domingo, 25 de agosto de 2019

Fomos uns passarinhos. Uns Luisinhos, para ser mais explicito.

Parabéns dão-se a adversários valorosos que demonstraram ser melhor do que nós. A inimigos, como o clube da fruta, combatem-se com arreganho e, em caso de se perder uma batalha - que me pareceu muito mal preparada - reúne-se as tropas, curam-se as feridas, reajustam-se estratégias e parte-se para a guerra em melhores condições de vencer. No dia que me virem dar parabéns a corruptos e a gentalha que passa 365 dias do ano a insultar e a conspurcar o nome do Benfica, internem-me porque estarei profundamente doente. E o animador de serviço na Luz, que deitou os foguetes antes da festa, da próxima que os meta no sítio de onde a bazófia nunca deveria ter saído. Miseráveis os comentários dos ingratos e ejaculadores precoces que correram a agarrar no teclado a desancar a qualidade dos jogadores, do treinador e do presidente. Criticas ao mau jogo da equipa? Todas. Deitar tudo abaixo de cabeça quente? Nunca.

Eu fico estupefacto ao ver algumas pessoas (com milhares de seguidores) que muito considero a agarrar no arsenal bélico e a despejar a bílis nas redes sociais poucos minutos passados do jogo acabar! Não percebem o mal que fazem ao Benfica espalhando mensagens catastróficas (com saudades dos lençóis brancos?) que mais cedo ou mais tarde ajudarão a incendiar as bancadas? Exigência não é isso, porra! Exigência não é ficar à espera da primeira escorregadela para arrasar meses de trabalho, vitórias e conquistas recentes! Do Chico traques - que correu às redes sociais fazer a única coisa que sabe fazer - eu sei tratar sem problemas. Meto um emoji a vomitar e nem preciso ser mais eloquente. Outra coisa são os benfiquistas dispostos a enterrar o Benfica a cada resultado comprometedor.

De quem foi a ideia de deitar os foguetes antes da festa? Estávamos a festejar exactamente o quê? Que bazófia foi aquela antes do jogo começar? Acabamos 'toureados' ao som dos olés e eu nem sequer consegui ficar chateado com os porcos. Merecemo-los inteiramente.
Totós do caralho. No camarote do Benfica? Atitudes como a do Luisão, caçado a rir às gargalhadas com um traste reles que não há quinze dias atrás apelidou prováveis contratações do Benfica de ''aleijados'', é absolutamente lamentável. Um tipo repugnante que passou grande parte da sua vida porca a fazer mal ao Benfica, no mínimo, tem de ser desprezado. O Luisinho, se quiser andar de língua na boca com o badalhoco, que o faça em privado e onde das câmaras não cheguem. Que não humilhe os benfiquistas. Que não humilhe o Benfica.

No campo, só puxando a cassete uns bons vinte/trinta anos atrás consigo encontrar uma exibição do Benfica tão inoperante como a de ontem! Vi-me transportado para os tempos da fruta em que o clube das putas chegava à Luz, montava o circo, escolhia o palhaço (ontem foi Jorge Sousa) e divertia-se a seu bel-prazer. O arruaceiro Pepe vestiu a pele do Fernando Couto, Jorge Sousa a de Fortunato Azevedo com os futebolistas do Benfica a ver a banda passar. Fomos engolidos pela estratégia do foculporto que, de tão rudimentar, nem era tão difícil de prever. Espreitar o contra-ataque. Pressão feroz em todas as zonas do campo, faltas sempre que o Benfica ganhava a bola, parar o jogo, enervar. Pressionar todas as decisões do árbitro e, em caso de vantagem, não deixar jogar. Onze Brunos Fernandes em campo.

