sexta-feira, 18 de março de 2016

Benfica-Bayern


Wolfsburgo (ALE) – Real Madrid (ESP)
Bayern (ALE) – Benfica (POR)
Barcelona (ESP) – Atlético Madrid (ESP)
Paris Saint-Germain (FRA) – Manchester City (ING)


Sorteio da Champions...
Mudou a trampa mas o cheiro continua exactamente igual. As equipas mais fracas (em teoria) calharam aos do costume.
Esqueçam essas tretas que o Platini e o Blater é que são os corruptos. Não que não sejam, mas o resto é igual ou pior. Uma merda. Continuam as bolas quentes como sempre. Ao Real Madrid - se em prova estivesse um piriquito era o piriquito que as putas das bolas escolhiam! Agora é ir a Munique e arrasar os 'boches'. Força Benfica.

35 comentários:

  1. Saudações Benfiquistas,o resto é conversa,vamos ganhar lá por 1-0!!
    Carrega Guachos
    Carrega Benfica!!

    ResponderEliminar
  2. Mais um desafio para esta equipa de "gordos, velhos, aleijados, taliscas e reformados" que o Rui Vitória de encarregou de mesclar com "miúdos"...
    Deixemos sonhar este grupo, eles (e nós) merecem (merecemos).

    Força Benfica

    ResponderEliminar
  3. estes estão nas contas a acertar tal como o estado onde se vai passar a final, alem de todos aqueles que já estão a golear-nos e sao Tugas pagos pelo dinheiro dos contribuintes (rtp 3)o pior é saber que nunca deram um pontapé numa bola federados, TRISTE estes conterrâneos adeptos de outros clubites!!! Cada vez gosto mais dos artigos que aqui nos dão a ler, tal a justeza do que leio, Obrigado por serem a nossa ALMA BENFIQUISTA que doí ao ouvir IDIOTAS assim mas que nos faz transcender!

    ResponderEliminar
  4. Já viram o azar do Bayern? É pena, porque no ano da saída, o Guardiola merecia chegar à final...

    ResponderEliminar
  5. Os últimos cinco sorteios dos quartos de final da champions....
    http://pluribusunum7.blogspot.pt/2016/03/curiosidade-nos-ultimos-sorteios-dos.html

    Já não ha sequer vergonha.
    Mas podia ter saído o Bayern? Claro que podia... mas olhando para os outros quatro sorteios, somando-lhe mais o de hoje, qualquer um pensará que ainda ha cabeças de série. Mas não ha cabeças de série! O que ha, é cabeças de burro (as nossas, por ainda acreditarmos no pai natal)
    Venham eles caral&%o, que só lá estão porque gamaram um golo limpo à juve....
    (Agora é ver os sprtinguistas a ironizar com o "azar" dos outros. Adeptos de equipa pequena)

    ResponderEliminar
  6. Não concordo mesmo nada. É uma oportunidade de ouro para derrotar o "anti-futebol" de Guardiola. A Juventus quase demonstrou o fim do prazo de validade do jogar para adormecer a Malta, cabe agora ao Benfica escorraçar este futebol de brincadeira que o Pep protagoniza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "o "anti-futebol" de Guardiola"? Espera, o fraco futebol de Guardiola é isso? O Homem é um génio, reinventou o futebol, já ganhou tudo o que havia para ganhar e o futebol que as suas equipas apresentam é brincadeira? Ainda bem que não entendo nada deste desporto... ia jurar que "este futebol" foi do melhor que já vi!

      Eliminar
    2. Gostos não se discutem mas acho o Guardiola um Lopetegui com a sorte de treinar equipas com mais recursos e melhores jogadores. Até no campeonato tuga ficou demonstrado o que sucede a quem desonra a essência do futebol com posses de bola doentias.
      Espero que vá para Inglaterra para tirar dúvidas mas na Alemanha o mito já foi desfeito.
      Acho que temos mais hipóteses do que com o Barcelona por exemplo, esses já mandaram o estilo futsal 11 às malvas.
      Os adeptos apenas toleram uma equipa que abdica de passes arriscados e oportunidades de finalização quando vencem, quando tal não sucede... rua e na actual Bundesliga qualquer treinador vence com Bayer... já equipas como o Glorioso... vamos ver, a Juventus também era cilindrada....

