Tudo pelo Benfica, nada contra o Benfica!

segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Feliz-eu e companhia...

Todos os anos é a mesma coisa; lá para a 5ª/6ª jornada aparece um outsider nos primeiros lugares da classificação. Equipa de Taliscas, Coxos e Gordos, considerada pela esmagadora maioria dos paineleiros e cumentadeiros especialistas da bola como o grande derrotado da pré-época, é ao Benfica que cabe, neste inicio se campeonato, fazer jus ao epígrafe de equipa sensação.

Partindo "condenado" a discutir os lugares que dão acesso à liga Europa, limitado por uma equipa mal estruturada e completamente destroçada pela venda (ao desbarato) dos seus melhores jogadores, o campeão nacional, lá vai, ocupando o lugar cimeiro da classificação, tentando não incomodar os mais fortes candidatos ao titulo, que por acaso até se vão defrontar na próxima jornada...
Prevêem-se enormes chatices para muitos e grande dificuldade no sentar para os restantes.

Por minha sorte e porque estive a trabalhar, apenas pude assistir aos últimos minutos do jogo, mesmo a tempo de ver Maxi Pereira fuzilar a baliza Moreirense...foi bom, muito bom; tão bom que nunca mais o guarda-redes ousou perder qualquer segundo, permitindo-me assistir ao futebol avassalador que por essa altura o Benfica praticava. Pelos relatos que fui lendo, quem viu o jogo desde o seu início não terá tido a mesma sorte...
Nem o Benfica terá jogado tão bem assim e parece que o  Matrafona passou mais tempo deitado e a gemer, em 77 minutos, do que a ditosa fernadinha universitária o tem feito nos últimos 2 ou 3 anos...

Vi, em resumo, a bomba que Eliseu enviou direitinha aos talibans da internet e que se fosse obra de uns certos cavalheiros com sotaque castelhano teria por certo provocado uma orgia de orgasmos em todos os órgãos da comunicação social.
Assim - saída das botas de um velho gordo, somente ficará guardada na memória dos benfiquistas como um dos mais belos momentos no imparável percurso que esperamos vitorioso! Taliscas, Coxos e Gordos...feliz-eu e comp.

Os Lopeteguis de Contumil vazaram na enxurrada que varreu a pocilga...
Embriagados pela goleada aplicada aos fracos e (estranhamente) tenrinhos bielorrussos - marraram na barreira que o grande Pettit lhes pôs pela frente e parece-me que ainda não conseguiram sair dali...e marram...marram...marram...

Vários aspectos nos saltam à vista; - quem tem planteis de grande qualidade, formados a tempo e horas, apanágio de quem tem montada uma fantástica estrutura que não deixa faltar nada ao seu treinador, pode perfeitamente rodar (quase) toda a equipa de um jogo para o outro sem qualquer tipo de constrangimento; uma equipa para a champions e outra para o campeonato! Quaresma continua a dar pontos (foi dele o passe de letra para os golos dos 'lopeteguis') e os árbitros já não são o que eram! 

Apesar de mostrar um cartão amarelo a um "boavista" por levar uma cotovelada de um espanhol, Jorge Ferreira fez aquilo que durante várias décadas nunca ninguém se atreveu a fazer; expulsar um jogador da casa por agressão a um adversário! A estrutura é que continua a (não) carburar em pleno...então aquilo não era jogo para o Proença? - com o 'brilhantina' em campo nem sequer haveria jogo quanto mais uma expulsão!
Lembram-se do seboso em Setúbal - afanosamente à procura de um pedaço de lama onde deixar cair a bola na vertical?
Ah pois é; chamassem o Proença.

Não sei se Flopetegui fará grande carreira como treinador mas o que tenho a certeza é que dará um excelente comentador e um esforçado empresário de jogadores...
Olhando à merda de cumentadores e paineleiros existentes na cs desportiva portuguesa, não vejo que tenha qualquer dificuldade em arranjar trabalho como comentador de arbitragem...
Tem tudo o que é preciso; não sabe contar (22 remates só se juntou os cantos, pontapés de baliza e os alívios do Maicon) vê jogos que só existem na sua imaginação e fala de coisas que ninguém entende; melhor que o Freitas Lobo!!
Tenho grandes duvidas é que consiga encontrar outro imbecil que lhe compre tanto refugo espanhol... 

