quinta-feira, 30 de maio de 2013

Benfica: a batalha económica (I)

Por José Albuquerque

Dou por adquirido que todos os Benfiquistas conhecem o cenário em que o Clube, há mais de 3 décadas, desenvolve a sua actividade desportiva – anos de garrote imposto pelo POLVO sobre a Verdade Desportiva, tal como reconhecem que, por culpas próprias, permitimos que o Glorioso chegasse a cair num abismo económico e financeiro, iniciado ainda antes de termos rejubilado com uma Equipa de futebol que foi Campeã com … salários em atraso.  

E dou por adquirido que ninguém esqueceu que viramos o século com um parque desportivo obsoleto, insuficiente e incoerente com quaisquer objectivos de ecletismo, agravado pela ruína da credibilidade perante fornecedores e eventuais investidores que não se movessem exclusivamente pela paixão clubística, no pináculo do mais negro período da Nossa História em termos de resultados desportivos.
Creio que sobre estas realidades podemos considerar que existe uma esmagadora maioria de acordo entre os Benfiquistas.

Lamentavelmente, creio que ainda estamos longe de chegar ao momento em que a esmagadora maioria dos Companheiros compreenderão que entre os resultados desportivos do Clube e a sua sustentabilidade económica se verifica uma inter-relação de dependência biunívoca. Ler e ouvir desabafos de Benfiquistas em que se misturam o crescimento do “Passivo” e a “falta de defesas laterais”, sobretudo oriundos de quem desconhece ambos, testemunhar os gritos de “nunca mais nem quotas nem redpass, até que me ofereçam títulos”, ou presenciar, como foi, ontem, o meu caso, uma Companheira (Economista, ainda por cima) que dizia algo como “ rua com o JJ, nem que tenha de se lhe pagar 4 anos de ordenados, mas não podem é vender o Matic”, são momentos em que eu me convenço que tenho de continuar a escrever sobre as questões económicas do Grupo Benfica e a fazê-lo de forma a que consiga chegar a cada vez mais Benfiquistas, nem que seja apoiando os raros outros que também escrevem sobre estes temas, ainda que com posições diametralmente opostas.

Neste momento histórico, o Benfica ocupa o sexto lugar na classificação da UEFA, depois de ter ocupado o décimo sétimo lugar há 4 anos e nem chegar ao octogésimo, há uma década. Uma escalada impressionante, tremendamente difícil, conseguida em condições muito desfavoráveis (considerando o ponto de partida), que tem de Nos orgulhar imensamente, que constitui um ‘activo’ de valor inestimável, na exacta medida em que representa a reconquista da credibilidade desportiva internacional e que significa uma ‘espada’ cravada no POLVO.

O facto de, neste trajecto ascensional, termos ultrapassado dezenas de clubes que ostentam muito maior soma nas duas mais importantes parcelas dos ‘Proveitos’ – os direitos de TV/publicidade e o “Match Day”, num processo que me parece desmentir todas as alegações de “incompetência” e que, humildemente, teria sido impossível de alcançar se o “futeluso” não fosse tão pouco competitivo, pareceria contrariar aquela minha (e não só minha) tese da interdependência entre resultados económicos e desportivos.
Tanto mais que, ao longo desta década, o Benfica teve de fazer enormes investimentos no seu parque desportivo (investimentos esses que, desejo eu, não podem terminar) e, por insuficiência de “Capitais Próprios”, tê-los financiado com recurso a “Capitais Alheios” (empréstimos bancários, sobretudo) que já Nos custam mais de 20 milhões de euro em cada ano.

Este, sim, é o verdadeiro “milagre” que os anti Vieira quiseram descredibilizar, ‘esbardalhando-se’ de encontro aos números e que não pode ser reduzido a um “suposto milagre económico”, porque se trata de um enorme sucesso no binómio “resultados desportivos e económicos”: e um binómio cada vez mais recheado de potenciais “mais valias” económicas e desportivas.

