quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Os golos de Cardozo

O jornal rascord, a propósito do jogo Sporting-Benfica e dos três golos que Cardozo marcou, tal como o árbitro do jogo e a liga portuguesa lhe atribuíram, publicou um texto, espécie de editorial em forma de sentença, em que, contra «os árbitros, a Liga, todos os jornais do Planeta e milhões de adeptos» credita apenas um golo a Cardozo.
Apenas um! 
Eis a sentença do rascord...
 «Os golos de Cardozo. A atribuição dos golos no campeonato português transformou-se em terra de ninguém. Há quem faça a opção pelo que diz a FIFA e há quem resista ao bom senso e prefira escolher o que lhe dá mais jeito, ou seja, chutar para onde está virado. A recomendação internacional, marcada pela lógica, manda atribuir o golo a quem envia a bola na direção da baliza e concretiza, considerando autogolo sempre que o remate vá para fora - antes de ser intercetado - e resultando em golo apenas porque um dos jogadores que defende lhe mudou a trajetória para dentro das redes. O primeiro golo do Benfica, no último dérbi, resultou da ação de Cardozo, é certo, que cabeceou a bola contra o solo e não na direção da baliza, mas o golo só ocorreu porque Rojo, envolvido no lance, lhe deu o toque fatal. O lance do 1-3, curiosamente aquele que, dos dois, menos dúvidas nos suscitou e que um maior número de "decisores" não hesitou em atribuir ao paraguaio, é também de uma limpidez absoluta: Cardozo volta a cabecear, a bola vai claramente para fora, mas eis que Insúa a desvia de forma a permitir um golo que, sem a sua intervenção, não aconteceria. Como as imagens provam. É verdade que a popularidade do futebol assenta em grande parte nos protagonistas e Cardozo é um jogador que "vende" tanto melhor quantos mais forem os golos que marque. Mas Record - atribuam os árbitros, a Liga, todos os jornais do Planeta e milhões de adeptos os golos a quem quiserem, na base de critérios próprios ou de critérios nenhuns - continuará a reger-se pela lógica imbatível da FIFA: bola não rematada na direção da baliza e desviada por outro jogador fará com que se atribua o golo a quem fez o desvio e não a quem rematou. Ninguém nos afastará deste caminho. Porque nós somos aqueles em que o leitor confia.» - Jornal Record, 13 de Dezembro de 2012.

Para o rascord 'decisor', os critérios da FIFA são a bíblia sagrada e a fonte de toda a sua sabedoria, contra os «árbitros, a Liga, todos os jornais do Planeta e milhões de adeptos» obviamente e apenas interessados em transformar Cardozo numa espécie de Hulk ou Jackson Martínez, (esses sim goleadores a sério) para o poder impingir aos russos na próxima janela de mercado de inverno...

Passando por cima da bazófia e da burrice - da casmurrice e da estupidez, que a afirmação sugere, verifica-se que o texto em forma de sentença publicado no rascord, para alem de intelectualmente desonesto, está cheio de meias verdades e não passa de uma clara deturpação do espírito da  «lógica imbatível da FIFA» 

"decisores" 
É assim que o rascord apelida quem não partilha das suas 'decisões' unilaterais, nos lances dos primeiro e   do terceiro golo do Benfica!
Segundo o Rascord, Cardozo não rematou à baliza, no primeiro caso o «primeiro golo do Benfica, no último dérbi, resultou da acção de Cardozo, é certo, que cabeceou a bola contra o solo e não na direcção da baliza»
E no terceiro golo, decidiu o rascord, que, «Cardozo volta a cabecear, a bola vai claramente para fora, mas eis que Insúa a desvia de forma a permitir um golo que, sem a sua intervenção, não aconteceria. Como as imagens provam.»

Quem é o rascord para 'decidir' que Cardozo cabeceou a bola contra o solo e não na direcção da  baliza?
- De facto Cardozo cabeceou a bola contra o solo, como fazem os bons avançados, mas nem o iluminado e 'decisor' rascord pode garantir, que sem a acção atrapalhada de Rojo, a mesma não levasse a direcção da baliza! 
Cardozo cabeceou à baliza - se o fez defeituosamente ou não, é um outro assunto que não cabe aqui deslindar...

