quarta-feira, 12 de junho de 2013

A “Estrutura”, os “poderes’ do Técnico e … o “Maestro”

Por José Albuquerque

Há quase duas décadas que o “Maestro” é tema recorrente das conversas e escritos dos Benfiquistas e ainda bem. Para ser absolutamente claro, considero de uma irracionalidade gritante todos os que tentam atacar o Presidente através do “Maestro” e não deixa de ser quase hilariante verificar que esses que o fazem são, exactamente, os que, recorrentemente, acusam o Presidente de usar em proveito próprio (eleitoral e não só) a quase unanimidade que o Rui constitui entre Nós.

Já se chegou ao descaramento de sugerir ao Rui a demissão, como se ele não fosse um vértice fundamental em todos os recentes sucessos quantitativos e qualitativos do Nosso futebol.  Acontece que, quando, assim, “atacam” o Rui, mesmo que o verdadeiro visado seja outro, eu considero que cometem um erro quase imperdoável.

Um outro “verbo de encher” nos maus momentos do Glorioso é a famigerada “Estrutura”. Ainda por cima, muitos Companheiros não hesitam em a criticar por oposição com a alegada “estrutura perfeita e vencedora” do crac, numa comparação que eu me recuso a qualificar, para não desatar a Sinceramente, eu não consigo entender como alguns Companheiros se satisfazem quando ‘culpam a estrutura’, sugerem a substituição de uma das suas figuras (talvez por não conhecerem os nomes das muitas dezenas de outras), admitem como solução algo que seria uma real despromoção do “Maestro” e terminam a dizer … “Eureka”!

Permitam-me uma só pergunta: como é que alguém que não trabalha com uma certa organização, se sente capacitado para fazer avaliações individuais e/ou colectivas dos seus desempenhos individuais?
Mesmo não sendo um especialista em avaliação de competências (recursos humanos, para os mais ‘antigos’), a única resposta que me parece possível seria … por não terem melhor que fazer.  

Finalmente, o terceiro vértice deste ‘problema’ (aquele que define uma espécie de “triângulo das Bermudas” no qual pretendem que desapareça o Carraça) e como ‘subproduto’ de serem confrontados não tanto com a renovação do Técnico, mas sobretudo com a não diminuição (?) do seu salário, nasceu a ‘critica’ ao “aumento dos seus poderes”.

Mas, que raio, como é que se aumentam os “poderes” de um Técnico, alguém sabe dizer-me?

Pior ainda e caso alguém soubesse explicar-me essa impossibilidade, ainda não descobriram que esse “aumento de poderes” estaria a tornar o respectivo salário mais ‘baixo’ (fazer mais pelo mesmo dinheiro), tal como tão veementemente defenderam?
Ora “digam la se pode, ou não, falar-se o Fado” … …   

Companheiros,

Eu não sou de endeusar ninguém (nem sequer Deus), mas creio que temos, todos Nós, profundas razões para “protegermos” o “Maestro”, sem o imiscuir em tricas e sem o envolver em “desabafos” …

O Rui é um de Nós, um dos Melhores, é um símbolo do Glorioso! Ele tem um passado, como Atleta, como Benfiquista e como Homem, que lhe confere um lugar ímpar na História do Glorioso, que o qualifica como um dos mais valiosos “activos” do Clube e lhe auguram um papel importante no Nosso Futuro.
O “Maestro” ainda é, hoje, o mais brilhante de quantos Atletas saíram da “Fábrica” (tendo recusado convites para ir para alcoshit), ele também foi colocado “a rodar” para amadurecer como futebolista, regressou para nos encantar e para ser Campeão (com salários em atraso), condicionou a sua carreira em prol do Clube (recusando o Barcelona e a “fortuna” que lhe ofereciam), foi estrela do “cálcio” por 11 épocas (7 na Florentina e 4 no Milão, sem nunca ter sido apanhado pelos paparazzi), chorou quando fez golo contra a Nossa Equipa, assinou “em branco” para regressar e terminar a sua carreira como Atleta e, finalmente, aceitou o convite do Presidente, recusando pelo menos uma (que eu saiba) alternativa muito melhor remunerada.
O Rui é Sócio de quatro dígitos, é Sócio Fundador e é Accionista da SAD (dez mil títulos, só em nome próprio). O Rui é Benfiquista e é Pai de Benfiquistas.  