Os resultados desportivos são o que são e são, cada vez mais, uma realidade incoerente entre, por um lado, o número de títulos conquistados pela Equipa principal e, pelo outro, pela sua classificação na UEFA, somada aos títulos internos e resultados internacionais dos escalões de formação.
Hoje por hoje, olhamos o conjunto de Atletas sob contrato profissional com a Nossa SAD e conseguimos identificar 3 ou 4 dúzias de futebolistas que teriam feito ‘babar’ a maioria dos Técnicos da década de 1995 a 2004. Hoje por hoje sabemos que a SAD pode comprar Atletas cujos ‘passes’ custam o que há uma década seria um sonho obtermos com uma venda e longe vão aqueles dias em que o Presidente teve de declinar a “oferta’ do Ronaldinho Gaúcho (10 ME).

Não há comparação possível entre o actual potencial económico e desportivo do Nosso Clube e o de há uma década!

Não há comparação possível entre o actual potencial económico e desportivo do Nosso Clube e o potencial actual do crac, quando, há uma década, se verificava uma total inversão desses valores, mentirosamente, diria eu.

Aos que me perguntarem se me não interessa o número e a qualidade dos títulos que não conquistamos, eu respondo que sim, que me interessam e muito, que considero que eles constituem o objectivo essencial do Benfica e que estamos cada vez mais próximos de os conquistar.

O POLVO e o anti Benfiquismo generalizado, liderado pela ‘sporcostv’ pretenderam destruir-Nos, pretenderam manietar-Nos á míngua de recursos financeiros e … falharam em toda a linha!
Agora, o Nosso Glorioso vai ter de cumprir o destino que a Nossa História desenhou há muitas décadas: sermos o único Clube português com escala mundial!
Esta época vai ficar na História pela crueldade com que sofremos um verdadeiro ‘cataclismo’ final, mas não só: esta época vai ficar na História pela inovação de um Clube, o Maior do mundo, que teve a capacidade de rebentar com o mais duradouro de todos os monopólios privados de exploração de direitos televisivos no futebol, um monopólio que, por inverter os valores que pagava, constituía mais um tentáculo do POLVO e que se permitia liderar a mérdia na sua ‘cruzada’ pelos anti valores do anti Benfiquismo.

No próximo texto, escreverei sobre como imagino a evolução do Benfica nesta ‘batalha económica’.
Viva o Benfica!           

25 comentários:

  1. Isto...

    «Benfica ocupa o sexto lugar na classificação da UEFA, depois de ter ocupado o décimo sétimo lugar há 4 anos e nem chegar ao octogésimo, há uma década. Uma escalada impressionante, tremendamente difícil, conseguida em condições muito desfavoráveis (considerando o ponto de partida), que tem de Nos orgulhar imensamente, que constitui um ‘activo’ de valor inestimável, na exacta medida em que representa a reconquista da credibilidade desportiva internacional e que significa uma ‘espada’ cravada no POLVO»

    ...é algo que ninguém já pode apagar.

    Agora isto...

    «Esta época vai ficar na História pela inovação de um Clube, o Maior do mundo, que teve a capacidade de rebentar com o mais duradouro de todos os monopólios privados de exploração de direitos televisivos no futebol, um monopólio que, por inverter os valores que pagava, constituía mais um tentáculo do POLVO e que se permitia liderar a mérdia na sua ‘cruzada’ pelos anti valores do anti Benfiquismo.»

    ...é algo que estou à espera há 'séculos'. A "raiva" às vezes mesmo sem aspas, que tenho a essa gentinha excede a minha capacidade de me manter calmo. Mal posso esperar para ver!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enormerrimo Guachos, Companheiro,

      Estou como tu: ate me arrepio de cada vez que sonho (acordado, tipo "day dreamer") sobre um sucesso esmagador da BTV, sobre a 'moeda de troca' que podem ser aqueles 3 minutos de imagens e muitas coisas mais.

      Ainda bem que somos jovens (ahahah) e vamos assistir a tudo.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. Concordo contigo, José, que a revolução financeira e estrutural é fantástica.

    Ainda assim, é hora de começar a ganhar, ganhar muito.
    Não podemos estar eternamente a comparar-nos com o Benfica dos últimos 20 anos. Agora é hora de nos compararmos com as melhores décadas de Benfica!