      Eliminar
    3. Pedro Vale

      Subscrevo na íntegra a tua opinião e já vi ao longo de tantos anos algumas das melhores equipas da história do jogo.
      Guardiola de facto reinventou o futebol. Houve, há e haverá inúmeros treinadores ganhadores, alguns até campeões do mundo, mas poucos, muito poucos, que ficam na história por terem dado algo de novo ao futebol. Os primeiros são lembrados quando retrospectivamos a história de algumas equipas, os segundos são lembrados permanentemente, exactamente, como disseste, por serem génios e terem dado coisas novas ao jogo.

      Eliminar
    4. No andebol, hóquei em patins ou gelo, basket, etc, em determinada altura foi necessário introduzir novas regras para banir o jogo passivo.
      O Catenaccio também teve o seu sucesso até ser ineficaz quando as equipas adversárias deixaram de arriscar, atacando sem resguardo defensivo dos venenosos contra-ataques ou menor eficácia defensiva nos cantos e livres que os "autocarros".
      Com a ideia de jogo de Guardiola acontece o mesmo, é uma forma ultra defensiva de atacar, no fundo, na maioria do tempo apenas finge que ataca (com adversários de qualidade)mas tal como no Catenaccio obrigou os outros a alterar o seu estilo quando o defronta.
      Nos últimos 15 anos apenas me recordo dos êxitos no europeu da Grécia e a Champions de Mourinho, para a estratégia ultra-defensiva.

      São gostos, eu temi contudo que o seu sucesso fosse tal que seria necessária uma regra contra o anti-jogo, posso estar enganado mas sem Messi e com o Tiki-taka em declínio, a sua futura ida para Inglaterra, será a confirmação de uma ideia de jogo que foi eficaz num contexto especifico, até os outros se adaptarem.
      Como jogador sempre gostei do Pep mas nunca gostei de treinadores pródigos em não arriscar. Não gosto do Mourinho como pessoa mas como treinador esse sim reinventou o futebol moderno.

      Eliminar
    5. Ok. Cada um com o seu gosto. Mourinho é que reinventou o futebol, já agora daquele do risco e do ultra futebol ofensivo. Ok, repito, gostos são gostos.

      Eliminar
    6. Ok. Cada um com o seu gosto. Mourinho é que reinventou o futebol, já agora daquele do risco e do ultra futebol ofensivo. Ok, repito, gostos são gostos.

      Eliminar
    7. O Mourinho que é perito em mandar arrear forte e feio, nem sequer a cacetada inventou. Valha-me Deus, que eu leio cada coisa!!! Guardiola deixará para sempre o seu nome ligado à modalidade, não só em títulos conquistados, mas, sobretudo, como o obreiro das maiores demonstrações de poder e beleza futebolística de que há memória. E nem sequer sou eu que o digo; são todos os que não confundem a estrada da Beira com a beira da estrada. São aos biliões por esse mundo fora. Ficará na História como um dos maiores, para mim é mesmo o maior, Génios do futebol mundial. De Mourinho falar-se-á (pouco) de um treinador ultra defensivo que fazia tudo para ganhar títulos. Nada mais.

      Eliminar
    8. Nem mais Guachos, como eu disse anteriormente, poucos treinadores, muito poucos mesmo, fazem e farão parte da memória do futebol como tendo contribuído para a sua mutação. Possivelmente, Guardiola como o maior de todos.
      Quanto a Mourinho, esse já é e será mais um que foi campeão, como tantos outros, quiçá, poderá voltar a sê-lo, mas de contributo seu para algo inovador e criativo para a mudança do jogo estou certo que dele não rezará a história.
      O Fernando, simpatiza com a forma como ele vê o futebol, respeito mas em completo desacordo, pois eu, ao invés, concordo totalmente contigo, sou admirador da beleza e o futebol das equipas de Guardiola é isso que me transmitem.
      Tenho para mim que foi Guardiola que trouxe ao mundo a verdadeira essência do futebol. Se fosse apaixonado pela pintura ficar-lhe-ia grato como a Picasso.

