quinta-feira, 5 de abril de 2018

BENFICA REDUZ DÍVIDA BANCÁRIA EM MAIS DE 97 MILHÕES DE EUROS

O Benfica acaba de anunciar, em comunicado enviado à CMVM, a redução da divida bancária, junto do Novo Banco e do Millennium BCP, em mais de 97 milhões de euros. Com esta noticia tenho a certeza absoluta que abater dividas passará a ser tratado pelos especialistas da bola nacional como algo de muito pernicioso que vai permitir aos compadre da fruta e do cuspe ganharem os próximos dez campeonatos. Ao Tetracampeão Nacional, resta-lhe, como já vem sendo habito, lutar com o Sporting de Braga pelos lugares secundários...


35 comentários:

  1. Há que secar a teta a esses bois, andava o Glorioso a pagar 20M de juros todos os anos para esses cabrões andarem a ejectar dinheiro nos viscondes falidos a 0% de juros.. Agora vão roubar a outro! Querem guito pra pagar ordenados? Façam como os compadres, vão ao banco Carregosa e metam o Jesus no prego..

    Carrega neles, Vieira..
    Rumo ao P3n7a..

    S.L.Bruno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sejas mau, ultimamente os viscondes estavam a pagar 1% de juros. De certeza que ao originador dessa operação os americanos da Lone Star já o compensaram com um bónus chorudo.

      Eliminar
    2. Bem observado.

      Mesmo assim:
      - SLB: 44M€ de prejuízos acumulados
      - os mamoes da banca: 160 M€

      Mito encarnado

      Eliminar
  2. Enquanto aqui se abatem dívidas, em Alvalade o Arrasador abate jogadores!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jogadores? Abate tudo! Então o homem "proíbe" os carneiros de ver tvs que não a do clube e depois fala em directo para uma dessas tvs via telemóvel!? C'a puta de coerência! Que fique muitos e longos anos! A implosão deve estar para breve!

      Voltando ao Nosso SLB e à sua Direcção: Fantástico! Parabéns!
      Amanhã vão dizer que o Presidente mentiu... "Prometeu 100M€ e foram 97M€. Para onde foram os 3M€?" Vai uma aposta? :)
      É Vivó Benfica!
      BV

      Eliminar
    2. Foi mesmo isso que me deixou desesperado. Mais uma mentira do Vieira, prometeu 100M e afinal não foram mais do que 97,3M. Sempre a enganar os benfiquistas!

      Eliminar
  3. Agora o novo banco já tem mais dinheiro para emprestar ao ceporten, por isso e que o burro do carvalho segurou o jj para a próxima época já há guito :D
    Os gajos que lá têm dinheiro e os do antigo BES e que se lixam e nós contribuintes também.
    Não nos podemos queixar da banca infelizmente também já precisa-mos e se eles não fizessem condições largas o clube estaria em maus lençóis.
    Nada me daria mais gozo que ver o da pocilga e os lagartos irem plo cano, mas depois riamo-nos de quem?

    ResponderEliminar
  4. ...caro GUACHOS...sempre a cumprir com a PALAVRA!!!LUIS FILIPE VIEIRA,Presidente eleito esmagadoramente(sempre)com maioria esmagadora...Benfiquistas,todos juntos ao lado deste HOMEM que os INVEJOSOS querem DECAPITR!!!...permite-me dois,apontamentos:1º-mais uma VERGONHOSA tirada do badamerdas após a derrota em Madrid(mas isso é problema da carneirada)...2º-já está a correr na net uma compilação dos GOLOS DE BICICLETA marcados por "REI MESSI"...5 lances de golo de bicicleta de vários anglos....imprensa Portuga miserável....TENHAM VERGONA(aceita um abraço(Afonso

    ResponderEliminar
  5. Obrigado Guachos, mais um ferro no lombo de Brunalgas sem piedade alguma.

    O Brunalgas agora também já pode soltar outra vez a sua piadola do SEM e do CEM. Pobre idiota.


    Miguel

    ResponderEliminar
  6. Carrega Benfica,

    entretanto no circo do campo grande o El Presidente acaba de, numa jogada de génio, baixar a massa salarial da próxima época ao se ver afastado da Champions com um post no facebook

    ResponderEliminar
  7. So assim os sapos tem dinheiro fresquinho do Novo Banco para sobreviverem que seria de nos sem a comedia Nacional cuspideira iamos rir de que.
    Tambem ja ouvi dizer que hipoticamos as receitas da nos por os proximos anos,se montamos no burro ,somos burros se vamos a pe burros somos, irra que tudo quanto faz o Benfica para alguns e uma enorme dor de cabeça.