Dos lagartos duas coisas estão garantidas; não haverá comunicado esta semana e ninguém falará da inexperiência e da proveta idade dos jogadores no jogo de Barcelos!
Ah...e foi descoberta uma nova estrela no panorama internacional; João Mário.
Consta que Louis van Gaal se pôs a caminho e é esperado amanhã no alvalixo!
Pirralho de Carvalho já fez saber na tvlagarto, na 6ª entrevista do dia,  que só vende o moço pelo mesmo preço de Shikabala. (valor das cláusulas; 45 milhões de euros)

Ps; querer afundar Jardel e Eliseu no golo (grande mérito do Moreirense) esquecendo Luisão, que pôs em jogo o avançado contrário não só é estúpido mas revelador de má fé...ou de falta de vista!
Há demasiada gente que ainda não percebeu que uma equipa é o somatório das partes, e que, os golos não são necessariamente culpa de alguém. Há (quase) sempre muito mérito de quem os marca.!

Bomba no Benfica; Talisca já é jogador do Chelsea!


sábado, 20 de Setembro de 2014

Uma questão cultural e de fraca mentalidade.

ùJesus achou por bem encerrar a polémica com Mourinho e desvalorizou o reles ataque de que foi alvo, decidindo não lhe dar mais importância. Não serei eu a fazê-lo. Passemos adiante mas o certo é não me esquecerei deste triste episódio e prometo ficar atento...

Porque até nos assuntos mais mal cheirosos ficam sempre coisas boas para discutir e reflectir, há umas pequenas coisas que gostaria de (re)lembrar...
Mourinho chegou ao Real Madrid, em 2010, e logo na primeira triagem que fez dos jogadores ao seu dispor, dispensou Rodrigo, que Jorge Jesus inteligentemente e sem grandes erros gramaticais a apontar...se limitou a aproveitar.

E foi desta forma simples que o internacional espanhol chegou ao Benfica, pouco depois de jogar a final do europeu de sub 19 pela sua selecção, num europeu onde marcou presença a selecção Nacional e um tal de...Nelson Oliveira. 

Infelizmente para Mourinho, nessa altura ainda não tinha contratado para seu adjunto o internacional Óscar, especialista em assuntos de jovens jogadores 'desperdiçados' por treinadores com graves problemas gramaticais! Se o tivesse feito, escusava de dispensar Rodrigo e no ano a seguir o jovem Garay, na altura com idade semelhante à de Nelson Oliveira, hoje!
Jesus? - preocupado e às voltas com a gramática - limitava-se a aproveitar...

Ao atacar o treinador do Benfica, tentando menorizar a sua capacidade de potenciar jovens jogadores, Mourinho apenas conseguiu atirar Nelson Oliveira para dentro da fogueira. (parece ser a sina do moço; é sempre mais falado por questões de lana caprina e nunca pelos feitos futebolísticos)
A jogada foi rasteira, ainda mais quando comparada com o seu próprio currículo no assunto, mas deixa-nos excelente matéria para nos debruçarmos e reflectirmos sobre o percurso dos nossos jovens jogadores internacionais...

Falham por uma mera questão de (falta) de qualidade? - de (falta) oportunidades?
Eu penso que não. Para mim é tudo uma questão cultural e da fraca (nalguns casos fraquíssima) mentalidade dos jovens portugueses... 
Enquanto é a "brincar" são tão bons como os melhores. Quando o trabalho e as exigencias apertam; desaparecem dos grandes palcos. Há muito por onde melhorar, mas sem se mudarem as mentalidades não passaremos disto. O problema não são os treinadores, aqui ou na China. O problema chama-se; falta de mentalidade. Ronaldo tem essa forte mentalidade. Quaresma e Nani, igualmente talentosos, não. Veja-se onde está um e onde se encontram os outros. 

Final do Mundial sub-20 2011...
Portugal perdeu por 3-2 - Óscar marcou os golos brasileiros e Nelson os de Portugal.

Vejamos onde se encontram hoje os então jovens campeões e vice-campeões do Mundo.
Como maior curiosidade, a provar que nem sempre o melhor jovem o será no futuro, (Emílio Peixe é disso um bom exemplo) Henrique, o brasileiro considerado o melhor jogador do mundial pela FIFA - joga hoje no Bahia, no Brasil!

Brasil;
Gabriel  - Capri por empréstimo do Milan
Danilo - Porto
Alex Sandro - Porto (suplente não utilizado na final)
Oscar - Chelsea
William  - Saragoça por empréstimo do Real Madrid
Filipe Coutinho - LIverpool
Casimiro - Porto por empréstimo do Real Madrid
Fernando  - Shakhtar Donetsk
Gabriel  - Udinesse
Juan - Inter de Milão
Allan  - Udinesse
Dos restantes - a maioria jogam nos grandes clubes brasileiros.

