domingo, 26 de junho de 2016

Portugal de Renato Sanches...

O Portugal de Renato Sanches...

Na sequência de uma grande oportunidade para a Croácia - junto à linha lateral, no enfiamento da área da selecção - Ronaldo e Quaresma (!) pressionam o croata que, atarantado pela guarda de honra inusitada, tentava desenvencilhar-se da bola que acabaria por sobrar para Ronaldo...

O nº 7 levanta a cabeça e de imediato a faz seguir para Renato - o tal jogador que nunca deixa nenhum companheiro sem linha de passe - e desata a correr em direcção à baliza croata como se não houvesse amanhã. Quaresma segue-lhe o exemplo, e - do outro lado - Nani também arranca a toda a velocidade. Como se de um guião se tratasse, todos tinham percebido que aquela jogada, nos pés de Renato, só terminaria na baliza croata...

E de repente - os croatas que pensavam ter o jogo na mão - levavam em cima com uma artilharia composta por quatro "bestas desenfreadas" - decididas em aplicar-lhes o golpe de misericórdia...
Num ápice, a selecção passava de uma situação de desesperada aflição para uma outra de absoluta superioridade - com grandes hipóteses de finalizar com êxito. 

O que é que mudou numa equipa que até agora foi sempre incapaz de provocar situações de ruptura?

A presença de Renato Sanches e o conhecimento que Ronaldo, Quaresma e Nani já têm sobre as suas fabulosas características. 
Os três criativos da selecção já perceberam o que Rui Vitória há muito tinha visto e que Guardiola, e o Bayern, tinham entendido logo que o viram jogar...

Com João Moutinho, ou outro dos pinos da selecção, a jogada parava ali mesmo ou dificilmente ultrapassaria a linha do meio campo, com os croatas a recuperarem o posicionamento defensivo tranquilamente. Há uma selecção sem Renato Sanches e há uma selecção com Renato Sanches. Há bons jogadores e jogadores de nível mundial. Perceberam agora ou é preciso um desenho?

Ronaldo (e o Mundo) já percebeu os benefícios de ter um carteiro super rápido na entrega da correspondência junto à zona de finalização. Quaresma e Nani também. Que raio precisará Fernando Santos para abrir a pestana de uma vez por todas? De um puxão de orelhas público de Ronaldo? 

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Je suis microfone

Os que me conhecem sabem da minha aversão aos pés-de-microfone. Outra coisa são os ditos, os pobres microfones, sem nenhuma culpa do mau uso que eles lhes dão. É uma vergonha que ninguém se preocupe com os direitos dos microfones. Eu tinha de deixar clara a minha posição antes de mais considerandos sobre o comportamento do capitinho da selecção dos melhores amigos do Mendes.

O melhor empate do Mundo, a 3 golos, selou o melhor apuramento do Mundo para a melhor fase seguinte do Mundo, e nem faltou o golo da Islândia, no melhor ultimo minuto de descontos do Mundo, evitando aos «ronaldos» a chatice de defrontar Alemanha, Itália, Espanha, Inglaterra e França, caso a Croácia não se empenhe demasiado em vingar a família enlutada do melhor microfone do Mundo.

O albanês Mergim Mavraj é que não achou grande piada às proezas do melhor filho da melhor Dolores do Mundo e já lançou uma série de suspeições a propósito do empate permitiu aos «ronaldos» passar como um dos melhores terceiros classificados do Mundo. Diz esse moço que os 3-3 que levantaram o pau ao melhor atirador de microfones do Mundo foram demasiado parecidos com últimos 5 jogos que o sporting de Lisboa disputou no campeonato. Pareceu coisa combinada à luz das velas.

O acto reflectido (não é engano, é mesmo assim) do melhor atirador de microfones do Mundo foi visto pelos portugueses de duas formas distintas. A imprensa, de forma geral, sempre lesta em reproduzir todos os melhores peidinhos do Mundo do moço, desta vez, fez todo o possível por ignorar a sua fantástica proeza! De uma maneira geral - todos sentem uma enorme dor de corno com as vendas do CM e da CMTV. Alguns portugueses acharam improprio que um individuo em representação da bandeira portuguesa possa ter esse tipo de comportamento. Os restantes acharam muito bem e, por eles, ainda atiravam o jornalista ao lago. 