Que se “levante” quem tenha dado metade (ou melhores) das provas de Benfiquismo nestas duas últimas décadas!

Eu não vou endeusá-lo, mas não aceito que o ataquem por lhe exigirem a … perfeição! Eu não aceito que pretendam dar-lhe lições de futebol, nem aceito que coloquem em causa nem a sua inteligência (foi sempre Benfiquista e, como Atleta, não se conquista o titulo de “Maestro” com demonstrações de burrice), ou a sua integridade como Profissional, como Homem e como Chefe de Família!
Há mais de 20 anos que o Rui é alvo dos holofotes da fama e nunca, ninguém, teve nada a apontar-lhe. Nem fora nem dentro dos relvados: NADA vezes NADA. NADA!
Se todos Nós merecemos respeito, o “Maestro” não pode merecer menos. Se todas as Nossas opiniões têm direito a ser ouvidas, as dele também e por maioria de razão, mesmo que ele entenda guardá-las para o CA da SAD!

Mas não é só pelo passado e pelo respeito que ele Nos merece, que atacar o Rui de forma ínvia constitui, na minha humilde opinião, um grave atentado ao Glorioso.

Pelo passado, sim, mas principalmente pelo presente e pelo futuro do Clube, quem escolhe o “Maestro” como subterfúgio para objectivos que ele não subscreve e negou repetidamente, quem o elogia e/ou desaprova por comparação (e/ou falsa oposição) ao Presidente, quem o tenta “misturar em tricas”, tem de ser obrigado a pensar mais e melhor. Quem isso faz, mais ou menos directamente, ou esquece ou finge esquecer o desafio que LFV lhe lançou há 5 anos, desconhece, ou simula desconhecer, o que representa ser Administrador de uma SAD com um Activo (conservadoramente avaliado, sobretudo pelo valor contabilístico do Plantel) de cerca de 400 milhões de euro e nela deter o pelouro do “core business” – o Futebol.

Sinceramente, estou convencido de que, pelo menos na esmagadora maioria, não têm nem ideia. Tal como nunca estiveram num balneário, nunca disputaram uma partida de futebol a sério e, ainda assim, têm sempre muitas coisas a dizer sobre as táticas, sobre os Atletas e sobre os “negócios” que deveriam ser feitos.

Somos, todos, muito lestos a identificar os problemas e os “erros” (sobretudo á segunda feira), mas muito “poupados” no que toca ás soluções e/ou alternativas. Só que uma coisa é dar largas á frustração por um lance falhado ou por um mau resultado e outra, bem diferente, é não pensar nem no pouco que se sabe, nem admitir o tanto que se desconhece no momento de “botar tese” sobre a gestão do Nosso futebol. E o anonimato da internet não pode desresponsabilizar!

O “Maestro”, que foi um Atleta de eleição, que tem um curricula exemplar de Benfiquista e que é um Senhor em tudo o que se lhe conhece, não teve o privilégio de uma formação académica em Gestão …

Quer dizer … não tinha tido esse privilégio ate há cinco anos!
Trabalhando directamente com o Presidente e com o DSO, entre outros, com o pelouro do Futebol (todo ele) e as suas responsabilidades, enquanto Administrador, relativamente a TUDO o que diz respeito á SAD e ao Grupo, o Rui já está a fazer como que um “Mestrado” em Management. Que ninguém tenha a menor dúvida!

E o que pretendo com tudo isto que aqui digo, será defender que o “Maestro” vai ficar imune ao erro?