Portugal;
Mika - Boavista
Nuno Reis - Cercle Brugge
Roderick Miranda - Rio Ave
Cédric - Sporting
Mário Rui - Empoli
Pelé - Belenenses
Saná - Braga
Danilo Pereira - Marítimo
Sérgio Oliveira - Paços de Ferreira
Nélson Oliveira - Benfica
Alex - V. Guimarães
Tiago - Olhanense
Luís Ribeiro - Sporting
Tiago Ferreira - Zulte Waregem
Luís Martins - Granada
Júlio Alves - Rio Ave
Ricardo Dias - Beira Mar
Amido Baldé - Waasland-Beveren (Empréstimo - Celtic)
Caetano - Gil Vicente
Serginho - Arouca
Rafael Lopes - Académica

Se compararmos o percurso da maioria dos jovens brasileiros com o percurso dos portugueses a diferença é brutal.
Surrealista! Dos jovens vice-campeões mundiais não sobrou quase nada em termos de carreiras internacionais de relevo!
Não me parece que a culpa seja apenas do talento individual de cada um. Não é de Jorge Jesus, seguramente, e também não será dos vários treinadores, nos mais diversos clubes...
A tal questão cultural e de mentalidade.

Após treinar clubes como, Benfica, Leiria, Porto, Chelsea, Inter, Real Madrid, e de novo o Chelsea - Segue- se uma lista com o nome dos jogadores das camadas jovens lançados por José Mourinho na equipa principal.

sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Primeiras “Contas” 2013/14.

Por José Albuquerque

Tal como o fizera há um ano (antes da AG eleitoral), o CA da Nossa SAD acaba de divulgar uma síntese das Nossas “Contas” relativas ao exercício económico de (1 de julho) 2013 a (30 de junho) de 2014 e o meu primeiro comentário vai ser uma nota de regozijo, sobretudo pela surpresa de números ainda melhores do que aqueles que eu tinha admitido e, também, pelo prazo (80 dias) em que a SAD consegue confirmar o “fecho contabilístico” de mais um exercício. A partir de agora, seguir-se-ão a conclusão dos procedimentos de Auditoria Externa e, finalmente, a aprovação do “R&C” em AG de Accionistas.

O documento publicado/comunicado é de leitura obrigatória, não só pela enorme importância como pela sua simplicidade, resultando numa leitura acessível (4 páginas) a todos os Leitores habituais do GUACHOS e permitindo-me não consumir o vosso tempo a fazer uma outra síntese daquela síntese, dando-a por lida e compreendida e passando directamente para as inferências (ou deduções) que ela permite e uma tentativa de lhe acrescentar as minhas próprias conclusões.

Balanço e Capitais Próprios.

Este exercício permitiu uma recuperação de 15,4ME nos Capitais Próprios, um resultado bem acima do esperado mesmo depois da venda do passe do André Gomes (recordam-se, com certeza, que eu admiti que o exercício “teria ficado equilibrado” com a venda do Rodrigo) e que só foi possível “somando” uma série de “vitórias parciais” em várias rubricas das “Contas”, cujo detalhe poderemos entender depois de publicado o “R&C”.
Entretanto, ficamos a saber que o Ativo cresceu bem mais que o Passivo, mas que ainda temos 8,4ME (contabilisticamente) negativos de Capitais Próprios, pelo que se mantém a “obrigação legal” de prosseguir na senda de exercícios (contabilisticamente) “lucrativos”, eu diria que e no mínimo, até que tenhamos recuperado uns 40% do Capital Social, ou seja, cerca de 45ME, objectivo que eu considero prioritário a médio prazo (5/6 anos).

A exploração.

Na nossa habitual “Demonstração de Resultados sintética” que aqui é costume apresentarmos, o comunicado informa o suficiente para que a possamos “deduzir”. Ora atentem nos dados fornecidos (em ME)


Tudo isto porque o comunicado “oferece a chave” para o mistério ao informar que a soma dos Proveitos Operacionais incluindo Operações com Passes de Atletas (= 1 + 4) ultrapassou os 184,7ME

Com o “quadro” completo dos grandes números da exploração neste exercício, podemos alinhar alguns comentários, a saber:
1 Que é absolutamente notável a capacidade da Nossa SAD para ultrapassar claramente os 100ME nos Proveitos “correntes” (confirmando a minha “previsão” otimistada há cerca de 6 meses e graças aos proveitos obtidos com a BTV e as provas da UEFA), mesmo no ano da “reversão” da quotização em beneficio do Clube, e no quadro global depressivo de toda a economia. Como sabem, este valor inclui aquele que eu considero ser um dos dois pilares essenciais do Nosso “Novo Paradigma de Gestão” – a BTV, cujos resultados se deverão expandir fortemente nos próximos exercícios. 