Eu acho que o CM e a CMTV são uma autentica bosta, e que não me merecem qualquer tipo respeito. No entanto, não descortino grandes diferenças entre o que faz o CM e a CMTV e o que deixam de fazer a maioria dos órgãos de comunicação em Portugal. Com uma vantagem para o CM e a CMTV. Se eles repruduzem as fotos de outros tablóides do Mundo como, o Ronaldo ao colo dos namorados, as visitas a Marrocos e as orgias com os amigos machos no iate, mas também lhe publicitam as boazonas que o Mendes desesperadamente contrata para lhe minorar os estragos de imagem. O CM é uma merda mas mostra tudo. A restante comunicação social apenas mostra as encomendas do Mendes.

Algumas pessoas continuam a confundir a beira da estrada com a estrada da Beira. Se o Ronaldo, de visita a Marrocos, encontrar o paparazzi da CM e lhe der uns calduços, espetando-lhe o microfone no sitio onde lhe der mais prazer, eu vou estar na primeira linha dos seus apoiantes. Eu faria o mesmo ou, quem sabe, ainda pior. Com a camisola da selecção, representando Portugal, acho indecente o que fez. O jornalista da CMTV estava a trabalhar e, mal ou bem, a cumprir a sua função. Para além do acto vergonhoso parece-me um caso de liberdade de imprensa e de destruição de propriedade alheia. O Ministério Publico que investigue, se tiver tomates para afrontar o fedelho. 

Quanto à imprensa, habitualmente corporativista, desapareceu-me toda da vista. Je suis microfone que o jornalista é bolchevista. 
Ainda a imprensa; é espantoso como vitoriam um terceiro lugar atrás da Hungria e da Islândia, passando com os mesmos pontos da Irlanda do Norte, Albânia e Turquia, se pensarmos que há bem pouco tempo chegar as duas finais da Liga Europa foi sempre visto como dois enormes fracassos...

A conferência de imprensa de Ronaldo e Fernando Santos, mostram bem o desrespeito que aquela gente tem pelo profissionalismo e pelo povo que os idolatra. O que faz uma bola que bate no poste não entra!

terça-feira, 21 de junho de 2016

Basta acender uma vela, porra!

Doyen como o caraças...
Se fosse um peidinho do Rául Jimenez, na concentração da selecção mexicana, a cs dar-lhe-ia honras de primeira pagina. Assim, a notícia de que o Tribunal Federal Suíço indeferiu a pretensão dos lagartos em congelar o pagamento devido à Doyen, passou ao lado da grande maioria dos portugueses. Assim decidiu o Tribunal; paguem imediatamente e depois podem continuar a bufar. Eu, neste caso, aproveitava a viagem da melhor mãe do melhor filho do Mundo e pedia-lhe para acender outra velinha à Nª Senhora de Fátima.  

Jardel...
O pasquim do serpa não se tornou numa bosta apenas pelos fretes que faz aos amigalhaços. Também se transformou um verdadeiro especialista em matemática...
«Segundo o jornal Il Messaggero, os dois clubes estão agora separados por ‘apenas’ 1,5 milhões de euros, com a Lazio a oferecer 6,5 milhões de euros e o Benfica a pedir 7,5 milhões.»
Nos cálculos desses génios dos números - a diferença entre 6,5 e 7,5 é de "somente" 1,5! É tanto o que se aprende com os junta-letras do serpa.

Juro que não fui eu escrever esse artigo demolidor num diário espanhol. Foi um tal John Carlin, no "El País". Devo dizer que estou quase a 100% de acordo com a visão do jornalista. Só na parte do segundo melhor jogador do Mundo é que não concordo, de todo. Iniesta é de longe o segundo melhor jogador do Mundo. O melhor entre os mortais. Se alguém pode almejar chegar perto da classe de Messi, o mago da selecção espanhola é quem segue melhor colocado. E não me venham com a cantilena dos golos marcados. Cardozo e Mitroglou marcarão sempre muito mais golos que Gaitan mas o argentino será sempre muito melhor jogador.