    ResponderEliminar
  8. Espetaculo, e o nariz de pinoquio do bdc que veio dizer que era tudo mentira ha duas semanas... LINDO!!!

    Isto tem dois grandes beneficios, primeiro, como é obvio abatemos a divida, reduzimos o custo anual podendo substituir por salários e manter os melhores jogadores mais tempo e subir teto salarial ou contratar atletas feitos mais reputados.
    O segundo, os bancos deixam de ter uma fonte de receita importante, como ficarão os nossos adversários agora? Será q o novo banco continuará a emprestar a juro zero? Enfim, eu acredito que vão aumentar os custos visto que os nossos oponentes não terão alternativas, isso seria o normal...

    Vitoria atras de vitória, estamos no caminho certo!!!

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. Ich auch!


      Miguel

      Eliminar
    2. Este tipo de factoring sem recurso, com o risco a ficar do lado da NOS, não está ao alcance de qualquer entidade. É certo que tanto o Benfica como a NOS não vão falir num futuro próximo e que são empresas estáveis, mas como esta operação o Benfica atencipa receitas não para uso corrente, mas para limpar passivo a taxas mais altas, por taxas mais acessíveis. Talvez, se for o caso, o que sobrar da poupança de juros dê para termos uma equipa mais competitiva na Champions. Não se pode ir à Champions só com a formação. É duro, mas é a realidade.

      Eliminar
  10. Esta notícia, para leigos como eu na matéria, carece de mais explicações, principalmente no que diz respeito ao último parágrafo.
    Como antecipar receitas de contratos televisivos nunca é bom, assim à primeira vista parece-me uma troca de dívidas, sendo que a dívida bancária vem (vinha) ancorada a juros elevados. Além disso, acabou-se com a teta de um banco que anda a dar (literalmente) dinheiro aos sapos do lamuriar.
    Gostaria muito (tal como muitos outros benfiquistas, certamente) de saber a opinião do caro consócio José Albuquerque.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, troca-se numa 1ª fase uma dívida bancária que custa juros de quase 7% por outro passivo mais barato, ou de borla, ainda não conhecemos a operação, mas que vai sendo amortizado ano após ano à medida que vamos recebendo os 40M anuais do contrato da NOS. Dentro de 3 meses a dívida já poderá ser abatida nos 40M a receber 2018/19 ficando apenas nos 60M.
      Para além de ficarmos livres de um dívida mais cara, ficamos livres das garantias dadas em activos.
      O "rating" e a imagem do clube junto das entidades financeiras, e não só, também sobe de maneira significativa.

      Eliminar
    2. Correcto, aquí não há uma redução do passivo, há uma substituição do passivo. As partes positivas são por um lado, espero, um menor custo do mesmo, uma diminuição do riscode insolvência, sempre e quando o novo credor assuma o risco da Nos e uma disciplina de redução do passivo ainda mais férrea (já que as receitas à medida que forem entrando vão, nesse momento sim, reduzir o passivo). A parte negativa é o reverso da medalha, que o Benfica deixa de ter poder sobre como dispor dessas receitas. Pessoalmente, julgo que a prazo é muito positivo, sempre é quando a direcção consiga manter uma gestão de rigor.

      Eliminar
    3. Alguém sabe os juros cobrados em operações semelhantes?
      O facto de ser uma operação de factoring sem recurso, ou seja, o risco de incumprimento (da parte da NOS) fica assumido pela empresa a quem é cedido o crédito, não tornará a operação tanto ou mais cara que os juros da banca (pelo menos no 1º ano em que o total é perto de 100M, nos anos seguintes serão significativamente inferiores).

      Eliminar
    4. Só para acrescentar que lendo o comunicado com mais atenção, o "foram cedidos, sem recurso", significa que a quantia que a NOS, por qualquer eventualidade futura, não pagasse ao credor dos 100M, não os poderia exigir ao Benfica.
      O que mais uma vez fala a favor da fiabilidade creditícia que gozam não apenas o Benfica mas também a NOS.

      Eliminar
    5. Manuel,
      Tens ideia se a antecipação de receitas televisivas feitas pelos dragartos estão a entrar nas contas como passivo?

