deméritos) dos nossos adversários nestes dois jogos em casa, resulta para mim evidente que o score final dificilmente poderia ser diferente se os jogos se repetissem (no mesmo horizonte temporal, por hipótese).
      Não me competindo a mim identificar as causas que "explicam" esta derrota (para além daquelas decorrentes da arbitrariedade de um jogo de futebol de 90min), e reconhecendo o meu desconhecimento da realidade da equipa, parece-me a mim que não perdemos o jogo por excesso de confiança, falta de empenho, azar, falta de eficácia ou fio de jogo.
      Existe uma dimensão em todas as equipas que sobressai nas disputas mais competitivas que acho que posso destacar como sobrepondo-se (ou somando, numa parcela incomensuravelmente maior) às anteriores mencionadas: RESILIÊNCIA (por outras palavras em português corrente, TER COLHÕES).
      Foi isso que essencialmente nos faltou ontem. A começar no banco. Embora tenhamos entrado como devíamos, a assumir o jogo e a empurrar o adversário para a derrota, deveríamos ter gerido MUITO melhor o 1-0, e mesmo com 1-1 pareceu-me que existiu indecisão quanto à estratégia a implementar.
      E depois dentro do campo. Se houve jogadores que mostraram que os têm no sítio, e aqui destaco quatro: Jardel, Pizzi, Sanchez e Jonas, outros andaram perdidos e sempre com "medo" da bola. _Não vou destacar nenhum sob pena de ser injusto. Mas continuo a achar que o mágico era o R. Costa. E o mago o Aimar. O resto é falta de barba.
      Não perdemos o campeonato. Quem o perderia eram os corruptos em caso de derrota (alguém acredita numa arbitragem destas nas antas e com posições classificativas inversas). Mas perdemos aquela "imagem" de união e resiliência que a equipa vinha a criar nos últimos jogos.
      E demos (de borla como é costume) mais um balão de oxigénio aos lagartos. Depois de lhes oferecermos a taça o ano passado, e ao porto este ano, continuamos a falhar clamorosamente em determinados momentos.
      Quero acreditar que estas "fífias" escandalosas rarearão cada vez mais no futuro. Trabalha-se diariamente no Benfica para isso.
      Apoiemos. Até Maio eles precisam de colinho. Depois é limpar a merda que por lá estará a mais, e continuar a acreditar que podemos sempre ser MELHORES!

      CARREGA BENFICA RUMO AO TRI...NTA E CINCO!

      Eliminar
    2. Exactamente, rumo ao Tri.
      FranciscoB

      Eliminar
  2. É isso tudo caro Guachos!!!
    Não havia um unico benfiquista que pusesse reservas quanto à vitória! Parecia que íamos jogar contra o Canelas ou o Arrifanense! Parece que se esquecem do histórico dos últimos 30 anos. O Porto contra o Benfica NUNCA está na mó de baixo. A malta esquece se rapidamente... e depois, claro, a culpa é de todos menos da nossa bazófia e do nosso embandeirar em arco!
    Acreditava na Vitória, mas mesmo perdendo consegui sair do estádio com a ideia que actualmente somos superiores ao Porto.
    Quanto aos nossos vizinhos, penso sinceramente que vão continuar a cair... naturalmente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema esteve precisamente aí. Perdemos o jogo por razões mentais, a convicção que íamos ganhar o jogo era tanta, criado pelos adeptos e CS, que isso passou para os jogadores que quando começaram a falhar golos atrás de golos a frustração que isso causou teve implicações mentais, diminuindo o ânimo ao mesmo tempo que o aumentava do outro lado. Foi nítido!
      É como quando se falha um penalty. A força que isso não dá à outra equipa!
      A frustração de expectativas foi a principal razão por termos perdido jogo! O resto esteve tudo lá, as oportunidades foram quase todas nossas e por isso ninguém pode retirar o mérito ao treinador e aos jogadores!

      Eliminar
    2. Manuel, independentemente do que se passou no pré jogo, este tipo de situações poderiam acontecer sempre. Uma equipa que trabalha, cria e não marca, e depois ainda sofre ao primeiro remate adversário é normal que se ressinta emocionalmente. Isso aconteceu nos duas vezes!!! E se ao golo do empate conseguimos reagir bem, já ao 2o golo a resposta não conseguiu ser tão boa. Mas isso são tudo contingências do jogo. É normal. E apenas mentes mal intencionadas (ou burras) podem pegar no jogo de ontem para tentar menorizar o trabalho que vem sendo feito.

