sábado, 25 de julho de 2015

Centralização dos direitos de TV.

Por José Albuquerque

Nem sei o que diga, ahahah.
Os Companheiros que sempre me informam sobre as últimas modas Taliban ... devem estar todos de férias: o Presidente deu uma, imensa e soberba, entrevista a mais um pasquim e a minha caixa de correio continua, surpreendentemente, tranquila.

Será possível que o Presidente tenha conseguido evitar mais umas dúzias das chamadas “mentiras”?
Será possível que ele tenha confirmado que a Nossa SAD continua a liderar o processo de estudo e análise da eventual centralização dos direitos de TV da Liga NOS e ... os Taliban não o acusam de mais nenhuma “santa aliança espúria com o seu amigo mamão”?
Será possível que o Presidente não prometa “bombas”, nem garanta que o Gaitan e o Jonas ficam, sem que lhe caiam todos os Taliban em cima?

Se ainda havia quem duvidasse das profundas alterações recentes sofridas pelo “fute luso”, até naquelas minhas perguntas eu leio sinais eloquentes do contrário. Ou melhor, de tudo e do seu contrário, ou seja: sinais de profunda crise e ... de oportunidades sem fim!

As dúvidas que eu tenho (e a que não tenho).

Os Leitores do GUACHOS conhecem bem as dúvidas essenciais que me preocupam por estes dias e eu só volto a esses temas quando virmos os sinais concretos que englobarão a Nossa próxima época, o mais tardar ... no fim de agosto.
Mas se há assunto sobre o qual eu não tenho a menor dúvida, é, exactamente, sobre a Nossa BTV!

A Nossa maior Vitória neste século!

Só um grande poeta poderia ter escrito que “o sonho comanda a vida” e só Nós, Nós que Somos o Benfica, para conseguirmos sonhar tão alto, tão longe e tão bem.
Honra lhe seja, o Presidente foi o grande mentor deste Nosso projecto. Mas esta Vitória, que é dele e de todos os que nele trabalharam, é a mais colectiva e abrangente de todas as Vitórias do Nosso Clube: a BTV é o colinho, por definição!
Há muitos anos (mesmo antes dela ter nascido) que eu afirmo que o dossier da Nossa Televisão foi aquele que o Clube mais e melhor preparou, planeou e executou. Todos sabíamos a dimensão da oposição que a BTV ia ter, era difícil prever que íamos ter a capacidade para vencer a imensa “barragem” de artilharia que o POLVO lhe iria dedicar, começando ainda antes da primeira emissão de ensaio (o Benfica x Nápoles, lembram-se?) e terminando (?) quando ela se tornou um player incontornável no panorama do audiovisual desportivo em língua portuguesa.

Reparem nesta breve lista de factos históricos ...

O Benfica (o Clube e a SAD) travaram uma tremenda luta para conquistar as licenças necessárias à concretização do projecto.
O Benfica elegeu os investimentos inerentes como absolutamente prioritários (carago, gastar recursos tão escassos numa televisão?).
Logo que esta sua nova “Casa” se consolidou, o Benfica começou a investir em conteúdos desportivos (futebol, evidentemente) externos ao Clube, medindo a sua receptividade.
O Benfica recusou uma oferta de 111M€, por 5 épocas, e não renovou o seu contrato com o mamão chupista!
A Nossa BTV, já como canal “premium”, implodiu o monopólio da sporcos, reforçou os investimentos em meios e conteúdos, sem receio de o fazer em plena crise económica e financeira e transformou-se no mais recente “case study” mundial do setor.

Deve ser por isto que os Taliban não se atrevem a especular sobre o futuro da Nossa BTV, ahahah.

Que ninguém confunda a “Centralização” com um qualquer monopólio!