      Eliminar
    6. Eu dei-me ao trabalho de detalhar todos os proveitos antecipados que estão no passivo do FCP do R&C do 1º semestre 2017/18:

      Antecipações de Receitas do FCP 2017/18:

      Nota 11:
      10M de Bilhética e quotas
      12M da PT Altice
      6M da PPTV
      26,7M da Altice
      0,980M da Altice
      0,825M da Altice
      1,428M da Altice
      1,239M da Altice
      0,25M da UEFA
      1,092M da UEFA
      6M da UEFA
      4,2M da Unicer

      Total 70,714M


      Nota 14:
      Outros passivos não correntes:

      35,62M direitos TV
      15,3M Publicidade patrocinador principal
      4,213M Museu BMG
      0,338M Publicidade

      Outros passivos correntes:

      1,88M Receitas publicidade
      2,4M Publicidade patrocinador principal
      0,696M Museu BMG
      2,294M Receitas publicidade
      0,34M Empréstimos jogadores

      Total 63M

      Total de receitas futuras antecipadas: 133,8M

      Para além disto, têm também antecipação de recebimentos,
      6M do André Silva
      10,945M do Ruben Neves

      Para além disto têm também 12M com os passes de Danilo, Felipe, Marega e Ricardo e o Estádio dados como garantia.

      Ao todo: 162,7M

      Grande parte destes passivos têm pagamento de juros.


      Ora isto é apenas em 6 meses.

      Se pensarmos que se não tivessem receitas da Champions teriam tido um resultado negativo de 46M no 1º semestre, é fácil prever o nível de resultados líquidos que terão no fim deste ano quando não têm receitas da Champions no 2º semestre.
      Resultados esses que a nível de tesouraria os obrigará a ir procurar dinheiro onde ele existe, isto é, a aumentar o passivo e a antecipar proveitos.

      Pelas informações que possuo da cidade do Porto, eles andam a pedir a amigos e conhecidos com disponibilidades, empréstimos às bochechas que prometem pagar no fim do ano. Mas essas pessoas já começam a ficar fartas.

      Isto é o que eu chamo gestão à vista. Vão pedindo dinheiro à medida que necessitam, que é uma barbaridade já que têm custos correntes superiores a 11M/mês.

      Isto é, como tenho vindo a dizer há anos, o buraco vai aumentando ano após ano, e no fim deste ano terão de vender 150M brutos apenas para tapar o buraco que criaram, sendo obrigados a apertar o cinto para o próximo ano em termos de custos. E não terão dinheiro para investimentos.
      Até porque a UEFA não lhes irá permitir muito mais facilidades em termos de custos e investimentos.

      O Sporting diz que irá baixar em 20M os custos com o plantel (e com amadoras), que é mais ou menos o défice que tem em termos de resultados operacionais anuais. Embora em ache que o défice este ano irá ser superior.

      Com o Porto irá acontecer o mesmo, só que os custos operacionais a cortar serão, ou deveriam ser, na minha opinião, superiores a 30M/ano. Tem a palavra a UEFA.

      A suceder estes cortes - por uma questão de sobrevivência terão de o fazer - os dragartos irão diminuir os custos tanto no futebol principal como nas modalidades, com vantagem para o Benfica que não tem necessidade de cortar nada em termos de custos salariais.

      Pelo contrário, penso que podemos aumentar os custos operacionais, especialmente agora que poupamos alguns milhões em juros.
      E se ganharmos o campeonato como espero e com a entrada para a Champions, com o aumento de prémios, tenho a certeza que iremos fazer entre 30M-40M o que substitui com vantagem o contrato da NOS, que é utilizado para amortizar o passivo.
      E já não falo nos jogadores emprestados que podem render 40M-60M este verão.

      O Benfica está cada vez melhor. Os outros, cada vez piores.

      Eliminar
    7. Obrigado (uma vez mais) pelos esclarecimentos, Manuel.
      Os próximos tempos vão ser, sem dúvida, muito interessantes...

      Eliminar
    8. Obrigado.
      Espero que fique claro que existe uma grande diferença entre antecipar receitas para diminuir o passivo oneroso, sem aumentar o passivo total, e antecipar receitas para cobrir deficits de exploração, aumentado o passivo total.