    Não podemos continuar a queixar-nos do polvo, temos de o combater, mas ao mesmo tempo temos de evitar cometer os mesmos erros repetidamente.

    Este ano falhámos em coisas que já tínhamos falhado o ano passado.

    1- Voltamos a não contratar nenhum defesa direito ou esquerdo de raiz, e continuámos com adaptações (Maxi e André Almeida à direita; Melgarejo à esquerda). O Luisinho a defender é um SUSTO do pior, o Almeida à esquerda só em jogos em que não é preciso atacar.
    2-
    O Matic e o Enzo foram insubstituíveis. No jogo decisivo contra o Estoril, entrou um apagadíssimo Carlos Martins, que se fez expulsar com um amarelo por reclamar e outro numa entrada escusada.

    3-
    O JJ continuou a cometer erros tácticos e estratégicos graves.
    Por exemplo, o JJ deixou a equipa sofrer um contra-ataque aos 91 minutos no jogo do Dragão, de forma completamente desnecessária, porque quis pôr 5 jogadoes no ataque num lançamento de linha lateral marcado pelo André Almeida, que deixou o lado esquerdo da defesa descompensado.
    O mesmo tinha acontecido o ano passado no jogo da luz (em que o Porto nos passou à frente), quando, a ganharmos 2 a 1 desde o inicio da segunda parte, permitimos um contra-ataque em que o James entrou pelo nosso meio campo até à entrada da grande área, rematando para golo.
    São erros repetidos, caro José, e são erros desnecessários.

    Não podemos continuar a enaltecer a "revolução" estrutural e financeira e a usar isso como desculpa para os erros que nos impedem de ganhar desportivamente.
    Não podemos usar o "polvo" como desculpa para tudo, porque quando o Benfica é REALMENTE BENFICA, não há árbitro que nos lixe. Quando o Benfica se distrai, lixa-se mesmo.

    Não podemos ter treinador a dizer que "tem máxima confiança" nas equipas de arbitragem, ou a dizer que "aconteça o que acontecer a época será brilhante", ou ainda "a época foi positiva porque estivemos nas decisões".
    Não podemos ter presidente a falar depois do jogo com o Marítimo porque já cheirava a título, e depois a estar calado este tempo todo.

    Não podemos apoiar que o Benfica não tenha ficado a assistir à entrega da Taça, foi um desrespeito.

    Não podemos continuar a aceitar contentar-nos com menos do que com a glória de ganhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixando de lado as considerações técnico tácitas com as quais concordo e...discordo, tenho que te dizer que nas melhores décadas de Benfica, quem dominava o futebol em Portugal era o Benfica. Económica e futebolísticamente.
      De forma limpa e com uma equipa que não só era a melhor em Portugal mas que na Europa também ganhava às melhores.

      Não tinha de lutar contra uma equipa que ganha campeonatos sem perder qualquer jogo (nem o Benfica de Eusébio o conseguiu) não tinha que lutar contra o poderio da olivdesportos, contra a justiça e contra a arbitragem como agora.

      Consegues ver a diferença?

      Eliminar
    2. Enorme SLBenfica Vencedor, Companheiro,

      Nao estou de acordo com quase nenhum dos "erros" que alegas.
      Entao esse dos defesas laterais (uma tecla que te confesso ja me enjoa), nao passa de um absurdo: sugiro-te que facas uma lista dos defesas laterais verdadeiramente BONS a jogar na Europa e, depois, comeces a eliminar os que tenham mais de 27 anos, depois elimines os que ganham salaries superiors a 2ME limpos de impostos e, finalmente, escreve aqui os nomes que te ficaram.
      Em alternativa, tambem podes seguir um outro raciocinio e fazer a soma de tudo o que o crac investiu em defesas laterais so nestes ultimos 4 anos.

      Discutir todo o teu longo comentario (Obrigado pelo teu contributo, sinceramente) levar-nos-ia demasiado longe e, assim, vou ficar-me por duas ideias: (1) eu nao pretendo usar o POLVO como "desculpa" para nada de nada e (2) sugiro-te que uses um pouco dessa tua muito saudavel exigencia para exerceres alguma autocritica sobre o tanto que tens escrito.

