sexta-feira, 21 de outubro de 2011

BENFICA NO NEW YORK TIMES!

-O The New York Times, (AQUI) pela pena de Rob Hughes, publica um artigo como o titulo; 

Benfica Discovers the Benefits of Outside Help


(Benfica descobre os benefícios da ajuda externa)

Diz Rob Hughes;
«Real Madrid, Inter de Milão e Benfica estarão sempre entre os grandes nomes do futebol europeu». «Os três já venceram a principal competição europeia e estão no topo dos respectivos grupos após vitórias na terça-feira. Contudo, as suas estratégias são completamente díspares»

«Curiosamente, o Benfica conseguiu a sua vitória na Suíça sem um único português no onze. Portugal orgulha-se da sua política de formação, que origina de tempos a tempos, uma Geração de Ouro. Figo, e agora Ronaldo, foram grandes produtos dessa aposta»

«A bola flutuou entre Gaitán e Aimar. Quando Gaitán a colocou no chão, Rodrigo simplesmente abriu caminho para esta chegar a Bruno César. À excepção de Rodrigo, todos são importações da América do Sul, como são dois terços do plantel. O Benfica começou com quatro brasileiros, três argentinos e um uruguaio em Basileia. Tinha ainda dois espanhóis e um belga.» 
-Escapou-lhe que Robrigo é também ele sul americano brasileiro mas naturalizado espanhol...

«Ao minute 78, quando o jogo já estava garantido, com o golo do paraguaio Cardozo, saltou um português, Miguel Vítor, do banco para entrar na festa»

«O Real Madrid, um importador desde o início, sempre pagou para ter a sua glória. O Inter também. O Benfica, 50 anos após as suas melhores conquistas, está a seguir o mesmo caminho.»

-Benfica, um clube universal e sobretudo intemporal! Grande em todo o mundo, respeitado como um dos grandes símbolos europeus e mundiais!

Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.