Muito menos com o regresso ao que a BTV fez implodir!
A centralização da negociação dos direitos televisivos das competições profissionais de futebol, é isso mesmo: uma fórmula de negociação!
Na minha (muito) humilde opinião, é a fórmula que melhor pode defender todos e cada um dos clubes que participam nessas competições, além das próprias competições, como o comprovam as experiências das “Ligas” que já a praticam há mais anos e, até, pela negativa, as várias competições profissionais nacionais: nunca o “mamão chupista” teria construído o seu império (com fundações de barro, mas império), caso a LPFP tivesse optado por esta fórmula, como deveria, logo desde início dos anos 90 do século passado.
Nunca o POLVO teria sido o mostrengo que chegou a ser, nem teria tido o poder (quase absoluto) que teve, caso os Clubes tivessem mantido o poder de negociação desses direitos.

Mas isso não pode significar que o Benfica, que tem argumentos incontestáveis nesta matéria, seja “obrigado” a nada ou coisa nenhuma, Companheiros: não existe nenhuma fórmula de centralização que possa fazer-se sem a vontade expressa e completamente livre, de todos os clubes que a adotarem; não existe nenhum suporte jurídico para permitir a uma qualquer “maioria de clubes” nem sequer uma tentativa de “imporem a sua vontade ao Benfica”!

Nem na negociação em si, nem, muito menos, nos valores que o Benfica vai obter como compensação por/se perder o exclusivo das transmissões dos desafios disputados na Catedral.
Que ninguém imagine que se vão aplicar em Portugal exemplos, nem de negociação, nem de partilha dos rendimentos, que caracterizam outras ligas (muito menos a BPL). Que ninguém “sonhe” que a Nossa BTV pode sair prejudicada neste processo (nem “beliscada”, quanto mais prejudicada).

Eu vou, mesmo, mais longe e prevejo que osgalhada e andruptos se vão colocar contra este processo de “centralização”!

Porque o processo os prejudicaria a eles?
Não, Companheiros!
Porque esse processo vai, acima de tudo, beneficiar os clubes mais pequenos e ... o Glorioso!

O Benfica? Como? Porquê?
Pensem, Companheiros!
Pensem nas vantagens que temos, quer no mercado interno e, sobretudo, no mercado externo, por liderarmos este processo, sendo o único Clube que detém a sua própria TV.

E, por favor, pensem que há um único problema que poderia colocar em causa o Nosso futuro. Um único!
Seria o caso de uma crise tão profunda no “fute luso” que inviabilizasse a existência de competições internas onde o Benfica inscrevesse as suas 2 Equipas profissionais ... ou que fossemos Nós a ter de a sponsorizar ... a menos que já existissem alternativas de campeonatos à escala europeia!  


Viva o Benfica!   

13 comentários:

  1. E, no entanto, era tão fácil o quim manter-se à tona da água... bastava "deixar ganhar", de vez em qd, os clubes da capital...

    Mas "há uma linha q separa" a ambição da ganância... e nunca p ganancioso medrou nem quem ao pé dele se achou...

    ResponderEliminar
  2. A forma simples como rasgas - de cima a baixo - todas as teorias dos profetas da desgraça é genial. E ainda nos dás, a nós, a confiança que precisamos para mantermos a chama sempre acesa!
    É um orgulho muito grande que continues a escolher o GV para o fazeres. Grande Zé!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Bom Amigo,

      Ainda me engasgo com tanta baba, ahahah.

      garanto-te que ainda não li nada (depois desta entrevista, claro) sobre este tema, mas lembro-me bem como alguns Taliban tentaram confundir a "centralização" com uma qualquer espécie de "monopólio da oferta", pressupondo que o Nosso Clube se teria de submeter às decisões da maioria dos clubecos com direito a voto na LPFP e desenhando um cenário do tipo "robin dos bosques", em que o menos mau seria o Glorioso transformar-se numa espécie de sponsor de todos os outros clubes.

      Um disparate (mais um, ahahah) só ao alcance daquelas cabecitas ...