      Eliminar
  3. Caríssimo e grandíssimo amigo Guachos,

    É nestes instantes que os homens se diferenciam dos ratos de esgoto, e é nestes momentos que o teu Blog se assume como o melhor da Blogosfera a vastas léguas de todos os outros, e coloca as palavras certas na altura certa.

    Apanhar as canas, lançar confetis ou dançar o tango quando tudo corre bem é fácil, ser racional e contribuir para o que se afigura melhor para os objectivos do Glorioso perante a maior das tormentas, isso já é só coisa de gente crescida, verdadeira, inteligente e... Benfiquista a tempo inteiro.

    Essa raça de talibans nem meio Benfiquista vale. Eles próprios cozinharam as goleadas, facilidades e impossibilidades de derrota neste jogo. Eles próprios criam astros ao minuto e os queimam em segundos. Eles próprios mudam de casaca como se não houvesse amanhã.

    Ora optimismo é uma coisa e basófia é outra. Gozar com uns Vascos artolas que irão ter mais tarde ou cedo o que merecem é uma coisa, esquecer que era Soares Dias o árbitro do jogo outra.

    Superiorizamos-nos ao porto em absolutamente todos os índices estatísticos do jogo: posse de bola: total de remates; remates à baliza; cantos; oportunidades de golo; livres directos, lançamentos, etc...

    Apenas, tivemos um azar do caraças e... Soares Dias ( para além dos livres inventados contra; dos 2 livres não assinalados a nosso favor quase em cima da linha da grande área; de todas as disputas de bola mais intensas serem decididas todas a favor; de ter dado apenas 4 minutos de compensação ( 3 minutos obrigatórios por lei pelos 30 segundos anexos a cada substituição e... 1 minuto real de compensação por todas as incidências do jogo ); e um penalty claro por mão na bola que não entendo, parece que ninguém viu.

    Resumindo, porque nestas alturas também me escasseia a lucidez, fica a tua frase que serve como exemplo de discernimento intelectual e que deve ser esfregada na tromba dos des(adeptos) do costume:

    « Pois é - foi uma semana de intensa bazófia benfiquista...só se falava em goleadas! Ontem deu-se o regresso à terra. Também é bom. Dói como o caraças mas acalma a cagança. E quem sabe não traz a bonança ».

    ResponderEliminar
  4. Saudações Benfiquistas

    Apesar de já há alguns anos seguir o Guachos só agora faço o primeiro comentário. De propósito após esta derrota dolorosa porque é nestes momentos que a Família se junta.
    A derrota foi dolorosa porque imerecida? não, porque quando ganhamos "sem merecer" (também acontece) não nos preocupamos com essa... coisa. Foi dolorosa porque somos melhores... mas não o conseguimos traduzir no resultado final, que é o que importa.
    Relembro que "talvez" a nossa vitória no dragão na época passada não foi "merecida" mas nessa altura estávamos na frente dos corruptos, hoje, apesar da derrota, também estamos na frente.
    Ficou mais difícil? sim, mas está mais fácil do que há um mês atrás.
    Seremos campeões? CLARO QUE SIM!... e mesmo se no final não ficarmos em primeiro seremos SEMPRE CAMPEÕES!
    Gostava de dizer muito mais, mas o essencial será dizer que uma derrota dói mas a falta de esperança é que nos pode derrotar definitivamente, e, aqui, neste blog, encontro sempre a esperança presente.
    Obrigado Guachos
    Obrigado BENFICA

    ResponderEliminar
  5. Parabens pelas tuas palavras caro Companheiro de luta, tenho 56 anos de vida e de GLORIOSO, meu Enorme PAI ensinou-me que nestas alturas é quando devemos ser mais Benfiquistas (se isso fosse possivel), devemos apoiar mais os nossos que vestem o manto sagrado, mais tarde virão as conquistas e com muito mais sabor e alegria. É isso que faço e transmito aos meus dois filhos. Abraço Glorioso e VIVA O BENFICA

    ResponderEliminar
  6. A falta de rotina dos centrais (entre eles), agravada pela falta de apoio do m.defensivo, decidiu o jogo. Com o 1-0, não houve contenção e pimba. Perderam-se muitas oportunidades.
    Nada está perdido, mas há que tirar a devida lição.

