sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Benfica SAD – “quase” Contas 2012/13

Por José Albuquerque

Começo este texto alertando os leitores para o facto de que, ao contrário do que já li, ainda não foi publicado o “R&C” da Nossa SAD relativo ao final do exercício anual terminado em 30 de junho p.p., ou seja, tendo a SAD comunicado ao mercado (CMVM) uma síntese dessas contas anuais, seguramente ainda não auditadas, é sobre essa síntese que venho alinhar algumas ideias, adicionando-as a todas as que já fui expressando no final de cada um dos 3 trimestres parcelares do exercício em causa. Por isto escolhi o titulo de “quase” contas.

Seguidamente, registo com enorme agrado e com o meu aplauso, que o CA da SAD tenha optado este ano por fazer o que muitos já havíamos sugerido no passado recente (especialmente há um ano e por motivos eleitorais): uma vez que a SAD ainda não consegue publicar o “R&C”, definitivo e auditado, em menos de 90 dias, pois que se imponha a si própria uma comunicação deste género e, preferentemente, logo no inicio de setembro.
Que me perdoem os Leitores, mas a minha paixão Benfiquista não me impede de acusar a tristeza que sinto perante esta demora desmesurada da Nossa SAD em proceder aos “fechos de contas” (este ano, largamente batida pela osgasad), quando eu, pela minha vida profissional fora, sempre impus que as organizações com as quais colaborei (fosse em que qualidade fosse) se distinguissem neste aspeto particular que só aparentemente pode parecer de somenos.

Entrando na análise dos números agora divulgados, eu diria que a maior surpresa passa pela total ausência de surpresas, ou seja:
. parece ter sido conseguido o desiderato de manter os custos aos níveis anteriores;
. não parecem ter sido concretizadas nenhumas das eventuais fontes potenciais para aumento dos proveitos operacionais (namings, novos sponsors, etc.), que, assim e apesar do bom nível de receita com prémios UEFA, ficaram quase 3ME abaixo do resultado do exercício anterior.

Ou seja, os títulos apregoados pela mérdia ignorante, segundo os quais a SAD conseguiu um novo record absoluto consolidado dos seus Proveitos, ficam a dever-se em exclusivo aos Proveitos obtidos com as vendas da dupla Witsel + Javi a que se juntam os efeitos da consolidação a 100% das contas da Benfica TV.
Em síntese e em termos absolutos, talvez como seria impossível de evitar, este foi um exercício económico determinado pelo quadro macroeconómico mais depressivo dos últimos 30 anos, com quebras mais ou menos significativas em todas as componentes principais dos Proveitos, agravado pela tremenda canga fiscal (17% de agravamento em várias rubricas) e que só foi sustentado pelos já referidos e extraordinários proveitos com operações sobre passes de Atletas (51,5ME).

Conclusão.

Em termos gerais, são as mesmas as conclusões que emanam deste comunicado do CA da Nossa SAD, sejam elas explicitas ou implícitas, a saber:

. apesar de ser tremenda a depressão económica, quase foi possível manter o nível de proveitos operacionais, tendo sido possível atenuar os efeitos do agravamento fiscal;
. sem prejuízo da necessária competitividade (a curto e a longo prazos) da Equipa principal, apesar do surgimento da Equipa B e do reforço do domínio competitivo já exercido pelo conjunto dos escalões jovens, foi possível controlar os custos operacionais;
. tendo este sido o derradeiro exercício marcado pelo vergonhoso ROUBO perpetrado pelo Ex parceiro que insistiu em abusar da exploração dos Nossos direitos de TV, obrigando-Nos a viver com proveitos operacionais amputados num valor superior ao do montante negativo do resultado liquido final do exercício (- 10,4ME), temos de concluir que este foi mais um ano “equilibrado” em que “entregamos os Nossos lucros” aos Bancos com os quais trabalhamos.

Portanto, nenhuma razão para alarme, nenhuma razão para festejos e todas as razões para projectarmos os Nossos esforços sobre os factores de crescimento pelos quais ansiamos há anos: o sucesso da BTV, a revisão em alta de alguns sponsors, o naming da Catedral e a determinação em continuar a aprimorar a politica de investimentos desportivos e estruturais.

Eventualmente e talvez oportunamente, não será descabido referir, mais uma vez, a necessidade de vermos o CA da SAD encarar possíveis alternativas de “reestruturação financeira” visando o alivio parcial da “factura dos encargos financeiros”.  

Como me exijo absoluto rigor na análise das Nossas “Contas”, por agora não se me oferece mais nada, a não ser partilhar convosco o meu …

Viva o Benfica!           
Podem ler o comunicado (aqui) ou mais abaixo - onde o reproduzimos na integra...

13 comentários:

  1. Já li algures por aí que o Benfica está falido.

    Se o Benfica está falido a EDP já faliu 2 vezes.

    É só artistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme REUS, Companheiro,

      Eu ainda so' visitei um blogue que falava sobre este tema: o BENFILIADO, do Companheiro Carlos Alberto.

      Ele diz que, depois de olhar para aqueles poucos numeros, nao consegue descortinar nenhuma boa noticia e, nesse ponto, creio que estamos todos de acordo.

