terça-feira, 30 de abril de 2013

Bailinho da Madeira - mas que grande trabalheira!


O Benfica teve sorte...

Sorte naquela bola enviada ao poste pelo avançado do Marítimo - segundo a contabilidade dos doentes da SiC, só isso terá evitado mais uma derrota do Benfica...

Mas não foi só nas bolas aos postes que o Benfica teve a seu favor toda a sorte do mundo...

Teve (muita) sorte porque o árbitro marcou um penalti sobre Lima em lugar de lhe marcar uma falta, como fez Hugo Miguel a Aimar na época passada em Coimbra...
(a diferença da gestão de jogadores desta para a época passada, passa sobretudo por este tipo de decisões, por muito que me queiram tapar os olhos e me repitam mil vezes o contrário.)

Teve sorte porque Cardozo é jogador do Benfica...
Imagine-se que Cardozo era jogador do Marítimo - teriam ficado duas grandes penalidades por marcar contra o Benfica e a imprensa desportiva teria mais uma semana de berraria e intensos debates à la Capel(a)...
Se quisermos ir mais longe e imaginar Cardozo com a camisola dos lagartos, os 2 penaltis passariam no mínimo a 4 - qualquer deles indiscutível.

O treinador do Marítimo é um burro, mas isso para alem de não trazer grande ser novidade, apenas reflecte o clima que há muito se instalou no campeonato português.
- O jogo é contra o Benfica? perdemos? a culpa foi do árbitro.

O pessoal afecto ao Benfica passou estas duas ultimas semanas (talvez mais) a afirmar que este jogo era a chave do campeonato e que o Marítimo era derradeira barreira capaz de nos tirar o tão ambicionado titulo...
Passou-se todo este tempo a dizer que o Marítimo era melhor que o Fenerbahçe e que seria mais difícil de bater que os próprios turcos.

Mesmo os nossos inimigos apostavam no Marítimo todas as suas melhores esperanças...

Depois de levar com o lagartedo, apostado em fazer jogo da época e com a enorme pressão mediática que foi criada no pós-jogo, logo seguidas de uma viagem desgastante enfrentando uns turcos empenhados em fazer o jogo mais importante da sua história, quase nem deu tempo para desfazer as malas e já o Benfica viajava para a Madeira para fazer o tal jogo chave, contra um adversário que todos consideravam ser extremamente difícil...

Que aconteceu afinal?
Aos 10 minutos de jogo e apesar de o Benfica já estar a ganhar, já todos gritavam de insatisfação e no fim da primeira parte, desde o roupeiro ao presidente, passando pelo treinador e pela grande maioria dos jogadores, ninguém escapava à fúria dos adeptos - no mínimo não eram dignos de vestir o manto sagrado!
Nunca chegarei a entender esta gente!

Mas o jogo não era contra uma equipa difícil? 
O Marítimo não era o adversário que nos poderia tirar pontos e 'roubar-nos' o campeonato?
Será que o Marítimo (de repente) passou a um mero comparsa que estava ali apenas para estender a passadeira ao Benfica? apenas para ser massacrado?
Santa paciência...

No jogo fez-se o que tinha de ser feito e pedir mais à equipa nesta altura (é preciso lembrar que foi ali que os corruptos deixaram dois preciosos pontos?) é não perceber mesmo nada do mundo real...
Jesus fez a rotação possível, fazendo descansar alguns dos mais desgastados e na quinta-feira já há mais para exasperar os impacientes...

O jogo fica ainda marcado pelo golo do Marítimo, um golo que deixou a nu as evidentes deficiências defensivas de Melgarejo e prova que o moço não serve para este tipo de jogos...
Cruzamento tirado da esquerda e o avançado a facturar completamente sozinho (na Turquia estavam 3) perante o desamparado Artur!
Uma perfeita fotocopia do jogo de Istambul...

Lamentável mas inevitável é o Benfica andar a fazer o trabalho dos lagartos...
Três pontos ganhos ao Marítimo a que se seguirão (seguramente) mais três tirados ao Estoril no jogo que (cheira-me que será histórico) se segue, dão a possibilidade de os lagartos ainda poderem aspirar à liga Europa...

Resta-nos torcer pelo Paços de Ferreira...

4 comentários:

  1. Tudo certo, excluindo o fato do Megarejo estar no banco e de não ser dele a culpa do golo sofrido

    ResponderEliminar
  2. Sofrida por culpa própria, mas depois daquela excelente 2.parte quem se atreve a minimizar a conquista dos três pontos?
    Não percebi o que motivou a presença do presidente da LPFP na tribuna de honra do estádio dos Barreiros ...

    ResponderEliminar
  3. Gostei da ironia em relação ao Melga! lol!

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.