quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Era mais ou menos assim...

Vou tentar explicar por imagens; numa pequena amostra, a razão do espanto e do destrambelhar actual!
Durante décadas foi assim; ou melhor, isto que se vê no video, aos moços da minha idade parecerá bastante soft. Mas pronto, sempre dá uma ideia à rapaziada menos idosa, do que se passava semanalmente nos anos dourados da máfia corrupta.

12 comentários:

  1. Oh guachos mete aí o ponto de "fuga" nessa camera...ainda hoje foi mais do mesmo parecia a tvimemória!

    ResponderEliminar
  2. Os talibãs não se lembram deste tempo. Berram agora de barriga cheia...

    ResponderEliminar
  3. Ainda hoje me arrepio quando me lembro desta tentativa de assassinato ao J. Pinto, enquanto jogador (ficava arrumado para sempre!). Lembro-me de, na altura, ter pensado que quando o sarrafeiro lhe vai para dar a pancada, a sorte do João Pinto foi não ter a perna apoiada no chão, senão partia completamente.
    Não consigo ver mais que uma vez. Fico muito incomodado.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No ano passado em casa dos porcos, tivemos 2 quase iguais, 1 o fruteiro mostrou amarelo (sobre Salvio) e a outra nem falta marcou (sobre o Fedja)...ESCANDALOSO. Quem era? O LADRÃO DA PEDREIRA----Marco FDGP da madeira.

      Eliminar
    2. Sim, foram também muito graves, para partir, mas a do João Pinto foi arrepiante golpe de karaté a "matar" um jogador.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  4. Enormerrimo Guachos, Companheiro e Bom Amigo,

    O caminho que ja' percorremos desde estes tempos de verdadeira criminalidade 'a solta no "fute luso" ... um caminho longo, suado, sangrado e chorado, ... tem de Nos manter concentrados no que ainda Nos falta percorrer (e fazer) ate' libertarmos completamente a Verdade Desportiva desta cafila de bandalhos criminosos que protagonizaram cenas como esta que aqui nos recordas.

    Viva o Benfica!
    (Jose' Albuquerque)

    ResponderEliminar
  5. Pois é kid eu sou do fim dos anos 60 e lembro-me muito bem disso tudo. Os talibans são apenas uns fetichistas loucos de vontade de estar intimamente com LFV e JJ, mas como estes são homens com H grande andam os moços de recados ressabiados.

    Quanto ao jogo de ontem da corrupção, não me admirava que fosse uma arbitragem encomendada pelos fruteiros para depois pressionarem a mesma na Liga a seu favor.

    Foi uma arbitragem tão original por ter sido honesta que até se desconfia de tal coisa.

    Miguel

    ResponderEliminar
  6. Eu sinceramente não me iludo, aquilo ontem foi atirar areia para os olhos depois do que se passou em penafiel (como se branqueiam 3 golos roubados). Querem manter o discurso do colinho e isto é o melhor que arranjam, um jogo em que até têm um pénalti convertido ´de teatro que só aqui é que marcam e 2 jogadores expulsos normalmente... a anormalidade é não acontecer nos outros jogos. Aposto como agora já se vai falar de arbitragens novamente.

    ResponderEliminar
  7. Ora aqui está uma expulsão muito boa

    https://www.youtube.com/watch?v=Eqb31d7QCNc

    ResponderEliminar
  8. Tudo orquestrado. Viu-se nos discursos.
    O pior foi o pé de microfone da TVI que chamou o corrupto-mor e depois disse que foi o peidoso que irrompeu...

    ResponderEliminar
  9. Também estou de acordo que aquilo ontem mais não foi do que uma tentativa cínica de fazer esquecer o escândalo nacional que foi a arbitragem em Penafiel, a típica vitimização andrade.

    O árbitro até esteve geralmente bem inclusivamente, e aqui tenho de dar razão ao António Salvador, apontando um pênalti que não existiu, desbloqueado o jogo, que o filho do Domingos Paciência, bem ensinado pelo pai, simulou com um salto "encarpado" quando o defesa do Braga nem lhe tocou.
    Interessante foi ver que nesse lance a SportTV não mostrou nenhuma repetição aproximada do lance mas mesmo à distância viu-se bem que foi simulação e em vez do pênalti devia ter sido amarelo por simulação do jogador.

    Por outro lado, o pênalti contra o Porto foi claro pois houve o habitual lance do Indi (ele faz isso muitas vezes) empurrando o jogador do Braga quando este no ar se preparava para ganhar posição. Aqui a SportTV também não mostrou repetição aproximada. Estes gajos do Oliveirinha nunca enganam!

    Quanto às expulsões do Reyes não há nada a dizer. Dois amarelos claros por derrubes por trás e por isso, expulsão correcta.
    A expulsão do Evandro foi correctíssima. Pontapé claro, nem tentativa foi, num jogador do Braga que estava no chão, de borco. Não sabemos se o pontapé acertou na bola de jogo ou nas bolas do jogador, mas é sempre agressão mesmo que não tivesse acertado em nenhum bola.

    Depois disto se querem censurar, censurem os jogadores! Mas naturalmente que não querem porque o truque aqui é a utilização da VITIMIZAÇÃO, uma táctica muito antiga e muito usada por eles que começou já no tempo do Pedroto - esse grande professor das manhas e patranhas! - "roubo de Igreja", gritava ele quando eram eles que roubavam, que têm utilizado ao longo dos tempos com grande vantagem própria.

    Infelizmente para eles, os tempos estão a mudar, as pessoas já não se deixam enganar, o país civilizou-se, nem sequer muitos dos próprios adeptos já aceitam esses truques baixos, como se pode constatar em alguns blogues azuis.
    O fim está próximo.

    PS: Não sei se repararam no "Richelieu andrade", o Rui Cerqueira, que nos bastidores, no fim do jogo, já tinha engendrado a estratégia de comunicação que foi gravada em cassette e passada para a CS pelas vozes do Papa e do treinador.



    ResponderEliminar
  10. Continuam com as mesmas tácticas 20 depois (e mais do que isso) e depois querem ser considerados "grandes" porque têm umas taças europeias?
    Uns tristes!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.