quinta-feira, 16 de maio de 2013

Frustrados

No sábado passado durante a tarde, encontrei por mero acaso, um amigo que já não via à vários meses!
Estivemos vários minutos à conversa e no fim, enquanto se despedia, atirou-me; - não te desejo sorte para logo porque não posso!
Respondi-lhe - não sei porquê! - não vejo em que isso te afecte...
Não posso - é o Benfica! Atirou a correr e partiu sem mais demora!

Mais à noite, aos 92 minutos de jogo, quando sofremos o golo que deixou Jesus e mais uns quantos milhões de benfiquistas de joelhos, o meu vizinho do lado, com os seus gritos de satisfação, pôs em alerta todos os canídios da zona!
Ontem repetiu a proeza e voltou a gritar bem alto a frustração e o triste lagartismo que lhe corroí a alma...
Vindos daqui de casa, jamais ouviu qualquer grito de euforia contra o seu clube, mesmo quando este é severamente sovado, ano após ano, nos confrontos directos com o Benfica - por uma questão de respeito, pela a sua dor, pela a amizade que nos une!

Estes dois casos de lagartismo agudo apenas ilustram o sentir dos nossos adversários e são comuns à maioria dos adeptos que não são benfiquistas!
O País, definitivamente, está dividido em benfiquistas e anti-benfiquistas.
Nós somos muitos - eles são demais...
Quantos mais juntarem mais pequeninos se mostram - são eles que nos fazem ser grandes!
Os pequeninos são assim...

Perdeu-se a vergonha e o respeito entre as instituições (tenho alguma esperança em Bruno Carvalho) e são os próprios jogadores (aqui) (aqui) (aqui) adversários a fomentar ódios e provocações, sem que as entidades patronais façam algo (talvez até os incentivem) para os chamá-los à razão!
Estes é que são os verdadeiros frustrados...

Como benfiquista, sentir-me-ei insultado, no dia em que um nosso atleta tenha este tipo de comportamento miserável contra qualquer adversário, sem que uma resposta rápida e severa não parta imediatamente da direcção do clube. Nós não somos assim - nós não podemos ser assim.
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Nenhum benfiquista poderá sentir-se frustrado com a exibição da sua equipa!
Nenhum benfiquista pode sentir-se frustrado com o percurso da sua equipa!
Nenhum benfiquista pode sentir-se frustrado com a garra o empenho e o querer ganhar de todos os nossos rapazes!


9 Finais Europeias:
TCE/LC: 1961, 1962, 1963, 1965, 1968, 1988, 1990
UEFA/LE: 1983, 2013

11 Meias-finais:
TCE/LC: 1961, 1962, 1963, 1965, 1968, 1972, 1988, 1990
UEFA/LE: 1983, 2011, 2013
TVT: 1981, 1994

É preciso não esquecermos que esta é a sétima (em nove) final - de uma história fantástica que poucos clubes se podem orgulhar - que o Benfica não consegue vencer!
É preciso não esquecermos que esta equipa do Chelsea ganhou a Champions League da época passada, derrotando o poderoso Bayern de Munique no seu próprio estádio.
Numa final só um pode ganhar e nem sempre ganha o melhor ou o que mais fez por isso!
As forças (em poderio económico) ontem em confronto eram largamente (de goleada) favoráveis ao nosso adversário e na bolsa das apostas o favoritismo estava claramente do seu lado.

Isso não impediu que o Benfica fizesse uma grande exibição, apenas manchada, não pela falta de eficácia ofensiva como a maioria das análises sustentam, mas porque (mais uma vez) não houve eficácia defensiva!
Os jogos ganham-se marcando um só golo, mas perdem-se sempre que sofremos mais um que o adversário!
É assim e não há volta que lhe possam dar por muitos malabarismos mais ou menos complicados que queiram fazer.

Os jogos como este (equilibrados) ganham-se e perdem-se por questões de detalhe...
Cardozo marcou um belo golo de cabeça (bem anulado por fora-de-jogo) exactamente igual ao golo de Falcão (igualmente em fora-de-jogo) que derrotaria o Braga na final de Dublin! 
Dois belos golos que tiveram sortes bem diferentes; um foi naturalmente anulado. O outro entregou um titulo de bandeja. Assim se escreve a história...

