quinta-feira, 26 de maio de 2016

Cronologia (muito resumida) da época 2015/16

Verão quente...
Sai o lagarto ressabiado entra Rui Vitória. Pânico na hostes benfiquistas, grande euforia nos lagartos, muito foguetório e vivas ao novo campeão. Especialistas e paineleiros - de todos os quadrantes - declaram outra hecatombe (todos os anos aumenta a eminente tragédia) no Benfica, os taliban pedem - outra vez - a cabeça de Vieira, Ricardo Araújo Pereira ablita-se a ser uma besta, o bruxo de Fafe corre para o telefone à espera de um telefonema do "rascord", e o GV vê-se obrigado a engolir um chouriço.

Pré-época apocalíptica do Benfica, como que a querer dar razão aos críticos, e o Mundo prestes a desabar! O Rui já era derrota, maxi paneleira prometia a Champions - encantando os jornaleiros - e o Casillas cansava só de o ver bater recordes. Maicon era um centralão, Osvaldo um achado e o Martins Indi valia mais que toda a defesa do bicampeão. O Benfica, dizia-se, lutaria com o Guimarães e Paços de Ferreira, quiçá com o Marítimo, pelos despojos do Braga, por essa altura a terceira força nacional. O titulo estava entregue - em partes iguais - aos compadres de Contumil e alvalixo.

Nunca uma super-taça foi tão festejada. Nunca uma super-taça foi tão importante! Momentos mágicos que provocaram 35 orgasmos múltiplos a rui santos enquanto acariciava o video vasco do namorado...Esgotado com tamana emoção - dormiria que nem um carneiro.

Momento marcante, arrepiante, que ficará na história do Benfica...
Minuto 70, a perder 0-3 - em casa com as osgas - os adeptos levantam-se em peso para gritar Benfica, Benfica, Benfica. Foi assim durante vários minutos. Incrível manifestação de orgulho e paixão genuína. Ninguém naquele plantel poderá jamais esquecer! Um banho de benfiquismo para uns, Baptismo, Crisma, Comunhão Solene para todos. O Ferrari começava a rugir!

Com os especialistas à perna...
Vivia-se o tempo dos patéticos chavões - sem o fio de jogo e futebol aos repelões, uma lenga-lenga que duraria meses e que nem as muitas goleadas que se seguiram conseguiam calar...
Era o tempo dos testes...em Braga é que era, em Guimarães é que ia ser...
Era o tempo em que a canalha taliban - que neste momento não larga as canelas a LFV porque havendo propostas milionárias para quase todo o plantel há enormes possibilidades de vendas - rosnava que o plantel não tinha classe e que era preciso comprar 30 jogadores e enviar outros tantos para Cuba. Agora já são todos bons e ai de Vieira se os vender, ao desbarato, pois claro!

Momentos chave da época...
Foram três, na minha opinião, os momentos que decidiram os rumos do campeonato.
1º - A derrota do foculporto no alvalixo, deixando o peidoso a falar fininho. "Morreu" aí Lopetegui e com ele toda e qualquer possibilidade do clube da fruta voltar a ser verdadeiramente competitivo. Com um foculporto mais forte estou absolutamente convencido que os lagartos não aguentariam a pressão de perseguir o Benfica aguentando o bafo quente do foculporto. Um enorme tiro no pé de peido da costa que pagaria bem caro no Jamor, frente ao Braga.

2º - A vitória do Benfica no alvalixo. Ficou aí decidido o campeonato, que esteve quase a descambar no Bessa, onde Jonas - 3º momento da época - lhe deu o golpe de misericórdia.

Momentos mais rascas...
Foram muitos, a maioria protagonizados pelos batráquios.
O jogo com Tondela, no alvalixo, onde nos vimos transportados para o terceiro mundo da bola, com o lagartedo em polvorosa exigindo ao árbitro que adulterasse o resultado do jogo. 

