quinta-feira, 28 de julho de 2016

A Eusébio Cup e um raio que os parta.

Desde que espetamos 5 batatas ao Real Madrid, de José Mourinho, que o Tricampeão não mais meteu a mão no 'caneco'. O Mourinho, ainda engelhado pela sova, disse que "nos treinos não há derrotas pesadas" e a imprensa submissa seguiu-lhe a cartilha. Nunca uma vitória foi tão desvalorizada e o Benfica quase que foi condenado pela "ofensa" aos ilustres convidados...
O famoso treino não serviu de nada a ninguém. José Mourinho viria a perder o campeonato seguinte, para o Barcelona, e ao Benfica, o fedelho kelvin tratou-lhe a "saúde". Seguiram-se 0-2 com o São Paulo, 0-1 com o Ajax e o apocalíptico 0-3 com o Monterrey, que transformou, segundo os especialistas da bola, o então bicampeão nacional, numa equipa mediana, que apenas lutaria por um lugar nas competições da Europa. Faltou o Mourinho para recordar à canalha que aquilo, afinal, não passava de um treino.

A verdade é que, se nunca mais o Benfica meteu a mão no 'caneco', também nunca mais viu o seu treinador ajoelhar aos pés de um fedelho parvo. Às três derrotas na Eusébio Cup seguiram-se outros tantos saborosos títulos de campeão nacional. Eu não acredito em presságios - nem bons nem maus - mas se, os artistas que todos os anos nos relembram, com renovado prazer, a "maldição de Béla Guttmann", olharem com a mesma atenção para a Eusébio Cup, em breve os veremos a torcer por uma vitória do Benfica...

Quanto ao jogo, regista-se o insípido empate, resultante do auto-golo de Giuseppe Vives e do fantástico livre do Fábio Veríssimo, que provou estar já num assinalável momento de forma. Nos penaltis, Lindelof acertou no ferro, como que a querer manter a tradição. A Taça para o ilustre convidado e o próximo campeonato para o Benfica. Que assim seja.
Muitas criticas para os adeptos do Benfica que se foram embora antes da entrega da taça. Não serei eu a julgá-los. Se eu lá estivesse seria assim que faria. Era só o que faltava; querem mandar na vontade dos sócios!

Agora quero-vos falar da ''La Voz de Galicia'' e do espanhol Juanfran - de 40 anos.
A "Lá Voz da Galicia" será, talvez, menos conhecida que a gazeta de Carrazeda de Ansiães e parece-me que ao bom do Fuanfran, apesar da geração de Renato Sanches, também não estou a ver quem ainda o recorde, mais a sul de Pontevedra...
Mas foi aí - na "Lá Voz da Galicia" - que o pasquim mais rasca da cs desportiva, foi desencantar uma entrevista do moço, onde o espanhol relembra com orgulho um resultado desportivo de Novembro de 1999! O 7-0 do Celta ao Benfica.

Incapazes de descobrir o paradeiro de Shikabala, o telefone do João Mário ou o código postal do Izmaylov - os cabrestos do "rascord" são meninos para correr seca e meca só para encontrar o famoso Juanfran! Foi na ''La Voz de Galicia'', mas nem que fosse na China. Não olham a meios para satisfazer a clientela lagarta. E um raio que os parta.

6 comentários:

  1. Entrei no estádio, o jogo começou, adormeci e só acordei agora. Empatámos, foi?
    Pergunto-me a quem iremos oferecer o Troféu para o ano que vem.
    Enquanto dormia sonhei que ao acabar o jogo me levantei e fui embora, que tenho filhos e mulher em casa, e logo mais que fazer do que ver o Torino a levantar a Taça. E só de ter sonhado com isto, penitencio-me violentamente. À brava...

    Acho que escolhemos muitíssimo bem os adversários pare enfrentar nesta pré época.
    Setúbal, Sheffield e Torino, excelentes adversários para simular o que vamos enfrentar no campeonato em 90% dos jogos.
    Dois empates e uma derrota são lembrete eficaz que o talento não chega. É preciso correr muito.

    Organização defensiva eficaz é o que se pede nesta altura. A nossa é soberba.

    Podia dizer que o record não perde uma oportunidade de provar o que é. Mas nem sequer é verdade. O record cria as oportunidades para provar o que é. Rasco.

    ResponderEliminar
  2. Saudações Benfiquistas,excelente Guachos,sempre a desmascarar esta cs de m#erdia,do skenderbeu eles não se lembram,da valente tareia que os corruptos ou as osgas levaram em munique também não,compreende-se,não vende jornal,FDGP!!!

    Carrega Guachos!!!!
    Carrega Benfica!!!!

    ResponderEliminar
  3. Não há palavras para esse pasquim nojento. O mais abjecto dos execráveis junta-letras. Diretor, adjuntos, linha editorial, esmagadora dos comentadeiros, um FduGP.
    Pre-época miserável dos calimeros de carriche e estes bois falam de...azar.
    Azar é nem disfarçarem com capas todos os dias com os toldos de carriche, o apodo gay "o bruno disse..." E o anti benfiquismo primário.
    Pqop.
    Augusto

    ResponderEliminar
  4. Ja agora que quase nao metemos a mao no caneco Eusebio cup para o ano porque nao convidamos a lagartada ja que vamos em mare de azar com esta cup eles levavam o caneco para alvalixo faziam uma festa de arromba antes nunca vista, ficavam felizes e o rascord nos deixava em paz por uns tempos o nosso presidente que pense bem nisto,fisga-se e ainda a quem compre esse porcaria de jornal que nem para limpar o cu serve.Do jogo de ontem pronto nao foi um bom jogo teve uns bons momentos finais com Jonas a dar um cheirinho daquilo que vai ser e a maquina quando istiver bem oleada depois conversamos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo Francisco,
      Entendo o que quererias dizer, mas este troféu é muito Maior que toda a cs junta. Quem o disputa só podem ser clubes com um mínimo de história, honra e seriedade para, na eventualidade de o ganhar, estar à altura de o expor no seu museu. Logo, à partida, não serão - jamais - esses a pisar o relvado da Catedral e a honrar o Rei Eusébio!
      E vivó Benfica!!
      BVM

      Eliminar
  5. Boas
    Só para lembrar que já são seis os clubes que tiveram a honra de levar para as suas vitrinas a marca Benfica e o Eusébio. Serviço público.
    Lázaro

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.