      Infelizmente, o Enormerrimo Carlos Alberto confessa-se desapontado pelo facto e, nesse ponto, estamos em desacordo.

      Passo a explicar ...

      Ainda ha uns 3 meses, quando aqui discutiamos as contas do 3o trimestre (31/3/2013), diziamos que, caso nao fosse feita mais nenhuma venda importante, so' uma outra "nova fonte" de proveitos poderia impeder um resultado negative neste exercicio.
      Mais ainda e num assomo de previsao com muito rigor, eu recordei que a "crise" ja' nos tinha levado 10ME o que, considerando que eu tinha previsto, ha' um ano, um exercicio equilibrado numa hipotese "ceateris paribus", estes numeros finais foram absolutamente previsiveis.
      Ainda mais e melhor, se a memoria me nao atraicoa, o Companheiro B Cool, adicionando a essa minha "previsao" o desconto do premio pela final da Euroliga (4ME), admitia um resultado final negative de +/- 14ME, ou seja ... tambem "na mosca".

      Resumindo e tal como escrevi ali em cima, a unica surpresa que estes numeros podem ter trazido foi uma total ausencia de surpresa, por mais que todos Nos tenhamos desejado que alguma, pelo menos uma, pudessem ter chegado a concretizar-se.

      Mais que isto, so' poderemos garantir quando tivermos o detalhe do "R&C" final.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. Já tínhamos saudades de te ver por aqui meu caro amigo...
    O teu saber - carregado de benfiquismo, já é um clássico que os benfiquistas da blogosfera não dispensam...
    Obrigado por partilhares os teus conhecimentos ajudando-nos a melhor entender os números da discordia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enormerrimo Guachos, Amigo e Companheiro,

      Verifica la, porque o doc que publicaste nao e' o correto, pelo menos na ultima pagina (verifica que tem data de 2012)

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Problema corrigido com as devidas desculpas ao José e aos leitores do GV.
      Com a pressa e o cansaço fiz asneira acabando por publicar um antigo comunicado da SAD...uma boa desculpa para uma excelente nabice.

      Espero não ter-me enganado de novo...

      Eliminar
  3. Do Zé Albuquerque (à parte o conhecimento)só se pode esperar, como sempre, honestidade e lucidez nas suas análises.

    O R&C ainda não foi publicado (só dia 27) mas já podemos ter, por adiantado,uma luzinha orientadora. Depois disto e com todos os elementos reunidos, esperem os benfiquistas outra grande lição (falo por mim) de aprendizado sobre tão delicada matéria.

    E como diz ele: Viva o Benfica, porra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enormerrimo Joseph, Companheiro,

      Obrigado pela simpatia das tuas palavras e oxala' tenhas razao quando dizes que o "R&C" vai ser publicado dia 27. Oxala' ... porque seria o melhor prazo de sempre no fecho das contas.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  4. Companheiros,

    Nao se verificando o aparecimento de pedidos de esclarecimento sobre o texto, venho dar-vos conta de que recebi uma referencia ao titulo de um texto publicado no maior blogue "do contra", assinado por um tal "Shadows", cujo titulo e' muito ... "eloquente" : "40+20=51,5"

    Eu nao recebi o texto e, como sabem, nao visito esse blogue, pelo que so' posso criticar por "estimativa" hahaha.

    Obviamente e no velho estilo dos do famigerado "por ti Benfica", aquele titulo destina-se a colocar em causa a fidedignidade da SAD, alem de que, escolhendo uma soma inferior as parcelas, tenta-se, cobardemente e uma vez mais, sugerir uma gestao danosa.

    Trata-se, apenas, de mais uma manipulacao grosseira de numeros, muito possivelmente causada por uma ignorancia militante, agravada pelo mais bacoco antiVieirismo: nada de novo, portanto.

    40 e 20 sao, apenas, 2 das muitas parcelas cuja soma algebrica determina o resultado final de 51,5, pelo que so' com muita sorte aquele Autor poderia nao ter mentido, ainda que quisesse falar toda a verdade, coisa que sabemos nao ser o caso.

    Quer eu (em textos publicados n'OBELOVOAR), quer o Companheiro B Cool (em textos publicados no ONTEM), ja' explicamos como se "transformam" os valores de venda de passes de Atletas nos Proveitos (ou Imparidades, se negativos) que resultam dessas vendas, pelo que me fico por uma sintese ...

    Ao valor da venda, ha' que deduzir o valor de Balanco do passe do Atleta, 'a data dessa venda, alem dos custos (comissoes e outros) decorrentes da operacao.