As cotoveladas impunes do Slimani (Sulimane em linguagem de sapo) e o aborto que resultou do acórdão do conselho de disciplina.
A mão inacreditável do Tonel, no lagartos-Belenenses, que salvou o lagartedo mesmo em cima da hora, e o golo do mesmo Tonel - na própria baliza - no Belenenses-foculporto que abriu caminho à vitória do clube da fruta...

E as poupanças - a famosa mala - que fizeram da parte final do campeonato uma verdadeira farsa.
Lito Vidigal, Quim Machado, Pedro Martins e José Peseiro, fizeram fretes evidentes ao sporting de Lisboa e/ou pouparam-se antes para aparecerem em grande nos jogos com o Benfica, adulterando a verdade desportiva. Paulo Fonseca foi o único, que, tendo feito o mesmo; oferecer uma vitória fácil aos lagartos, teve motivos compreensíveis para o fazer o que fez. Terá ganho aí a Taça de Portugal. Norton de Matos foi uma decepcionante vergonha e nelo vingada foi demasiado rasca para merecer mais conversa.

Constatação na cs;
Nunca, nem sob ameaça de arma, se referir ao bicampeão nacional usando o termo bicampeão nacional. Encarnados serve muito bem. O mesmo para BTV.
Sorte; se o bicampeão ganhar com um golo marcado nos últimos minutos - repetir até cheirar a alho que foi uma questão de sorte. Se o mesmo se passar com os lagartos - repetir magia e épico até doer as falangetas.

Momentos de excepção;
Vitórias do tricampeão em Madrid, no Vicente Caldeirón, e na Rússia, frente ao Zenit.
Os jogos frente ao Bayern, jogando de igual para igual, nos quarto de final da Champions.
Nico Gaitan e as lágrimas de despedida na final da Taça da Liga. 
A entrada de Renato Sanches na equipa que elevou o Benfica para um patamar de excelência e a afirmação de Lindelöf e Ederson.
AS 23 vitórias nos últimos 25 jogos do campeonato!!!

17 comentários:

  1. E parece que nada muda, caro Guachos. Mas muda. Vai mudando.

    Ainda ontem tive o azar de parar o zapping numa coisa que estava a dar na CMTv, Mercado de seu nome.
    Fiquei de tal forma aparvalhado com o que estava a ver que tive a curiosidade de ir às gravações automáticas para perceber se aquilo era sempre assim. E confirmou-se.

    Trata-se então de um programa onde se debate o Benfica. Duas horas a falar do Benfica quase ininterruptamente.
    O painél é constituido por um adepto de cada um dos clubes grandes, um adepto do sporting, um jornaleiro comentadeiro, e uma jornaleira ainda mais comentadeira que finge ser moderadora.
    Tem então esta gente toda de debater os motivos pelos quais o Benfica está mais fraco.
    E é este o tema do programa. O Benfica está mais fraco.

    E se dúvidas ouvesse, durante todo o programa aparece em grande destaque um rodapé vermelho, onde está escrito com letras garrafais "BENFICA MAIS FRACO"
    Não, não é "Benfica mais fraco?" É mesmo "BENFICA MAIS FRACO"

    Isto para falar da gente que me interessa.
    Depois da mais porca campanha comunicacional de que há memória, uma camapanha de desmoralização, destabilização e desmobilização que durou meses a fio, protagonizada por 2 jornais desportivos, A nem de Borla e o Rascord, dois canais televisivos, a Sic e a Tvi, e uma rádio, a TSF, fora o resto da pandilha, só por duas ocasiões estiveram menos de 40 mil pessoas em jogos para o campeonato na Luz. E toda esta gente deixou sempre uma mensagem claríssima. Nos bons e nos maus momentos. Estamos com o nosso presidente, com o nosso treinador e com os nossos jogadores. Venha quem vier.

    Este ano já começou a campanha. Cada vez mais porca, e cada vez mais ridícula. No CM, no Rascord, na Sic, em todos os sítios do costume. A este respeito nada mudou e nada vai mudar.

    O que muda é que cada vez enganam menos, cada vez desmoralizam menos, cada vez destabilizam menos, cada vez desmobilizam menos, e nós somos cada vez mais.
    É isto mesmo. Nós somos cada vez mais.




