quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Máquina trituradora!

O octacampeão alemão é uma autentica maquina de fazer golos, uma trituradora que se agarra a qualquer falha para desfazer o opositor. Equipa medonha, em dia sim, o panzer alemão esmaga qualquer adversário. Que o digam Barcelona 2-8 em 2020...no estádio da Luz, ou este mesmo Barcelona (0-3) e o Dínamo Kiev (5-0) nesta mesma competição onde o Benfica, muito injustamente, acaba de levar uma sova semelhante. Sem meter em causa a vitória dos ba(r)varos existiu um penalti sobre Darwin não assinalado, a falta (escusada) de Otamendi que deu origem ao remate vitorioso de Sané é discutível e, efetivamente, o Benfica foi competitivo até 15 minutos do fim, quando nesse período diabólico 3 golos sofridos (em apenas 5 minutos) arrasaram por completo a equipa. Não se trata de uma vitória moral. Trata-se de não engrossar o cada vez maior numero de grunhos do teclado, reconhecer o enorme poderio alemão e alguma falta de sorte (Yaremchuk esteve perto de marcar minutos antes do primeiro golo do Bayern) que podia dar um cariz bem diferente ao confronto.

Ontem, ao contrario do Benfica-Barcelona, a sorte foi-nos manifestamente madrasta. 0-4 deixa a ideia de um passeio para o colosso bávaro e isso, de facto, esteve muito longe de acontecer até ao minuto 70 e ao livre certeiro de Sané. A ovação que os jogadores ouviram das bancadas comprovam-no. Não se trata de sportinguisação do Benfica. Trata-se de não ser um grunho do teclado e perceber, quando é caso disso, como ontem, que a nossa equipa (nossa sobretudo quando perde) tudo fez para sair de campo com outro resultado.

A história diz-nos que o Benfica de Mario Wilson, de José Henrique, Artur, Sheu, Vitor Martins, Toni, Vitor Baptista, Nené e Jordão, entre outros craques, trouxe da Baviera 5 (-1) golos na algibeira, os mesmos que, anos mais tarde, o Benfica de Rui Vitória, Rubén Dias, Jonas e comp. também carregaram da Alemanha. Para a taça UEFA coube a Preud’homme, Valdo, Paulo Bento e João Pinto, encherem o saco (4-1) em Munique, juntando à conta mais 3 (-1) do jogo da Luz. Em 81/82 coube ao saudoso Bento, a Veloso, Álvaro, Shéu, José Luis e Nené, carregarem o fardo do saco cheio (4-1) e os únicos bons resultados (perante o calvário de goleadas para a história) nunca foram além do empate; 0-0 em 76 (Mário Wilson) e 81 (Lajos Baroti) na Luz, e 2-2 (honra a Rui Vitória) em 2016 também na nossa catedral. 

Só para se ter uma ideia da imbecilidade colectiva que tomou conta da MDCSDQT - sempre à caça de um momento menos bom do Benfica para achincalhar o maior clube português - nos últimos confrontos de sapos e clube da fruta com o Bayern de Munique, os anuros trouxeram 7(-1) da Alemanha a juntar aos 5 que, no alvalixo, enfardaram na mesma competição e o foculporto de Lopetegui carregou com toda a galhardia 6 caixas da melhor salsicha alemã, uma oferta do Bayern de Munique para a viagem de regresso a Contumil. 

PS; a capa de onojo, faz jus ao clube rasca que defende com unhas e dentes. Dirigido por gentalha que faz gala de se mostrar (cada vez mais) desprezível, a capa do pasquim oficioso do clube da fruta só não é mais asquerosa porque ajuda a fazer com que a TVI, que transmitiu o encontro, e a canalhadas tv da manhã (deixemos o rascord dos sapos para os sapos) não pareçam tão reles. 🤮
 

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

"Não renovaremos com um jogador que custe mais de 6 M€"

Li no rascord online que a SAD da fruta ''estuda esclarecimento à CMVM sobre renovação de Otávio''. Se a rapaziada da bolsa, numa roda viva a virar frangos, não estiver para aí virada, eu acredito que depois de longas horas a escarafunchar no bloco notas do prof. dr. Jorge do Amaral (uma oferta em forma de e-mail que me chegou do mártir da pátria) estou em condições deslindar a forma como os criativos dajantas encontraram para manter de bico calado o empresário do arruaceiro brasileiro. Existem várias hipóteses - 15, como consta do engenhoso relatório da fruta SAD - caso a policia da bolsa saia do cu do burro onde se escondeu nestes últimos dias e meta as mãos na massa, salvo seja, que dessa gentalha permanentemente agarrada às canelas do Benfica, nunca saiu peido que bem cheire...

