terça-feira, 21 de março de 2017

Influência Arbitral

Por Influência Arbitral,

Campeonato dos Penaltis e Expulsões – Quando faltam 8 jornadas para o fim.
Sabemos todos que os penaltis e as expulsões são as decisões arbitrais mais relevantes tomadas pelos árbitros que podem influenciar o rendimento desportivo das equipas. Sabes quais foram as condições arbitrais em que decorreu a competição nesta temporada?
Foram as seguintes condições no que toca a penaltis e expulsões assinaladas:

  • O F. C. Porto já beneficiou de 6 penaltis assinalados a seu favor, sendo que 5 deles foram assinalados ainda com o jogo empatado! Enquanto que o Benfica, nos 4 penaltis assinalados a seu favor neste campeonato, apenas 1 desses penaltis foi assinalado ainda com o jogo empatado. Todos sabemos que converter o golo de vantagem no marcador é o mais difícil de ser conseguido em qualquer jogo e que após isso, os adversários têm sérias dificuldades para inverter esses resultados depois de sofrerem um golo, especialmente contra um grande.
  • Neste campeonato 2016/17, o Benfica ainda não beneficiou de nenhum minuto de superioridade numérica em tempo útil de jogo. Já o F. C. Porto, beneficiou de 9 expulsões do adversário em outros tantos jogos, os adversários foram obrigados a jogar durante 298 minutos com apenas 10 jogadores (298 minutos em 9 jogos representa em média 33 minutos por jogo em superioridade numérica). Efectivamente se considerarmos que cada jogo tem normalmente +3 minutos de descontos, então estamos a falar de 298+27 minutos em superioridade numérica.
  • O Benfica jogou em inferioridade numérica durante 49 minutos, já o F. C. Porto ainda não jogou em inferioridade numérica neste campeonato, pois quando o Maxi Pereira foi expulso aos 82 minutos no jogo contra o Boavista, já o Boavista jogava apenas com 10 jogadores fruto da lesão que obrigou o seu defesa central a abandonar o terreno de jogo, isto, uma vez que o Boavista já havia esgotado as 3 substituições nesse jogo.
Até este momento, já se disputaram 26 jornadas e faltam 8 jornadas para se conhecer o campeão nacional da época 2016/17. Normalmente o que sempre se diz, é que no final do campeonato as decisões arbitrais serão equivalentes entre todos os candidatos ao título, que todos os grandes irão usufruir de condições competitivas favoráveis e muito semelhantes, no fim os pequenos clubes é que são os são prejudicados no campeonato. Na realidade não é bem assim.

Além do Benfica, existirá algum outro clube em Portugal cujo máximo de penaltis favoráveis assinalados a seu favor com o jogo empatado numa temporada, nas 4 últimas épocas tenha sido de apenas 2? Não, não existe, se conhecer algum, diga-me. Ao todo nas últimas 4 épocas (124 jogos no total), com o jogo ainda empatado, o Benfica apenas usufrui de 6 penaltis assinalados a seu favor, o Sporting usufruiu de 14 penaltis favoráveis assinalados e o F. C. Porto usufruiu de 17 penaltis favoráveis assinalados com o jogo empatado! Logo, o F. C. Porto foi o clube com melhor sorte com as arbitragens e o Benfica foi o que teve pior sorte arbitral nas últimas 4 épocas (diferença de 11 penaltis daqueles que desbloqueiam jogos entre as duas equipas). É nestas condições que o clube que teve menos sorte com as arbitragens tem de tentar conquistar o primeiro tetra da sua história! O próprio Rui Vitória sentiu isso na pele, pois só no seu último ano a representar o V. Guimarães (34 jogos), usufruiu de mais penaltis assinalados a seu favor (19 no total) que nestas 2 temporadas em que está a representar o Benfica (60 jogos), em que no total apenas ainda foram assinaladas 11 penaltis a seu favor (apenas 3 deles assinalados ainda com o jogo empatado).

Outra pergunta, em relação as grandes penalidades: Se nos 8 jogos que faltam, o Benfica beneficiar de 4 penaltis assinalados a seu favor ainda num momento em que o jogo se encontra empatado e o F. C. Porto não beneficiar de nenhum nas mesmas circunstâncias, poderíamos dizer que o Benfica competiu com uma vantagem arbitral sobre o seu rival neste campeonato?