Longe disso e a minha “tese” é bem simples e objectiva. Para a traduzir por uma só equação, permitam-me que pergunte: quanto vai “valer” o Rui daqui a dois anos? E dentro de cinco? Quanto já vale ele, hoje? Não percebem que ele tem demasiadas competências para ir substituir quem quer que seja que trabalhe com ele? Não entendem como ele está bem colocado para contribuir para as soluções de que o Benfica necessita?
Para o Glorioso, para a SAD e para todo o Grupo, o Nosso “Maestro” representa muitos milhões em “goodwill”. Ele é um “Activo intangível” (não contabilizado) de valor tão crescente quanto difícil de calcular.
Benfiquista como poucos e identificado com o Clube desde que nasceu, irmanado desde as humildes raízes aos Valores mais nobres, um Senhor do Futebol reconhecido á escala planetária e cuidadosamente preparado como Gestor o Rui poderá não ser insubstituível, mas é e será, com toda a certeza e tal como sempre foi … ÚNICO!

O Benfica somos Nós, mas o Clube não é Nosso, não me canso de o repetir. O Benfica está nas Nossas mãos “a crédito” das gerações futuras, dos que o transportarão até á eternidade e para além dela. Nas últimas décadas já desperdiçámos demasiado tempo e recursos. Demorámos demasiado a perceber que o “jogo” estava viciado e escolhemos más soluções ou “não soluções”.

Malbaratar os talentos do “Maestro” … seria um “crime de lesa Glorioso”.

Pretender que a Nossa “Estrutura” trabalhe para ‘seduzir’ técnicos, atletas e equipas que devem ser, sempre, adversários, ou pretender que ela se otimize na capacidade de intervenção junto da mérdia e dos Tribunais de Família e dos serviços de estrangeiros e fronteiras e das comissões de justiça e das de disciplina, ou, ainda, que ela invente e administre ‘aditivos’ aos Atletas, etc., etc., etc. … seria outro “crime de lesa Glorioso”. 

Manchar a Nossa Estrutura com um qualquer ‘vosé jeiga’, que desse razão a campanhas “a la capela”, isso então já não se resumiria a um “crime lesa Glorioso” e passaria a ser verdadeiramente anti Benfiquista e anti Patriótico.    

Viva o Benfica!

9 comentários:

  1. esses ke dizem mal de kem comanda o nosso barco so falam porke voçes lhe dao audiençia,deviam ser ignorados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pum pum... 'Português' ao fundo!!! LOL

      Eliminar
    2. Companheiro "Anonimo",

      Talvez tenhas razao, talvez o "masoquismo" cronico dos Benfiquistas se revele dessa forma: aceitando o POLVO, desde que continuemos a fazer 'fogo amigo'.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. O problema enorme José de Albuquerque é que há uma turba com agenda politica que vive (quiçá sobrevive) atacando tudo o que mexe no Benfica.

    Digamos que a Caravana há-de continuar a passar e eles continuarão a ladrar!!!

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enormerrimo Calos Alberto, Companheiro,

      Agenda politica?
      Talvez ... talvez tenhas razao, mas, nesse caso, trata-se de uma pessima agenda e uma ruinosa politica, ahahah.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  3. Muito bom texto.

    A guerrilha entre clubes faz-se, também, com a tal "agenda política" de que fala o Carlos Alberto, que convoca de imediato para a CS certos notáveis a seguir a um mau resultado e alimenta um chorrilho de insinuações e maledicências difundidas pelas redes sociais e blogosfera, com o intuito claro de debilitar o clube.
    Embora considere que dentro do Benfica estão preparados para encarar e ultrapassar essa "ruído", não deixa perturbador para mim, como ainda existam Benfiquistas que se deixem enredar nessa narrativa. Não haveria mais a ser feito neste aspecto pela comunicação do Clube?