"corpo de adónis, criança malcriada" - "Nunca, na História do futebol, houve alguém que combinasse tamanha grandeza como jogador e tanta estupidez enquanto pessoa" - «Nunca, na história do futebol, houve alguém que tivesse tanto de bom jogador quanto de ridículo. Ronaldo é a melhor prova de que alguém pode ser rico, giro e famoso, e inclusivamente ser considerado o segundo melhor jogador do mundo, e, ao mesmo tempo, ser uma pobre criatura» - "Não teve à sua volta pessoas com a bondade de tentar pôr-lhe os pés na terra". Este é apenas um exemplo vivo do que se escreve por esse Mundo fora, com o capitinho da selecção de Mendes a ser arrasado pela imprensa internacional. Tudo gente com inveja do sucesso do moço - dirão os policias do patrioteirismo bacoco.

Fernando Santos passou de lírico a bazófias. São umas atrás das outras...
Fernando Santos: «SÓ VOU DIA 11 PARA PORTUGAL E SEREI RECEBIDO EM FESTA»
Eu até já reservei o meu lugar no Marquês, só para agradecer ao Fernando pelas férias antecipadas que deu ao André Almeida e a Pizzi, proporcionando uma bela estadia ao Renato e a Eliseu, em França, para assistirem de perto ao Europeu. Só é pena não se ter lembrado de mim!

Fernando santos; "Se houver penalti no próximo jogo é golo e quem o marca é Ronaldo. Ele vai marcar, nem que seja com os dois pés: ele vai metê-la lá dentro". 
Credo, que o moço vai "mete-la lá dentro! Que bravo é o nosso capitinho! Badr Hari, que continua dentro, até deitou as mãos à cabeça! Metê-la toda lá dentro! Oh, que saudades de metê-la lá dentro.

Fernando Santos: «o que acontece é que ás vezes se tem galo»
Eu sabia. É sempre um problema quando o galo faz greve de golo. Sem galo, mas com golo, a selecção do galo (a França) já garantiu, ao contrario dos amigos do Mendes, a presença na próxima fase. E a Galesa (de Gales) de Gareth Bale - segue, cantando de galo, ao colinho dos golos do jogador do Real Madrid. Muita bazófia, demasiado galo e muito pouco golo. E nenhuma vergonha na cara, já agora.

"Transformámos a Áustria numa equipa fraca." - Fernando Santos.
What? Sim, pode dizer-se que sim. A Áustria, apontada pelos especialistas como forte candidata a ganhar bola, passou a ser uma das grandes candidatas a ganhar o prémio rui santos. Isto se a selecção húngara, mais ou menos ao nível do  Nacional da Madeira, não se transformar numa fera! Basta que o melhor joelho do Mundo consiga meter uma lá dentro.

Tantas conferencias de impressa do Fernando Santos para quê? Não seria melhor deixar o Jorge Mendes falar?

Mas nem tudo são bazófias...
A melhor Dolores do Mundo promete acender uma vela em favor da selecção do melhor filho do Mundo! Citada pelo sempre atento "rascord" - «Tenho muita fé, Nossa Senhora de Fátima estará connosco. Vou acender uma vela e vamos ganhar.»
Que a moçoila acenda um camião de velas, carago. Para quê ser tão forreta nesta hora de aperto? 

O presidente da Republica saiu, por momentos, da minha sopa só para informar os portugueses que vai estar a apoiar a selecção, em França. Só não disse se o ia fazer a expensas suas (tá bem tá) ou se vai viajar à conta do orçamento publico. E bastava-lhe acender uma vela, porra. Ficava-nos bem mais barato e o resultado não seria diferente.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Mais carneirada...

Virou moda. Os policias do patrioteirismo de alcova andam todos de faca na liga. Por estes dias todos os portugueses são obrigados a venerar um fedelho birrento e estúpido só porque, aos alcoviteiros, lhes dá na gana. Pode-se insultar o Presidente da Republica ou o Primeiro Ministro de Portugal, e pode-se achincalhar - à vontade - deputados da Nação, juízes, advogados, pedreiros, mineiros, paineleiros, estivadores, professores, policias!...Ninguém leva a mal e a maioria até aplaude, ou mete likes com fartura.