      Pois eu não tenho a menor dúvida de que a Nossa BTV vai ter um papel determinante na distribuição desses direitos, especialmente no estrangeiro e nos países em que esteja melhor implantada (poucos serão os países onde as transmissões serão em regime de exclusividade).
      Tal como não tenho a menor dúvida de que a BTV vai concorrer para assegurar a distribuição de vários "pacotes" de jogos no mercado interno (não acredito que apareça nenhuma proposta interessante para a transmissão de todos os jogos de todas as jornadas, porque abundam os casos com um potencial de valor quase nulo), que acredito vai ser a melhor solução possível, acabando quase todos os canais ("abertos" incluídos) a transmitir bastantes desafios do campeonato, fórmula ideal para maximizar o potencial publicitário, acrescentar mais valor e, consequentemente, garantir melhor retorno qualitativo e quantitativo para os clubes e o próprio campeonato.

      O antigo monopólio do mamão acabou e não tem a menor condição de renascer!
      Ora como eu não vejo a osgastv e o porcocanal (mesmo que se "fundam", ahahah) a ter condições ... nem sequer técnicas, quanto mais económicas, para competir ... creio que entra pelos olhos dentro a enorme vantagem que temos com a Nossa BTV.

      Quanto à partilha dos recursos gerados, não vejo como é que alguém teria a suprema lata de discutir os dados concretos que comprovam a supremacia do valor dos Nossos desafios ...

      Em síntese: o Glorioso só pode ser beneficiado com este processo!

      Tudo isto sem sequer falar do previsível aumento de competitividade de alguns outros clubes pequenos, que só me parece poder beneficiar a Verdade Desportiva e, indiretamente, o Nosso Clube.
      Tudo isto sem sequer falar sobre um novo "critério" de separação (e dimensionamento) entre as 2 ligas profissionais. Desta vez um critério objetivo e fora do controlo das Associações de Futebol (a AF Porto, por exemplo)!!!
      É que, a prazo, serão as audiências a determinar as verbas que os clubes podem receber e há vários clubes longe da AFP que vão conseguir boas audiências.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Há aqui a considerar um dado importante - é q SÓ EXISTE UM CAMPEONATO COM INTERESSE EM PORTUGAL - O CAMPEONATO DO BENFICA!

      Só contra o Benfica todos dão o máximo para poderem ter o seu minutinho de glória... Até na Champions vimos, na época passada, equipas como o Bayer a "rasgar os calções" para ganhar ao Glorioso, enquanto faziam exibições dentro da normalidade com os outros 2 clubes...

      Que valor comercial têm os jogos em que não estamos?

      Eliminar
  3. Companheiros,

    Perdoem o "off topic", mas eu estive a rever a gravação do desafio desta madrugada (está disponível no youtube) e não consigo calar muita alegria: os que se recordarem dos "pedidos" que eu fiz ao Nosso Técnico, até podem pensar que eu falei com ele e consegui convencê-lo a fazer-me todas as vontades (incluindo aquela de como jogar só com 10), mas garanto que não.

    Os meus "pedidos" não passaram de um simples exercício de bom senso, coisa que não parece faltar ao Nosso Técnico.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  4. Desculpem lá por mais outro assunto, mas é demasiado importante para passar em claro ...

    Obviamente, esta proposta para o sorteio dos BOIS nunca passou de uma espécie de "termómetro" com o qual a osgalhada e os andruptos escolheram "justificar" a candidatura do cabeça d'unto e, posteriormente, o seu planeado ataque ao vitinho ... para o substituirem por um qualquer serviçal.

    Ainda assim, nada como começar estes dias humilhando democraticamente o namoro entre o brunalgas e o padreco dajantas.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  5. Um post oportuno. Sobretudo para aqueles que (ainda) acreditam nos talibans e pasquins afectos a porkos e osgas.

