sábado, 7 de outubro de 2017

Está-lhes (literalmente) no sangue.

Esta época começam (bem) mais cedo! Aí estão as miraculososas lesões dos atletas do clube da fruta em vésperas de jogos das selecção. É tiro e queda. Costumam ser em Dezembro/Janeiro quando o corpo já não aguenta, mas desta vez as doses devem ter sido a dobrar! Todos se lembram das estranhas lesões de Derley, Deco, Hulk, Jackson Martinez, Moutinho, Falcao...misteriosamente ocorridas em treinos a meio da semana. Por altura das rabanadas dava-lhes uma de vento e desapareciam como o pó...até surgirem no final de Janeiro, recauchutados e com forças redobradas que duravam ininterruptamente até às finais de Maio. Curas milagrosas com a eficácia do departamento médico da fruta sempre enaltecido pelos pasquins de serviço. Parecem cavalos a correr. Aquilo sim, era preparação a sério, ouvia-se então!

Na época passada assistimos a um flagrante caso de doses cavalar. Tiquinho Soares, vindo do Guimarães sem passaporte biológico, correu, correu, correu...até rebentar. Para a merda de comunicação social que temos, o moço já estava a ensombrar o Neymar!...Voltará timidamente até desaparecer de vez, de repente.

Marega e Aboubakar assustam só de os olhar. E como mete medo o seu mirar! Tenho o palpite que a ADOP só não lhes faz o passaportes biológicos nesta paragem de campeonato com receio de rebentar as maquinetas de hematologia Sysmex! Os agrestes ventos do Mali e dois treinos a meio da semana foram suficientes para dar cabo da exuberância do Marreca e Brahimi lesionou-se num músculo isquiotibial (durante a sesta) antes de seguir para a selecção onde encontrará Aboubakar, se este não for acometido por forte indisposição cavalar...

O duplo André é outro que só se move a gasolina extra. Desaparece (quase) sempre em vésperas de clássicos (sempre com estranhas lesões em treinos misteriosos a meio da semana) quando o controle costuma apertar. No único, contra o Benfica, em que isso não aconteceu, horas depois do jogo acabar, e como não parava de correr - tiveram que o atar para o conseguirem parar...

E se quisermos puxar a cassete ainda mais atrás encontraremos variaddissimos episódios semelhantes com o actual treinador do foculporto. Sérgio Conceição era ele próprio um mártir no que se refere a misteriosas lesões, antes dos clássicos e do jogos das selecções! Está-lhes (literalmente) no sangue.

No sitio certo, no rascord, o pequeno batráquio no melhor auto-retrato de sempre!
Nuno Saraiva: «Bruno de Carvalho sabe que sinetas tocar para os cãezinhos salivarem»

15 comentários:

  1. Teria piada se fosse brincadeira...
    Mas como já dizia Domingos Gomes em 2013 (https://www.google.pt/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/amp/substancias-sujas-no-desporto&ved=0ahUKEwi5hqvAtd7WAhUHnRoKHWjNBtUQFggtMAM&usg=AOvVaw32XM2eJ7AxrKMlicLFmTsa&ampcf=1) há substancias com mais difícil detecção. A experiência do ciclismo é-lhes útil..

    E pluribus unum!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom texto. É verdade. O problema aqui é o que os clubes fazem ou permitem fazer.

      Há clubes que têm ou tiveram como política (dissimulada) do clube, sancionado pela própria direcção, a utilização de produtos dopantes para melhorar o desempenho dos atletas e assim ganhar troféus e competições importantes. Foi o que aconteceu com o Porto que desde que chegou Pinto da Costa, com o lema, "não olhar a meios para atingir os fins", sempre utilizou tudo o havia de legal e ilegal para ganhar.