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BENFICA MAIS FRACO pudera, depois da sorte do campeonato e da dobradinha, acho que até deviam ter alterado para BENFICA AINDA MAIS FRACO. Se começou em Junho do ano passado e ainda não acabou, com um breve interregno da sorte/atravessar a autoestrada e tudo o mais, penso que estaria mais correcto assim.
      Acho que o BENFICA MAIS FRACO só teve sossego no outro Domingo em que o Bicampeão Nacional se consagrou Tricampeão Nacional, embora aí tenha sido o assomo da sorte/atravessar a autoestrada, e o mesmo uma semana mais tarde com a conquista da DOBRADINHA (outra palavra que está censurada do léxico da redacções e televisõezinhas tal como campeão nacional. Não tenho a-mais-pequena-dúvida que se a APAF tivesse sido bem sucedida e conseguido fazer o Sporting Lisbon campeão e este tivesse depois conquistado a Taça da Liga, no dia e dias seguintes não ia haver jornalzinho ou televisãozinha que não tivesse a palavra DOBRADINHA em letras garrafais por todo o lado).

      Isto era para frisar: "Depois da mais porca campanha comunicacional de que há memória, uma camapanha de desmoralização, destabilização e desmobilização que durou meses a fio, protagonizada por 2 jornais desportivos, A nem de Borla e o Rascord, dois canais televisivos, a Sic e a Tvi, e uma rádio, a TSF, fora o resto da pandilha"

      BENFICA MAIS FRACO, a sorte, o diabo a quatro, não é que este mesmo clube foi ganhar fora de casa ao vice Campeão Europeu (ou Campeão Europeu vamos ver)?

      E o Skenderbeu? E o Portimonense? Quando ganharam por 3-0 e 2-0 ao Comédia de Lisboa, também tiveram sorte?
      O Rui Santos, a Claudinha, o Nuno Luz, o Severino, todos eles acham que sim. Porquê?

      Porque quando se é adepto de um clube de falhados crónicos, como é o sporting Lisbon também conhecido por sporting Comédia de Portugal, não é possível ver nada além da sorte, dos rasgos, nem da calimerice mais ridícula. E mérito, trabalho, estrutura (sem aspas), e porque não, inteligência e boas tomadas de decisão, são palavras fora do dicionário, como "campeão". Inchem o melão. Todos eles.
      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Manuel Afonso admito k também nunca vejo essa espécie de...programa, sabia k era de baixo nível não sabia k baixavam tanto (continuo inocente k nem uma virgem, já tenho idade para aprender.
      Aguia Imperial se a palavra BI-CAMPEÃO estava proibida imaginem agora TRI-CAMPEÃO durante a época vindoura...se forem "obrigados" a dizê-la é um castigo assim tipo levarem um pontapé nos ditos cujos e ficarem enrolados no chão com dores.

      Eliminar
  2. Bom dia caro Guachos que mais poderei acrescentar a esta cronologia por ti narrada com mestria nao poderei acrescentar mais nada apenas te parafraseando no segundo ponto,a vitoria no alvalixo e aquele golo ao cair do pano no Bessa foram ecencias decisivos,depois disso chegaram as malas mas vieram tarde,sofremos demasiado por culpa de certas equipas que abrandavam nos jogos com os lagartos e acelaravam connosco e se prestarmos atencao ao jjudas ele claudica sempre nos momentos chave,este ano foi mais forte ate ao fim por aquilo que mencionaste tdodos sabemos dos tonels,moreirenses aroucas e por ai fora,estavam com uma frescura fisica impressionante porque competiram so para uma competicao nao fora isso tinhamos ganho este campeonato com uma perna as costas pelo menos nao tinhamos sofrido tanto da minha parte valeu a pena foi um dos titulos mais saborosos da minha vida.

    ResponderEliminar
  3. E este ano vai ser igual. Os pesquisa já venderam o plantel todo do SLB e já compraram um novo.
    "O Nojo" até escreve que o Vieira vai vender tudo e começar do zero!