Quem é o rascord para 'decidir' que no lance do terceiro golo, Cardozo cabeceia directamente para fora, «como as imagens provam».?
O que as imagens provam, é que o rascord tem uma visão deturpada e muito parcial de tudo o que diga respeito ao Benfica!
O que as imagens provam, é que Cardozo cabeceia à baliza (mais uma vez nem o iluminado rascord conseguirá fazer prova que a bola não entraria) e que a bola na sua trajectória foi desviada por Insúa!

O que interessa saber, e é isso que está inserido no espírito da FIFA, única cartilha do jornal rascord, é se Cardozo remata ou não à baliza!
Tentou Cardozo despachar a bola pela linha final ou rematou para fazer golo? tentou Insúa meter a bola na baliza ou pelo contrário desviá-la para canto? quem quis marcar o golo afinal? é apenas isso que interessa saber...é esse o espírito de quem quem está de boa fé!

Se em vez de bater em Insúa a bola batesse no árbitro, o rascord creditaria o golo na conta de Marco Ferreira?
E se a bola batesse num dos muitos buracos do relvado de Alvalade desviando-se para a baliza? - ao homem da relva?
E se a bola batesse no poste? ficaria órfão de pai o terceiro golo do Benfica?

Se Cardozo, na marcação de um livre, batesse a bola contra a barreira e ela acabasse por entrar, era auto-golo para o sentencioso rascord?
Se num outro remate para a baliza, bem direccionado ou não, o guarda-redes tocasse na bola, entrando esta na baliza, atribuiria auto-golo a Patrício?

Por outro lado, o rascord, afirma «É verdade que a popularidade do futebol assenta em grande parte nos protagonistas e Cardozo é um jogador que "vende" tanto melhor quantos mais forem os golos que marque.»

Cardozo é um jogador que vende? sim, mas, vende porquê? porque cabeceia para a bola para o chão? por cabecear a bola para fora, como o rascord afirma que fez?
Aqui é que fiquei completamente baralhado!

Ao ler esta bravata, qualquer um imagina ver nos destaques do pós jogo, nas capas dos outros jornais desportivos (os generalistas também) um Cardozo em grande destaque!
Assim sendo, 'abolha' e o 'onojo' jornais menores, apenas focados lucro, sem a grandeza moral do irrepreensível rascord, não deixariam de fazer de Cardozo um herói, quando na verdade marcara apenas um golo...e de penalti!
Pesquisei um pouco e encontrei - lá estava em todos os escaparates - embora com Cardozo em destaque, a 'abolha' preferiu 'falar' em Águia Maior e o 'onojo' discretamente lança um Oscar (Cardozo) para a melhor segunda parte - de Cardozo propriamente dito - NADA

Baseado nas bravatas e na bazófia do rascord, seria de supor, que ao contrário de outros, o destaque do rascord no dérbi de Lisboa, fosse repartido por todos os goleadores; Insúa, Rojo, Wolfswinkel, Cardoso...
Espantosamente, o rascord, fazendo tábua rasa dos sábios dizeres da FIFA e do seu próprio editorial em forma de sentença, junta-se ao grande «número de "decisores" que não hesitou em atribuir ao paraguaio os golos do dérbi»  destacando o jogador que no seu entender marcara apenas um golo, ainda por cima de penalti, dando-lhe o destaque que mais ninguém lhe daria!!!!

 1          2           3
CAR - DO - ZO
E porquê? Porquê cardozo? porque; «É verdade que a popularidade do futebol assenta em grande parte nos protagonistas e Cardozo é um jogador que "vende" tanto melhor quantos mais forem os golos que marque.» 

Cardozo, o tal que cabeceou para o chão, o tal que cabeceara para fora - o tal jogador que "vende" tanto melhor quantos mais forem os golos que marque», mas que ao rascord - «atribuam os árbitros, a Liga, todos os jornais do Planeta e milhões de adeptos os golos a quem quiserem, na base de critérios próprios ou de critérios nenhuns - continuará a reger-se pela lógica imbatível da FIFA: bola não rematada na direção da baliza e desviada por outro jogador fará com que se atribua o golo a quem fez o desvio e não a quem rematou. Ninguém o afastará deste caminho. Porque eles (rascord) são aqueles em que o leitor confia.» 

