sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

BTV, Direitos de TV e a parceria com a NOS (II).

Por José Albuquerque

Na sequência do texto anterior (AQUI) sobre este assunto tão importante e aproveitando as questões principais que percebi que nos assaltam a todos, entendi que seria interessante elaborar uma lista das perguntas que todos os Benfiquistas quereriam ver respondidas no dia 10 p.f., quando da apresentação desta nova parceria entre o Nosso Clube e a NOS.

Questões a colocar ao Presidente.

- Entende este contrato como apenas mais um, ou vê-o como uma verdadeira parceria a longo prazo, destinada a acrescentar valor à Nossa Marca, à BTV e aos conteúdos desportivos envolvidos?

- Que planos a médio e longo prazos, tem o Clube para a Nossa televisão? Vão manter-se os actuais 2 canais?

- Mantém o projecto da Benfica FM? E pensa envolver a NOS na difusão dessa Nossa Rádio?

- A publicidade estática na Catedral e a publicidade na BTV mantêm-se como proveitos Nossos, ou fazem parte, total ou parcialmente, do presente contrato com a NOS?

Questões a colocar às duas partes.

- Qual é o âmbito deste contrato: Portugal, o espaço lusófono, ou o universo?

- Além do “fee” global anunciado de 400M€, quais são as remunerações variáveis previstas, naturalmente em função dos resultados que vierem a ser conseguidos?

- Admitem as partes, perante a confirmação de um sucesso desta parceria, estudar alguma forma de cruzamento de participações sociais? Em caso afirmativo, quais os veículos previstos para operacionalizar essa estratégia?

Questões para o Presidente da NOS.

- Qual é a estratégia da NOS para a distribuição dos conteúdos do Benfica: maximização dos proveitos, ou maximização da penetração da NOS nos seus mercados alvo?

- Que planos tem a NOS (se alguns) para a distribuição da BTV fora de Portugal? Vai manter-se a ZAP nos mercados em que ela já distribui a BTV?

- Tem a NOS planos para a criação de um novo canal de conteúdos desportivos? Só para o mercado nacional? Para os lusófonos?

Companheiros,

Claro que teríamos ainda mais perguntas para fazer a estes dois homens que parecem decididos a revolucionar este mercado específico em Portugal, mas eu já ficaria satisfeito (contente? Não sei, depende das respostas) se eles Nos esclarecessem estas dúvidas.

Há uns anos que estamos, Nós, os Benfiquistas, a fazer História no Clube e neste mercado: oxalá esta parceria Nos coloque ainda mais desafios e Nos permita acrescentar mais páginas às que já escrevemos.


Viva o Benfica! 

24 comentários:

  1. Bom dia Jose, mais uma vez muito obrigado pelo seu contributo no Guachos, tenho uma duvida que se tiver alguma ideia sobre o assunto esteja á vontade para me elucidar.

    Será possível o Benfica desistir do negocio ao fim dos 3 anos (pelo que percebo basta um querer para continuar)

    Isto vem a propósito de algo que já me tinha lembrado e que hoje já vem nas noticias, os outros dois já querem negociar os contratos deles com base no nosso, será possível eles chegarem perto destes valores e se sim não nos vamos sentir lesados pelo facto de sentirmos que a nossa marca é muito mais valiosa que a de outros.

    Continuo a achar os 3 anos um pouco estranhos porque ficam depois das negociações dos outros, mas lá está, pouco percebo disto.

    Muito obrigado pelo contributo a todos os que nos escrevem aqui
    João Teixeira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João Teixeira,o MERCADO LIVRE chegou finalmente à tuga.Já não existe monopólios de oliveiredos,pts e afins.O MERCADO LIVRE paga o que os clubes merecem.Os dragartos juntos não vão chegar aos 40 M.A questão dos 3 anos é simples,pois basta ao SLB não se sentir bem tratado,que acaba-se o contrato.
      PS:Agora vê se pões os olhos no Guedes,no Renato e começas a dar o litro na equipa B.Temos grandes esperanças em ti,mas estás a demorar muito a chegar lá.Juizo João Teixeira.....hehehe não resisti....
      Seven

      Eliminar
  2. E para acautelar as preocupações de quem acha que o valor de mercado dos direitos televisivos vai aumentar exponencialmente nos próximos 10 anos(???), seria também interessante saber se existe efectivamente uma cláusula no contrato que garanta que o Benfica receberá sempre mais que Sporting e Porto.
    Ou em alternativa se existem condições que justifiquem a denúncia do contrato por acção unilateral das partes.