1º - a cuspideira, e o seu empresário, serão premiados com os milhões desperdiçados pelo Benfica, aquando da rescisão do Samaris.

2ª - a coisa passará pelas mais valias que o velho peidoso realizou nas saídas de Brahimi e Herrera e pela saída, também a custo zero, de Marcano, bem como o seu regresso a Contumil aos 32 anos por 3M de euros.

3º - serão pagos em cuspe uma vez que escarrar nos adversários (Ederson, najantas, lembram-se?) faz parte do ADN do arruaceiro.

4ª - chegam directamente da algibeira do injinheiro macaco como remanescente das obras executadas no campo Coimbra da Mota cumprido o intervalo mais comprido (37) da história mundial.

5º serão pagos em senhas, devidamente validadas pelo injinheiro do penta, para o arruaceiro ocupar um lugar de destaque na mesa do filho da melhor Dolores do mundo.

6º o pilin sairá da próxima revenda do Nakajima ao clube da fruta assim que restaurado na lavandaria do foculporto b do Algarve.

7 º receberão ambos e em penaltis, um milhão e 3/4, por cada mergulho do Taremi, se acontecerem, no máximo, até ao Natal.

8º - receberá, fraseado, por conta de cada 5 minutos de utilização do Diogo Costa, tão logo Fernando Santos promova as inevitáveis internacionalizações do Zaidu e do Manu. 

9º - receberá, a meias com o seu empresário, um euro por cada tomahawk do Rónalde que não acerte em cheio no satélite que o Jackson Martinez tentou (aquele penalti najantas, lembram-se?) derrubar sem sucesso.

10º - receberá dois cêntimos por cada patada do Pepe mais quatro por cada lesão milagrosa sempre que o clube da fruta seja antecipadamente informado da visita dos vampiros. 

11º - abichará dois euros por cada meio quilo de baba de caracol, e, ou, placenta de burro, aplicados nas mazelas do mesmo arruaceiro.

12º - receberá, sob a forma de trinta resmas de batom - "tudo ao molho e fé em Deus" - por cada festa privada da Cindy Álvarez García.

13º - 12 milhões chegarão provenientes da venda de dois craques sub-14 vendidos (ao desbarato) ao V. Guimarães e o resto por cada expulsão perdoada ao boneco Conceição.

14º - um milhão por cada visita dos superdragões ao centro de estágio dos árbitros.

15º - sairá da venda de 100 pintos do aviário do rei dos frangos apanhados a violar duas frangas valentemente resgatadas pela CMVM.

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Do martelo da fruta SAD ao palheto do Algarve!


Ler (resumidamente) na CS on-line os brilhantes resultados do ultimo semestre, relatório e contas apresentados pelo clube da fruta, é quase tão prazeroso como olhar para a data de fundação do foculporto ou deitar o olho ao número de espectadores nos jogos disputados em Contumil, que de resto, continuam indecorosamente ratificados pela liga. As parangonas na MDCSDQT sobre as magníficas contas da SAD do dióspiro fizeram-me recordar de um ano, muito ruim, achava eu, para as videiras. Consumidor moderado, ainda assim, corri a abastecer-me não fosse o precioso liquido desaparecer por completo das adegas, deixando-me limitado a bejecas até à nova colheita. Que nada. Mostrando a minha preocupação ao meu fornecedor habitual, à pergunta se a escassez já se fazia sentir no seu negócio, levei como resposta; meu caro, enquanto a água jorrar nas torneiras nunca haverá falta de vinho nas pipas!

Andamos nós, vai para dois anos, às voltas com as empresas falidas, com o governo desorientado, o desemprego galopante e as contas no red line, quando nos chegam de Contumil verdadeiras estórias de encantar! Mais de 33 M€ de lucros no ultimo semestre! A quem a pandemia e a falta de receitas não provocou qualquer tipo de engulho foi ao clube da fruta, que até aproveitou a maré 'favorável' para apresentar o maior lucro da história! Uma gestão milagrosa (que eu, como apreciador do martelo, saúdo) que os adoradores da fruta e a MDCSDQT perderam um segundo a esmiuçar. Já quanto ao passivo (tão importante na agenda mediática quando o Benfica apresentava o maior de Portugal) que cresceu para uns simpáticos 526 milhões, nem uma discussãozinha avulso e zero de parangonas da comunicação social. Passar dos prejuízos de 115,9 milhões do exercício anterior para lucros de 33,4M em tempo de pandemia pareceu tão natural aos especialistas da especialidade como os capitais próprios negativos (falência técnica) que são agora de 118 milhões de euros.