    O Benfica é clube moderno, cada vez mais sólido e que é cada vez mais reconhecido internacionalmente, quer pela sua capacidade de gestão quer pelo regresso aos grande palcos desportivos. No entanto, há os adeptos têm um problema de mentalidade, ao não encarar os desafios que se põem com a força e determinação que seriam exigíveis e que seria de esperar. Como fortalecer a mentalidade dos adeptos?

    E PLURIBUS UNUM!
    FORÇA BENFICA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Superaguia1904, Companheiro,

      Obrigado pelo apoio.

      Estou mais de acordo contigo, quando atribuis essa "agenda politica" a outros interesses, exogenos ao Clube, infelizmente 'assimilada' por alguns Companheiros Nossos.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  4. Companheiros,

    Vou confessar-vos aquilo que mais me entristece ...

    Que algumas ideias deste texto, tal como tantas outras apresentadas por Companheiros Nossos imediatamente rotulados de "Vieiristas", que nao passam de ideias simples, claras e quase obvias, nao constituam unanimidade.

    Se os que as rejeitam fossem pessoas 'burras', ou se eu pudesse duvidar do seu Benfiquismo, tudo me seria mais facil.

    Mas a porra e que nao posso!
    Eu conheco alguns destes Nossos Companheiros e, por isso, sou testemunha quer da inteligencia, quer do Benfiquismo e ... nao consigo entender.

    Reparem que, na minha humilde opiniao o que esta em causa nao sao as 'barbaridades' que todos somos capazes de vomitar 'a quente': o que me 'vira do avesso' sao textos e outros comportamentos perfeitamente conscientes.

    Nao sao 'petardos' nas maos de garotos mal educados.
    Sao ataques ao Clube, alguns deles com 'preciosismo' de cobardia e indignidade, para alem de uma extrema infertilidade.

    Mudando de tom ...

    Ninguem me ajuda a entender como se pode "aumentar os poderes do Tecnico"?
    Especialmente sem que isso corresponda a dar-lhe mais trabalho?
    Eventualmente pelo mesmo salario?

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  5. Meu caro J.Albuquerque, é com muito orgulho que sou consócio de um benfiquista que consegue expor de uma forma tão clara e óbvia a valia actual da nossa admnistração e do rumo que seguimos.A nossa nau é enorme, tem uma tradição e nobreza que nos honra a todos nós benfiquistas,mas esteve entregue em mãos que nos diminuiram e atraiçoaram o nosso Glorioso passado.
    Não sou nenhum seguidista, mas passei de um desconfiado do Vieira, a um apoiante de um homem que contra tudo o que de ignóbil e traiçoeiro existe no nosso Futeluso, vulgo Polvo, reergueu uma "nação" descrente e submissa-fracos Reis que tivémos e que de nós fizeram fraca gente!
    Assim que essa luta for ganha, e que cada vez estou mais convencido está a ser travada ás claras e nos bastidores(de forma leal e limpa mas uma luta sem quartel e sem baixar as armas),uma onda enorme de benfiquismo se erguerá com enorme fragor, e voltaremos ao lugar que nos pertence e nos foi retirado de forma torpe e soez.
    Apenas as vitórias irão trazer ao coração do povo benfiquista a luz da razão que já existe no rumo que estamos a seguir, e essas vitórias já se pressentem, elas estão aí á porta, e então estaremos de novo no galarim dos Gloriosos e imortais.
    Eu acredito!E tu Benfiquista acomodado, tão critico para com os nossos e tão amorfo e desinteressado nas manobras que minam o nosso trabalho??Até quando vais pactuar com a miséria moral do nosso futebol?Revolta-te, faz-te sócio, vai ao estádio e se não puderes, ao menos nunca permitas conversas que nos desprestigiam sem intervires em Nossa defesa.Conhece e interessa-te pela nossa história e desmente sem nunca desanimar todos que tentam intrujar e vilipendiar a memória do nosso Clube.
    Viva o Benfica!!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.