sexta-feira, 27 de maio de 2016

A “Batalha Económica” II.

Por José Albuquerque

Já está quase!
Já falta pouco para que eu regresse aos textos sobre o Clube, tão habituais até há alguns meses e dos quais tantas saudades tenho tido.
Devem ser mais de um milhão os temas sobre os quais tive vontade de escrever alguma coisa que pudesse ser pertinente, que, talvez, acrescentasse alguma coisa ao que se diz e escreve a propósito do Glorioso. É tanta coisa que vou ter de me esforçar para fazer sentido e não me baralhar a meio: é para isso que servem os títulos, como este que escrevi ali em cima e que escolhi para me antecipar ao texto que o Companheiro B Cool nos vai escrever sobre as “Contas” do último trimestre (do fim de março) que devem estar para ser publicadas, aproveitando, também, a oportunidade gerada pela publicação do “Estudo” da KPMG “football clubs valuation” (para leitura do documento, copiem o endereço abaixo).


Passaram uns anos desde que eu escrevi um primeiro texto com este título e, confesso, sonhei que seria possível o Benfica acumular bons resultados desportivos com a recuperação dos Capitais Próprios do Nosso Grupo económico (o que implica a melhoria da relação Activo/Passivo), exactamente porque eu acredito que se trata de um binómio que se deve manter insolúvel e que se potencia biunivocamente no longo prazo.
E o triénio que terminará em junho próximo vai demonstrar tudo o que eu anunciei!
Um TRIntaecinco e um verdadeiro tsunami de títulos em quase todas as modalidades, incluindo vários títulos continentais e, melhor ainda, um papel crescente dos títulos obtidos pelas Nossas Equipas e Atletas femininas, tudo isto combinado com uma recuperação de algumas dezenas de milhão de euro nos Nossos Capitais Próprios.

Razões para festejarmos?
Claro! Muitas razões e muitos festejos ... e uma catástrofe entre os anti, Taliban incluídos, cujo sofrimento excede, largamente, a surpresa dos especialistas da mérdi@, aparafusados na ignorância quase comatosa de centenas de previsões desmentidas.

Sofremos bastante, Companheiros.
Sofremos e suportámos, anos a fio, um castigo que merecemos por inação. Por inação e por termos permitido que, em quase duas décadas, a incompetência e o populismo desbaratassem boa parte do que fora construído nas primeiras 8 da Nossa Gloriosa História.
Sofremos muito, é inegável, mas também estivemos à altura dos “Ases que Nos Honraram o passado” e deitámos mãos à obra de reconstruirmos o Clube, para o deixarmos aos Mais Novos melhor e Maior do que o recebemos dos Mais Velhos.

O “Football clubs valuation” da KPMG (estudo reportado a 31/12/2015).

21º Clube mais valioso, é o que a KPMG diz que Nós somos e avalia-Nos em 285M€! Sabiam?
Claro que não sabiam, porque a mérdi@ nacional está sem saber como divulgar esta notícia e por uma razão evidente: os andruptos aparecem só no 28º lugar (188M€) e a osgalhada ... nem lá aparece.
Ou seja, faz-me lembrar a anedota do professor que explica a um pai as notas dos seus filhos dizendo que: este nada e aquele, nem nada!

Se querem saber, aproximadamente, como é que a KPMG chega àqueles valores, então sigam o endereço que vos dei e tratem de ler (se tiverem dúvidas, venham cá dar conta delas e tentaremos resolvê-las), mas se vos contentar uma síntese do trabalho (na parte que Nos toca), então aqui vai ...

Basicamente, os técnicos da KPMG elaboraram um algoritmo (uma “caixa negra”, em economês, referida na página 11) que relaciona 5 variáveis tidas por fundamentais (Rentabilidade, medida pelos resultados contabilísticos, Popularidade, medida pelo número de seguidores nas “redes sociais”, Potencial Desportivo, medido pelo valor do plantel no Transfermarket, Direitos de TV e, finalmente, Propriedade do Estádio) e, depois, completam esse resultado com um outro a que chamam EV (Enterprise Value) e que me obriga a escrever um novo parágrafo, todo sublinhado, para castigo de todos os anti, Taliban incluídos ...