Do resultado histórico: "o melhor de sempre, em termos absolutos" - palavras do ilusionista Fernando Gomes - da rubrica vendas de jogadores é fácil concluir que 15 milhões (de dióspiros) são produto da venda dos prodigiosos  Rafael Pereira (4M) e Francisco Ribeiro (11M) ao esbanjador V. Guimarães. E também salta à vista que, do Lumiar, chegaram a Contumil (pelo mesmo correio) mais 4 milhões de nêsperas provenientes do fenomenal negócio (Marco Cruz) de fecho de mercado com os sapos. Reconhecendo a magia do Fernando, que retirou do capachinho 19 M de euros com a mesma facilidade que o Taremi continua a mergulhar nos relvados, ainda estamos longe dos anunciados estratosféricos 33,4 M pomposamente anunciados pela SAD da fruta...

Terá, como é habito, o foculporto vendido ao Portimonense boa parte das caixas de framboesas que o tarefeiro Pedro Pinho entregou ao velho peidoso minutos depois de arrear no jornalista da TVI em Moreira de Cónegos? Ou terá sacado o pilim em mais uma acção benemérita do empresário Theodoro Fonseca? Terá o maior acionista do foculporto B do Algarve doado à casa mãe os 13,4 milhões que em janeiro ultimo a MDCSDQT anunciou como o empréstimo de amigos que fez ao clube da fruta? Pois se o Danilo, vendido ao foculporto pelo Portimonense, chegou a Contumil vindo directamente do Marítimo, é bem provável que mais uma magia tenha de facto acontecido. Ainda assim, por descortinar, sobram 2M€ para completar os históricos 33,4M mas quem tem um (Banco) Carregosa sempre à mão, é coisa de meninos martelar contas, espectadores, data da fundação ou transformar rosas em pão.

Segundo o criativo Fernando Gomes, só falta a UEFA provar a boa pinga apresentada e declarar que o martelo funcionou na perfeição, levantando ao clube da fruta as restrições do fair-play financeiro. Se olharmos para as nomeações da UEFA, que proporcionaram ao filho da melhor Dolores do mundo enfiar dois palhetos de rajada no bucho, não é de crer que demore muito a fazê-lo. É verdade, dois penaltis (dou de barato a qualidade ou a legitimidade dos mergulhos) em menos de seis minutos encheram de alegria as televisões, especialistas da especialidade e MDCSDQT que nem quiseram saber se estavam martelados. Soube-lhes que nem framboesas! 

E se pensarmos que todos defendem como natural o maior clube português passar um campeonato inteiro (34 jornadas) com o mesmo numero de penaltis assinalados a seu favor (ambos quando os dois primeiros lugares já estavam atribuídos a sapos e compadres da fruta) estamos conversados. À imagem da falta que o carniceiro Pepe e o indispensável Coates fizeram a sapos e clube da fruta por contraste com a ausência de mais de meia equipa titular (técnicos incluídos) que em boa parte da época passada desfalcaram o Benfica. A COVID-19, lembram-se? - não servia de desculpa para nada! E com toda a razão, como se comprova pelo relatório e contas da fruta SAD!

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Pimenta no cu dos outros é refresco!

Rui Gomes da Silva apareceu aos pés-de-microfone no seu estilo serigaita, bastante divertido, extremamente sorridente e fresco como uma alface. Pode não valer mais do que 1,64% nas urnas (muito abaixo dos votos em branco (2,72%) das eleições de sábado passado) mas nas previsões catastrofistas continua dois passos à frente da Maya e três do Prof. Mambo. Com um turbante na cabeça e um colar de dentes (que não de elefante) ao pescoço, eu nem imagino a carreira fulgurante que teria feito em Jamba (Angola) assim a sorte o acompanhasse como então! Outro Zandinga da praça, Ricardo Araújo Pereira, surgiu aos pés-de-microfone com cara de quem tem poucos amigos e sem nenhuma vontade de gozar. De luto pela saída (em 2015) de Jorge Jesus do Benfica, nota-se que a falta das Galas e das viagens no avião da equipa não o têm ajudado (quem sabe se o divã do Chivanga...) a ultrapassar o problema. Verdadeira estrela da mídia (a obra feita e os títulos conquistados ao serviço do Benfica legitimam-no) lá foi explicando aos pés-de-microfone a sapiência das suas profecias bem como a instruída orientação do seu voto. Fê-lo no impeditivo (para sócios anónimos e sem obra que se compare com a sua) e sagrado perímetro do estádio, algo que os legítimos representantes de uma estirpe abençoada reservam para si como direito adquirido. 