    Para entenderem melhor, sigma, por favor, este meu raciocinio baseado numa especulacao sobre o caso do Javi:

    1 Adquirido por 7,5ME, imaginemos que sem custos adicionais; valor inicial de Balanco = 7,5ME; valor inicial das amortizacoes anuais (custo) = 7,5/5(anos de contrato) = 1,5ME ao ano;

    2 Valor de Balanco no inicio do segundo ano = 7,5-1,5= 6ME;

    3 Valor de Balanco no inicio do terceiro ano = 6 - 1,5 = 4,5ME;

    4 Valor de Balanco a meio do terceiro ano = 4,5 - 0,75 = 3,75ME;

    5 Renegociacao do contrato, alargando-lhe o prazo por mais 2 anos e com um premio de (imagino e para facilitar as contas) 1,25ME;

    6 Novo prazo do contrato 3,5+2=5,5 anos (ou 5 anos, a partir o termo do terceiro ano do contrato inicial);

    7 Novo valor de Balanco no momento da renegociacao 3,75+1,25= 5ME;

    8 Novo valor semestral de amortizacao (custo) 5/11= 0,45(45)ME, ou 0,9(9)ME ao ano;

    9 Venda no final do terceiro ano por 20ME (+ eventuais premios);

    10 Retiremos aos 20ME o valor de Balanco do passe, de cerca de 4,5ME === ficam 15,5ME;

    11 Retiremos eventuais comissoes de 5% === ficam 14,5ME

    Espero que este exemplo teorico tenha sido inteligivel e ajude os Leitores do GUACHOS a entender este tipo de "contas".

    A mentira, a cobardia e a perfidia ...nao sao Benfiquistas!

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não é um comentário. Isto será o próximo post, apenas retirando o nome do sombras...

      Eliminar
  5. É a insanidade total. "Nenhuma razão para alarme", num exercício que, com vendas de mais de 60 M€, acaba com prejuízo de 10 M€. E mais importante, recheado de desilusões desportivas.

    Não vale a pena tentar argumentar com factos. Nem vale a pena citar aquele que é o maior especialista em Portugal de finanças do futebol. E que, garanto-vos, não é benfiquista nem anti-benfiquista.

    Vocês são os culpados por todas as humilhações que sofremos nos últimos 10 anos, ao legitimarem e apoiarem este caminho que nos leva ao abismo. São também os culpados pelas enormes desilusões que iremos sofrer nos próximos anos e por ver o porto ultrapassar-nos em número de campeonatos até 2020.

    Quando o verdadeiro buraco do Benfica for exposto, e os actos de gestão danosa que ocorreram forem divulgados, espero que as vossas opiniões e os vossos nomes ainda estejam aqui.

    Não façam como aquele vosso companheiro que começou por fazer críticas fundamentadas e assertivas, que culminaram com um belo discurso numa AG, e que, depois de ir ao gabinete do chefe, foi convidado a também começar a mamar as minhas quotas e o dinheiro dos bilhetes que tanto me custam a pagar. Ele depois encerrou o blog dele, eu só espero que vocês nunca encerrem nem apaguem nada deste. Nem no dia em que a KPMG deixar de ser a auditora do Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enorme Carlos Atalaia, Companheiro,

      Tu vais desculpar-me, mas vou ter de te acusar de desonestidade intelectual e de uma profunda ignorancia nestas materias economicas e/ou financeiras.

      A primeira acusacao, por tentares misturar os resultados desportivos da SAD (os melhores desde ha umas duas decadas, por sinal), com os resultados - os unicos - abordados neste texto.

      A segunda acusacao, pela manifesta falta de argumentos especificos, ainda por cima vindo de quem aqui anunciou ja' ter escrito e publicado sobre a materia.

      Sabes, Companheiro, eu respeito todas as opinioes que defenderes com argumentos intelectualmente serios, por mais que deles possa discordar, mas nao te admito que te dirijas aos nossos Anfitrioes nesses termos.

      Eu, humildemente, ja' escrevo em defesa do Clube ha' muitos anos e, exceto por um curto periodo de tempo (e uma duzia de textos assinados PEDRO ALVARES CABRAL), sempre assinei o que escrevo com o meu nome, pelo que podes ter a certeza que, caso tenha saude, andarei por ca' por muitos mais anos.

      A ti, Companheiro, com toda a humildade, recomendo-te estudo, muito estudo e, se possivel, alguma humildade. Se ainda vais a tempo, tambem podes tentar desenvolver as tuas capacidades relacionais e a tua inteligencia emocional.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Caro José Albuquerque, não vale a pena perder tempo com fiéis defuntos. Gajos que não percebem nada nem de gestão nem de contabilidade e que olham para um balanço como se fosse uma coisa dinâmica - não é, é uma coisa estática que pode mudar de um dia para o outro - são burros e ignorantes.

      Vejam o que aconteceu ao Sporting. Eu estava completamente convencido que iriam à falência. No entanto, o perdão (POUCO ÉTICO) de uma parte substancial da dívida alterou por completo a situação.

      O Benfica como clube de futebol não se gere como se gere um banco ou uma seguradora. Basta a venda de 2 jogadores (>80M€) para mudar completamente o aspecto da coisa. Mas isso esses burros não entendem.

      O único problema que o Benfica tem neste momento é o passivo remunerado que nos leva cerca de 16M€/ano. Quando isso diminuir as coisas entram na ordem. Já faltou mais.

      Vozes de burro não chegam ao céu!

      Eliminar
  6. Ah é verdade, vai ser a nova "linha de negócio" criada por Rui Costa, e que consiste em Fariñas, que nos vai impedir de chegar ao estado do sporting.

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.