O tal EV (página 9) calcula-se somando o Valor das Ações (tomando a cotação em bolsa) com o Valor do Passivo (?????) e subtraindo (ahahah) o Valor do dinheiro “em caixa”!

Confusos?
É natural, ahahah (estou a imaginar o espanto do Companheiro Mathayus), porque a KPMG preferiu ir do Rossio ao Marquês ... passando pelo Castelo.

Ora sigam lá este raciocínio ...
Admitindo que o Valor das Acções (como se tivessem o seu valor facial, ponderado pelas Reservas e Resultados) era igual aos Capitais Próprios, a sua soma com o Passivo seria igual a ... ao Activo, pois claro!
E se ao Activo total retirarmos a liquidez imediata (Caixa, Depósitos, etc.) ficamos com o quê?
Claro que ficamos com aquilo que mais fundamentalmente tem Valor numa SAD: o Valor do Plantel, das instalações, dos equipamentos e dos Créditos ligados ao “core business”.
Exactamente aquilo a que os “especialistas” se recusam a “dar valor” porque ... “não se pode vender”, ahahah!

Digam-me lá se não tem muita piada que os especialistas (estes sim, especialistas) considerem o “Valor” de um clube directamente proporcional ao Valor do seu Passivo?

Claro que tem graça!
Até chega a ser quase poético e eu prevejo que o Al Calotes vai fazer uma posta no feicebuque, só para gritar, agora sim, que é a osgalhada que tem o maior Passivo, ahahahah.
Não admira que os “especialistas da mérdi@” tenham fugido deste estudo ainda mais que o diabo foge de cruzes.

O que é mesmo importante, é que o Companheiro B Cool nos vai explicar como as “Contas” do Grupo Benfica estão cada vez mais sólidas e, se possível, prevendo qual o nível de recuperação dos Capitais Próprios (pelo Resultado deste Exercício) que podemos esperar para o final de junho, mesmo que, até lá, não “saiam” mais Atletas além do Bulo e do Nico.
E isso é importante porque, depois de um triénio de “Lucros” e bons resultados Desportivos, só as bestas pior intencionadas poderão continuar a alimentar dúvidas sobre a qualidade da Nossa Gestão, atribuindo à “sorte”, a coincidências ou ao raio que os parta aquele que, de muito longe, é o melhor desempenho de todos os clubes nacionais (e um dos melhores em todo o planeta).

Viva o Benfica!

P.S.1 – sai a notícia formal da renovação do “Imperador” e o que concluem os anti? Obviamente, que o Ederson “já foi”;
P.S.2 – o Presidente foi à China? Obviamente foi vender o “Pistolas” e, por “sorte”, trouxe de lá o naming da Catedral;
P.S.3 – a serem verdade as declarações do Nosso Técnico, considero uma vergonha que a Nossa “estrutura” não tenha sabido garantir que a última pré época decorria nas melhores (e necessárias) condições de treino. Vergonhoso!

22 comentários:

  1. O Campeão (José Albuquerque) voltou. Vamos ter um um verão à Benfica, aqui no GV.

    «É DO BENFICA QUE SE FALA... NA CHAMPIONS
    Estudo revela que é a equipa encarnada que gera mais conversas nas redes sociais»

    http://www.record.xl.pt/internacional/competicoes-de-clubes/liga-dos-campeoes/detalhe/e-do-benfica-que-se-fala-na-champions.html

    É a KPMG é 'Mastercard'. O Mundo reuniu-se para arrasar o clube do rui santos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saudações Benfiquistas,Grande Reforço!!!