      Mesmo sem te conhecer, sinto-te animado por um Enorme Benfiquismo e uma inabalavel Determinacao em contribuir (humildemente, imagino) para o sucesso do Glorioso, mas tambem me sinto no dever, enquanto teu Companheiro, de te sugerir que reflitas ainda mais (tenta descobrir a melhor 'tecnica' para o fazer), colocando em causa algumas das tuas ideias, por forma a que nao permitas repetir 'axiomas' que nao passam de 'modas'.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Caro José,

      O que me custa é que o treinador diga "tomara a mim que a próxima época seja como esta"... depois de perder tudo o que havia para ganhar.

      São lapsos de linguagem que exercem efeito na mente do próprio treinador e dos jogadores... se os jogadores ouvem coisas destas nos treinos, ficam mentalmente condicionados a perder. Fala-se muito disto na programação neuro-linguística. A maneira como se diz é tão ou mais importante do que aquilo que se diz.

      Eu acho que este é o melhor presidente desde décadas e penso o mesmo sobre o treinador.
      Só que acho que algumas coisas têm de ser corrigidas.
      Estou desejoso de poder festejar no marquês, e de mostrar aos meus 4 filhos pequenos O QUE É O BENFICA.

      Eliminar
    4. Enorme SLBenfica Vencedor, Companheiro,

      Se vamos comecar a falar dos "lapsus linguae" do Nosso Tecnico ... nunca mais saimos daqui, ahahah.

      Acontece que, na minha humilde opiniao, o Benfica (ainda) necessita de um conjunto de talentos que ele nos 'oferece' e que nao e facil de reunir, especialmente em tecnicos experientes e que ... ESTEJAM DISPONIVEIS PARA NAO PARAR DE FORMAR ATLETAS, NEM DE RECONSTRUIR A EQUIPA, EPOCA APOS EPOCA.

      Repara que nao estou a afirmar que nao existam alternativas, apenas sublinho 3 caracteristicas indispensaveis e que nao sao faceis de reunir numa so pessoa.

      Numa nota mais pessoal, confesso-me surpreendido por ja seres Pai quatro vezes (imaginava-te mais novo) e essa surpresa obriga-me a contar-te que (eu sou Pai 3 vezes, dois rapazes e uma menina) devo ao Benfica e aos Nossos Valores uma inestimavel ajuda na educacao dos meus Filhos.

      Oxala o Clube tambem te possa ajudar a ti nessa Enorme tarefa.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  3. Muito bom texto, José Albuquerque.

    Mas há mais uma coisa que eu não sei se foi esquecida mas tem de ser realçada.

    "Segundo a Brand Finance Benfica é o 42.º Clube europeu mais valioso de 2013
    Segundo o relatório anual da Brand Finance, o Benfica está na 42.ª posição das melhores marcas de clubes do Mundo. Os “encarnados” são mesmo os únicos portugueses no top 50.

    O Benfica consta pela primeira vez entre os 50 primeiros do relatório anual da empresa londrina de avaliação de marcas comerciais e surge avaliado em 44 milhões de euros.

    Publicado desde 2012, este é um relatório que qualifica e quantifica as marcas, avaliando as componentes financeiras, comerciais e desportivas.

    Depois da distinção em 2011, o Benfica vê, assim, uma vez mais, o seu nome nos melhores do Mundo"


    Eu acho que devemos destacar isto pois vale muito dinheiro e dá prestígio. Apesar de todos os títulos ou talvez mesmo por isso, pela maneira como foram conquistados já conhecida de toda a gente, os andrades nem cheiram!

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Manuel, Companheiro,

      Eu so nao citei o relatorio da Brand Finance porque este texto foi escrito antes dele ser tornado publico, mas, agora, nao deixo de te dizer duas coisas: (1) quando leres o trabalho por extenso (eu fi-lo esta noite), iras confirmar que aqueles 44ME estao muito, muito subavaliados (e olha que se trata, PENAS, de uma avaliacao da "Marca") e(2) nao ha mais nenhum clube portugues nao e nos 50 primeiros; nao ha mais nenhum nos 100 primeiros!!!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Meu caro,embora sem conhecimentos economicos, mas com base no senso comum e comparando com o valor atribuido ás outras marcas desse estudo, 44 milhoes pareceu-me um valor ridiculo.

