sábado, 16 de julho de 2016

Previsão (Vamos a “Contas”?) – 1ª parte: Benfica.

Por José Albuquerque

Aproveitando estas curtas férias do Guachos, esperei algum tempo após a espuma dos dias da equipa da FPF, a ver se aparecia um jornalista, um só que fosse, a investigar e questionar as “contas” daquilo a que eles chamam “as SAD’s dos três grandes”: ainda bem que esperei bem refastelado e aviado de comes e bebes, ahahah.
Nada, Companheiros! Nem “unzinho” só e para amostra.

Não há cão (especialista), nem gato (opinador), que não encha a boca, e/ou os textos, com frases que sugerem já terem percebido como o factor económico é determinante para o sucesso desportivo a longo prazo dos clubes de futebol: eles são os “3 grandes”, os “tubarões”, os “clubes vendedores” por oposição aos “clubes compradores”, as complicações com a negociação da “massa salarial”, as comparações entre “orçamentos” dos clubes, as referências ao Fair Play Financeiro, enfim, uma miríade de chavões esgrimidos com uma assombrosa falta de vergonha, por pessoas que deveriam sentir a obrigação de ultrapassar a ignorância mais militante em relação a tudo o que tenha a ver com a análise económica e financeira da realidade dos clubes.
É impressionante a desfaçatez com que lemos, ouvimos ou vemos pessoas a falar, tantas vezes a especular, sobre a situação económica dos clubes, percebendo que essas pessoas continuam a olhar para um “R&C” como um burro para um palácio e sem lhes pressentirmos nem o menor esforço para compreenderem os temas que abordam. E é tanto mais impressionante, porque não estamos a falar de assuntos da engenharia aeroespacial, da neurocirurgia ou da investigação bioquímica de ponta. Bem ao contrário, estão em causa tópicos tão corriqueiros que eles os referem todos os dias, várias vezes ao dia e, para cúmulo, sobre os quais tiveram de fazer cadeiras universitárias.
E se os jornalistas generalistas já não têm desculpa para essa ignorância militante, o que dizer daqueles que, com diversos graus académicos em ciências económicas e anos sem fim de jornalismo especializado, continuam a permitir que aldrabões compulsivos como o Al Calotes afirmem que “estamos financeiramente estáveis” sem serem desmascarados ou, no mínimo, imediatamente contestados.

Todos sabemos, bem demais, porque é que “isto” sucede: porque, não os havendo suficientemente independentes, em Portugal são muito raros os Jornalistas, se é que ainda sobrevive algum.
E não nos podemos espantar, porque vivemos no país em que o Jornalista que alertou para a desbunda no BPN (10 anos antes da bronca), viu a sua carreira posta em causa de tal forma que quase se viu forçado a emigrar, tal como, bem recentemente, vimos o poder político democraticamente eleito atirar-se como gato a bofe, ao Director da TV que alertou para a iminente resolução do Banif.

Não, Companheiros, já não é só de um certo mercantilismo jornaleiro que se trata: é de uma mérdi@ quase completamente condicionada e capturada por complexas redes de interesses e favores, ainda por cima servida por gente sem nenhuma vocação para a profissão, forçosamente obcecados pela mais elementar sobrevivência económica.

Ora é neste cenário que os dirigentes andruptos e da osgalhada coçam as barrigas de satisfeitos, quando sabem que as “Contas” finais deste último exercício só as vão ter de comunicar em finais de outubro próximo, já sob a camuflagem dos discursos demagógicos sobre as bolas que bateram na trave e, claro, sobre as apintagens, evitando, desse modo, uma natural contestação de muitos dos seus adeptos, caso os mérdi@ publicassem uma visão crítica correta sobre a situação económica desses clubecos, nomeadamente se a acompanhassem por previsões sérias sobre os valores que, inapelavelmente, vão ser publicados em finais de outubro.

Em vez disso, continuam as tiradas sobre “recusei uma oferta de 80 milhões”, a resistência andrade à saída do “topo gígio”, isto para já não falar muito sobre a insistente mentira “o Presidente do Benfica quer fazer 200 milhões em vendas”.
Será que o Companheiro Benfica Eagle, que, num passado recente, publicou insistentes especulações sobre as alegadas  dificuldades financeiras do Nosso Clube, supostamente um efeito de uma também alegada insolvência do Grupo Promovalor e da consequente perda de credibilidade do Nosso Presidente junto dos Gestores do Novo Banco, já se terá arrependido de todas essas especulações e, principalmente, por as ter concluído num boato segundo o qual o Presidente se preparava para “vender Atletas até conseguir 200M€”?
Acham que ele já se arrependeu?
Acham que ele já se deveria ter arrependido e, humildemente, desculpado?