2 Que a SAD “falhou” o (meu) objectivo de contenção dos Custos “correntes” abaixo dos Proveitos, o que pode constituir um sinal de alarme a menos que venhamos a verificar (no “R&C”) que a “derrapagem” se explica pela distribuição de prémios decorrentes da conquista dos 3 Títulos em todas as competições internas.

3 Que, talvez em consequência dos excelentes resultados desportivos da época, os Resultados Operacionais (sem Atletas) não chegaram ao desejável equilíbrio.

4 Que, além das vendas do Matic (25ME), do Rodrigo (22,8), do André (10,5), do Melga (5) e do Mora (3,5) a SAD ainda realizou quase mais 13ME em “Operações com Passes de Atletas”, o que é absolutamente notável.

5 Que os custos com OPA estão na linha do esperado, considerando as amortizações contabilísticas (cerca de 30ME) e o alto valor das vendas realizadas.

6 Que a SAD conseguiu uma quase perfeita “quadratura do circulo”, ao obter um tal balúrdio em ROPA (quase 38ME), sem prejuízo desportivo (imediato) e vendendo apenas um Atleta da “Fábrica”. Como sabem, este valor constitui o segundo pilar do Nosso “Novo Paradigma de Gestão”, uma vez que eu acredito firmemente que a Nossa “Fábrica” vai alimentar uma “corrente” de retornos (desportivos e financeiros) com reflexos determinantes a este nível.

7 Que, para uma sociedade que tinha pela sua frente uma “factura bancária” de 20ME e um “compromisso” de atingir uma exploração económica positiva (para iniciar a recuperação dos seus Capitais Próprios), o CA fez tudo o que devia ter feito e ultrapassou o seu primeiro exercício (livre do mamão chupista) com brilhantismo.

8 Que, sem redução do Passivo, foram melhor geridas as “origens de fundos” e se conseguiu uma inversão da anteriormente crescente “factura bancária”.

9 Que temos, TODOS, de celebrar a soma do Nosso melhor exercício económico, com a melhor época desportiva deste milénio.

Proveitos da Nossa BTV.

Este comunicado ainda revelou mais um número tremendamente importante: os Proveitos Operacionais da BTV, no seu primeiro exercício de exploração como “canal Premium”, atingiram os 28,1ME.

Trata-se de um resultado formidável e que ultrapassou as expectativas mais optimistas (eu próprio tinha admitido 25ME, depois dos resultados do primeiro semestre), mas que o Presidente “estragou” quando se referiu a um valor (30ME) ainda maior, facto que não vai deixar de merecer muita especulação da parte de todas as variedades de anti.

Quem não se lembre, pode pesquisar no GUACHOS os vários textos em que eu fui actualizandoos resultados da BTV e, sobretudo, tentando retirar conclusões sobre o seu futuro impacto económico. Se o fizerem, vão verificar que esta diferença (dos 28 para os 30ME) não altera em nada os pressupostos sobre os quais eu considero que, mesmo sem outras inovações, a BTV vai ultrapassar os 35ME no exercício iniciado em 1 de julho passado e, caso, como eu espero, a SAD continue a investir fortemente na sua expansão (nos conteúdos e nos meios), a verba quase mítica dos 40ME de proveitos anuais é perfeitamente alcançável já em junho do próximo ano.

Companheiros,

Ao contrário de toda a verborreia que foi dita e escrita nos últimos meses a respeito da evolução económica e financeira do Grupo Benfica, a informação sintética divulgada neste comunicado comprova, sem contestação possível, tudo o que de essencial eu tenho concluído nas análises que o GUACHOS tem publicado.

Além de tudo o resto, estes números confirmam que o CA da Nossa SAD teve todas as condições necessárias (a minha experiência ensinou-me que “condições ideais” são coisa que nunca existe em Gestão) para executar uma preparação competente desta nova época desportiva, pelo que, além daquele injustificável erro (custou-Nos próximo de 1,5ME) pela tardia aquisição do Eliseu, eu dou como adquirido que só não foram contratados mais/melhores “reforços” para o Nosso Plantel, ou não foram contratados estes mais cedo, porque tal foi impossível.