      Eliminar
    9. Neste assunto, tenho que concordar (parcialmente) com o Fernando Tomás! O futebol do Guardiola no auge do Barcelona não era mais que um estilo defensivo, mas com bola. Lembro-me de um jogo de Champions na Luz que o Benfica perdeu 2-0 (já com Tito Vilanova, mas ainda fortemente influenciado por Guardiola, que tinha saído uns meses antes) e terminou com cerca de 25% de posse de bola. Ao consultar as estatísticas no site da UEFA e ao verificar os locais de incidência dos 75% de posse do Barcelona, confirmei a impressão que me tinha ficado durante o jogo: quatro manchas gigantescas nos locais dos quatro defesas do Barcelona. E quanto a mim, isto era o Barcelona de Guardiola: demorava minutos a passar o meio-campo, tentava de entrar com a bola pela baliza dentro, qualquer tipo de acção em campo só era feita se houvesse 100% de possibilidades de êxito, caso não houvesse, a bola voltava para trás. Não havia risco, não existiam passes longos, e raramente se via um passe a rasgar, remates de longe ou mesmo jogadas individuais. Eram passes curtos, (muitas) tabelas, e uma qualidade enorme dos seus executantes. Um estilo de jogo punido por jogo passivo em muitas outras modalidades. Numa nota pessoal, eu nunca conseguia ver um jogo completo desse Barcelona, dava-me sempre sono! Mas acho que de facto o Guardiola é um génio e o melhor treinador (pelo menos) da actualidade. Pela sua capacidade de se reenventar. Aliás, já no Bayern, Guardiola, quando questionado se iria implementar o tiki-taka, terá dito que o tempo desse modelo acabou e que já não se justificava, e terá dito qualquer coisa como "graças a Deus que acabou". No seu Bayern, já não noto essa obsessão em fazer 500 passes curtos por jogo, noto uma equipa que joga um futebol agradável, que arrisca, que rasga, que cruza! E o Barcelona actual também! Já relativamente ao Mourinho, penso que existem duas fases distintas na carreira: no Benfica, Porto e nos dois primeiros anos de Chelsea, que se notava que as suas equipas procuravam mandar no jogo, pressionavam e asfixiavam assim que perdiam a bola e procuravam, quando a tinham, jogar em toda a largura do campo! E depois temos o Mourinho posterior, de defesa e contra-ataque. Não o consigo considerar um génio, porque a sua maior arma sempre foi a motivação que incutia nas suas equipas, nunca me pareceu haver grande inovação tática. Seja como for, nenhum dos Mourinhos tinha equipas que praticassem um grande futebol (excepto talvez, a espaços, o seu Real Madrid, que de facto marcava muitos golos). Resumindo, acho que o Mourinho não trouxe qualquer inovação ao futebol! Já o Guardiola, o que inovou não foi benéfico para o futebol, mas é um grande treinador, meticuloso, perfeccionista e sempre em busca de melhorar (já por isso deixou aquele estilo de jogo)...

      Eliminar
    10. RM

      Quanto ao futebol do Barça de Guardiola, porque de facto o do Bayern é diferente porque os intérpretes não são os mesmos, embora a génese esteja lá, aceito que pudesses não gostar e até assomar-te o sono, mas entre outras considerações sobre o que consideras ter comportado e, pelo visto, enfermado esse, para mim, futebol original, que não importa agora dissecar porque decerto maçador, convenhamos que para quem jogava um futebol tão defensivo até que esse Barcelona se safou bem na quantidade de golos que marcou.
      Tenho de confessar-te que não me importava nada que o nosso Benfica praticasse esse tal estilo de futebol defensivo e que marcasse tamanha enormidade de
      golos. Estaríamos sempre mais próximos de ganhar qualquer jogo. Decerto concordarás comigo, mesmo que não gostes do estilo.
      Abraço

      Eliminar
    11. Touché! Depois do flop Champions do ano passado, foi-lhe exigido por grande parte dos adeptos um jogo mais consequente e atrevido. Os bávaros começaram a suspirar por um tal de sr. Heynkes e Pep reinventou de facto um modelo que passou a ser mais vertical.
      Mourinho mais ou menos defensivo, trouxe para o futebol mundial uma ocupação de espaços, gestão emocional da sua equipa e adversário, estudo sectorial, etc, que transformou o ritmo dos jogos, equipas inteiras, em conjuntos praticamente imbatíveis e isto sem os recursos de que Guardiola dispôs no Barça e agora no Bayern.
      Ser espectacular ou não depende do contexto e das equipas.
      Gardiola, desejo vê-lo na Premier League, com pelo menos 4 equipas com os mesmos recursos (fruto do fairplay financeiro) e adeptos que não querem apenas vencer (os do Chelsea talvez sejam uma excepção, ainda há uns anos não sabiam o que era vencer algo).
      Se conseguir superiorizar-se em Inglaterra, serei o primeiro a tirar-lhe o chapéu, apesar de nunca entender um treinador que dispensa um jogador como Mario Gomez no seu pico(talvez porque não jogava para trás).

      Saudações e viva mas é o Benfica!