Resposta:

Não, meu amigo, não poderíamos afirmar que o Benfica teve vantagem arbitral em relação ao F. C. Porto nesta época 2016/17 no que toca a grandes penalidades, uma vez que estaria simplesmente a usufruir das mesmas condições que o seu rival usufruiu. Vantagem, vantagem seria terminar o campeonato usufruindo de mais 8 penaltis assinalados a seu favor com o jogo empatado nos 8 jogos que faltam, pois só nessa circunstância, o Benfica terminaria o campeonato nas mesmas condições que o F. C .Porto tem actualmente, ou seja, com uma vantagem de 4 penaltis sobre o rival (no que toca de grandes penalidades assinaladas ainda com o jogo empatado), isso sim seria um Benfica a jogar com condições vantajosas à Porto 2016/17.
Outra pergunta, agora em relação às expulsões: Se em cada um dos 8 jogos que faltam, o Benfica beneficiar em média de 37 minutos a jogar em superioridade numérica e o F. C. Porto não beneficiar de nenhum minuto, consideras que após isso, o Benfica jogou com uma vantagem arbitral sobre o rival neste campeonato?

Resposta:

Não, meu amigo, estás bem enganado, mesmo que tal viesse a acontecer, não seria o Benfica a jogar este campeonato com vantagem arbitral em relação ao F. C. Porto. Esses 37 minutos em superioridade numérica em cada um dos 8 jogos que faltam, seriam simplesmente, os minutos suficientes para o Benfica disputar o campeonato nas mesmas condições que o F. C. Porto disputou. Vantagem, Vantagem seria terminar o campeonato usufruindo de mais 298 minutos em superioridade numérica que o rival usufruiu, ou seja, que o Benfica usufruísse de 74 minutos em superioridade numérica em cada um dos 8 jogos que faltam disputar e o F. C. Porto nenhum minuto, isso sim seria um Benfica a jogar com condições vantajosas à Porto 2016/17.

Espero que tenha ficado evidente para si, o efeito dos penaltis e expulsões no rendimento das equipas, pois ninguém no seu juízo normal acredita que, o Benfica usufruindo de 74 minutos em superioridade numérica em cada um dos 8 jogos que faltam e também de mais 8 penaltis assinalados com o jogo empatado, o Benfica não aproveitasse tal facto para se sagrar campeão está temporada. Isso sim seria um Benfica a jogar com condições à Porto em 2016/17. O Benfica jogando com a vantagem competitiva que o F. C. Porto já jogou esta época seguramente que seria facilmente campeão em 2016/17.

Mas, facilidade arbitral é aquilo que o Benfica não esta habituado há muitas décadas. Esta a lutar pelo tetra-campeonato mesmo tendo usufruído de apenas 1 (em 2016/17), 2 (em 2015/16), 1 (em 2014/15) e 2 (em 2013/14) penaltis a seu favor assinalados com o jogo empatado, felizmente para o Benfica, o clube reúne no seu elenco vários jogadores com “pedigree” vencedor e que já foram capazes de se sagrar campeão:

  • Em 2015/16, ultrapassando numa luta taco-a-taco, um Sporting que usufruiu de 11 penaltis e 6 expulsões favoráveis (no total foram 215 minutos contra 10 jogadores). Atenção que 4 desses 11 penaltis favoráveis foram assinalados com o jogo empatado.
  • Na época 2014/15 ultrapassaram numa luta taco-a-taco, um F. C. Porto que usufruiu de 8 penaltis e 4 expulsões favoráveis (no total foram 75 minutos contra 10 jogadores). Atenção que 4 desses 8 penaltis favoráveis foram assinalados com o jogo empatado!
  • Na época 2013/14 ultrapassaram numa luta taco-a-taco, um Sporting que usufruiu de 11 penaltis e 8 expulsões favoráveis (no total foram 207 minutos contra 10 jogadores e 5 dos 11 penaltis foram assinalados ainda com o jogo empatado) e um F. C. Porto que usufruiu de 13 penaltis e 4 expulsões favoráveis (no total foram 87 minutos contra 10 jogadores). Atenção que 7 dos 13 penaltis favoráveis ao F. C. Porto foram assinalados com o jogo empatado!
É com essas contrariedades arbitrais que o Benfica terá de lutar pelo seu histórico tetra-campeonato. Se fosse fácil não seria para o Benfica! Não seria histórico! E PLURIBUS UNUM!