Numa vida virtual, ou na cabeça de quem pode especular sem ter de encontrar as soluções concretas para os problemas, tudo são facilidades. Infelizmente, a realidade dos factos costuma ser bem mais complexa (por vezes verdadeiramente surpreendente) do que os cenários imaginados sobre os tampos das secretárias.

De qualquer modo, eu sou dos que acreditam que “os resultados são o mata bicho dos campeões”, o que Nos deve induzir a TODOS a, depois de celebrar rijamente os sucessos alcançados, alimentar a ambição de conseguir bem mais e muito melhor.
A Nossa geração de Benfiquistas tem de ter consciência do muito que já conseguimos, mas também de que ainda estamos bem longe de comprovar todas as potencialidades e limites deste verdadeiro Universo que temos o dever de continuar a expandir, qualitativa e quantitativamente. 
                         
Por isso, Companheiros,

Viva o Benfica!




D'Artagnan da ''mula ruça''...

Mourinho; "O Talista só não está na Inglaterra porque não tem o work permit, senão estaria lá. Há muitas equipes grandes e importantes que queriam o Talisca, e muitos tentaram contratá-lo mesmo sabendo que ele não poderia jogar na Inglaterra"
Quando ouvi isto juro que pensei ser Jorge Mendes o empresário do brasileiro - mas não, a ideia era outra...

Jesus ouviu, mastigou e respondeu:
«Conheciam tanto o Talisca como eu o D'Artagnan»
Jorge Jesus é assim; não dá boleias a parasitas. Já lhe basta formar os craques que depois lhe vêm buscar - prontinhos a estragar!

Mourinho não gostou da resposta...
Nunca gosta. Habituado à vassalagem bacoca da maioria dos sabujos que o rodeiam, abespinhou-se com a resposta de Jorge Jesus. Picado por o treinador do Benfica não o meter no altar que imagina merecer, Mourinho atacou às partes baixas. Podia meter-lhe um ou dois dedos num olho, como fez ao malogrado Tito Vilanova, mas isso seria elevar muito o nível. Assim, preferiu partir para o ataque rasca, visando o lado pessoal com questões que nada têm a ver com futebol. Cada vez mais se menoriza a si próprio.

Diz ele, que não agride a gramática. Até pode ser, mas como cago muito para a sua cultura gramatical, o que mais me preocupa, como amante do bom futebol, é vê-lo agredir o espectáculo, metendo a sua equipa a defender com 11 mecos (pagos a peso de ouro) enfiados na área, onde o pontapé nas canelas e a fé no desgraçado lá à frente é a sua melhor estratégia; sempre e quando pela frente lhe aparece uma equipa de valia semelhante. 
Quanto às agressões (físicas) a colegas de profissão o exemplo de Vilanova é elucidativo...as outras já cheiram mal.
Estou certo que é deste nível cultural (tão elevado) que Mourinho se referiu na entrevista.

Recordando a frase de Jorge Jesus e a publicitada (pelo próprio) cultura de Mourinho...
Até pode Mourinho não dar pontapés na gramática mas seguramente que pontapeia e com muita força a capacidade de ler e interpretar uma frase...
«Conheciam tanto o Talisca como eu o D'Artagnan»
É óbvio que Jesus quis dizer com essa frase que os ingleses não conheciam o jovem Talisca assim como ele não conhece o famoso espadachim francês! Isto é o que a esmagadora maioria das pessoas, cultas ou menos cultas, terão entendido das palavras de Jesus. 

«Parece que é íntimo com o D´Artagnan, ele anda a ler Dumas» 
Se esta foi a conclusão a que chegou, só vejo duas hipóteses; Mourinho ou é burro ou come demasiada palha. E lá se vai a teoria da cultura, da educação e da gramática. Ainda mais porque Jorge Jesus, quando muito gostará de ler o tio patinhas (eu adoro) a «gaiola aberta» e o «fala barato» do grande José Vilhena (li-os todos) ou quiçá, o borda de água... 

quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Há que levantar a cabeça!

Parece confirmar-se que os espanhóis de Contumil descobriram ouro em Granada...
Ou o moço tem bicho ou os espanhóis de Madrid e da Catalunha andam todos a dormir...
6,5 €  pelo pequenino argelino é o mesmo que comprar cinquenta quilos de lagosta real pelo preço de um quilo de fanecas - a menos que tenham morcão...