    ResponderEliminar
  3. Amigo José,

    (Off-topic)

    Ao que parece será anunciado nos proximos dias um parceiro que dará nome ao Estádio da Luz.

    Quanto poderá valer esse negocio, numa base anual?

    Qual o valor que a Caixa paga pelo naming do centro de treinos do Seixal?

    Obg
    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enormérrimo Fred, Companheiro,

      Juro que não sei quanto é que a CGD paga pelo CTF do Seixal, mas, pelo menos ao início, era quase simbólico.

      Quanto ao naming da Catedral, eu até era capaz de atirar um número para o ar, mas todos me iam chamar doido varrido e, depois, o LFV vendia a coisa ainda por mais, ahahah.

      Como o mercado anda e, acima de tudo, com o prestígio da Nossa Marca, o céu é o limite.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. José não seja assim, diga lá o numero que lhe vai na cabeça para então o podermos chamar de doido hahahaha

      João Teixeira

      Eliminar
  4. Volto a colocar este comentário revisto porque o artigo do Grande Companheiro e SENHOR Josè Albuquerque o merece

    O QUE SERIA DO PANORAMA HUMORISTICO NACIONAL….
    SEM ESTES GRANDES CÓMICOS DO LUMIAR?

    È só rir....

    Enquanto andaram "á boleia" do Benfica e a mamar durante anos á conta dos contratos que o Benfica ia conseguindo, com uma estratégia de parasita hospedeiro estava tudo bem...

    O Benfica recebia 4 Milhões/ano da Meo, o SCP e o FCP recebiam 3 Milhões e siga a festa…que bom que era...Apita o Comboio..."Bibó Puerto carago", que grande é o "Ceporte"

    O Benfica andava "preso" a um contrato com a Sport TV por 10 anos e a receber 8 milhões/ano enquanto o Sporting e o FCP recebiam já 14 Milhões/ano e e 17 milhões/ano respectivamente...excelente pá...abaixo os Lampiões...

    Agora que ficaram sozinhos no meio da Arena, que têm que dar ao "pedal" e que a BTV atingiu em 3 anos perto de 500.000 assinantes e a Sport Tv diminuiu de 740.000 para 430.000 e que a BTV mostrou afinal onde estão os assinantes... e que a NOS vem pagar 400 Milhões ao Benfica por 10 anos de contrato, ou seja 40 Milhões/ano....

    ...epá...isso é concorrência desleal....

    Nem um patrocinador para as barracas de praia esverdeadas do Lumiar e para as azuladas de Contumil conseguem….nem arranjam quem os queira vestir pois Nike e Puma já foram e têm de recorrer a uma tal de "Maricon"

    NÃO…não é concorrência desleal....

    É O MERCADO A FUNCIONAR….e no Mercado as marcas não estão interessadas em quem tem mais "papo ou garganta", mas em quem tem mais CONSUMIDORES!

    Nota: Caso a lagartada não saiba o que é a Lei da Oferta e da Procura...aconselho qualquer manual de Marketing do Kotler.

    ResponderEliminar
  5. João Teixeira deixou uma questão interessante. Eu duvido que os outros cheguem aos mesmos valores. É uma questão de audiência. Os jogos do Benfica tem maior audiência por isso têm de render mais. Como é que seria possível pagarem o mesmo ao FCP e ao SCP se depois o lucro ia ser diminuto ou inexistente? É verdade que podem melhorar um pouco os contratos que têm (depois de 2018, pois até lá estão presos à Sport TV) mas nunca chegarão a esses valores, a não ser que quem compre os direitos esteja na disposição de perder dinheiro, o que não me parece.

    Repara, o Benfica conseguiu os Emirates na camisola mas... o FCP e o SCP não conseguiram ainda ninguém. Seria de imaginar que pudesse cavalgar a onda... mas como têm uma marca menor e menor audiência não é assim tão fácil.

    O que o Benfica fez com a BTV foi mostrar que não só dá muita audiência como há quem esteja disponível para pagar subscrição para ver os jogos do Benfica. Como há muitos mais adeptos benfiquistas do que andruptos e lagartos é normal que o numero de subscrições diminuiria se estivéssemos a falar de um canal subscrito com jogos destas equipas. Uma PorcoTV e uma lagartos TV com transmissão dos seus jogos nunca, mas nunca atingiriam o numero de subscritores da BTV.