17 comentários:

  1. Muito bom trabalho Guachos.

    Muito mal trabalho do futebol português.

    Espera-se a opinião dos benfiquistas que se atiram repentinamente ao ... SLB.
    E com a mesma rapidez!

    Vitor Ramalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O trabalho está assinado. Não é meu.

      Eliminar
    2. Reparem como (quase) toda a comunicação social anda caladinha e silenciosa, no que diz respeito à lusopouca vergonha e escandaleira da justiça no futebol português e a total ausência da FPF e Liga. O futebol luso, para estas duas entidades, resume-se ás seleções e passar avultadas multas!!!
      Até o n/governo, secretaria estado do desporto, passa de fininho e como se não fosse nada com eles...têm medo dos tentáculos dos SD sob a forma de cacete e tinta azul.
      Drs. FG e PP tenham vergonha e assumam as v/responsabilidades.
      Caramba, já chega de tanto silêncio ensurdecedor.

      Eliminar
  2. Caro Guachos,

    É extraordinário, um autêntico case study e dava uma boa tese de mestrado, o facto do caceteiro Filipe (faz lembrar defesas centrais que distribuiam "fruta" a torto e a direito lá para os lados do estádio das antas, uns tais de F.Couto e Jorge Costa) ainda não ter visto um cartão vermelho directo depois de tanta patada, agressão e molhar de sopa....

    Repararam na carinha tristonha do apitador M. Oliveira no final dos ("poucos"!!!!!!!!!) minutos de descontos o jogo do dragão?
    Ele bem tentou mas.....era mesmo um empate!!!

    O chavalo do André Silva para mergulhar é com ele, o jovem tinha futuro na natação sincronizada e/ou nos saltos de trampolim!!!

    O SLB devia ter tomado a posição que tomou com estrondo no dia de ontem em relação​
    ao estado da justiça e do futebol português há já algum tempo porque as coisas já cheiravam a podre....e ao longe!!!

    Por fim, a exibição/resultado dos tricampeões foi insuficiente e não a entendo para quem quer ser Tetra e vive nesta envolvência miserável do actual futebol português.
    Quem quer ser Tetra tem obrigatoriamente que jogar (muito e muito) mais!!!

    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
  3. E aqui está a razão pela qual nós ainda não somos campeões e a principal razão para que todos os anos tenhamos muitas dificuldades na europa apesar da nossa qualidade.

    ResponderEliminar
  4. Tanta preocupação/barulho com o anti-jogo...
    No V.Setúbal-SLB, no Marítimo-SLB ou no SLB-Boavista não ouvi os corruptos DasJantas a reclamar...bem pelo contrário, ficaram muito satisfeitos.

    ResponderEliminar
  5. Caro Companheiro "Influência Arbitral",

    O meu humilde Aplauso e o meu maior Obrigado por este teu trabalho continuado de anos com o qual vais conseguindo demonstrar, a cada nova época, como são aldrabões os que, na mérdi@ nacional, persistem na cruzada anti Benfica.
    Raras são as pessoas que te dão o devido mérito. Quase ninguém percebeu que foi este teu trabalho "estocástico" que levou a LPF a tornar aleatórios os sorteios que definem a ordem dos desafios em cada Liga.
    Mas eu acredito que já falta pouco para que muitos deixem de passar de citar os teus números de cada vez que tiverem de defender o Clube dos seus múltiplos inimigos.
    Nunca desistas, Companheiro.

    Guachos, meu Bom Amigo,

    Obrigado, a ti também, por amplificares a voz deste Nosso Companheiro: a Solidariedade é um dos Nossos Valores fundamentais e fundacionais.

    Viva o Benfica!
    (José Albuquerque)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só pelo trabalho que dá compilar isso tudo o "influencia" já merece É como dizes, um legado importante para mostrar nas alturas certas...

      Eliminar
    2. Junto-me ao Albuquerque na vénia ao companheiro "Influência Arbitral".

      Eliminar
    3. O Influência é 1 verdadeiro "influenza" q deixa corruptos e lagartos engripados c/ as suas estatísticas. Será a Gripe das Aves?

      Obrigado!

