sábado, 20 de outubro de 2012

O candidato Rangel...

Sempre admirei quem pensa pela sua cabeça e por isso mesmo penso que a actual blogosfera benfiquista está demasiado agarrada ao copy & past, mais parecendo uma caixa de ressonância dos jornais que outra coisa qualquer...
A minha vontade de 'navegar' tem descido à medida que florescem os sítios onde o copy & past é uma constante, mas no momento actual, onde vale (quase) tudo para deitar abaixo o candidato LFV, parece-me mais do que justo dar 'voz' àqueles que pensam o contrário, e entendo que copiar o texto do Carlos Miguel Silva do blog tertuliabenfiquista merece bem a pena...

«Lamento, mas não consigo evitar. Aqui vão os momentos ‘Rui Oliveira e Costa, és tu disfarçado de juiz, meu malandrim?’ da entrevista de Rui Rangel na RTP, devidamente comentados:

- “O Passivo bancário do Benfica anda na casa… portanto… tem um passivo total de cerca de 500 milhões de euros…”

Vamos lá, devagarinho, para gente que acha que é boa ideia levar uma gravata cor de cocó, em vez de uma gravata vermelha, para uma entrevista como candidato a presidente do Benfica, poder acompanhar: Passivo é diferente de passivo bancário (já agora, em complemento: passivo bancário não é um indivíduo com menor iniciativa numa relação homossexual, e que por acaso trabalha num banco). O passivo bancário consolidado da SAD – o total, dado que o clube não tem passivo bancário - no último exercício é de EUR 243 milhões (cerca de EUR 255 milhões a 31 Março 2012). Ainda assim, 243 milhões é diferente de ‘cerca de 500 milhões’. Mais propriamente, é ‘cerca de 257 milhões’ a menos. Parecendo que não, é dinheiro. Dava para comprar, por exemplo, um manual de contabilidade ou de finanças. Ou uma gravata.

- “Esse passivo bancário é um passivo com a estrutura financeira…”

Podia tecer alguns comentários sobre esta afirmação, mas deparo-me com um problema mais ou menos inultrapassável: não sei o que aquilo quer dizer. Ninguém sabe. Nem ele. É daquelas coisas que se diz quando não se tem nada para dizer mas uma pessoa se sente obrigada a dizer qualquer coisa, sob pena de se gerar um silêncio incómodo ou de se soltar um ‘aaaaahhhhhh’ de 5 minutos à Dias da Cunha. Ou seja, faz tanto sentido como dizer que ‘Esse furão é um furão com a estrutura financeira’. Parece de loucos? É porque é.

- “O passivo não bancário não é conhecido dos benfiquistas”

Se falarmos em stricto sensu, é capaz de ser verdade, no sentido em que duvido que o passivo não bancário tenha promovido uma conferência de imprensa para se apresentar aos benfiquistas, ou que ande por aí, nas redondezas do Estádio da Luz, a cumprimentar benfiquistas incautos e a dizer ‘muito prazer em conhecê-lo, eu sou o passivo não bancário’. Já se estivermos a falar de conhecer o passivo não bancário no sentido de ler os relatórios e contas auditados, onde lá está escarrapachado em toda a sua glória, qualquer pessoa não analfabeta (ou que não seja apenas uma caixa de ressonância de coisas parvas que se dizem pela internet) pode comprovar que integra, como tipicamente qualquer passivo não bancário integra, as provisões, os fornecedores, os acréscimos de custos, os proveitos diferidos, e outros credores (e todos estes itens completamente discriminados nas notas anexas às demonstrações financeiras, para quem tenha vontade de os ler, ficando a perceber quem são os fornecedores, os outros credores, ou os montantes a pagar ao Estado, por exemplo). Neste sentido, portanto, dizer que o passivo não bancário não é conhecido dos benfiquistas é verdade, mas apenas se estivermos a falar dos benfiquistas que decididamente não o querem conhecer. O que pode ser visto como falta de educação.