      Eliminar
    12. Apesar de ser agradável esta conversa com o RM e o Fernando, mesmo na discordância, pois impera a urbanidade, apanágio entre benfiquistas de bem, a verdade é que já estamos cientes daquilo que pensa cada um e não vale a pena prolongá-la para não nos tornarmos aborrecidos.
      Só duas notas finais:
      1- Quanto a recursos facultados a Guardiola e a Mourinho, que me lembre, Mourinho foi treinador do Chelsea (2x) e do Real Madrid. Então estes dois clubes não tinham e têm o poderio financeiro do Barcelona e não lhe puseram à disposição dois planteis monstruosos ou sou eu que estou a ver mal? Mesmo o Inter daquela altura, vai lá vai.
      2- Equipas praticamente imbativeis: em cerca de 6 anos de Chelsea, salvo erro, ganhou 3 campeonatos e despedido 2 vezes, falhando sempre a champions. No Real, para aí uns 3 anos e um campeonato, falhando a champions e despedimento.
      Não me quer parecer que, mau grado os titulos, isto seja sinónimo de praticamente imbativeis.
      Mas o que interessa é de facto o Benfica.
      Cumprimentos aos dois

      Eliminar
    13. Quando alguém me diz que o futebol do Guardiola (Barcelona e Bayern) dá sono eu fico absolutamente sem qualquer vontade de argumentar. Até há pouco tempo, acho que ainda há uns quantos, a maioria dos entendidos da bola jurava que o Jardel era lento. Eu ficava esclarecido e sem vontade nenhuma de argumentar. Tal como neste assunto. Também vi os mesmos (basicamente são sempre os mesmos) entendidos jurando que o Neymar era (para muitos vai ser sempre) um flop ou que o Messi só joga o que joga porque joga no Barça, e chamam-lhe anão, feio... Perante estes argumentos eu reduzo-me à minha forma de olhar e (tentar) perceber o futebol e fico sem palavras. Repito, quando a alguém lhe dá sono o futebol de Guardiola no Barcelona o que é que há mais para dizer? Mario Gomez? Hehehehe! Essa acabou definitivamente comigo. Abraço.

      Eliminar
  7. Vendo isto numa perspectiva realista diria, quanto ao Benfica, que nada temos a perder e tudo a ganhar, para mim, repito, um dos objectivos de época está ultrapassado até, pois estamos nos quartos e quem sabe, não é?, quanto ao sorteio em si, alinho pelo diapasão do Guachos, basta ver ao longo dos anos o que tem sido e, particularmente, a "sorte" encomendada do Real Madrid. Chega a meter nojo.
    De facto, chega a uma altura que já parece nem incomodarem-se em disfarçar, basta ver este acasalamento. Sintomático.
    Carrega Benfica que será épico

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não falem só no Real. Nos últimos 5 anos, as 4 equipas mais fortes em prova, NUNCA se encontraram nos quartos-de-final... mais valia serem honestos e designarem cabeças-de-série.
      Assim toda a gente sabia com o que contar e evitavam-se especulações sem sentido.

      Eliminar
    2. Subscrevo o comentário do Alma.
      Não temos nada a perder (e não é por isso que somos uma equipa pequena). Por outro lado o orçamento estratosférico dos bávaros não permite margem de manobra. Temos equipa e treinador para lhes ganhar. Se ganhámos fora ao A.Madrid e ao Zenit, também podemos ganhar na alemanha. Não é fácil. Nada. Mas para ser campeão europeu é preciso superar o "business as usual". Para já o rumennige já veio dizer que era melhor não subestimar o Benfica. Só isso já complica a vida ao Glorioso.
      Só um comentário quanto ao piriquito: O zidane que se ponha a pau, porque o wolfsburgo é equipa para os botar fora.

      CARREGA BENFICA!

      Eliminar
  8. Tudo o que vier agora é LUCRO!
    O objectivo inicial era passar a fase de grupos. Foi conseguido e com distinção, pois o Benfica só esteve neste "sorteio" porque passou a eliminatória seguinte.
    Nada de receios visto que cerca de 30 milhões de euros já o Benfica ganhou, a partir de agora é tudo lucro.

    PS: além disso vamos ter o prazer de jogar com um clube que também equipa de vermelho, como acontece com as grandes equipas.