      Eliminar
    2. O Campeão Voltou! O Campeão Voltou! O Campeão Voltou... Bom regresso José. Todos sentimos a tua falta.
      abraço

      Eliminar
    3. Ahahahah, Enormérrimos,

      Obrigado pela simpatia, mas parece que se esqueceram de que, apesar de não ter sido titular, ainda entrei aos 85' em alguns jogos desta época e, por isso ... TRIcampeão, se fizerem o favor, ahahah.

      Viva o Benfica!
      (José Albuquerque)

      Eliminar
  2. estes são os posts que mais falta fazem na Gloriosasfera!
    Abraço
    pedro paiva

    ResponderEliminar
  3. Seja bem-vindo de novo caro José Albuquerque, entre a sublime ironia do nosso amigo Guachos que nos faz divertir e sobretudo sentir orgulho em ser Benfica, e a sua seriedade nos seus comentários, faz com que o ponto de equilíbrio entre estes dois estados de alma seja perfeito, e assim, fazer do GV melhor blogue do Benfica.
    Na minha modesta opinião de tri-campeão.
    Mais uma vez, bem-vindo de volta.

    ResponderEliminar
  4. Li atentamente o texto do companheiro Jose Albuquerque e estava pensando ele percebe disto a brava e comigo dizia depois de longo tempo afastado o campeao voltou precisamente o que disse o Guachos tivemos o mesmo pensamento so nao entendi se ele veio para ficar ou se vai ausentar novamente,quanto ao texto e brilhante mas outros compnheiros vao responder melhor que eu.
    Viva o Benfica

    ResponderEliminar
  5. Carrega José. Bem-vindo de volta..

    ResponderEliminar
  6. Caríssimo Albuquerque, sejas bem regressado às lides.

    "P.S.3 – a serem verdade as declarações do Nosso Técnico, considero uma vergonha que a Nossa “estrutura” não tenha sabido garantir que a última pré época decorria nas melhores (e necessárias) condições de treino. Vergonhoso!"

    Em primeiro lugar, estrutura com aspas põe-me logo com os pelos no ar. Faz-me lembrar certas gentes, cómicos e outros, em quem, estou certo, não te revês.

    Como não percebo nada de futebóis, apesar de andar desconfiado, nunca me atrevi a associar a nossa pré-época ás dificuldades que sentimos no arranque das competições.

    Confiando em absoluto nos conhecimentos do nosso treinador, não tenho dúvidas absolutamente nenhumas, agora que ele falou, que a nossa pré-época foi mais um factor que não facilitou em nada o início do seu trabalho ao serviço do nosso clube.

    Posto isto, a forma como apresentas as tuas críticas à nossa estrutura, sem aspas, parece-me profundamente desfasada da realidade e logo de uma injustiça gritante.

    Em primeiro lugar não acredito, nem eu nem ninguém, que a pré-época seja estabelecida sem a aprovação do treinador. E se só digo aprovação é para ter a certeza que não me engano. Mas seria de todo estranho que o papel do treinador na definição da pré-época não fosse muito para além da sua aprovação.

    Em segundo lugar, a nossa participação na International Champions Cup ficou decidida na semana de 18 de Maio de 2015.

    Em terceiro lugar, só na semana de 1 de Junho de 2015 se ficou a saber que o Jorge Jesus iria abandonar o clube.

    Em quarto lugar, só na semana de 15 de Junho de 2015 foi oficializada a contratação do Rui Vitória.

    Tendo por base esta cronologia, que é rigorosa, pois que cada um tire as suas conclusões. A mim parece-me que até uma viúva com um dedo de testa chega lá.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Manuel Afonso, Companheiro,

      É sempre um prazer ler os teus comentários e, neste caso, explicar melhor os meus pensamentos.