    Tem tudo a ver com a dimensão da marca e com as audiências!

    Claro que nada impede que um Sobrinho ou outro qualquer milionário esteja disposto a perder dinheiro só para se impor face ao Benfica e assim desvirtuar a realidade do mercado... mas isso é lá com eles. Com a lei do mercado, sem distorções, o Benfica tem sempre de receber mais que os outros pois vende mais que os outros. Numa lei de mercado, sem distorções, quem compra paga sempre mais pelos jogos do Benfica do que pelos jogos dos outros.

    - O Sonho de Damião -

    https://osonhodedamiaoblog.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  6. Companheiros João Teixeira e Manuel Afonso,

    Obrigado pelas vossas questões que, embora diferentes, me parece refletirem a mesma preocupação central e, por isso, permitem-me uma resposta comum.

    Eu espero que o que aqui está em causa não seja um contrato comercial entre um "produtor" e um "distribuidor" de conteúdos desportivos: como já perceberam, eu espero que o Nosso Clube e a NOS estejam a tentar desenhar uma verdadeira parceria a longo prazo (uma "coligação") com benefício mútuo.
    Sendo assim, o prazo deste contrato pode ser "vitalício", ou durar só 3 anos ...
    No segundo caso, isso significaria que as partes reconheceram a sua incapacidade para trabalhar juntas, ou que cessaram os seus objetivos comuns (difícil, porque acrescentar valor a ambas as Marcas deveria poder ser concomitante), ou que preferem ser concorrentes.
    No primeiro caso, quando se forem somando os sucessos, vai consolidar-se uma relação de tal modo sólida (que eu gostaria de ver confirmada ao nível do capital social), que é tão fácil discutir a partilha dos benefícios que isso quase se torna uma brincadeira.

    Eu também estranho esta inovadora fórmula de definir a duração do contrato: em tantos anos, nunca tinha lido nada assim.
    Aquilo a que estou habituado é a ver (ler e/ou escrever) MoU's que prevêem duas fase para a parceria que se deseja formalizar: uma primeira que visa o conhecimento mútuo das Empresas (há mesmo quem chame a esta fase o período de "dating") e, posteriormente, a segunda fase de formalização da parceria.
    Normalmente, entrados na segunda fase os contratos nem sequer costumam incluir cláusulas de rescisão, ou, se as incluem, são sempre por arbitragem.

    Companheiros,
    A este nível de negociação, ninguém entra para "enganar" a outra parte!
    A este nível, os princípios éticos, o conhecimento técnico e tecnológico têm de ser absolutamente transparentes, ou não vale a pena perder tempo a tentar fazer o negócio.
    Estamos a falar de cenários em que as duas partes têm o poder de se "magoar" mutuamente, pelo que só ficam unidas enquanto existirem benefícios para todas as partes.

    Espero ter conseguido transmitir a ideia de forma clara.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que esse sinal vai ser dado com os jogos do Benfica a continuarem a ser transmitidos na BTV, afinal das contas a NOS até vai pagar 15M€ por ano para ter os direitos exclusivos dos conteúdos da BTV.

      Eliminar
  7. Olá José: creio que no essencial as tuas perguntas vão de encontro a duvidas suscitadas... O futuro da BTV...A questão relativa a propriedade e valores da subscrição do canal premium! A autonomia estratégica do Benfica na gestão do seu canal! Onde vão passar os jogos do SLB e se o Benfica tem uma palavra nessa decisão!
    abraço
    ps: eu já tinha dado a minha visão deste problema no post do guachos anterior ao teu 1º acerca deste assunto! se for possível comenta se achares oportuno.
    sócio slb nº218219

    ResponderEliminar
  8. Caro José Albuquerque..