Eu posso não gostar do vizinho, que me enche o saco, ou detestar o colega de trabalho que me dá cabo da paciência. Posso mandar publicamente - pró caralho - qualquer cretino, português ou chinês, que me tire do sério, que ninguém se incomoda. No fundo, qualquer português pode insultar qualquer português que lhe apareça pela frente sem que ninguém se aborreça. Agora, não gostar, ou ousar criticar o fedelho Ronaldo, soltam-se logo os patrioteiros guardiões da pátria bacoca, e ai de quem se atreva a levantar uma pena!

Ontem, de passagem pela sportv, lá estava mais um cretino, armado em parvo, (Pedro Henriques) lançando acusações aos portugueses que não gostam, e nem precisam, de comer na sua gamela. Que os portugueses são invejosos e que quem critica o fedelho parvo é porque tem inveja do moço porque é bonito, rico, e famoso. Mas que puta de lata! Esta gentalha, que vive de tachos, pensa que os portugueses, na sua maioria, se limitam a comer a erva (os carneiros já estão habituados) e o farelo que lhes metem na frente! Pensam que são todos como eles. 

Eu gosto muito de muita gente famosa, rica e bonita...
Gosto da Ana Laíns, do António Zambujo, Carlos do Carmo, do Vitorino e da Mariza; a titulo póstumo, de António Variações, Zeca Afonso, Bernardo Sassetti e Tony de Matos; gosto de Fernando Girão, Nuno Guerreiro, Miguel Araújo, Rui Veloso, Sérgio Godinho, Jorge Palma, Mário Lagina, Maria João, Paulo de Carvalho, Rodrigo Guedes de Carvalho, Ricardo Araújo Pereira, Renato Sanches, Rui Costa, Rui Massena, Joaquim de Almeida e...de tantos, tantos portugueses que me encantam...

E não gosto de vários outros portugueses famosos. Não gosto do Pinto da Costa, não gosto do Eduardo Barroso, não gosto do José Sócrates, não gosto do Filipe Menezes, não gosto do Eduardo Madeira, não gosto do Mesquita Machado e do Joaquim Oliveira; não gosto do Paulo Portas, não gosto da Judite de Sousa, não gosto do Sousa Tavares, e de muitos outros que não me apetece citar. Também me querem obrigar a gostar deles? 

Assim como não gosto do Ronaldo. Quero que ele se refoda, e estou-me a cagar se ele é bonito, se é português (até podia ser chinês) ou irlandês, se tem muitos milhões, dezenas de namorados ou fama. Considero-o um fedelho estúpido, egocêntrico e arrogante; mal formado, mau colega, idiota, vaidoso, cretino e parvo. Chega? Mas não é só ele. Acho o Pepe um abominável arruaceiro e o Bruno Alves uma besta execrável. Acho o Quaresma um imbecil desmiolado e também não vou à bola (este apenas como jogador) com o William Carvalho nem nutro grande simpatia pelo Fernando Santos. Pelo contrario, simpatizo muito com Ricardo Carvalho e admiro demais a postura do João Mário. Será que também tenho inveja deles?

Detesto daquele cortejo patético que acompanha Ronaldo para todo o lado, metem-me nojo os privilégios muito acima dos seus colegas, e chego a ter dó dos rafeiros submissos dispostos a servir-lhe de tapete. Quero lá saber se ele, e a sua família, são portugueses. Acho incrivelmente patéticas as entrevistas à sua mamã como acho pavorosas e pindéricas as suas irmãs, Não gosto deles e tenho a certeza que eles, se me conhecessem, também não gostariam de mim. E tenho a certeza absoluta de que eles e, toda a comandita que os bajula, detestam todos os portugueses que não lhes aparam o jogo. Que nos detestem. Estão no seu pleno direito. Assim como nós de não gostarmos deles. 

Inveja da sua beleza, aviso já que a minha mãe sempre me garantiu que eu era um moço bonito, e que por aí não se safam...inveja da fama e do seu dinheiro? Vamos lá a ver se nos entendemos de uma vez por todas. Acho que ele merece ter todos os namorados que lhe apetecer, seja porque é bonito, rico e famoso, ou por outra coisa qualquer. Que seja muito feliz. Ou não. Estou-me nas tintas.
Eu penso (sempre pensei) que o Ronaldo merece até ao ultimo cêntimo todos os milhões que aufere. Ele - como qualquer futebolista - actor, cantor, ou qualquer profissional que venda bem o seu produto, recebe somente aquilo que o mercado entende ser justo. Quem lhe paga muito é porque tem a certeza de que vai facturar muito mais. Isso para mim é um principio inquestionável, que não tem discussão. Ronaldo MERECE CADA CÊNTIMO QUE GANHA. Chega, ou é preciso gritar mais alto?  