- “Se for eleito, vou fazer uma auditoria às contas do Benfica”

Já isto é a mesma coisa que dizer que, se for eleito, vai colocar cadeiras no Estádio. Prometer que se vai fazer uma coisa que já é feita é, na verdade – e isso pode escapar à maioria dos analistas -, uma manobra eleitoralista de um alcance notável, na medida em que cativa os apoiantes da candidatura oposta, que gostam do que já está a ser feito. De forma mais cândida, também pode ser vista como outra afirmação desconcertante se não induzida pela ingestão de substâncias psicotrópicas, o que quero acreditar que não foi o caso (se bem que explicaria a diatribe circular acerca de como ‘se deve consolidar a consolidação orçamental’ e o olhar distante em cerca de 75% da entrevista). O Estádio já tem cadeiras (não vá algum mandatário ler isto e achar que é boa ideia) e - o que pode constituir uma novidade bombástica para 1 ou 2 pessoas que vivem em buracos no meio do mato - o Benfica, a Benfica SAD e o grupo Benfica são auditados semestralmente pela KPMG, que é apenas umas das Big Four (não, não é um departamento do SAD) empresas de auditoria a nível mundial e que audita coisas pequenitas, como uma pazada de empresas das Fortune 500. É particularmente evidente que de outra forma nem se poderia ter a relação com a banca e a credibilidade no mercado que se tem a nível financeiro. 

Olhando para tudo isto, chiça penico, até parece que o consultor financeiro do Veiga Juiz é o João Carvalho, ah ah ah.
Ah, espera…afinal, é mesmo.
Ups.
Sinceramente, isto diz-me tudo o que preciso de saber sobre a 'alternativa'. Nem é preciso esmiuçar mais (e, caramba, se há mais material).
Continue a mandar postais, caro Juiz. Conselho: não deixe é que sejam os maluquinhos da blogosfera e redes sociais a escrevê-los.»
por Carlos Miguel Silva
......................................................................................................................................................
Ridículos os comunicados da candidatura de Rangel que mais parecem ter sido escritos pelo padeiro da rua 7!
E anda esta gente a criticar Vieira porque segundo eles não será ele a escrever os seus discursos!
Tivessem pedido ao 'tipo' que escreve os discursos de Vieira para lhes escrever os comunicados e evitavam fazer figuras tristes! (ver aqui)

Achei bonito ver Rui Rangel em Freamunde a assistir ao Freamunde-Benfica!
Não tenho ideia de o ver em qualquer outro evento do Benfica antes destas eleições, e posso até estar enganado...mas que foi bonito, foi!
........................................................................................................
Programa da candidatura de Luís Filipe Vieira

4 comentários:

  1. "Achei bonito ver Rui Rangel em Freamunde a assistir ao Freamunde-Benfica!
    Não tenho ideia de o ver em qualquer outro evento do Benfica antes destas eleições, e posso até estar enganado...mas que foi bonito, foi!"

    Que mau... LOL

    ResponderEliminar
  2. Depois disto penso que não há mais nada a acrescentar!

    RIP, lista B!




    ResponderEliminar
  3. "Achei bonito ver Rui Rangel em Freamunde a assistir ao Freamunde-Benfica!
    Não tenho ideia de o ver em qualquer outro evento do Benfica antes destas eleições, e posso até estar enganado...mas que foi bonito, foi!"

    Não tenho dúvidas que entrou com convite! hehe!

    E PLURIBUS UNUM

    ResponderEliminar
  4. É demolidor o post do Carlos!
    É demolidor o teu post!
    E não refiro mais porque se tornaria fastidioso! As minhas desculpas aos restantes.

    O que não consigo entender é quais os processos mentais - consigo ignorar os que se movem por interesse - que permitem a alguns, não ver o óbvio?
    Será que permitiram que questões pessoais contra Vieira, lhes toldassem o raciocínio, passando o Benfica a ser um mero pormenor?

    Não entendo!

    RC

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.