    Mais do que outra qualquer operadora a NOS sabe bem quanto valem os Direitos Transmissivos dos jogos do Benfica...
    Sabe-o porque sofreu na pele o erro estratégico de não terem alinhado de inicio com a BTV e terem permitido que a MEO garantisse durante os primeiros tempos a exclusividade da BTV e entrasse no mercado originando uma perda significativa de assinantes que mudaram para a MEO...eu fui um deles e até recebi chamadas das operadoras da NOS a tentarem que eu regressasse com a minha assinatura á NOS com condições especiais...nessa altura ainda me lembro de a operadora do Call Center me ter dito após a minha recusa e afirmação que sem BTV não voltava: "o Sr. nem imagina a quantidade de clientes que recusam a NOS por causa da BTV"

    Este negócio é mais do que um Contrato de Direitos de transmissão dos jogos…este Contrato é uma tomada de posição pelo domínio do mercado de assinantes televisivos e felizmente o Benfica é, neste caso, um valor seguro.

    Bem podem corruptos e lagartos vir agora chorar que querem o mesmo valor ou mesmo 30 Milhões…choram mas não irão mamar porque as regras e os trunfos deste “jogo” ficaram nas mãos do Benfica a partir do momento em que as operadoras se aperceberam do potencial do Mercado Benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Redbull1710, Companheiro,

      A minha experiência é, exatamente, igual à tua e olha que conheço mais alguns casos iguais a nós.

      De resto, estou inteiramente de acordo contigo e é isso que eu espero ver esclarecido no dia 10.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  9. Afinal, onde anda o peido Proença ( e seus apoiantes às riscas verticais e horizontais) com a sua prioritaria negociata dos direitos televisivos?
    Rebentaram ou esperam mais uma boleia do Glorioso? Pelas camisolas aquelas marcas de merda afastam qq patrocinador.

    ResponderEliminar
  10. Caríssimo e enormérrimo amigo José Albuquerque,

    Tenho cá um palpite para a « inovadora forma de definir a duração do contrato ». Como sou dotado talvez de uma criatividade excessiva, diria que se fosse eu a redigir o contrato... faria dois!!!

    Um exactamente assim, com a possibilidade de ser continuado por qualquer uma das partes ao fim de 3 anos ( fechando totalmente a porta para no espaço-tempo de negociação de então, entrar pela dita um Proença a correr e a gritar histérico: centralização dos direitos televisivos ).

    E outro, por acordo verbal ou escrito, determinando a obrigatoriedade de um ajustamento económico do mesmo consoante a evolução satisfatória ou não da parceria e dos seus resultados. Permitindo o que falta ao outro: direito de cada uma das partes a dá-lo como terminado.

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje só se fala de duas coisas aqui no Facebook, 300M da NOS para 10 anos pelos corruptos e a suposta venda do Naming do estádio da luz.

      Se for mesmo assim como dizem, 25M pelos jogos do Benfica e 15M pela distribuição do canal e os corruptos 30, mas o melhor seja esperar que a internet anda louca por estes dias hahahahha

      João teixeira

      Eliminar
    2. Isso é propaganda para atenuar a dor de "alma" que vai no antro dos dragartos. Os contratos que têm até 2018 impedem-nos de firmar contratos nos próximos tempos. Não faria qualquer sentido, dentro de 3 anos muita coisa pode ter mudado e não estou a ver as operadoras a firmar contratos com 3 anos de antecedência.

      Poderá haver contatos preliminares e falatório entre clubes e operadoras, mais não seja para "apalpar" o terreno. Não estou a ver administradores e gestores de multinacionais e comprometerem-se com tanto tempo de antecedência. Eu nunca o faria.
      Assim como a notícia de que há outras empresas, Fox e Eurosport, interessadas nos direitos televisivos. Ainda se fosse do Benfica…
      Enfim, sem anti depressivos nada melhor do que lançar notícias falsas para as dores de cabeça e o influxo gástrico.


      Eliminar
    3. Caro João Teixeira,

      Se no caso do nosso Naming até posso considerar que seja verdade ( ainda que me soe um tiro no escuro, pois anda toda a gente louca com a possibilidade de uma nova grande parceria internacional, e LFV não deixa nem uma mosca zumbir antes de tempo ), já no caso dos tais 30 milhões de euros anuais pelos corruptos a minha primeira reacção é... rir-me.

      Não sou adivinho mas não o creio. Primeiro tanto os corruptos como os caloteiros têm contratos válidos até 2018.

      Segundo se consideramos que é sabido que o universo de utilizadores do Benfica é no mínimo igual ao da soma de corruptos e caloteiros, chegaremos à conclusão que pelo mesmo número de utilizadores iriam... correspondendo aos pedidos nos pasquins de suínos e osgas, dar 30+30, ou seja 60 milhões de euros anuais pela par de delinquentes...