Um pouco por todo o lado não faltaram os ecómios pela coragem de Francisco Benitez em levar a candidatura até ao fim. Outros, um pouco mais céticos, somente lhe credibilizam saber aproveitar os dez minutos de fama. Não partilho essas opiniões. Coragem teve Noronha Lopes; um guerreiro será sempre um guerreiro - em desistir da bifana à Benfica, alegando pela segunda vez na carreira (respeitáveis) motivos pessoais. E os minutos de fama (aquela hora e meia de debate televisivo com Rui Costa...) o Diabo que os carregue, digo eu. Assim ou assado, a crueza dos números diz-nos que aos 34,71% dos Noronistas (a favor de quem desistiu nas anteriores eleições) há que retirar os 12,24% que Benitez conseguiu sem bifanas. Quanto aos promotores da queda do Benfica e aos "Mattamouros" desta vida - se excluirmos o sucesso de emprego temporário de bufo/cameraman ao serviço da canalhadas tv - parece-me que perderam uma excelente oportunidade de continuarem na toca. Um ano atrás tinham na mira um Presidente acossado e às voltas com o desgaste de 18 anos de exposição publica. Agora têm um ídolo das multidões para derrubar! Foi isso que ganharam.

Que Rui Costa tem enormes desafios pela frente (o ódio ao anterior presidente passará inteiramente para ele) disso não restam grandes duvidas. O golo «do Vidoso» (melhor marcador do clube da fruta vai para ininterruptos quarenta anos) que deu à França, frente à Espanha, a Liga das Nações, mostrou-nos claramente que será na arbitragem, e no VAR, onde a sua liderança será mais vezes posta à prova. Será aí, nas nomeações do Fontelas, nas decisões aberrantes dos árbitros e na repugnante lavagem da MDCSDQT, que o novo Presidente do SLB terá alguns (pode contar com isso) dos seus maiores dissabores. O preço da framboesa e do dióspiro maduro continuam a ditar leis no futebol. Os espanhóis - cobertos de razão mas com uma inacreditável amnésia colectiva face às decisões arbitrais em prol de Real Madrid e Barcelona na gamela dos tubarões - foram céleres a vestir a pele do clube da fruta (quando não é escandalosamente beneficiado na Europa) mostrando o acerto do ditado "pimenta no cu dos outros é refresco". Sabem lá eles, nuestros hermanos, o que é levar semanalmente com o Vasco Santos e o Tiago moedas, mais os mergulhos do Taremi no charco do Palhinha!

domingo, 10 de outubro de 2021

Viva o Benfica!

 

A essência do Benfica continua viva, lúcida e decisiva. Depois do ignorante, que só tinha a quarta classe, aí está o antigo apanha bolas e ex-jogador de futebol! Nunca a expressão "sair o tiro pela culatra" teve tanta assertividade! Benfica 84,48% - MDCSDQT/Cofina/CM/especialistas da especialidade/talibãs da internet, 12,24%. Do foguetório de Julho ao recolher das canas em Outubro. Do inevitável Apocalipse à presença meritória na Champions League, passando pelo sucesso do empréstimo obrigacionista, a liderança isolada no campeonato e o recorde de mais de 40 mil sócios votantes que fizeram questão de legitimar o homem que, galhardamente, evitou que o Benfica fosse tomado de assalto. Viva Rui Manuel César Costa, 34º Presidente do Sport Lisboa e Benfica. Viva o Benfica!

domingo, 27 de dezembro de 2020

E tu, Maestro, onde é que vais terminar?


Luizinho! Conseguiu o protagonismo mediático que queria. Para tudo ser perfeito só faltam as entrevistas no fruta canal e no canalhadas canal da cofina. Mantê-lo bem longe do banco de suplentes - o Brasil é já ali ao lado - é a única solução que preconizo. A bem do Benfica e antes que isto acabe mal. Rui Vitória acabou enxovalhado deportado para a Arábia Saudita. E tu, Maestro, onde é que vais terminar?