Isso obriga-me a gostar dele e/ou da sua família? Da corte que os bajula? Obriga-me a sustentar a sua soberba? Obriga-me a sentir-me representado por ele? Obriga-me a pensar que ele tem capacidade para ser capitão da selecção? NÃO. Um enorme e rotundo NÃO. São as vantagens de vivermos num mundo livre, de opinião livre. Não gostam? Passem à frente. No blog, aqui ao lado, vão encontrar muito por onde se sentirem realizados.

domingo, 19 de junho de 2016

A selecção da melhor Dolores do Mundo...

Fernando Santos não foi de modas. Assim que acabou o jogo com a Islândia prometeu logo sangue fresco na equipa. Não porque a rapaziada tenha jogado mal; afinal tinham dado uma abada de futebol de ataque aos pobres islandeses, mas, porque era preciso refrescar a equipa. Tanto assim que a cs social andou toda a semana a preparar-nos para enorme revolução que o engº faria na selecção, enquanto nos foi preparando para a goleada com que os austríacos seriam brindados - celebrando o dia em que o melhor filho da melhor mãe do Mundo pulverizaria o recorde do Luís Figo.

O tal sangue novo na equipa...
Ainda o jogo não começara e já o "rascord" soltava esta pérola jornalística...
«O apoio à Selecção Nacional chega de todo o lado e até Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo, esteve no relvado a deixar uma confiança num bom resultado frente à Áustria.» Foda-se! Que categoria! Vamos que a mãe do Eder (e de todos os outros bobos da corte) se lembrava de levar a sua comandita para França e resolve também ela entrar no relvado para apoiar o seu Ederzito. Será que o circo aguentaria tamanha pandorquice? 

Como não acredito que o engº Santos tenha afilhados na equipa do Mendes só posso imaginar o forró que à mesma hora decorria nos balneários com os acólitos do melhor do Mundo recebendo o apoio e os miminhos das suas mamãs. Como a melhor mãe da selecção só se desloca com um exercito de bajuladores atrás, com o namorado a tiracolo, filhas, netos, gatos e piriquitos, e mais um séquito dos melhores guarda-costas do Mundo, eu só posso imaginar o folclore naqueles corredores ajudando à concentração dos rapazes! 

Do jogo, propriamente dito, pouco ou nada há a acrescentar. Foi mais uma goleada à sporting, numa selecção a abarrotar de lagartos, que primou - como é habitual nos batráquios - por um futebol de encantar, jogadas fantásticas e o maravilhoso empate do costume...
Os malandros austríacos cismaram em só defender e houve muito sangue fresco na equipa, provocando, até, um excesso de velocidade e rapidez. João Mortinho e Wiliam de Carvalho - a todo o gás - foram os que mais se evidenciaram. "Pena é" - para citar o sapiente Domingos Paciência - que o Fernando Santos não tenha aproveitado a presença da velha Dolores no relvado - obrigando-a a marcar o melhor penalti do Mundo. Além do sangue fresco na equipa far-se-iam pirraças à mãe do Messi, essa pindérica que nunca desceu ao relvado para apoiar o seu rebento! 

Eu tenho dado voltas à caramilhola para entender o Fernando e a sua forma de pensar, mas penso que já cheguei lá, finalmente. O Fernando é brincalhão do caraças! Sabe-a toda o engº do penta! Está a guardar o velho Renato, poupando-o das artroses e dos bicos de papagaio, porque quer o velhote fresquinho para jogar a final. Jogar e ganhá-la - como afirmou (com má cara) fugindo dos pés-de-microfone, que, coitados, só queriam saber mais notícias do melhor penalti falhado do Mundo...

PS; Desde que o Fernando Santos remeteu Eliseu para o banco de suplentes - a selecção do melhor penalti falhado do Mundo nunca mais perdeu nenhum jogo. Razão aos que sempre responsabilizaram o defesa esquerdo do tricampeão nacional por todos os males da selecção.

De todo esse circo deprimente sobram as crianças e a bola.