segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Benfica - o presente e o passado - o mesmo orgulho de sempre!

Amanhã, o Benfica receberá em sua casa a melhor equipa do Mundo!
Quem me conhece, sabe que considero a equipa de Barcelona uma máquina quase perfeita...
Quem me conhece bem, também sabe os considero quase imbatíveis, desde que na máxima força e focados num objectivo!

A maior força do Barcelona não são as suas estrelas mas a força do colectivo!
O modelo de jogo é claro e todos se submetem a ele sem excepções; ali não há lugar para egos e todos partilham os sucessos e insucessos...
Jogue quem jogar, todos sabem interpretar o seu papel na perfeição e dá-me sempre a ideia ao vê-los jogar, que tal como nos filmes, todos seguem um guião, sem cedências, teimosamente até ao fim; - ganhando ou perdendo nunca perdem a identidade e é isso que faz deles únicos no Mundo!

Apesar de terem nas suas fileiras os 3 melhores jogadores do Mundo, nem por isso têm o melhor plantel e o mais equilibrado, tendo de recorrer não raras vezes a miúdos da 'cantera' que noutro contexto não teriam lugar mesmo em equipas mais fracas!
A força do modelo de jogo que Guardiola tornou quase perfeito, torna possível que, independente dos nomes, tudo corra sobre esferas e as insuficiências do plantel existem, porque há o claro objectivo de potenciar os jovens 'cantaneros', mantendo uma filosofia que não abdicam e isso só se consegue com um plantel curto...

A verdade, é que isto só se torna possível, porque o Barcelona pode, não só manter os melhores, mas reforçar-se a cada ano que passa com jogadores de altíssimo nível, o que lhe permite manter-se no topo das melhores equipas do mundo!
Ao contrario, o Benfica é obrigado a vender os melhores e a inventar novos craques todos os anos...
É neste contexto, que o Barça comprou para esta época Jordi Alba, titular da selecção campeã da Europa e do Mundo, enquanto Jesus inventava Melgarejo, comprou Alex Song, mantendo todas as estrelas que na hora certa fazem toda a diferença, enquanto o Benfica era forçado a vender Witsel e Javi Garcia...

Jogar com o Barcelona é (aos olhos do mundo futebolístico) um privilégio e quem sair do confronto vitorioso será eternamente recordado! 
Ao contrário de Portugal, onde muitos já andam a dizer que o Barcelona jogará desfalcado (que gentinha esta) ninguém no panorama internacional exigirá ao Benfica um grande resultado, ou que ganhe os jogos em disputa - o Barcelona é considerado favorito seja em que contexto for e contra qualquer equipa!

Quando Jesus na época passada, por altura dos quarto-de-final, afirmou que gostava de jogar com o Barça, logo lhe caíram em cima os patrioteiros trauliteiros e imbecis, indignados por o treinador do Benfica não escolher o Madrid! 
Desta vez, pode finalmente Jesus, um confesso adepto do sistema barcelonista, onde de resto começou a aprender o ofício de 'mister' com o 'dream team' de Johan Cruyff, provar a si mesmo que consegue derrotá-los - não será surpreendido com a sua forma de jogar e como qualquer bom treinador que se preze, já terá estudado todas as possíveis formas de os parar...

Vejo todos os jogos do Barcelona e o que constato em relação à época passada, é que o Barça já não é capaz de 'abafar' os adversários como a equipa de Guardiola fazia...
Pequenas diferenças na forma de sair a jogar, na marcação dos cantos, agora muitas vezes batidos directamente para a área, e sobretudo uma pressão menos asfixiante na hora de recuperar a bola, permitindo mais "facilmente" o contra-ataque adversário...
Nas saídas rápidas para o contra-golpe, estarão os melhores argumentos do futebol benfiquista - afinal, como Jesus tanto gosta ...

Perspectivas;
Barcelona super favorito, mas se encontrar um Benfica rápido e manhoso, poderá sofrer grandes amargos de boca...
A jogar como jogou contra o Spartak Moscovo ou contra o Sevilha, não passará na Luz!
Será que o nome BENFICA os fará mudar o chip e apostar todas as fichas no tabuleiro da luz?
Eu preferia que não...

Acredito muito na capacidade de Jesus e dos jogadores, para que possam transformar uma derrota anunciada e muito desejada, numa jornada de glória benfiquista! - mais do que um desejo, acredito nos nossos, acredito que temos valor, acredito no trabalho, acredito que vamos potenciar tudo o que temos de bom e ganhar!
Sobretudo, acredito na enorme capacidade de Jesus para superar dificuldades e na sua mais que comprovada argucia de treinador!

Um pouco de história entre Benfica e Barcelona...

Em 1992 jogo que assisti ao vivo na antiga catedral, defrontamos o Barcelona com uma defesa formada por Neno, Rui Bento, Paulo Madeira e...Paneira, uma 'invenção' de Eriksson...
Do outro lado estava o 'dream team' de Johan Cruyff , que viria a ser campeão europeu!
0-0 seria o resultado final e no jogo da segunda mão em Barcelona, onde José Carlos (substituiu Paneira)  foi trucidado por Hristo Stoichkov, pontificavam jogadores como Guardiola, Laudrup, Koeman e Zubizarreta, hoje director desportivo do Barça, com a curiosidade de o pai de Sergio Busqutes ser o guarda-redes suplente do Barcelona...
Perderíamos o jogo por 2-1!

Em 2005, contra uma equipa onde se destacavam Deco, Iniesta, Eto'o e Ronaldinho, que viriam a sagrar-se campeões europeus, empatamos 0-0 com uma espantosa exibição de Moretto e na ida perderimos por 2-0 vitimas de uma arbitragem manhosa, que perdoou ao Barcelona um penalti claro sobre Simão Sabrosa...

Finalmente o melhor da história a nosso favor...

Em 1961, ainda sem Eusébio, ganhamos a final dos campeões europeus, quando também ninguém dava um chavo pelo Benfica e o Barcelona era considerado a melhor equipa do Mundo...
Costa Pereira, Mário João, Ângelo, Cavém, Germano, Neto, Santana, Mário Coluna, Fernando Cruz, José Augusto e José Águas encarregaram-se de mostrar ao mundo que as coisas não eram bem assim e o 3-2 final faria do Benfica Campeão da Europa, orgulhando Portugal e todos os benfiquistas!

3 comentários:

  1. em 1992 também viriam a ser campeões.
    abraço

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente, para mim este será um jogo para difrutar, apreciar e deliciar-me com um grande jogo, para mim, mais importante serã todas as jornadas da Liga, aí sim é fundamental ganhar, porque a ambição realista é a de ser campeão nacional.

    ResponderEliminar
  3. Acreditar!Acreditar!Acreditar!

    É isso, meu caro!

    E eu acredito!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.