O Benfica e o benfiquismo, através dos magníficos e incansáveis adeptos que apoiaram a equipa em Amesterdão, a quem gostosamente presto a minha homenagem, só podem sentir-se orgulhosos pela prestação da sua equipa!

Não será fácil a Jesus e aos seus comandados recuperar física e mentalmente deste duro golpe, mas a verdade é que Domingo há um jogo que temos imperiosamente que ganhar e para a semana há outra final para se jogar e...ganhar.
Força rapazes...

Como já ontem afirmei ainda a quente, hoje mais a frio reafirmo ainda com mais convicção!

Tenho muita amargura na alma.
Sinto muita tristeza no coração.
Tenho um orgulho sem tamanho por ter nascido benfiquista.
Tenho um enorme orgulho nos nossos jogadores e no nosso treinador!
Sou do Benfica!

6 comentários:

  1. Totalmente de acordo, caro Guachos.

    Prevejo grandes feitos num futuro próximo. Vejam o que aconteceu ao Bayern, um grande clube europeu e mundial, bem gerido sem corrupção, rico e com grande jogadores!
    O ano passado perdeu tudo, TUDO, campeonato, Taça e a final da Champions no seu próprio estádio e cidade. Incrível! Contra uma equipa que lhe foi claramente inferior! Mas nunca desistiram!
    Continuaram como se não fosse nada! Levantaram-se e este ano deram apenas 7-0 à melhor equipa do mundo, o Barcelona! Estão na final e acredito que desta vez vão mesmo ganhar!

    Que nos sirva de inspiração e de exemplo, pois é também com os exemplos dos grandes que crescemos!

    Viva o Benfica!


    ResponderEliminar
  2. Ora põe lá aí o meu AMEN no fim da escrita!

    ResponderEliminar
  3. Caro Guachos

    A frustração é filha mais velha da ignorância.

    É assim que caracterizo o anti-benfiquismo e não só o primário porque eles são distintos.

    Uma vez mais, o meu aplauso por mais uma lúcida lição de Benfiquismo pleno.

    ResponderEliminar
  4. lawrence, imagino como está sendo difícil lá longe enfrentar estes malditos percalços...mas isto não é para quem quer - apenas para quem pode!

    Caro Joseph,
    Obrigado pelo conforto, que de resto retribuo com prazer!

    Muitos dos facas longas só estão à espera que o campeonato acabe para - ainda mais - soltarem o ódio que cultivam à meses...
    Que morram afogados próprio veneno...

    ResponderEliminar
  5. ... "Tenho muita amargura na alma.
    Sinto muita tristeza no coração.
    Tenho um orgulho sem tamanho por ter nascido benfiquista.
    Tenho um enorme orgulho nos nossos jogadores e no nosso treinador!
    Sou do Benfica!" ...

    Já passaram quase 24 horas, mas a amargura mantem-se e o tristeza vai perdurar. Ontem três gerações de benfiquistas viram juntos o seu amado clube perder. A pancada doeu muito,os mais velhos emudeceram, e o mais jovem chorou!
    Mas não é a perda de uma final que irá diminuir o enorme orgulho que sentimos por ser Benfiquistas!

    ResponderEliminar
  6. Caro Guachos,

    ontem a noite passei pelo mesmo, o meu amigo lagarto (é meu amigo sim senhor), nao perde uma oportunidade, um único desaire do Benfica para mandar a piadinha da ordem. Pu-lo na linha e só lhe disse: " tens a mania que os Benfiquistas são doentes, arrogantes, com a mania da superioridade, agora diz-me la quantos vezes te gozei sempre que as coisas nao correram bem ao Sporting, e olha que nao foram assim tão poucas! E tu? quantas nao perdeste a oportunidade de dizer a graçola?)
    Respota: "-------------------------" claro, o silêncio.
    O que não podemos é ficar calados com as coisas que nos apontam, quando acho ( e não e por ser Benfiquista)que até podemos ser exemplo para eles do que supostamente nao somos.
    Respeito todos os clubes, adeptos e nunca o sofrimento alheio me provocou qualquer alegria...
    Orgulho no Benfica sempre! e hoje nao existe ninguém que me consiga por a moral em baixo! Jogamos muito a bola caramba!!!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.