    ResponderEliminar
  6. Caro José Albuquerque, vamos por partes. Felizmente os Benfiquistas começam a perceber como é que os Tailibans actuam e quais são os objectivos que querem alcançar com os seus sucessivos ataques ao Benfica através do nosso presidente, LFV; para mais quando agora não têm que dispersar fogo com o ex treinador do Benfica. E se as acções anti-terroristas levadas a cabo por todos aqueles que amam o Benfica tem ajudado e muito a esclarecer todos os nossos companheiros, também é verdade que por muito bem dissimulados que os terroristas estejam, na sua tentativa de todos enganar, dão cada salto mortal para trás que não conseguem passar despercebidos. Mesmo quando tudo fazem para censurar quem lhes coloca o trampolim diante dos pés.

    Assim aconteceu comigo quando ontem um deles tentou fazer passar novamente a ideia que a centralização era uma forma de LFV ajudar a salvar o império do mamão chupista do Joaquim Oliveira; um pouco há imagem que tentaram fazer passar aquando da discussão da possibilidade de o Benfica começar a transmitir na Benfica TV os seus jogos em casa.

    Quando escrevi um post que esclarecia ponto por ponto que uma possível centralização a ser prejudicial à alguém era precisamente o mamão chupista do Joaquim Oliveira.

    Assim expliquei que a força e o poder que JO ainda consegue ter advém precisamente dos seus contratos de exclusividade com a quase totalidade dos clubes profissionais; conseguindo assim é só assim condiciona-los e/ou submetê-los à sua vontade e interesses.
    E quando ele perder esse controle, não só perde esse poder, como deixa de ser uma mais valia para os seus sócios na Sport TV que deixam de necessitar dele para nada. Até porque com a venda centralizada dos direitos pela Liga e tendo em conta a actual lei; a NOS puderá concorrer através da Sport TV ou outro canal por eles detido directamente ao leilão dos jogos. Já para não falar que o mesmo irá acontecer com todos os outros players hoje existentes no mercado e que têm interesses e poderes bem destintos da NOS e do próprio Joaquim Oliveira, mesmo que alguns deles no passado lhe tenha. Ido comer á mão. Estou a falar duma MEO, BTV, SIC, RTP, TVI, CM TV e o Grupo Cofina por exemplo. Ou seja mais do que nunca estarão criadas as condições para Joaquim Oliveira "morrer" de vez ou passar a ser um mero lacaio de alguém... mas como o alpista já não éstá na sua mão... nada lhe resta.

    E VIVA AO BENFICA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OS TALIBAN BASTARDOS USAM NICKS PARA PARECEREM MUITOS. COMENTAM Â MEDIDA DAS SUAS PROPRIAS QUESTÕES, A FAVOR OU CONTRA QUEM ELES NÃO ELIMINAM Â PARTIDA.
      REPAREM QUANTOS NICKS QUE LÁ COMENTAM PERTENCEM A BLOGUISTAS?

      CARREGA BENFICA

      NOTA,
      já viram o nojo que a RTP produziu para promover a supertaça?

      Eliminar
  7. Meu caro José: faz-me falta por vezes o teu positivismo sobre o Benfica e a BTV... Farto de profetas da desgraça! estou contigo nesse optimismo... abraço e continua a publicar os teus textos, que tens aqui um leitor fiel embora nem sempre faça comentários!
    abraço

    ResponderEliminar
  8. Caro José Albuquerque, aplaudo o seu texto que deriva de uma quase única demonstração de lucidez.
    Apenas e se me é permitido, um pormenor sobra a nossa BenficaTV. É urgente o investimento na qualidade dos intervenientes. Relatadores, ou narradores como está na moda dizer, comentadores, repórteres. Com isso, beneficiava a BTV e, como dizia o outro, beneficiava o País.

    Saudações benfiquistas.

    ResponderEliminar
  9. Caro Jose Albuquerque,
    Tive conhecimento dum possível boato que dá conta da tentativa de aquisição por parte do canalzeco do porto da liga inglesa e espanhola, perspectivando a fusão entre a sptv é esse tal canal. Perguntava-lhe se conhece este "boato" e em caso afirmativo que comentário lhe merece. Obrigado.
    Amart

    ResponderEliminar
  10. Tudo isto é lindo,tudo isto é BENFICA!!
    Viva o BENFICA!!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.