Achem vocês o que acharem, eu sinto-me na obrigação de tentar demonstrar aquilo que espero que a Nossa SAD venha a publicar em termos dos resultados finais deste exercício que findou em 30 de junho e, já agora, fazer o mesmo para a osgasad e a andruptosad.
Com isso, desejo que o GUACHOS não só cumpra o seu papel de alertar os Leitores e os defender contra a demagogia de tofos os anti, Taliban incluídos, como, melhor ainda, demonstrar que não são necessários nenhuns recursos/modelos elaborados de ciência económica, para anteciparmos os números que vão chegar em outubro e, com eles, melhor perceber o que se vai passar até final de agosto, no que ao mercado de transferências respeitar.  

Comecemos pela Nossa casa: no quadro seguinte podem encontrar os elementos com base nos quais podem fazer a vossa própria previsão para a Demonstração de Resultados deste exercício, ou seguir os raciocínios elementares com base nos quais eu construí a minha própria estimativa. 
Comecem por não se assustar com a dimensão do que vos mostro, porque é muito mais simples do que parece. Eu explico ...

Do lado esquerdo, têm uma síntese da “Conta de Exploração” que permite demonstrar o “Res. Total”, ou seja, o “lucro” (se positivo), ou “prejuízo” do período em causa.
Um primeiro grupo de linhas que abarcam as principais componentes dos Proveitos Operacionais (1 Prov. Op): TV, prémios da UEFA, “Match Day” e Outros, que incluem, por exemplo, o merchandising, a publicidade e os patrocínios.
Um segundo grupo com as três principais componentes dos Custos Operacionais (2 Custos Op.): Pessoal (salários), Fornecimentos e Serviços (Externos) de Terceiros – FST’s e Outros (amortizações, etc.).
Um terceiro grupo que descreve as operações com passes de Atletas (3 ROPA), onde há Proveitos (os valores das vendas e empréstimos), o custo com as amortizações contabilísticas dos passes de Atletas e os outros custos (comissões, mecanismo de solidariedade, o custo do empréstimo do Mitro, etc.) decorrentes desse tipo de operações. Ou seja: o “Subtotal (3)” obtém-se subtraindo aos Proveitos as Amortizações e os Outros Custos.
Finalmente, uma linha com os (4 Res. Financ.) que sintetiza o saldo entre Proveitos e Custos financeiros (juros e outros), além de incluir os impostos a pagar em sede de IRC.

Assim, em cada coluna, o Resultado Total (última linha do quadro) obtém-se subtraindo aos Proveitos Operacionais (subtotal 1), os Custos Operacionais (subtotal 2), os Custos Financeiros (4) e somando algebricamente (adicionando se positivos, subtraindo se negativos) os valores de ROPA (subtotal 3).

Se olharem, agora, para as diversas colunas, reparem que as duas últimas correspondem à minha “previsão”, respectivamente, dos valores relativos ao 4º trimestre (PREV. T4 – abril, maio e junho) e dos valores finais anuais (PREV. ANO).
As primeira, terceira e sexta colunas (a negrito) apresentam os valores reais (arredondados a milhares de €) para os 1º, 2º e 3º trimestres do exercício, retirados dos Nossos “R&C”.
As colunas tituladas “Xm T1”, “Xm T2” e “Xm T3” apresentam os valores de média mensal em cada um desses três primeiros trimestres. Ou seja, cada valor na coluna “Xm T1” (por exemplo. UEFA – 3113) resulta do valor trimestral (9340) dividido por 3. A comparação, trimestre a trimestre, destas médias mensais, permite-vos não só “explicar” o que conhecem da realidade económica passada, como, ainda, apreciar a existência de tendências.
A coluna “Xm S1” corresponde à média mensal verificada durante os 6 meses do exercício (a soma dos 2 primeiros trimestres dividida por 6).
Finalmente, a coluna “Xm M9” apresenta as médias mensais, sobre os 3 trimestres, para cada linha (a soma dos 3 primeiros trimestres dividida por 9).

As minhas “previsões” para o 4º trimestre e o consequente resultado final anual.