    ResponderEliminar
  9. Meus amigos nao criamos ilusoes poucas chances temos com o Bayern principalmente no jogo em Munique,eu vi o Bayern Juventus e aquela segunda parte sufucaram a Juventus,ma satencao a Juventus tambem podia ter feito o 3-0 chances nao lhe faltaram mas nao se esquecam da mentalidade alema win win win and win nunca desistem mesmo com um resultado adverso jogam sempre com a mesma intensidade do proncipio ao fim,na minha opiniao ate aqui chegamos mas o jogo da Luz e para ganhar ali nao e facil para ninguem mesmo para um tubarao como o bayern.

    ResponderEliminar
  10. RUMO A MILÃO...
    O sonho comanda a vida.
    Muito muito muito difícil mas não impossível.
    CARREGA BENFICA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. We choose to go to the moon in this decade and do the other things, not because they are easy, but because they are hard.

      Eliminar
  11. Estamos descansados pois, com este adversário, não nos calha o Felix Brych, esse camarada que nos adora.
    Saudações benfiquistas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem observado! Esse apitadeiro que estaria bem era a ser sodomizado por um travesti sevilhano!

      Eliminar
  12. Caríssimo e grandíssimo amigo Guachos,

    Definitivamente não era este o adversário que eu desejava, mas agora e mais a frio... ainda bem que assim foi! É que tendo em conta os resultados da Reunião para Nomeações do grupo de amigos UEFA, é nestas alturas que se revela quem:

    É um homem e quem é um rato; quem é um Benfiquista e quem é portista ou sportinguista; quem é jornalista e quem é larva de esgoto; quem é de um clube grande e quem se borra todos como os muitos mariquinhas do serforunzinho&companhia.

    Foi portanto um sorteio só para crescidos, só para gente com eles no sítio e não para... talibans, para chutados da Liga Europa ou para as larvas corruptas e ressabiadas da des(comunicação) social.


    P.S: Estamos na luta e tudo é possível. Eliminações precoces e cagunfas, só para mesmo para os cagunfas que podem ter medo pelos outros porque lá não estavam presentes!!!

    ResponderEliminar
  13. Companheiros,

    Eu adormeci a sonhar que Nos ia sair o Real, mas ... o Bayern também não me parece mal: eliminatória dificílima, daquelas que vão obrigar a Equipa a crescer (Técnico e Atletas e ... Adeptos e TODOS, TODOS, UM).

    Logo mais, quando me for deitar, vou provocar-me um devaneio em cima deste cenário: espetamos-lhes com 4 "repelões" no Allianz Arena e, depois, na Catedral, já podemos descansar o Jonas, o Gaitán e o Fejsa (ficam no banco, não vão os bávaros armar-se aos cucos e fazerem um golito) e apostar mais no tal de "fio de jogo" (passes laterais e verticais a nunca mais de 15 metros), para gáudio dos "especialistas e cumentadeiras".

    Se conseguir, vou dormir como uma Águia, a rebolar de gozo com o que seria o espetáculo nos merdia nacionais, ahahah.

    Se fizermos um bom resultado na primeira mão, vou revirar este mundo para poder estar na Catedral para o segundo desafio.

    Viva o Benfica!
    (José Albuquerque)

    ResponderEliminar
  14. Se enfrentarmos esta malta com medo de sermos goleados, somos mesmo. Mas o Rui Vitória já provou que tem coragem. Por esse lado estamos descansados.
    Condições para passarmos? Há que fazer 2 jogos quase perfeitos, e esperar que o Bayern, pelo menos numa das mãos, esteja em dia não. Se isto acontecer, é quase certo que passamos.

    ResponderEliminar
  15. Aconteça o que acontecer, é aqui que pertencemos.
    Não queremos ser tão grandes como os grandes da Europa, só queremos ser nós.
    E o nosso Benfica é enorme!

    Viva o Benfica!

    PS. Já perceberam a que se deve o complexo de inferioridade dos lagartos? O lema! Sim o lema. Aqueles fundadores escolheram como lema a comparação. Olham para o lado e nem precisam de ir pela Europa para encontrar aquilo que pretendem há mais de um século emular.
    E isto de andar a tentar ser tão grande como o Grande mesmo ao lado, durante mais de um século é gerador de inveja. E a inveja acumula e transforma-se em todos aqueles sentimentos que cada vez são mais perceptíveis até nos lagartos mais moderados.

    ResponderEliminar
  16. Até os espanhóis!

    http://www.record.xl.pt/internacional/competicoes-de-clubes/liga-dos-campeoes/detalhe/espanhois-levantam-teoria-da-conspiracao-quanto-ao-sorteio.html

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.