      Ora se o número de 40 milhões dado ao Benfica já é uma loucura para a realidade nacional, mas o seria valorizar um mesmo número de possíveis utilizadores por uma soma superior ainda.

      O que eu sei, é que ele também iam ter patrocinadores do caraças para dar uma lição ao Benfica com a Emirates e dizem que neste momento, só equipam de camisola interior e ceroulas!

      Eliminar
    4. Caro Mathayus, e o pior de tudo é que as ceroulas estão sujas! ahahahah!

      Eliminar
    5. Nem mais, caro Manuel. E o pior de tudo é que se nos recordarmos do Post anterior do amigo Guachos, os gajos são capazes de já terem feito uns tantos « Rui Santos » nas ceroulas...eh eh eh eh.

      Eliminar
  11. Companheiros,

    A todos vós, o meu Obrigado pelos soberbos comentários e por me deixarem sentir que não me esqueci de nenhuma pergunta pertinente.

    Como podem imaginar, eu já enviei esta lista de perguntas ao Presidente, pedindo-lhe que não Nos deixe sem respostas ... depois de dia 10 e não seria mau que, à cautela, quem tiver amigos Jornalistas, lhes digam o que esperam que eles lá perguntem, ahahah.

    Como já não é a primeira vez que me pedem que diga por quanto é que eu venderia o "naming" da Nossa Catedral, eu vou arriscar começar a ser conhecido por ... "Zé, o louco": 100M€ para 10 anos, com pagamentos anuais crescentes a começar em 6M€ e a acabar em 15M€.

    Por estes valores, eu confesso que vendia o "nome" da Catedral.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  12. Desde já, não sou nenhum especialista nesta área, mas o que me leva a ver deste contrato é:
    - A BTV vai ser uma exclusividade da NOS
    - os nossos jogos continuarão a ser transmitido pela BTV

    Gostaria que este contrato fosse ao contrário, não de maneira progressiva mas regressiva, começando a receber mais e depois ir diminuindo ( penso que esta é uma das formas da NOS ficar mais tempo com o SLBENFICA porque numa época recebe mais do que na época anterior), mas sei que num contrato as 2 partes têm ceder sempre um pouco para se chegar a acordo.

    Gostaria que o "naming" do estádio fosse já a partir da próxima época. Os valores do José Albuquerque seriam bons.

    CARREGA BENFICA

    Nuno Raposo

    ResponderEliminar
  13. Ao ler os dois últimos artigos sobre o contrato entre o Benfica e a NOS do Caríssimo e enormérrimo José Albuquerque; como sempre não posso deixar de estar de acordo, pois mais uma vez partilho em muito das suas ideias e opiniões em relação ao nosso querido e estimado clube.

    No caso em apreço e desde o dia dos comunicados oficiais do Benfica e NOS que tenho muito para opininar e dizer sobre o assunto, mas por agora prefiro pouco ou nada escrever ou dizer sobre aquilo que penso, pois quando dou a minha opinião, gosto de a dar com um suporte de factos que a sustentem e a credibilizem.

    Pelo que se sabe essa condição só estará no mínimo satisfeita no dia 10 de Dezembro aquando dos prometidos esclarecimentos por parte do Benfica e da NOS sobre os pormenores do contrato efectuado.

    Se tudo decorrer dentro do que tem sido paradigma das direcções presididas por LFV, este será mais um excelente contrato para o SL Benfica e em que todos os superiores interesses do clube e SAD estarão igualmente salvaguardados.

    Se assim for, como sempre acabo por pouco escrever ou opinar... porque está lá tudo o que eu teria para dizer :)

    Dai e como pedido pelo o caro José, só gostaria de ver respondida acima de todas as outras a seguinte questão por parte de LFV, mesmo tendo em conta o que acabo de escrever no último parágrafo.

    Se o contrato defende e salvaguarda o Benfica de voltar a um passado recente em que estava subjugado, amordaçado, manietado e acima de tudo MAMADO aos interesses do MAMÃO CHUPISTA e dos restantes parasitas que gravitavam em torno dos contratos do Benfica, como era o caso do clube do putedo?

    É que para mim a actual INDEPENDÊNCIA do Benfica não tem preço, logo é inqualificável em termos monetários e outros.

    Um grande abraço
    E viva ao Benfica

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.