Creio que este texto já vai demasiado longo para explicar, em detalhe, os raciocínios que me levam a apontar para os números que podem ler na penúltima coluna do quadro, que definem um “lucro” trimestral de 36,5M€ e, assim, estimam um “lucro” final anual acima dos 27M€.
Sinceramente, prefiro que cada um dos Leitores analise os números dos três primeiros trimestres e, com base nas informações que leu (viu e ouviu), faça as sua próprias “estimativas” e, se possível, reporte na caixa de comentários a conclusão a que chegou.
Desse modo, posso dar por concluído este texto, ficando ao vosso dispor para, na caixa de comentários, debatermos os vossos contributos e ficando com tempo para ir preparar os dois próximos textos, nos quais repetirei este exercício agora orientado para a osgasad e a andruptosad.

Como estou a receber telefonemas e SMS de Companheiros que me pedem que comente (ou esclareça) as notícias segundo as quais os chineses que compraram o Inter de Milão estariam a tentar rodear as limitações do Fair Play Financeiro, nomeadamente comprando passes de atletas (falam-me da osga careca) através do seu clube na China e, posteriormente, utilizá-los em Itália a título de empréstimo, deixem que vos diga o seguinte ...
O Comité de Verificação do FPF da UEFA, no caso dos 2 clubes detidos por grupos árabes (Man. City e PSG), não se deixaram enganar por contratos de Sponsor de valor altíssimo e, considerando-os como “fora dos valores de mercado”, procederam à respectiva “correcção”, resultando na aplicação de multas e limitação nas inscrições aos clubes prevaricadores.
Por isso, vai cair-me o queixo até aos joelhos se, agora e confrontados com esta chinesice, eles não fizessem o mesmo, “corrigindo” o custo desses eventuais empréstimos de tal forma que seja anulados os efeitos da chinesice.
Aliás e como sabem, eu já aqui defendi que a UEFA deveria proceder de igual modo quanto à benesse bancária com a qual a osgalhada está a distorcer a Verdade Desportiva desde há três anos.

Viva o Benfica!

17 comentários:

  1. Grande José, é sempre uma prazer ver os teus textos.

    Em relação às previsões "operacionais" não tenho dúvidas que estarão muito próximas da realidade.

    Tenho apenas duas dúvidas nos ROPA:
    - Nos 60M de previsão para T4 o que incluíste? Renato e Gaitan?
    - Quais os "outros custos" considerados para T4?

    Sugestão: A linha dos res.financeiros devia estar a vermelho para evidenciar que competimos em condições desiguais.

    Abraço
    Fred

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Caro Fred, Companheiro,

      Exatamente, Renato (35) e Gaitan (25) e não coloquei mais nada (por exemplo os 521 que temos no 3º trimestre, pelo que Nos pagam pelos Atletas que emprestamos) por forma a "descontar" o valor de balanço do passe do Gaitan (o do Bulo era zero).
      Quanto aos "Outros Custos" (ainda e sempre em ROPA), estou a carregar ao máximo eventuais comissões por essas duas vendas: no caso do Nico não tenho a menor dúvida de que o Mendes vai cobrar 10%, já no caso do Renato disseram-me que a comissão é muito menor.
      A margem que resta ainda dará para prever o pagamento do Mecanismo de Solidariedade ao clube que formou o Gaitan.

      O meu critério geral nestas estimativas para o Glorioso foi sempre o de "arredondar para baixo" os Proveitos e "arredondar para cima" os Custos e é por isso que ainda acredito que o "lucro" deste ano vai chegar aos 30M€.

      Abraço e

      Viva o Benfica!
      (José Albuquerque)

      Eliminar
    2. O Mendes vai cobrar 10% ?????????

      Que história é essa ?

      A partir de Abril de 2015 existe um limite nas comissões cobradas pelos intermediários, fixado em 3% (da transferência ou do salário bruto do jogador).

      http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=472435


      A FIFA não investiga isto ? Os sócios não podem exigir mais transparência neste assunto ? As leis da FIFA são supremas e têm que ser respeitadas.

      Eliminar
    3. Só 3%? E o Mendes anda a exigir 10%????
      Mas que pouca vergonha é esta ?

      Ninguém envia um fax a esse papa comissões ?
      O Benfica não é a santa casa da misericórdia.

      Temos que pagar os 3% que estão estipulados por lei. O resto que vá cheio de ar !!! Companheiros temos que defender o SL Benfica dessas comissões que vão contra a lei

      Eliminar
  2. A trajectória descendente dos andruptos e a ascensão imparável do Benfica, que tão bem tem sido retratada nos Posts de José Albuquerque aqui publicados, terá tradução real no rendimento das equipas já nesta época.