      Como sabes, eu não me cansei de menorizar o tal "peso negativo" que a participação na Champions Cup teria tido, segundo muitos, na preparação da Nossa Equipa.
      Até ter ouvido o Técnico fazer, agora, algumas referências negativas a esse período (e nota que discordo dele quando aludiu ao "calor", porque calor faz em quase todo o hemisfério norte em julho e quando não se pode treinar entre as 10H e as 17H, treina-se mais cedo e mais tarde), nunca me tinha passado pela cabeça que a Equipa não tinha tido, SEMPRE, excelentes condições de trabalho.

      Ao que eu sei, trata-se de uma organização de altíssimo profissionalismo, onde não falta absolutamente nada aos participantes (recordo-te que a Equipa teve um avião à inteira disposição durante todo esse tempo) e, assim, se houve campos de treino com a relva imprópria para uso (foi o Técnico que o disse), então eu culpo-Nos a Nós próprios, talvez por não termos verificado essas condições antes da chegada da Equipa, coisa que me parece vergonhosa.

      Se te lembrares, eu apenas tinha confessado discordar daquele estágio porque, na minha humilde opinião, 20 dias separados das famílias (o que é que custava terem usado o tal avião para as levar a juntarem-se ao estágio durante uns dois dias lá pelo meio daquele período?), porque, sinceramente o repito, tinha a informação de que tudo o resto, mas mesmo tudo o resto, tinha sido de mais de cinco estrelas.
      E como tenho a convicção de que se o Clube tivesse antecipadamente protestado contra qualquer insuficiência antes da chegada da Equipa, todos os problemas teriam sido solucionados (falamos dos EUA, onde abundam instalações desportivas de topo), estou tentado a concluir que foi por erros Nossos que nem tudo esteve perfeito.

      Inexperiência? Excesso de confiança na "Organização" do torneio?
      É provável, mais a segunda que a primeira.
      Ainda assim e porque eu já não estou habituado a ser confrontado com esse tipo de erros no Glorioso (sinceramente, eu sinto que não haverá nenhum outro que seja melhor), confesso que me sinto envergonhado ao ouvir aquelas declarações do Nosso Técnico.

      Está quase a fazer dois anos que eu tive a sorte de estar em amena cavaqueira com o Capitão o tempo suficiente para ouvir algumas estórias do tempo em que ele chegou ao Clube, por contraponto aos elogios que ele me fez sobre a atual (de há 2 anos) estrutura de apoio à Equipa.
      Nessa conversa, pude confirmar tudo o que já outros Companheiros me tinham dito sobre o funcionamento perfeito do Seixal e tudo o que rodeia e suporta a Equipa, Atletas e Técnicos.

      Foi por isso mesmo que me surpreenderam muito aquelas afirmações do Rui Vitória.

      Viva o Benfica!
      (José Albuquerque)

      Eliminar
    2. Talvez não fosse possível ter melhores condições de treino. Os EUA e o México são países vastos e podia não haver boas condições nas imediações dos locais dos jogos.

      Eliminar
    3. Não estamos a falar do mesmo, companheiro.
      Na declaração que eu ouvi o Rui Vitória não se referiu a nada de concreto do que se passou no estágio. Pareceu-me que apontou a participação no torneio em si mesma como um erro.
      Se não ouvi a declaração do nosso técnico na sua totalidade ou com a devida atenção, e se efectivamente ouve falhas organizativas como a que referes, má qualidade da relva nos campos de treino, estão estamos perante um caso de amadorismo quase imperdoável e só tenho que te dar razão.

      Eliminar
  7. Klap, klap, klap, reforço no GV, saímos todos a ganhar, VAMOS A ELES!!!eheheheh

    ResponderEliminar
  8. Grande José Albuquerque,

    Bem vindo de regresso ao ativo.
    Gostei do post. Estou surpreendido com o valor atribuídos aos corruptos lá de cima, 188M€, por alma de quem? Como chegaram a este valor? Os passes dos jogadores só podem estar sobre avaliados. E o passivo subavaliado.