      Eliminar
  11. Bom dia... Esta situação do abatimento da divida bancária é seguramente uma noticia que agrada a todos nós. primeiro porque significa que efectivamente o nosso presidente cumpriu com a palavra. segundo, porque iremos tirar benefícios financeiros, visto que o valor dos juros a pagar à banca irá ser reduzido substancialmente. No entanto, como todas esta situações de carácter financeiro/económico têm sempre uma série de pormenores que muitas vezes não vêm esclarecidos nos comunicados, aguardo, como acredito que muitos outros Benfiquistas, que algum dos leitores deste blogue, com mais conhecimentos na matéria, nos possa apresentar um texto, onde explique de uma forma mais pormenorizada, com dados (números) mais concretos, o resultado desta operação levada a cabo pelo nosso Glorioso. Saudações Benfiquistas e caro Guachos continuação de bom trabalho em prol do Sport Lisboa e Benfica.

    ResponderEliminar
  12. Isto é que é dar bom uso à antecipação de receitas da NOS. Embora o passivo total se mantenha, o passivo bancário diminui 100 milhões, com a correspondente poupança de juros.
    Penso que foi isso que se passou, mas não sou especialista nestas coisas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então como ficamos abaixou ou não o passivo do clube e as taxas de juro é as comissões não será melhor ler o relatório e contas ou és algum azavedo encapotado com dor

      Eliminar
  13. Para além do Benfica ficar muito provavelmente com custos financeiros menores (o que é muito importante), parece-me que isto é também bastante uma decisão "política". Se o banco que recebe todos os anos milhões do Benfica dá dinheiro a rodos aos clubes adversários, praticamente sem juros, e sem qualquer tipo de garantias (pois eles já não as têm), então é óbvio que esse banco não pode ser um "parceiro" de negócios do Benfica, porque não dá as mesmas condições a empresas similares.
    Assim sendo, o Benfica substituiu esse Banco por outra forma de financiamento. Não só porque é mais vantajoso, mas também porque é o mais correcto a fazer em termos éticos.

    A sorte é que quem mais tem recebido empréstimos em condições super vantajosas e injustas é liderado por um nalguinhas, que tem sido o sonho de todos os benfiquistas. Ele é muito mau para o futebol português, péssimo para o sporting, mas uma maravilha para o Benfica. O nalguinhas dá tiros no pé uns atrás dos outros, e não aprende.
    Alguns podem pensar que não, mas o tipo de liderança conta muito. Um gajo que se está sempre a gabar de si proprio, sem ter ganho ainda nada de jeito, tem tambem repercussoes a nivel interno. Nao chega ter jogadores com tecnica ou poder fisico, ou a tactica adequada.
    O jornal AS resumiu bem a coisa:
    "O jogo para o Atlético começou no túnel. Bastava dar uma olhadela para o perceber. De um lado os jogadores do Sporting despreocupados, abraço aqui, palmada acolá, todos felizes. Do outro os 'rojiblancos', os da casa, dispostos como um exército, em fila, muito sérios e concentrados. Já estavam a jogar, a bola já rolava. Segundos depois marcavam o primeiro."
    As
    Isto foi ontem, mas nao tem sido muito diferente nos ultimos anos. Sem ganhar nada andam todos euforicos e felizes, despreocupados e vaidosos, a festejarem antes da hora. E enquanto assim é, o Benfica vai ganhando. E facturando. E preparando o seu futuro com multiplos projectos ambiciosos e inovadores. Por muito trabalho que de, é sempre um bocadinho mais facil quando o presidente dum clube adversario é tao incompetente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente comentário, do primeiro ao último parágrafo.

      Eliminar
  14. para quem quiser compreender um pouco:

    https://eco.pt/entrevista/domingos-soares-de-oliveira-divida-a-banca-vai-passar-para-um-valor-marginal/

    ResponderEliminar
  15. Mais uma bofetada no sapo de alvalixo e no polvo azul dasjantas