    No Natal, o campeonato estará já decidido a nosso favor e poderemos preparar as eliminatórias da Champions c/ os cuidados devidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Caro FranciscoB, Companheiro,

      De facto, este texto em 3 partes (é a tragédia dos anti em 3 atos, ahahah) vai demonstrar que o Glorioso está a vencer a "batalha económica" e eu concordo contigo em que esta atual "janela de transferências" ainda mais vai reforçar essa realidade.

      Espanta-me como é possível os jornaleiros continuarem a admitir hipóteses de "forte investimento" por parte dos dragartos, quando eles têm de saber que esses clubecos só estão a sobreviver porque alguém lhes concedeu uma espécie de "salvo conduto" junto do Novo Banco (cada vez menos acredito na hipótese Millennium, ou eles não teriam a coragem para criticar a recapitalização da CGD).

      Já quanto ao teu otimismo natalício (ahahah), eu sinto que não Nos podemos "distrair" e espero que o Presidente não conte com esse "ovo no tutu da galinha". Se eu o conheço bem, ele não vai cometer esse erro.

      Abraço e

      Viva o Benfica!
      (José Albuquerque)

      Eliminar
  3. Companheiros,

    Bem sei que esta parte do texto não vos trouxe nenhuma especial novidade (eu já tinha apontado para 30M€ de "lucro" desde maio passado, mas quero avisar-vos de que as duas próximas partes vão trazer surpresas interessantes, ahahah.

    Aliás foi para desmascarar as "contas" dos dragartos que me dei a este trabalhinho, ahahah.

    Viva o Benfica!
    (José Albuquerque)

    ResponderEliminar
  4. Como é que é possível chamares companheiro ao benfica eagle...cada vez q aquele atrasado faz um post sinto um arrepio na espinha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Caro moskow, Companheiro,

      Por maiores que sejam as discordâncias que eu tenha, já tenha tido e possa continuar a ter no futuro, em relação ao Nosso Companheiro Benfica Eagle, seria inconcebível não reconhecer-lhe várias coisas: antes de mais, o seu inegável Benfiquismo e, depois, o trabalho que ele faz, há muitos anos (desde os tempos do FORUMBENFICA), na divulgação da realidade económica e financeira do Nosso Clube.

      Aliás, toda a gente sabe que eu o considero uma fonte fidedigna nesta área específica dos temas económicos (nunca o vi a manipular números, por exemplo), embora o combata sempre que ele, por antivieirismo primário, se põe a especular e/ou lançar boatos que, na minha humilde opinião, colocam em causa o bom nome do Glorioso.

      O exemplo dos textos que ele publicou (já me não lembro das datas concretas) a propósito da "crise BES/PROMOVALOR", com os quais tentou defender uma tese miserável segundo a qual o Clube estaria a ser prejudicado por ter como Presidente o Empresário Luís Filipe Vieira, a ponto de se ver forçado a "desbaratar" o Nosso Plantel, foram o melhor exemplo de como um bom técnico (alguém que sabe de Economia e Finanças) se deixa brutificar por preconceitos.

      Viva o Benfica!
      (José Albuquerque)

      Eliminar
    2. Boas José,

      Aceito perfeitamente que seja um fonte fidedigna em termos de analisar para o Relatório de Contas e ""simplesmente"" o traduzir fielmente em palavras, o que nos tempos q correm é já é uma grande vitória.
      Agora o meu problema com ele é precisamente o teu ultimo paragrafo, é o usar a imagem que tem de entendido para lançar todo o tipo de boatos e muitas vezes medo/panico em mentes mais fracas.
      Desde esses posts da Promovalor a um dos ultimos em que vendia o plantel inteiro pq senão fizessemos os tais 200M vinha ai o apocalipse...
      É como o jornal A'Bola, por exemplo, que para vender faz capas a revelar a cor das cuecas do Jonas e com o Benfica na iminência de contratar o Messi, mas assuntos a sério nem vê-los.
      Na minha opinião ele foi um dos rejeitados em detrimento do DSO e ainda não lhe passou a dor...
      Sou sempre a favor de criticas e diferenças de opinião, acho q é assim q se identifica os erros e se evolui...mas o que ele faz, muitas vezes lembra-me mais o "jornalismo" do Correio da Manha, por isso não consigo chamar-lhe companheiro...