    ResponderEliminar
  7. Assino tudo por baixo.
    Os muitos comentários de benfiquistas que se iam lendo sobre dar uma goleada e abada aos corruptos ajudada pela campanha da CS em que o Benfica já tinha centenas de vitórias seguidas bla bla bla, embalou muita gente a pensar que eram favas contadas. Eu nunca o disse mas senti que se previa um desastre. A equipa, apesar de estar bem preparada para isso não se consegue isolar e esses sentimentos passam para dentro do relvado quer se queira quer não.

    Quando marcámos o primeiro golo fiquei logo com uma má sensação, começámos a falhar golos devido à ansiedade que se ia apoderando dos nossos jogadores. Isso foi minando o espírito e o ânimo dos jogadores à medida que o jogo decorria enquanto que tinha o efeito contrário do outro lado. Na 2ª parte isso ficou claro, quando perdemos mais 2 ou 3 ocasiões o destino do jogo ficou marcado e disse logo que íamos perder o jogo.

    A verdade é que criámos tantas ocasiões que podíamos ter goleado, bastava termos marcado o 2º golo. A defesa dos corruptos mais parecia um queijo suíço, estavam tão pressionados que até duas ocasiões flagrantes de golo foram criadas por eles.

    Apesar de termos perdido o jogo este deixou muito boas indicações para o futuro próximo e acredito que iremos dar uma boa resposta até ao fim do campeonato como demos depois de perder em casa com os lagartos. Aliás não me lembro de um jogo com os corruptos com tanta superioridade e com tantas possibilidades de golear.

    Agora é olhar para a frente, melhorar o que tem de melhorar e cuidar dos lesionados que nos fizeram muita falta especialmente o Lizandro e o Luisão. Com eles tínhamos ganho apesar de não ter sido pela defesa que perdemos, a culpa foi da ansiedade dos avançados em frente à baliza.

    Agora é deixar os lagartos eufóricos e comerem do mesmo veneno. Esta derrota foi a melhor coisa que podia acontecer se quisermos ir lá ganhar.

    ResponderEliminar
  8. E finalmente às 10 da manhã um post neste blogue...
    Até que enfim. Já estava a desistir de procurar. É tudo a malhar no treinador, no Sálvio, no Gaitan, sim, no Gaitan.
    Jurei a mim mesmo não ler nada sobre o jogo, nada sobre futebol, mas não resisti. Quis encontrar algo positivo acerca do jogo (e como houve coisas positivas, basta ler os jornais e ver quem foi o melhor em campo). Mas na blogosfera... já somos uma merda... É impressionante.
    Dizem por aí que nunca houve um campeão que perdesse todos os derbies, mas..... não estamos nós dependentes de nós mesmos para o 35?
    Será possível que as últimas vitórias tenham sido por acaso?
    Não. Recuso-me a ficar deprimido.
    Por isso procuro este blogue.
    Bem hajas

    ResponderEliminar
  9. Exactamente. Tive oportunidade de dizer noutro blogue que, à primeira derrota, lá voltariam os chouriços, os derrotas, os paradigmas, os fios de jogo, os repeloes, mas, sobretudo, as pré-épocas desastrosas...

    Ontem, "aconteceu futebol" - a melhor equipa perdeu. Há que dar os parabéns aos vencedores e continuar a apoiar a grande equipa que temos, Bicampeã, e em Maio lá estaremos no Marquês a comemorar o 35o paradigma.
    FranciscoB

    ResponderEliminar
  10. E pronto!
    Jogámos de crl, tivemos azar, o nosso treinador fez tudo bem feito, fomos gamados para crl pelo boi do apito e....há que unir os Benfiquistas para o Tri, porque este jogo não valeu.
    Está bem assim?

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes sempre cortar os pulsos. Talvez te sintas melhor.

      Eliminar
    2. Meu caro Perfeito

      A fazer fé no que escreves, ou, se quiseres, seguindo a tua linha de raciocínio, estou em crer que se o Benfica for campeão, e irá sê-lo, em Maio, para ti não vale.
      Está bem assim?

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Meus caros, em vez de revolta, só estive um pouco irónico. Não vale a pena chatearem-se comigo.
      Não são mais Benfiquistas que eu!
      Ah...e já não tenho idade para "cortar pulsos". Ainda tenho muito juízo.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Ironia com ironia se paga. Bom fim de semana amigo Perfeito.

      Eliminar
    5. Igualmente para ti glorioso Guachos.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  11. "Cheirou me" a derrota toda a semana, mas sinto que o grande Guachos recuperará um post antigo... daqui a 3 meses!!