      Eliminar
  6. Uma equipa vê 5 penalidades não assinaladas a seu favor num determinado jogo. No entanto, graças à sua qualidade, consegue ainda assim levar a partida de vencida.
    Outra equipa vê apenas uma penalidade não assinalada a seu favor, e empata o jogo.

    Pergunto; das duas, qual a equipa mais prejudicada pela arbitragem?
    Se esta questão fosse colocada a um jornaleiro, a sua resposta seria:
    "Depende. Qual delas é o Benfica?"

    ResponderEliminar
  7. Ainda seria interessante colocar os dados do Braga na primeira época do jj em que lutaram pelo campeonato. Não deve fugir muito a estes dados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer o hugo concluir que o JJ é perseguido pelos árbitros ou o inverso? Peço desculpa, mas não percebi.
      Jorge Próprio

      Eliminar
    2. Tem toda a razão, Hugo, na temporada 2009/10 em que coube ao Braga disputar o titulo com o Benfica até a última jornada. Essa época é de longe a temporada em que o Braga teve mais "sorte arbitral", usufruiu nessa época de 6 penaltis favoráveis (5 deles assinalados com o jogo empatado!) além de ter usufruido de 12 expulsões (no total os adversários jogaram com 10 jogadores durante 216 minutos).

      Tendo o Braga terminou oficialmente a época com 71 pontos, posso vos dizer que nesta época, 15 desses pontos foram acrescentados após uma expulsão ou atráves de um último golo de penalti.

      Das 9 épocas analisadas, esse foi o caso em que um clube teve a sorte de obter mais PONTOS COM INFLUÊNCIA ARBITRAL DIRECTA acrescentados numa só época! Para se compreender a anormalidade estatística que o Braga teve nessa época, veja só que teve a sorte de ter um saldo positivo de 15 pontos acrescentados após expulões ou através de um último golo de penalti durante uma época. Na posse dos dados estatísticos das últimas 9 temporadas (274 jogos), pode-se afirmar que o Braga no agregado das 9 épocas tem um saldo positivo de 23 pontos acrescentados COM INFLUÊNCIA ARBITTRAL DIRECTA, ou seja, em 30 jogos teve a sorte de acrescentar 15 PONTOS COM INFLUÊNCIA ARBITRAL DIRECTA e nos restantes 244 jogos só conseguiu acrescentar +8 pontos directamente com decisões arbitrais (penaltis e expulsões).

      Como sabem usamos um critério de considerar todos os pontos acrescentados após uma expulsão ou através de um último golo na partida obtido de penalti como sendo PONTOS COM INFLUÊNCIA ARBITRAL DIRECTA e temos vindo a compilar esses dados estatísticos arbitrais referentes às últimas 9 temporadas no blog: http://influenciaarbitral.blogspot.pt/search/label/Dados%20da%20%C3%89poca%202009%2F10

      Eliminar
  8. Os números são mesmo cruéis. E deitam por terra TODAS as teorias de colinho que os anti têm sempre contra o Glorioso. Obrigado Influência pelo trabalho exaustivo e Guachos por ajudar à divulgação.
    É que a coisa é de tal maneira, que eles têm de andar com pinças a remexer nas estatísticas para encontrar alguma coisa que nos seja favorável.
    Num ano são as expulsões a nosso favor, noutro o facto de não termos penaltys contra... enfim, qualquer dia alegam que o Benfica tem mais pontapés de canto a seu favor, ou mesmo lançamentos de linha lateral, pois já não lhes deve restar mais nada...

    ResponderEliminar
  9. é curiosidades destas entre muitos outros que só falam quando é para atacar o Benfica, como o caso do Pizzi e os cartões amarelos ou os minutos de compensação que venho a ver a uns anos que nos jogos dos rivais são sempre a mais os minutos e nos nossos jogos são sempre por metade ou mesmo mais que os que foram dados é flagrante e deveria ser feita essas compilações de diferenças com estes dados e apresenta-los na cara dos responsáveis pelo desporto nacional e mesmo o politico para obriga-los à transparência igualdade e verdade desportiva e com lei e regras de verdade iguais ao civil (apito dourado, cardinal, etc). E PLURIBUS UNUM

    ResponderEliminar
  10. Que grande trabalho! Parabéns! Envia uma cópia ao João Alves...

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.