    CARREGA BENFICA TRINTA E SEIS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Nené, Companheiro,

      Por favor, nota o alerta que eu fiz sobre como o tal "EV" é diretamente (e não inversamente, como seria "normal" esperar) proporcional ao valor do Passivo.
      Bem sei que pode parecer estranho, mas trata-se de um raciocínio que tenta avaliar o Clube pela parte mais "core business" do seu Ativo, independentemente de saber se esse Ativo está financiado por Capitais Próprios ou alheios/Passivo.

      Quanto à avaliação dos planteis, eu visitei o Transfermarket umas duas vezes em toda a vida, exatamente porque me parece que eles avaliam os atletas (pelo menos os Nossos) com imenso preconceito.

      Viva o Benfica!
      (José Albuquerque)

      Eliminar
  9. Bem vindo de volta José Albuquerque.
    Todos sentimos a falta dos teus textos onde explicavas os números e tiravas as dúvidas a todos com uma infinita paciência.

    ResponderEliminar
  10. Belo Post a assinalar o teu regresso grandíssimo e enormérrimo amigo José Albuquerque,

    Não és um Enzo Perez de volta... eh, eh, eh, mas em matéria económica até superas.

    Bom e agora, mais a sério ou quase. Não desmereças a minha renovada e incrementada sapiência na área!!!

    Estou praticamente como o Vasco Santana, não domino todos os " esternocleidomastóideos " das finanças, mas já consigo dialogar com os candeeiros menos altos.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  11. Agora que os longos anos de polvo dourado parecem estar em ponto de não retorno, devo dizer que, de entre as muitas aleivosias que peido da costa dizia, a que mais me custava ouvir era a de que, se o Benfica era um clube tão grande, como é que não arranjavam pessoas com capacidade de o levar de novo às vitórias?

    É com gente como a que tem gerido o Benfica e é com gente com capacidade de pensar o Benfica como o Enorme José Albuquerque, que podemos continuar a ver o Benfica assumir-se como o Gigante do Desporto Mundial que é.

    ResponderEliminar
  12. Companheiros,

    A todos o meu Obrigado pelos vossos comentários, sinais de um verdadeiro regresso a ... casa.

    Quanto ao tópico em causa, creio que não surpreende o não aparecimento de dúvidas sobre a saúde económica do Clube (há uns anos, mesmo poucos, a realidade seria outra): mais do que percebermos que o Glorioso venceu a "batalha económica" contra os Nossos inimigos, já é evidente que a vencemos contra aquela parte do Nosso passado que foi determinante contrariarmos.
    E se é verdade que continua a existir muito o que melhorar (haverá sempre, claro), também não é menos importante termos consciência do nível onde já chegámos e que constitui o impulso para o Nosso futuro.

    Até breve e

    Viva o Benfica!
    (José Albuquerque)

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde,

    É a primeira vez que comento, embora leia o blog todos os dias. Os posts do José Albuquerque prendem-me muito a atenção, sobretudo porque versam uma área onde os meus conhecimentos não são relevantes. Faço as contas à antiga portuguesa tendo sempre como máxima que não posso gastar mais do que aquilo que ganho. Os orçamentos são feitos mas são muito flexiveis e alterados. Sabem como é. Quem trabalha por conta própria, quase sempre sabe aquilo que tem a pagar mas nem sempre acerta com os fluxos que cobrem essas despesas.

    Pois bem caro Albuquerque, uma das coisas que me irrita é ver andrades e lagartos falarem de contas e dizerem sempre que sendo o SLB o clube com mais passivo é aquele que está pior! A minha pequena empresa tem um passivo muito mais pequeno que a PT mas esta tem concerteza activos muito superiores. E no deve / haver tem uma dimensão que a minha nunca terá. Será possível por uma simples comparação de análise das contas de todos os 3 grandes, saber-se aquela que está pior? É que nem na Imprensa se vê ou viu um estudo que compare estas contas. Provavelmente porque não interessa. Todos sabemos que os media estão dominados por lagartos e tripeiros.

    Um abraço e VIVA O BENFICA

    ( Alberto Vares )

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.