    ResponderEliminar
  12. Caro Perfeito Correia,

    Tens dois vias para analisar este jogo:

    O estatístico, onde fomos superiores em tudo. 8 oportunidades de golo claríssimas + 2 de bónus por quase auto-golo do porto ( 10 no total 9), contra 3 remates à baliza do Benfica e 2 golos o porto.

    O psicológico. Neste há que considerar que só no mundo das fadas as incidências de um jogo não mexem com o rendimento de um jogador ( exemplo: o porto até ao golo do empate no primeiro remate realizado... foi zero, nada, vácuo, um grande vazio ). Nenhuma equipa do mundo consegue desperdiçar uma quantidade impressionante de oportunidades e continuar sempre em grande cavalgada. Interessante comparar que o Benfica e Rui Vitória que agora se tenta enxovalhar... foi infinitamente mais equipa em campo que o porto ( e este facto, ninguém em seu perfeito juízo o poderá contrariar ).

    Uma análise honesta e não cheia de fricotes e histerias precoces, conduz-nos à lembrança deveras caricata de que existem Benfiquistas que quando analisam uma vitória do seu clube contra um grande num jogo de sofrimento em que lá vão duas vezes e fazem 2 golos... afirmam que foi sorte, uma injustiça para os adversários e que a vitória caiu do céu aos trambolhões.

    Sendo que na inversa ( como é o caso ) em que se perde sendo absolutamente melhor e superior, chegam logo estes comentários à la Perfeito Correia...


    O Benfiquismo seria melhor sem estes fricotes? Poder podia, mas não era a mesma coisa!


    Como seria o mundo Benfiquista, sem aqueles adeptos do já feito.

    Do bora aí apoiar e dar força aos gajos que já cortaram a meta e ganharam... ou do bora aí ser uma força do contra, Ser o pessimismo com pernas. Deitar abaixo quem já está no chão. Desistir à primeira contrariedade ou abandonar o navio antes das mulheres e das crianças...

    Seria um Benfiquismo melhor e um promotor revigorado e determinado de um Benfica mais vencedor. Mas certamente perderia o esplendor da diferença, das surpresas perante a desfaçatez dos que festejam no Marquês e todos os anos... são o pior inimigo do Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Mathayus
      Sabes bem o quanto me custou esta derrota, ainda para mais contra "quem" foi.
      Mas, só escrevi aquilo com alguma ironia, mesmo assim, parece que cometi um pecado neste Glorioso Blog.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  13. Obrigado Guachos por este texto! A relação de muitos adeptos com o Benfica é como a vida amorosa. Quem tem paixão pelo Benfica raramente desculpa certas coisas e quem tem Amor pelo Clube, aceita-o com todos os defeitos e todas as virtudes, não se deixando abater por acidentes de percurso.

    Confesso que fiquei desiludido, pois a equipa atravessa um grande momento de forma e merecíamos a vitória. Não aconteceu? Nada está perdido e até podemos mantermo-nos em primeiro caso acha uma escorregadela da gosma verde.

    O que interessa, e que muitos já referiram e tu também, as pessoas não passam de bestiais a bestas por causa de um golo falhado ou de um passo errado. Só deixarei de acreditar quando e se for matematicamente impossível.

    Viva o BENFICA!

    ResponderEliminar
  14. Caríssimo e grandíssimo amigo Guachos,

    Creio que é desta que descobri a pólvora. Uma verdadeira iluminação!!! É como uma daquelas pomadas milagrosas que servem para dar lustro aos móveis, cura a artrose, desenrrasca como desodorizante para sovacos e de bónus faz crescer o cabelo...

    É um tanto paradoxal ( mas não é nada que não esperássemos ). Para retirar a baba crítica e viscosa que escorre destes pseudo-adeptos enquanto destilam a sua bílis e ódio semana a semana sobre o Glorioso, é só preciso realizar um procedimento simples:

    Fazer com que os dentuços animais vejam no porto o Benfica... e no Benfica o porto!!! Bem fácil não é?

    De um momento para o outro o porto passa a ser a fonte de todos os males e o Benfica, o mais querido dos seus corações!!! E é neste momento em que pensamos, que estranho que isto é... ou não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cheira-me que não caro amigo. Cheira-me que não. Como adeptos do clube da fruta quem é que lhes daria essa importância? Seriam ainda mais tristes.