      Ajudados pela idiossincrasia da cidade do Porto, uma cidade tradicionalmente fechada e cúmplice de tudo o que se passa no clube, a adicionar à situação do país a seguir ao 25 de Abril que mergulhou o país durante mais de 20 anos num caos social, económico e sem controle social e policial por parte das instituições responsáveis, conseguiram durante 20 ou mais anos aplicar um sistema de falsificação de resultados. Com o doping sempre no lugar da frente, investigado e administrado por especialistas sem escrúpulos e com ramificações dentro do clube (não podia ser feito de outra forma), como meio de alterarem a seu favor o desempenho dos atletas e assim obterem resultados favoráveis nas competições.

      Depois temos os outros clubes que não tendo política semelhante, são vítimas do facto de haver atletas que por iniciativa própria usam produtos proibidos e que quando apanhados podem atingir esses clubes. Mas aqui a culpa é exclusiva dos atletas. O Benfica até tem um departamento anti doping dentro do clube.

      Que há produtos e formas de evitar a deteção no controlo é uma coisa que já é conhecida há muito tempo. Eu já revelei alguns exemplos e o Guachos também o mostra sem quaisquer dúvidas.
      É mais fácil a quem tenha tradição e falta de escrúpulos na utilização bem sucedida do doping, contando com contactos privilegiados de pessoas especializadas que os podem continuar a aconselhar e continuar a utilizar os métodos que tantos sucessos lhes deram.

      Sabem o que faz o Fernando Póvoas? O que fazia não deixa dúvidas, a entrevista à SIC não deixou dúvidas a ninguém.
      Actualmente é membro do conselho consultivo do FCP. Antes já tinha sido membro da administração da SAD. Porquê? Tem informações ou conhecimentos especiais que o qualificam para membro da administração de uma SAD desportiva?
      Sendo médico especialista do metabolismo humano, na minha opinião pessoal terá sido o prémio pelos elevados serviços prestados à causa durante tantos anos aos e pela possibilidade de extensão desses serviços de consultoria no futuro.

      Atendendo ao desespero em que se encontram, financeira e desportivamente, e à falta de escrúpulos que sempre revelaram, nunca hesitaram em utilizar métodos criminosos e ilegais (como se verifica actualmente, cúmplices de ladrões e receptores de objectos roubados de informação digital roubada por "hackers", com o fito de acusarem o Benfica), estou mesmo convencido que os métodos antigos continuam a ser utilizados, agora com os cuidados que o PB e a actual actividade da Agência AntiDoping, mais atenta e menos corrupta, exige.
      E com os cuidados e prudência no relacionamento com atletas mais cultos e com menos tento na língua obrigam.

      Eliminar
    2. Exactamente Manuel, essa é a principal esperança q o Benfica tem para ser Penta; é fundamental a exigência por parte do Clube de forma a q a Adop não dê tréguas a esses criminosos!

      Eliminar
    3. Falta um gfp..ta. Un tal
      pedroto
      jotasul26@gmail.com

      Eliminar
  2. Perguntem ao Casagrande e ao Fernando Mendes que eles explicam, infelizmente parece mentira, mas não é, é uma verdade absoluta, tudo com a conivência dos jornais portugueses que nunca foram o que são em outros países, acertivos na busca da verdade.

    ResponderEliminar
  3. São situações por de mais conhecidas, obedecendo a um padrão de conduta típica dos de Contumil. O que me é estranho, ou talvez não, é que a coisa é tão estranha e tão flagrante ao mesmo tempo, como é possível não se fazer eco destas denuncias nos painéis de comentadores desportivos? Não há provas? Não são precisas. Neste momento basta invocar o direito de opinião para se lançar a suspeita. Não é isso que vamos vendo diariamente contra o Benfica? Mas no caso concreto em questão, bastava fazer um simples exercício que consistiria em compilar pacientemente várias situações conhecidas ao longo dos anos para se poder, pelo menos, formular uma opinião com base na terrível coincidência...

    Saudações

    Rodrigues Dias

    ResponderEliminar
  4. Para mim o caso mais paradigmático e igualmente mais flagrante de todos, nos tempos mais recentes, foi o do Jackson Martinez que após 2 meses de convalescença de uma lesão muscular apresentou-se no seu primeiro logo contra o Bayern e a correr como um louco... os milagres que aquela casa faz!