Que fez o Benfica? Embalado pelos foguetes antes da festa, aproveitou o espírito natalício entrando no jogo como se estivesse a jogar com o Arrentela ou o mija na escada. Uns de faca na liga, dispostos a tudo para não perder. O Benfica atarantado sem nunca o perceber. Lideres em campo não descortinei um que se visse. O capitão Pizzi passou parte do tempo a barafustar com o vento queixando-se de algumas decisões da arbitragem. Rúben, o líder natural, escondeu-se do jogo (e do Jorge Sousa) durante os 90 minutos de jogo. Uns passarinhos em todas as zonas do campo. Engolidos na defesa, passados a ferro no meio campo, completamente inoperantes no ataque. Uma equipa de média qualidade, como é o clube da fruta, deu-nos um tremendo banho de humildade. Eles prepararam-se para a guerra; a ganhar por dois a zero e já nos minutos de desconto, Corona festejava um corte para canto como se tratasse de um golo! O Benfica, apesar de nunca virar a cara a luta, cedo deixou perceber que só se tinha aperaltado para a festa. E nem sequer vendeu cara a derrota.

E foi isto. Continuo a acreditar nos nossos jogadores. Continuo a acreditar no nosso treinador e tenho a certeza que somos muito melhores que o clube da fruta. Temos melhores jogadores, melhores treinadores e melhores condições para ganhar. Eu não vi ninguém do Benfica a não dar o litro e não vi ninguém que não quisesse ganhar. Não vi ninguém em campo que não mereça o meu respeito, mas vi uma equipa e um treinador que ainda não entenderam que o futebol português é uma guerra e que o nosso maior inimigo é o clube da fruta. Não o perceber é sujeitarmo-nos a outras surpresas traumáticas como a de ontem. Aprender com os erros é o mínimo que se pode esperar.

E mais isto. Bruno Lage cumprirá o seu destino de treinador de sucesso, Rúben Dias continua a ser o grande central do futebol português e Florentino acabará a demonstrar o seu enorme talento num outro grande clube europeu. Ferro, Odisseas, Grimaldo, Nuno Tavares e Samaris (apesar da má forma) não deixaram de ser excelentes futebolistas, Rafa continuará a desbaratar as defesas contrárias e, Raúl de Tomá e Seferovic, vão ter muito tempo e oportunidade para fechar a matraca aos seus detractores.

Os corruptos de Contumil, por muito que tenham animado o serão futeboleiro, não venceram nada. Ganharam na Luz, deitando mão a uma estratégia igual à do Paços de Ferreira em 2018, onde vimos o boneco Conceição, de cabeça perdida, recusar-se a cumprimentar João Henriques, cuspindo-lhe em cima. Sairam de peito feito, devolveram o pasodoble da época passada com juros e correcção monetária, mas só ganharam o direito a respirar melhor e quiçá, a ilusão que os seus muitos problemas acabaram. Não acabaram de todo. O Krasnodar não passou a ser um fantasma, todos os meses continua a ser preciso pagar os salários do 'maior investimento da história', as receitas não aumentaram e o fair play financeiro da UEFA continua sem grandes hipóteses de poder ser cumprido.

91 comentários:



