terça-feira, 16 de abril de 2013

Com jAmor!

O Benfica tem um palmarés impressionante na Taça de Portugal - são 24 as taças que abrilhantam as vitrinas da Luz!
Porém, a ultima taça ganha pelo Benfica - no primeiro ano da gestão de Luís Filipe Vieira - reporta à época de 2003/2004!
Seria preciso recuar até 1995/1996 para vermos o Benfica no Jamor levantar outra taça, uma taça de 'má memória', marcada pela morte de um adepto sportinguista...

Já neste milénio, na época de 1990-2000, perdemos 1-3 com os lagartos em casa...
e em 2000-2001 fomos cilindrados no Porto por 4-0.
Em 2002/2003 seriamos eliminados em casa pelo Gondomar - 1-0 - era treinador...Jesualdo Ferreira!
É sempre bom recordar o "ontem", para que "hoje" não percamos o discernimento...

Depois, já com Vieira no leme, ganhamos na final ao Porto de Mourinho, a seguir perdemos a 'dobradinha' no ano de Trapattoni, chegando ao Jamor com as pilhas descarregadas, perdendo na final com o Setúbal por 2-1 - depois disso, fomos sucessivamente eliminados pelo Guimarães, em casa por 0-1, na Póvoa pelo Varzim(!) por 2-1 - na época seguinte 5-3 no alvalixo pelos lagartos, a seguir eliminados pelo Leixões nos penaltis, até chegarmos ao consulado de Jesus...("excelentes" resultados como se vê!)

Na primeira época, Jesus começava a beber o veneno que destilava antes de chegar ao Benfica e levava logo em cima com El-mano Santos - golo marcado com falta não assinalada e derrota por 0-1, na luz, contra o Guimarães, na ressaca de um polémico castigo a Cardozo...se bem me lembro.

Na segunda época, mais uma Xistralhada - Hulk, em fora de jogo, faz o golo que elimina o Benfica, depois de uma brilhante vitória nas antas por 2-0!

Na época passada, eliminação aos pés do Marítimo, num jogo onde a gestão foi muito mal feita com demasiadas mexidas no onze, Eduardo na baliza a comprometer e a taça a ficar pelo caminho...
Percebeu-se que a Taça, na altura, era tudo menos uma prioridade, e no fim, nem 'pau nem bola'...

Esta época, com um calendário mais do que acessível, foi possível chegar a esta altura sem grandes custos, físicos e mentais, para defrontar um Paços de Ferreira difícil mas perfeitamente ao alcance...
Tão ao alcance como se julgava estar o Marítimo na época passada, daí que Jorge Jesus, desta feita, não facilitar um multímetro e meter toda a carne no assador - gato escaldado...

Fez muito bem Jesus - o próximo jogo é só Domingo e há mais do que tempo para preparar e recuperar os jogadores - que diabo; não são nenhumas florzinhas de estufa!
Jogaram os melhores, mesmo assim com três alterações em relação a Newcastle, e fez-se um controle activo, sem forçar, mas também sem dar qualquer chance de o Paços poder sonhar mais alto...

Maxi Pereira, ainda teve uma breve paragem (melhor ser ele que algum dos mal-amados) que teve o condão de irritar (ligeiramente) os seus admiradores, o poste desta vez não serviu de desculpas para ninguém e no fim, mais coisa menos coisa, ninguém ficou verdadeiramente descontente...gerir sem forçar.
Nem vale a pena pensar no descalabro que seria, se com outro tipo de gestão (fazer descansar os melhores jogadores) as coisas corressem mal!

E pronto - dia 26 de Maio, lá estaremos na final do jAmor, para defrontar...previsivelmente o Guimarães!
Por essa atura já teremos (espero) jogado a final da Liga Europa, na véspera do meu aniversário (que bela prenda seria trazermos o caneco) e com campeonato já terminado...

Tudo parece tão perto - tudo ainda está tão longe!

2 comentários:

  1. Para o caro companheiro (ele sabe quem é) que me contactou na questão do aniversário e da idade, lamento mas há um claro equivoco...
    A final joga-se a 15 de maio e não a 21...
    A minha "colheita" é de 62, meu caro - mais recente mas (acredito) também de boa cepa!

    ResponderEliminar
  2. Foi no dia 15 de Junho de 1952, que subi pela primeira vez as escadarias do Estádio Nacional para assistir ao vivo à vitória do Glorioso sobre o SCP, com um resultado que já não se usa nos dias de hoje 5-4...
    Recordações que ainda hoje permanecem bem vivas na minha memória !
    Unhas roídas até ao sabugo, um paizão muito triste pela derrota e o meu benfiquismo fortalecido por um espetáculo fantástico, que espero ver repetido no próximo dia 26 de Maio !

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.