      Eliminar
  15. Esta derrota custou! E custou porque a impressão que me ficou é que o Benfica, neste momento, é bem melhor que o Porto! E principalmente porque a vitória do Porto aconteceu por demérito do Benfica! Pelo que o Benfica sabe fazer e não fez! Foram os passes sem pressão falhados, os cortes para os pés do adversário, a falta de discernimento na definição das jogadas. E mesmo com todos esses "senãos", ainda conseguimos construir meia dúzia de situações de golo flagrantes (que falhámos), e ainda só permitimos que o Porto entrasse na nossa área enquadrado, uma vez (tudo o resto foi de fora da área ou a descair para a linha).
    Ao contrário do que o caro Mathayus diz (opinião que respeito, mas discordo), penso que a arbitragem foi inócua! E também penso que a derrota foi justa pelo que não fizémos! Comecei a desesperar com a quantidade enorme de passes falhados que não nos permitia construir convenientemente e, por outro lado, passava a ideia que o Porto tinha mais elementos no meio-campo (mas que não passava de perdas de bola sucessivas nessa zona).
    Relativamente ao texto do caro Guachos, não podia concordar mais (e penso que se nota nos meus comentários ao longo do tempo): à mais pequena contrariedade, quando é mais necessário apoiar, surge a crítica desmedida! Vocês querem ganhar sempre? Acham que existe alguma equipa que ganhe sempre? Vão sempre haver jogos menos conseguidos, e derrotas! Nessa altura, aprende-se o que se pode, segue-se em frente e tenta-se fazer melhor no futuro! Raisparta os especialistas chorões do leite derramado!
    E já agora, um pequeno aparte para os especialistas de sofá que dizem que o Jimenez é um flop e que o Mitroglou é que é um jogador a sério: são dois jogadores de características diferentes, mas num jogo destes em que o matador não mata, a sua utilidade para a equipa é quase nula! Um jogador com menos instinto de área, mas mais índice de trabalho, mesmo desinspirado, seria muito mais útil a ajudar a defender que o Mitroglou foi! Atenção que não é uma desconsideração ao jogador! Acho o Mitroglou um excelente jogador! Mas Benfica mais dominador dos últimos tempos foi o de 13/14 (vitórias confortáveis sobre os adversários directos, reviravoltas épicas a jogar com menos um, Liga Europa sem derrotas, e muitas vitórias), e este jogava com dois avançados que marcaram 15 golos cada um, mas devido ao sentido de equipa e às necessidades que a mesma tinha, sacrificaram os muitos golos que podiam ter marcado por solidez defensiva! Se o Jimenez tivesse jogado, talvez não tivessemos perdido! Mas não vale a pena chorar sobre o leite derramado...

    ResponderEliminar
  16. Caro Guachos apos uma noite mal dormida que noite ate me pareceram duas as varias vezes que acordei so me recordava desse jogo dos falhancos incriveis ate uma desse defesa novo dos bruxos de fafe corta a bola a bola em vez de se enfiar na baliza sai a um milimitro do poste esquerdo do Casillas,fez-me bem em ler o teu texto como sabes nem e preciso estar a sempre a dizer que gosto dos teus textos mas este contagiou-me a alma e sempre mau perder e ainda por mais com os corruptos na Catedral mas esta derrota veio em boa altura eu nao tenho idd para euforias sou homem e benfiquista maduro mas via Benfiquistas em euforia desmedida,eu estou de acordo como o Manuel eu tambem senti dentro de mim que este jogo nao ia ser nosso apoderou-se dentro de mim uma enorme ansiedade andei nervoso durante todo o dia mesmo sabendo que o Benfica vinha jogando bem goleando quase todos os adversarios o Porto e sempre o Porto e tem tradicao an Luz ganha muitas vezes entao neste novo estadio porra e demais a leiteira nunca mais termina ontem com os golos falhados dava para nova goleada assim se satisfaziam os mais euforicos e nao esquecer o sao Casillas defendia tudo,podia falar mais do jogo tenho as minhas ideias e conceptos e sei ver futebol mas concordo com alguem que disse aqui havia muita ansiedade nos nossos jogadores mas sejamos honestos a segunda parte do Benfica foi muito abaixo do nivel a que nos habituou mas compreendemos que o adversario era um porto galvanizado do tudo ou nada onde o nosso meio campo deveria ter sido mais reforcado mas isso nao sao contas do meu rosario a todos um bom dia nao desanimem dias melhores vao vir eu acredito.
    gff.

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.