    Rossetti

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembro-me bem desse episódio; espantoso!

      Eliminar
  5. Voces nao sejam mauzinhos aquilo chama-se preparaçao a serio,preparaçao a brincar so no SLB onde uma minoria nao sei se diga ranhosos ou benfiquistas raivosos querem todo o nosso departamento medico + o professor de educaçao fisica andarem dali pra fora irem cavar batatas no batatal Madeiren-se,prepaparaçao a casa grande e que e bom.

    ResponderEliminar
  6. Há um padrão e só quem anda no meio do futebol é que entende isto,é factual lembram-se de um setubal-porto que não se realizou por "mau tempo"?
    Sim era tempo da amarelinha e estavam vários contaminadinhos,os níveis estão sempre nos limites e eles sabem antes do tempo quando vai haver controlo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E por acaso o árbitro q adiou o jogo não era o rolha pedro proezas q jogou a bola ao solo dentro das poças de água,para testar o relvado?

      Eliminar
    2. E o jogo ainda não estava cancelado e já havia frango no churrasco no autocarro.

      Eliminar
    3. A Put@ Proença dessa vez em Setúbal andou às voltas ao campo para encontrar um buraco com água onde largar a bola. Hoje em dia dá ele o buraco e as bolas não entram.

      Eliminar
  7. Bom dia Caro Guachos e obrigado por nos brindares com um bom alimento para o nosso Benfiquismo.

    Cada clube tem uma estratégia bem definida para picos de forma da sua equipa durante o ano desportivo de forma a maximizar os resultados.

    Com substâncias ou não (eu sinceramente acho que todos se dopam em maior ou menor grau, há muito em jogo) os nossos adversários têm a estratégia de dar o tudo por tudo logo à partida, ter o pico de forma no primeiro terço da época na esperança de conseguirem um avanço considerável que depois a força moral que isso dá ajudará a manter no restante tempo. (Candeia que à frente alumia duas vezes, e a juntar-se a isso também a campanha de descredibilização e enxovalhamento que as direções de comunicação de ambos os clubes movem contra o nosso) O Benfica parece-me que tem uma estratégia completamente diferente, até por ter ganho os últimos 4 campeonatos e não sentir a necessidade tão urgente de ganhar. Na minha opinião veremos um Benfica com um pico de forma que vai sobressair mais lá para Dezembro e prolongar-se até Março/Abril, sendo uma das razões principais coincidir com a maioria dos jogos com os outros candidatos à vitória no campeonato tal como a suposta passagem à fase seguinte da Champions ou Liga Europa, ter a equipa na máxima força para esse periodo nas respetivas competições.

    É claro que o pensamento inicial da direção e da equipa técnica era na parte inicial, embora com possível desvantagem, tentar navegar por esse periodo com as menores perdas possíveis para chegar ao periodo de pico de forma com todas condições de dar a volta. Agora sabemos que as perdas estão a ser (pelo menos até ao momento) mais do que se contava inicialmente. No momento em que discutimos isto, a estratégia estará a ser reajustada para incluir o estado desportivo actual do clube.

    Voltando ao doping (vulgo popular - amarelinha) se os nossos adversários estão a dar neste altura o tudo por tudo, com recurso a substâncias que aumentam o desempenho mas depois têm periodos de recuperação (as tais lesões a meio da semana nos treinos) acredito que teremos um quadro físico dos 3 clubes bem diferente dentro de 3 meses. Esperemos que estejamos em condições para tirar proveito disso.

    VIVA O BENFICA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "eu sinceramente acho que todos se dopam em maior ou menor grau" - mas uns dopam-se + do q os outros... muito +... este foi, aliás, 1 dos principais pilares do polvo mafioso q dominou o futeluso durante quase 40 anos... faz parte do seu ADN criminoso, e s/ o doping, como se tem visto nos últimos anos, nada valem...

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.