Os chorões do alvalixo é que continuam no mesmo registo...
«Há que levantar a cabeça» - Já não há bicho careta que não o tenha afirmado. 
Mas que puta de doença! Tudo o que não seja culpa do Benfica e do árbitro, resulta da falta de experiência e/ou do peso dos cornos...
Para os muitos lagartos que acharam piada à ''maldição'' do minuto 92, é só embrulhar e pagar na caixa. A justiça divina até pode demorar, mas...nunca falha e distribui por todos.


Falemos de guarda-redes...
Segundo os especialistas nacionais da bola, Roberto era um guarda-redes que não valia uma faneca (para aproveitarmos a analogia anterior) enquanto que Artur, o seu substituto, além de coroado Rei na sequência, não valeria menos que um belo cardume de chicharros!

Passados 3 anos apenas, os mesmos especialistas concluíram que, Arur já não vale uma faneca, enquanto que o seu substituto, o esloveno Oblak, valia o seu peso em ouro! E foram às centenas os post's e as prosas tentando provar que com Oblak o Benfica não sofria golos e que o moço pararia tudo que lhe aparecesse pela frente!

Ora; se Artur é muito melhor que Roberto e se Oblak vale muito mais que a soma dos dois, quem é que me consegue explicar os 3 golos que o esloveno encaixou (com frango à mistura) na Grécia, frente ao Olympiakos, sabendo-se que na baliza dos gregos estava precisamente o 'faneca' Roberto, que apenas sofreu dois?

Mais...
Ainda, e segundo os mesmos especialistas da bola, o Olympiakos não passa de uma equipa muito fraquinha, a quem o Benfica foi incapaz de eliminar nesta mesma competição, na época passada!
Ora porra! Mas não é o Atlético de Madrid o campeão espanhol e vice-campeão europeu? será que o Olympiacos se transformou numa super equipa de uma época para a outra? mas como, se o treinador é o mesmo e os jogadores também? e na baliza? - não está lá o frangueiro Roberto, o tal que não vale uma faneca?

E na baliza dos espanhóis de Madrid (nunca confundir com os espanhóis de Contumil) não estava lá o super Oblak, um dos mais caros guarda-redes da história?
Como explicar estes fenómenos que rasgam de cima a baixo as teorias dos inteligentes da bola?
........................................................................................................................................................................................................................................
Agora mais calmo e sem o stress do jogo em directo - percebe-se melhor a euforia generalizada na comunicação social, enternecida pelos feitos de Vilas Boas, Giovanildo e companhia...
Os campeões Nacionais não tinham perdido com os azuis de São Petersburgo, clube que de resto, pouco ou nada se falou durante o jogo. O Benfica perdera, sim, mas com os ex-funcionários dos espanhóis de Contumil.

A coisa foi de tal ordem preparada que até o boneco Giovanildo, acirrado pelos junta-letras de serviço, acabaria por dedicar o golo que marcou aos adeptos do clube da fruta, esquecendo-se do clube que lhe paga actualmente! Tirando o asco e a náusea que provocaram, até que foi uma festa bonita! E para que tudo fosse tão natural; nem faltou um apintador à 'moda' portuguesa!
.....................................................................................................................................................................................................................................
Dunga, seleccionador do Brasil, não convocou o boneco verde para os próximos compromissos da canarinha, explicando essa decisão com o facto de o avançado do Zenit ter sido dado como lesionado a 1 de Setembro. O departamento médico dos russos informou que Giovanildo iria parar quatro a seis semanas, mas o moço 13 dias depois, jogaria pelo Zenit contra o Dínamo de Moscovo e, anteontem, voltou para o ataque ao Benfica. E todos repararam o quanto a a besta correu quando comparada com as fraquinhas performances no mundial brasileiro!!!

Dunga não gostou e chegou a ironizar com a situação... 
"O médico do Zenit mandou um documento a dizer que Hulk pararia quatro a seis semanas, mas hoje as recuperações são muito rápidas. Na selecção, temos cadeiras vazias e, se alguém se levanta, vem outro que se senta no lugar, por isso Hulk vai ter de esperar para se sentar de novo. Mais à frente talvez tenha outra oportunidade"

Afinal, a lesão chamava-se Benfica. A avaliar pela inesperada forma física que alardeou na Luz, percebe-se agora que Vilas Boas talvez o tenha mandado recauchutar-se, presume-se que na clínica do povoas russo, mantendo o velho hábito trazido do pocilga, em vésperas de defrontar o Benfica...
Só falta crescerem-lhe os cascos...