      Eliminar
  4. Grande post companheiro José Albuquerque,alguém deveria espetar com este post na tromba desse animal k dá pelo nome de "hoje vi-te" ,da parte da manhã de hj tive k lhe mandar umas bocas,pois recomeçou na cruzada de a muito escondida,contra LFV e JJ, gostava k alguém lhe espeta-se com este escrito na tromba,k é pra ele ver definitivamente k no Benfica o tempo de VA já não volta mais.

    Obg companheiro e um forte abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Averapina, Companheiro,

      Referes um blogue que eu nao visito, apesar de receber todos os textos (enviam-mos) de analise economica do Enorme BCool, que eu muito aprecio, apesar de discordar de quase tudo, ahahah.

      Eu recuso-me a divider-Nos entre "anti" e "pro" Vieira!
      O Presidente sabe bem de tudo aquilo em que eu tenho discordado dele e eu muito gostaria de poder dizer que nunca tinha tido razao. Infelizmente, nao e esse o caso.

      Mas tambem tenho a certeza de que ele tem liderado um trabalho formidavel na defesa do Clube, com momentos de verdadeiro genio ja responsaveis por sucessos determinantes e, acima de tudo, reconheco-lhe uma entrega pessoal incondicional e ilimitada a este Nosso projeto.

      Enquanto Benfiquista, eu estou muito grato ao Nosso Companheiro Luis Filipe Vieira.

      Mas nao estou nem um pouco preocupado com o Nosso destino coletivo depois do Presidente deixar esta lideranca: eu acredito que vamos ser capazes de eleger um(a) outro(a) de Nos que sera capaz de fazer ainda mais e melhor.

      Sabes porque?
      Porque o Presidente nao trabalha sozinho!
      E porque o Benfica Somos Nos! De Muitos, UM!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  5. Meu caro,gostava de o felicitar pela brilhante prosa, do qual estou maioritáriamente de acordo.O nosso Presidente tem travado uma luta desigual entre a verdade e o Sistema.Mas aproximam-se a meu ver tempos gloriosos, assim saibamos travar e vencer a guerra suja que se desenrola nos bastidores do nosso futebol,aquilo que o grande AMiguens chama de Futeluso.No entanto urge corrigir erros que nos ajudaram a estarmos nesta situação de nada ter ganho esta epoca. Comentei o que segue num post do Em Defesa do Benfica,e repito-o aqui por estar totalmente convencido que a guerra que falta vencer é politica, com tudo que essa palavra encerra em si propria.
    "Gostava de recordar as palavras do nosso Presidente-apoio inequivocamente FGomes(para presidente da FPF).Ou grave erro estratégico, pensando poder combater o sistema por dentro, ou pior, uma atroz ingenuidade, no que me recuso a acreditar.A pergunta que se impoe - porque não foi publicamente retirado esse APOIO, e porque não se convencem na estrutura benfiquista que o que está a acontecer neste Futeluso é uma guerra sem quartel, e neste tipo de guerras tudo tem de ser feito para vencer?Leiam dois livros que o PC deve ter na mesinha da cabeceira-"Arte da Guerra" de Sun Tzu e "O Principe" de Maquiavel, e vejam com quem nos confrontamos.Na nossa nobreza e dignidade não cabem trafulhices, mas temos de perceber como pensa o inimigo e antecipar-lhe os passos e fazê-lo provar do seu veneno.Não se esqueçam que a displicência e a mania da superioridade já fizeram cair grandes Impérios, um dos quais o Português.Acorda Benfica!Aproveita os conhecimentos deste Benfiquista A.Miguens e de outros, e com estes alicerces de certeza que deixaremos aos vindouros um melhor e Maior BENFICA!"
    Viva ao Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. chakra indigno,

      Essa história do apoio )incondicional) a Gomes tenho de confessar que me ponho do lado dos que têm muita dificuldade em entende-la...
      Contudo, fazendo uma analise fria dos acontecimentos, tenho que dizer que por exemplo a nível de arbitragens (nos nossos jogos não tenho nenhuma duvida que melhorou imenso) as coisas melhoraram e de que maneira no, antes de depois de Gomes!