É verdade: Cardozo vende - não a vergonha na cara - não a alma ao diabo, como o faz diária e despudoradamente o jornal rascord, mas porque é um avançado que marca golos (muitos) quer o rascord goste ou não!
Quer o rascord lhos queira atribuir ou não!

Passada mais uma semana (durante a qual publicou o rascord  o editorial em forma de sentença) e o Cardozo, apenas para embirrar com o rascord, estou certo disso, marcou mais três golos, desta vez ao Marítimo...

Que faz o rascord?

1       2     3
CAR-DO-ZÃO 

OUTRA VEZ!

OUTRA VEZ PORQUÊ?

Por mais um cabeceamento para o chão?
Por mais um cabeceamento para fora?
Mais um penalti?
POR MAIS TRÊS GOLOS?

Cardozo o homem que "vende" tanto melhor quantos mais forem os golos que marque»
Não a alma ao diabo e a vergonha na cara, como o faz o rascord, mas porque é um avançado que marca golos (muitos) quer o rascord goste ou não! 
Quer o rascord lhos queira atribuir ou não!

É que não cabe, (felizmente) ao rascord, atribuir e muito menos decidir, quem será o máximo goleador do campeonato português...
Não cabe, (felizmente) ao rascord, atribuir e muito menos decidir, quem será o próximo campeão português....
Por muito que isso lhes custe, não cabe ao rascord decidir a paternidade dos golos, se foi canto ou pontapé de baliza, se foi penalti ou simulação, se a bola saiu ou não chegou a entrar na baliza - para descanso dos benfiquistas, em particular, e de todos os desportistas em geral...

7 comentários:

  1. Mais um post fenomenal do GuachosVermelhos!

    Assim vale a pena ler o pulsar benfiquista...

    Carlos Arsénio...

    ResponderEliminar
  2. Basta ver que o referido Jornal também roubou um golo ao Messi... tudo porque o Jornal a Marca assim o revela! E ai, já não é graças ao critério FIFA! É por ser amigo dos amigos espanhois!

    Cansado destes jornalistas mafiosos... mais, no jornal o Jogo, eles já nem reparam nas argoladas que cometem! A última visa sobre o tal jogador mexicano desviado! Toda a CS indica que o jogador custou 6.7 milhões! O empresário em declarações ao jogo, indica que não sabe o valor exacto, mas que a transferência atinge ou ultrapassa a transferência do chicharito para o United! Ora, a transferência do Chicharito rondou os 8 milhões de euros!

    Agora façam as contas...e não me digam que pagar oito milhões por um central sem provas dadas é barato... fora as comissões que são tipicas pagar no caso do Porto! Mas isto é só assobiar para ao lado. Importa isso sim, manter a discussão no Benfica, nos problemas que não são problemas, só para desestabilizar!

    ResponderEliminar
  3. O Record é uma vergonha! Então pela mesma ordem de ideias quando se marca um livre, se a bola bate na barreira e entra é auto-golo?

    Num remate para a baliza, bem direccionado ou não, o guarda-redes toca na bola mas esta entra é um auto-golo?

    Eu acho que se deve premiar pela positiva, quem remata e tenta marcar golos. Dar importância a quem comete erros é premiar, dar importância ao erro ou ao acaso.

    Imbecis!


    ResponderEliminar
  4. Manuel
    vou acrescentar mais essas ao texto que fica mais completo...

    ResponderEliminar
  5. E se uma cronica for encomendada por terceiros, devera a sua autoria ser atribuida ao jornalista?
    E se um jornalista tentar formar ideias nos leitores de forma desonesta e claramente parcial, sera correcto manter a profissao?
    Se a FIFA regula as leis do futebol a nivel mundial, qual o organismo que regula a etica dos jornalitas?
    Pois parece um caso de decisores, ou falta deles.

    Radio Benfica

    ResponderEliminar
  6. Muito bem.

    Depois de um editorial destes literalmente a cuspir na cara dos Benfiquistas a única atitude a tomar pelos Benfiquistas ainda com alguma coluna vertebral é o de boicote total e absoluto e este pedaço de papel higiénico, não absorvente e sem sequer ter folha dupla.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.