    ResponderEliminar
  16. Sendo um leigo nestas matérias, ainda assim vou tentar expor a minha leitura em relação à redução de dívida bancária.
    1- para já e a curto prazo isto terá pouca influência no passivo. Portanto, por aqui não há um interesse imediato.
    2- deixa-se de se pagar juros bancários, mas as receitas televisivas também não serão as mesmas nestas condições. Neste caso, acredito que a penalização nas receitas supere os juros havendo eventualmente uma vantagem não desprezável.
    3- no pacote de re-estruturação dos bancos, talvez estes estejam obrigados a diminuir drasticamente a sua relação comercial com os clubes de futebol e esta operação do Benfica talvez antecipe um problema que se colocaria mais adiante.
    4- Os empréstimos e os correspondentes juros que o Novo Banco geria com o Benfica eram muito favoráveis ao banco. Na tal relação genérica dos bancos com os clubes, ter um Benfica que contribuia com uma parcela muito positiva poderia justificar outros contratos menos favoráveis, como por exemplo, umas VMOCs com o Sporting. A saída do Benfica coloca pressão sobre contratos com o Sporting.
    5- os clubes rivais têm feito antecipação de receitas televisivas e com isso conseguem ser mais competitivos. Se o Benfica também fizer essa antecipação de receitas, diminui a capacidade das operadoras de poderem ter margem para concederem mais receitas antecipadas aos rivais.

    Estarei próximo da realidade?

    Sérgio.

    ResponderEliminar
  17. Tanto quanto julgo perceber, o que terá sido anunciado e executado foi o abatimento de 97,3 Mios da dívida bancária cujo serviço de dívida pesava (e de que maneira) no orçamento do Benfica. Este era um objectivo há muito anunciado mas que só agora foi possível concretizar. Isto é, passaremos a pagar menos para além de termos feito o distrate de hipotecas nomeadamente sobre o Estádio da Luz, o que vem facilitar de alguma forma a negociação do 'naming', outro objectivo que falta concretizar.
    Se é certo que o Benfica tem vivido muito da antecipação de receitas (dos outros nem vale a pena falar...), o importante quanto a mim, é o destino e aplicação final dessas receitas.
    Ora, ao contrário de outros, o Benfica tem vindo a crescer e a criar mais infraestruturas e património, o que faz com que não me choque, neste momento, a dimensão do passivo.
    É claro que seria desejável que o mesmo se situasse uns furos bem abaixo, mas há que fazer uma retrospectiva para perceber como se chegou até aqui e se o mesmo tem ou não justificação. A meu ver tem, sem prejuízo de erros de gestão sempre susceptíveis de acontecerem a quem tem a responsabilidade de decidir e, fundamentalmente, se os investimentos foram ou não rentáveis e/ou reprodutivos.
    Foi dado mais um passo rumo à consolidação e ao reforço das estruturas. Que assim continue, pois sem isso não chegaremos aos objectivos pretendidos. Pese embora a diferença de opiniões que sempre haverá, porquanto para muitos o que interessa apenas e só é ganhar.
    Mas, para lá chegar de forma sustentada, é necessário criar todas as condições para o efeito...

    ResponderEliminar
  18. Esta operação, sob o ponto de vista do resultado, é apurada pela diferença entre a taxa de juro do passivo bancário e a taxa de juro do desconto (antecipaçäo do valor a receber no futuro). A taxa de juro do desconto, envolve o custo de oportunidade e um prémio de risco que corresponde ao risco de a NOS não pagar no futuro o resultante do contrato de aquisição dos direitos televisivos. Não tenho na minha posse os detalhes da operação contudo, seguramente que,face à saúde económica e financeira da NOS, que o prémio de risco é baixo. O resultado da operação da operação deverá ser positivo porque, tal como o Manuel referiu, a taxa de juro média do passivo bancário ronda os 7 por cento. Sob o ponto de vista da gestão da tesouraria, o Benfica deixa de pagar 100 M € até 31/12/2018 (no relatório e contas do 1o semestre deste exercício o passivo bancário era de 117,4 M €) e não vai receber o montante adiantado, não sei se à média de 10 M €/ano (10 anos de contrato), se não vai receber no próximo exercício 40 M €, no outro a seguir, näo recebe 40 M €, e no outro seguir 20 M €. Eu penso, pelo teor do comunicado à CMVM, que os 100 M €, estão diferidos pelos 10 anos de contrato. Ver—se—á nos próximos relatórios. Acresce a isto, o Manuel já referiu, libertamos garantias e melhoramos o nosso ranking.

    ResponderEliminar
  19. Falta ainda um pormenor.

    Quando foi anunciado o contracto da NOS com o FCP e o SCP, já depois de anunciado o contracto com o SLB, constatou-se que os números não respeitavam a dimensão relativa entre os clubes, pelo que o Benfica veio a público afirmar que o contracto com a NOS teria que ser revisto.

    É muito provável que, efectivamente, o tenha sido sendo pelo que a retribuição não será, então, a que julgamos conhecer mas sim outra, de valor mais elevado.

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.