    ResponderEliminar
  4. Só acrescentar um quarto momento:

    - Quando o Veríssimo decide compensar uma equipa da Madeira pela expulsão ridícula de um jogador do Nacional (também por ele) em Alvalade e o Benfica com 10 ganha ao Marítimo sem dar a mínima hipótese e deixando todos com um melão... foi outro momento chave.


    Acrescento ainda o momento "Supresa? Nem tanto..." quando o sporting é humilhado pelo Portimonense na Taça da Liga :P

    ResponderEliminar
  5. Muito bom, como sempre. Ainda acrescento mais um momento ao do Troza: Oroliga entregue ao lotopegui e jasus em Janeiro, candidatíssimos à vitoria na final sem golos sofridos (Skanderbeu foi so um estrategia de genio do mestre para rodar o plantel, todos cresceram e evoluiram imenso nesse jogo, até o Rui Vitoria aprendeu, segundo os especialistas)

    ResponderEliminar
  6. Momento final,a mosa taça batraquio Santos

    ResponderEliminar
  7. Caro Guachos sempre um prazer visitar o teu espaço,esta época foi de uma epicidade que é quase impossível descrever apenas por palavras,obrigado por continuares a espalhar o benficar por todos nós,sim esta simples palavra "nós" uniu-nos tornou-nos mais fortes contra o apenas "eu" e a arrogância.

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Excelente resumo, agora já distanciado das emoções das conquistas.

    Relembro ainda para além do famoso "minuto 70" do derby da Luz c/ os lags, outros "momentos mágicos" desta época:

    - os festejos dos golos c/ os adeptos; do Jonas (Rio Ave?), do Renato (em Guimarães) e do Gaitan (no último jogo)

    - os cânticos no Bessa depois do jogo

    - a Allianz Arena calada na 2ª parte, só se ouvindo os nossos adeptos

    - a festa c/ Rui Vitória nas bancadas qd foi expulso do jogo do Bayern e o Talisca marca (o nosso Treinador parecia 1 boneco nas mãos do adeptos)

    - a entrada de Paulo Lopes em campo no último jogo

    - os festejos do título por todo o país, comunidades portuguesas e PALOPs

    - o Hino do Benfica na Câmara de Lisboa

    Enfim, uma época em cheio, em q até as derrotas, os castigos e as lesões dos nossos jogadores pareciam ajudar e motivar. Não me recordo de 1 título q desse tento gozo ganhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem lembrado Francisco! Tudo momentos À BENFICA!!

      Eliminar
    2. Grande FranciscoB tanto jogo que eu não pude ver em directo por estar a trabalhar.
      Ai mais os livres directos do "meu" Talisca contra o Bayern do melhor guarda-redes do mundo e ao Marítimo na Madeira em inferioridade numérica para sentenciar a vitória do Benfica...
      Acho que a osguice saída do armário sente o mesmo em relação a este título, uma vez que o campeonato já acabou e a azia verdosga ainda não melhorou. Vão aliviar dores de corno este Verão como é costume e esfregar muitos pares de mãos com as vendas ao Desbarato FC em uníssono com a pura merda taliban e ganhar mais um título de campeão da pré-época.
      Cumprimentos

      Eliminar
    3. Francisco muito bem lembrado todos eles momentos muito marcantes, acredito que quando o pó assentar e esta época for descortinada ao pormenor vamos reconhecer, de certeza, esses e ainda mais alguns...momentos BENFICA

      Eliminar
  9. Parabéns a todos que encheram os estádios por essa Europa fora, com a nossa alma, canticos, e alegria. Que lindo foi o minuto 70 daquele jogo.
    Aqui a mais de 10000 km da luz me senti representado por vcs. Obrigado.

    ResponderEliminar
  10. Não percebo como é possivel não incluir nos momentos mais importantes da época a entrega da taça rui santos ao grande sporting lisbon, este para mim é o grande momento da época 2015/2016, tudo o resto é secundário!!!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.