      Se isso tem a ver com a sua eleição, não faço ideia. Agora, que ninguém pode dizer que o Benfica foi mais prejudicado depois de Gomes chegar ao poder, ai isso não pode. Muito pelo contrario. Não que eu goste desse apoio ou que tenha sido a favor. Não fui nem sou. Mas percebo que LFV não pode andar publicamente a revelar as suas estratégias, por muito que os adeptos não as entendam, por desconhecimento ou outros...

      Eliminar
    2. Chakra Indigo e não indigno, espero ter sido um erro.
      Quanto a sermos mais prejudicados não consigo fazer essa contabilidade, o que garanto pelo que vejo é que CONTINUAMOS a ser prejudicados-golo do Estoril,golo do Vitoria na Taça, penaltys em Coimbra and so one-indirectamente são tantas que só falo do 1º golo do FCP em Paços-desvalorizado, mas que deu um enorme contributo para o titulo deles.Mas continuo a confiar no Presidente nesta luta desigual.
      Viva o Benfica

      Eliminar
    3. Enormes Chakra Indigo e Guachos Vermelhos, Companheiros,

      Eu tive o privilegio de discutir com o Presidente a questao do seu apoio ao faturas e lamento nao poder reproduzir os argumentos (fortes e ponderosos, garanto-vos) que o Presidente invocou para se permitir aquele apoio (que, na minha humilde opiniao, ofendeu declaradamente os Nossos Valores), mas ha uma coisa que vos posso garantir: nao houve nenhuma ingenuidade naquela decisao, que foi 'negociada', num acordo que tem sido cumprido pela parte do faturas (nao se esquecam que ele so e presidente da Direcao da Federacao e que, quer a Arbitragem, quer a 'Justica' lhe sao independentes).

      Eu continuo a achar que tinha razao e lamento nao ter tido o talento necessario para convencer o Presidente.

      Ainda assim, deixem que vos recorde que nao havia alternativa valida que garantisse o que desejamos.
      Concomitantemente, recordo-vos que a Liga foi 'ganha' por uma lista que nao teve o apoio do Clube.

      Por ultimo, deixem que vos recorde que o POLVO se implantou com um Presidente Benfiquista (o Joao Rodrigues) na Federacao e olhem que esses foram anos em que o Presidente da Federacao tinha quase todo o poder real (nem sequer existia a Liga).

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    4. Carissimo, o caminho faz-se caminhando, como tal acredito que serão boas as razões invocadas pelo nosso Presidente para esse apoio, que pessoalmente não consigo subscrever tal o nó que me provoca no estomago. Pelas razoes que já invoquei atrás, esta guerra sem quartel tem de ser travada tambem e especialmente pela politica da qual esse apoio fará parte.Mas não se pode ter nem um minuto de desatenção, o "polvo" não dorme e refina o seu instinto de sobrevivencia, porque sente que o Gigante adormecido lentamente desperta, e ai deles quando despertar.A magna questão do treinador e do final da epoca tem de ser muito ponderado, e é de dificil resolução para quem não tem todos os dados na mão.Confesso que já tive uma opinião muito negativa do JJ, inclusivé na epoca em que fomos campeoes, mas nesta epoca mudei a minha maneira de entender o JJ.Não é incondicionalmente o meu treinador mas serve muito bem o nosso Clube na actual conjuntura, assim espero que não tenha atingido a máxima expressao do Principio de Peter. Penso que não, se for capaz de evoluir com os erros cometidos, e especialmente se o nosso Presidente compreender os reais motivos dessas falhas estaremos no caminho certo.A talhe de foice, já que proliferam alguns individuos na estrutura que de benfiquistas nem as meias que calçam o são, porque não chamar o Mozer ou Humberto Coelho, talvez até Aimar para reforço dessa mesma estrutura?
      Já me desviei :-))
      Viva o Benfica

      Eliminar
    5. Caro José,

      Tem acesso a muita informação que nós não temos, e claro que as nossas opiniões e visões são sempre influenciadas pelos resultados práticos e não pelas negociações desconhecidas do público.