      Eliminar
    3. Moskow, totalmente de acordo, alias naquele blog era tudo à chapada.
      É uma tristeza o desrepeito ao nosso Capitão, ao Salvio, Eliseu, entre outros atletas que tanto nos deram. Que não se goste de A, B ou C, tudo bem. Que não se esteja de acordo, ok. Agora lançar boatos como se de um rival se tratasse.. é miserável.

      José Albuquerque, acho que nem era preciso dizer, mas excelente texto, muito bom!

      Eliminar
  5. Parte 2.... manda a parte 2...

    ResponderEliminar
  6. Grande Aluquerque. Obriado mais uma vez.
    Mas respondendo ao teu desafio, fiz umas contas e acho que a tua previsão está um bocado ao lado. Eu cheguei ao valor de 27.142.000,01€. (achas mesmo que alguém se vai dar ao trabalho de fazer contas por cima das tuas?!?).

    E por falar em contas, ver o nosso Sálvio entrar novamente nas ditas dá-me um prazer dos diabos. Particularmente pelo efeito que causa no crescimento do melão de jornaleiros e taliban.

    ResponderEliminar
  7. Saudações Benfiquistas,o meu obrigado José Albuquerque,excelente texto,mais uma vez bem sintetizado.
    Carrega José Albuquerque
    Carrega Guachos
    Carrega Benfica!!!!

    ResponderEliminar
  8. Boas José,

    Acho que foste um pouco optimista, ou então sou eu que sou pessimista, mas:

    - Na questão da TV e perante a situação de indefinição da BTV, bem como a perda da Liga Inglesa, presumo que o valor possa ser um pouco mais baixo, aí na ordem dos 6,5 ou 7M.
    - Na UEFA estimaste 8M que suponho seja o efeito do market-pool e não tenha associado qualquer outro valor. Tendo por base os anteriores valores, tenho muitas dúvidas que este valor ultrapasse sequer os 5M
    - Ao invés no Mach-day é a rubrica que eu considero teres sido conservador, esperando eu um valor na ordem dos 3,5 a 4M
    - Não tenho noção para discutir o valor dos Outros, mas pelos valores comunicados até agora nas rubricas comerciais, acho que seria este o trimestre onde a Emirates mostraria que o contrato é significativamente melhor que o da PT. Como não tenho noção aceito o teu valor.

    Em termos de proveitos operacionais penso que andaremos por 117 a 118M

    - Nos custos com pessoal novamente acho que foste conservador, porque é no 4.º trimestre que se pagam os prémios e como o Benfica conquistou o campeonato e a taça da liga suponho que andará pelos 18 a 20M
    - Nos FSE e nos outros aceito o valor

    O valor dos custos operacionais deve pois rondar os 113 a 115M

    - nos Ropa acho que o passe do Gaitán não estaria próximo de zero - as renovações implicam sempre prémios de assinatura que se somam aos valores dos passes, pelo que os proveitos devem rondar os 57 a 58M. de resto aceito os valores indicados pelas explicações que deste

    Os ROPA devem rondar os 33 a 34M

    Aceito os Resultados financeiros, até porque os valores são relativamente constantes.

    Ou seja, em vez dos 27M de lucro, acredito que esteja entre 17 a 21M com um ponto médio na ordem dos 19M, o que sem ser tão espectacular como os 27M é ainda excelente. Só por curiosidade, não contas com o efeito do IR? É que com este lucro isto parecem-se mais ser RAI e não RL.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O premiode passagem aos quartos é de 6M. Ainda ha a bilheiteira e o market pool. Pareceme portanto correcto.

      A BTV tera um valor semelhante à epoca passada ou seja +/-34M anuais. A Emirates deve aumentar o valor do patrocinio em 3 M quando comparando a PT.


      Os premios ja foram pagos, no 3 trimestre. Quando saiu o relatorio ja se sabia da conquista do campeonato e foram logo incluidos.

      Concordo contigo em relacao ao Gaitan.

      17 a 21? Eu sou como a virtude entao. Digo entre 21 a 25M :)

      os juros ja desceram, falta é descer o passivo como LFV e DSO defendem.

      as amortizacoes aumentaram e so falta deixar de contratar 50M quase todas as epocas para que nao sejam obrigados a realizar tantas mais valias para termos lucros.

      Quanto mais depressa atingirmos um modelo sustentavel mais depressa seremos imparaveis neste nosso Portugal

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.