      Eu acredito que a arbitragem tenha melhorado, porque daquilo que me lembro quando era miúdo era muito escandaloso.
      O que acontece agora é que o Benfica é prejudicado em 3 ou 4 jogos, e o Porto é beneficiado em 6 ou 7, o que no fim de um campeonato dá uma grande desigualdade competitiva para os dois clubes.

      Eu não percebo como é que se apoia publicamente alguém, havendo a opção de não aparecer a comentar a opção... tal como o presidente muitas vezes opta pelo silêncio, nesse caso também podia ter optado, não dizia quem ia apoiar, e assim escusava de ficar sujeito a críticas sobre "apoios inequívocos".

      Um presidente benfiquista que aceita prejudicar o Benfica não é um verdadeiro benfiquista. Um benfiquista a sério não troca as vitórias do Benfica por dinheiro nenhum.

      Nós só queremos o Benfica campeão!

      Eliminar
    6. Enorme SLBenfica Vencedor, Companheiro,

      Neste ponto do apoio ao bandalho do faturas, sem a menor hesitacao, estamos de acordo: tratou-se de um erro (muito grave, na minha humilde opiniao) do Nosso Presidente.

      Tal como o foram o convite ao 'vose jeiga', o despedimento do Fernando Santos (quer pela forma, como pela oportunidade), o segundo convite a Camacho e ... alguns mais, ahahah.

      Mas olha que uma duzia de erros (se chegarem uma duzia) em tantos anos ... e uma obra so ao alcance dos eleitos.
      Eu, quando tinha uma vida muito ativa, costumava cometer bem mais, ahahah.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  6. chakra indigo,
    As minhas humildes desculpas! Heheheheheh! desculpa, mas ainda me estou a rir do meu erro!
    Espero que compreendas que não foi por mal.
    E estou absolutamente de acordo quando afirmas que; «CONTINUAMOS a ser prejudicados-golo do Estoril,golo do Vitoria na Taça, penaltys em Coimbra and so one-indirectamente são tantas que só falo do 1º golo do FCP em Paços-desvalorizado, mas que deu um enorme contributo para o titulo deles.Mas continuo a confiar no Presidente nesta luta desigual.»

    E claro, viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :-)))calculei que fosse um erro ehehehe.
      Faz-me confusão como é que o polvo conseguiu manter o seu Clube na luta até final e ter-nos ultrapassado sobre a meta.Um clube que conseguiu em 3 anos ser duas!!!!!vezes invicto(nem a grande equipa do Eusebio) e na outra apenas uma derrota com o unico arbitro sem medo deles e que foi imediatamente afastado.
      Como digo-luta sem tréguas para acabar com este estado de coisas, que só acontece em clubes do regime, como na Romenia ou na antiga RDA.
      fAÇAM SÓ UMA INVESTIGAÇÃO(PENSO QUE LI ISTO NO BLOG DO mIGUENS)-na epoca do apito dourado o FCP teve 9 jogadores expulsos;nas 9 epocas seguintes teve 7 no total!!!!Porquê?Foi a epoca em que tiveram medo de ser comprometidos e resolveram começar a apitar o que viam sem medo.Agora pergunto eu-e nesta época?UM-e quando já nao havia problemas, e com a outra equipa já reduzida a 10.Foi na vergonha que se passou em Paços de Ferreira, e que estranhamente(Ironia) a comunicação social nem se atrevgeu a questionar.A paga já está-Josué comprado e Estadio emprestado.Haja decoro...
      Fico por aqui, tanto haveria para dizer.
      Viva o Benfica!

      Eliminar
  7. Enormerrimo Guachos, Companheiro,

    Acabo de receber um correio do meu Filho mais novo com uma copia do discurso que o Presidente acabou de fazer no jantar que ofereceu aos Deputados Benfiquistas.

    Na minha humilde opiniao, trata-se de um discurso quase perfeito, um discurso que me enche de Vaidade Benfiquista e que quase me faz sentir inveja de quem o escreveu (felizmente, eu nao sou invejoso, ahahah).

    Aqui fica a copia ...

    «Em primeiro lugar queria agradecer a vossa presença aqui hoje, porque ela representa um sinal de amizade, de reconhecimento, mas também um estímulo para o futuro.

    Mas o estarem aqui - e não na Assembleia da República - significa que sabem exactamente para que serve e para o que não deve servir a Assembleia da República, e isso é algo que deve ser destacado para memória futura.

    Estarem aqui significa que o futebol é transversal a toda a sociedade, mas que há fronteiras que devem ser respeitadas, e que quem não percebe isso faz mal à democracia portuguesa.
    Esta não foi uma época de sonho, mas foi uma época que nos fez sonhar como há mais de 20 anos não o fazíamos.

    É verdade que a tristeza destas últimas semanas é tanto maior quanto o caminho percorrido e as expectativas criadas durante os últimos meses, fruto do trabalho, da dedicação, do esforço dos profissionais desta casa.

    Este clube está habituado a viver na pressão, fruto da sua grandeza, da sua história, daquilo que representa para os portugueses.

    E o nosso estado de tristeza tem precisamente a ver com o facto de termos estado muito perto de concretizar uma época fantástica.

    O que vos digo é que só a morte não se consegue ultrapassar, o resto podemos superar tudo.

    Para o ano temos de repetir o que fizemos este ano e escrever, apenas, um final diferente. Temos condições para isso!
    Tenho a serenidade de ter dado o melhor de mim a este clube, a amargura de ainda não ter chegado onde quero chegar, mas a certeza que aquilo que falta para lá chegar é muito pouco.

    Somos hoje, no ranking da UEFA, a sexta melhor equipa europeia. Demos nos últimos anos um enorme salto qualitativo e competitivo.

    Mas é evidente que quando não se ganha temos a tendência suicida de colocar tudo em causa.

    A verdade é que se tivéssemos ganho haveria coisas que teríamos de corrigir, mas também é verdade que o facto de não termos ganho não significa que tudo está mal.

    Vamos mudar aquilo que tivermos de mudar mas com ponderação, para não estragar tudo o que de bom conseguimos nos últimos anos. Não devemos ter medo das nossas convicções.

    O Benfica é vivido, dentro e fora do clube, durante 24 horas, 7 dias por semana. Os jornais escrevem uma coisa hoje, outra coisa totalmente diferente amanhã.

    Escrevem o que julgam saber, o que não sabem e muitas vezes aquilo que gostariam de ver acontecer.

    Mas o Benfica de hoje não é um Benfica que se deixe condicionar pela imprensa.

    O Benfica de hoje decide em função do interesse do clube, e em função daquilo que a sua Direcção e o seu Conselho de Administração entendem ser o melhor para o Benfica.

    A única garantia que vos posso aqui deixar é que vamos manter o rumo e continuar a trabalhar com a mesma seriedade, o mesmo rigor e a mesma paixão que nos trouxe até aqui.

    E para aqueles que só aparecem nas horas más a criticar sem nunca ajudar a construir, os benfiquistas sabem o carácter e as razões que os movem.»

    E eu terminaria dizendo ...

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme discurso.Motivador, sereno e poderado, e especialmente esclarecido.Gostei!
      Viva o Benfica!

      Eliminar
  8. Eu so quero deixar um muito obrigado ao Enorme Jose Albuquerque, ao Enorme GuachosVermelhos e também ao Enorme Manuel pela defesa que fazem sempre do nosso Benfica, sempre muito lúcidos e educados com todos.
    Os antis nem se atrevem a passar muio por cá pois as verdades bem ditas magoam demais..
    Isto é uma casa do Benfica para Benfiquistas.
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Isto é uma casa do Benfica para Benfiquistas»

      É só amigo Ribss!

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.