  1. Não é sem tremendas dificuldades que me encontro perante este teclado a escrever sobre a tempestade de ontem. No entanto, somos sempre do Benfica e, por isso, devemos estar sempre presentes , embora responsavelmente. Deixo três ideias.
    Primeiro – Bruno Lage é um treinador estrangeirado. A sua passagem pela Inglaterra aproximou-o de uma ideia de ética no desporto mais rara em Portugal do que água no deserto, tão poucos são aqueles que a praticam. Lage tem direito a cultivar o fair-play, mas, ao contrário do ouvido ontem na conferência de imprensa, basta dizer que o Porto ganhou bem ou coisa mais ou menos semelhante. Manifestações de tremendo respeito por um ex-jogador que pertenceu a uma geração profundamente inimiga do Benfica e do futebol português não são admissíveis e transformam-se em motivo de ridículo. Num momento tão doloroso como o de ontem, também não estamos muito interessados em ouvir falar de profundidade, largura, pressão alta e coisas do género… Interessa é ouvir uma mensagem mobilizadora, forte, que produza um estímulo positivo na imensa massa adepta do Benfica. A conferência devia ter sido o primeiro passo para um novo arranque, mas foi apenas um emaranhado teórico que pouco ou nada diz à esmagadora maioria.
    Segundo – Infelizmente, ontem o Benfica parece ter recuado vinte anos. Se o último jogo nas Antas foi um momento de intensa mobilização de um Benfica enorme, a derrota de sábado coincide com o pior jogo realizado contra os tripas nos últimos anos. Ao contrário da gloriosa jornada portuense do ano passado, ontem voltámos a entrar em campo com uma companhia de ballet para defrontar uma equipa de trolhas. Fomos derrotados em todas as dimensões do jogo e embora não acuse os jogadores de falta de empenho, é óbvio que a ideia de que estas partidas são, normalmente, cruciais para o desfecho dos campeonatos estava muito mais presente no Porto, que veio para uma guerra contra uma equipa que se revelou um gatinho acabado de chegar ao Mundo.
    Terceiro – Finalmente, talvez devêssemos olhar um bocado para os factos que medram fora do relvado, até porque a quase totalidade das pessoas que acompanham o futebol – nas quais me incluo – não percebe praticamente nada de questões técnico-táticas. Não tenho a ousadia de afirmar que o Benfica desvalorizou o adversário, mas não devemos secundarizar a ladainha que ecoou, durante semanas, sobre a consolidação, herdada da época passada, da nossa equipa e o quase recomeço, a partir de uma estaca praticamente a zero, do Porto. Refuto esta ideia e julgo que os nossos jogadores não foram imunes a esta canção de embalar. Penso até que não existem muitas diferenças no impacto que tiveram algumas mudanças dos plantéis. As perdas do Porto foram evidentes, mas também as nossas, acrescentando ainda aqui o lesionado Gabriel e o André Almeida, titulares indiscutíveis. No entanto, entendo que a saída do João Félix produziu um efeito negativo muito grande, pois este foi a principal chave que operou a reviravolta do ano passado. Basta lembrar que marcou em todos os jogos para o campeonato contra os dois maiores adversários – coisa rara, mesmo noutros avançados de indiscutível qualidade -, constituindo uma dupla tremenda com o suíço. Acrescenta-se ainda que o fim da carreira do Jonas afastou do Benfica um verdadeiro líder, cuja importância não se media apenas no sobre-excelente desempenho em campo. De certa forma, as saídas do Porto não tiveram um efeito tão negativo, até porque os jogadores em causa não estão ligados a um ciclo vitorioso dos tripas, antes pelo contrario. Por outro lado, apostaram na veterania e no prestígio manhoso de certos jogadores perante os árbitros, o que foi bastante evidente no desastre de ontem.
    Assim, só nos resta deitar mãos ao trabalho. Unir os jogadores e os adeptos, partindo de várias certezas: o nosso plantel não se pode resumir a treze ou catorze jogadores (Cervi e Fejsa já não contam?); os tripas não estão fracos, mesmo que a televisão o apregoe para adormecermos; os árbitros da moda continuam a ser, em bom número, do distrito do Porto…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande texto, que subscrevo na íntegra!

      Eliminar
    2. Um Foi Com Putedo que não fosse indiscutívelmente muitíssimo mais fraco que o da época passada, que foi o único rival que o Benfica teve pelo título de campeão em disputa, nunca iria a Barcelos perder e perder bem com o Gil Vicente, e levar 3-0 em meia-hora em casa de uma não-equipa como é o Krasnodar em plenas Antas, no jogo mais importante da época. Vamos lá respirar fundo.
      Se o Benfica ontem nem se apresentou em campo, isso já é outra história. Não é porque o Benfica perdeu um jogo no ano passado com o Comédia Lisbon para as Taças que este passou a ser muita fortes, da mesma maneira que o resultado com o Foi Com Putedo também não, aliás até espero bem que se confirme a teoria da belenização do Comédia, e a sbordinguização do Foi Com Putedo que fizeram o jogo da vida deles. 1000% subscrevido na frase lapidar, André Almeida e Gabriel titulares indiscutíveis. 1000% de acordo.
      Cumprimentos

      Eliminar
    3. Anónimo

      Mais um a concordar com a tua opinião. Muito bom!
      Só mais uma coisa, já que Lage passou por Inglaterra, alguém da estrutura do Benfica deveria lembrar-se de lhe recomendar que às vezes não seria de todo desajustado recorrer a uma máxima de um treinador inglês que passou pelo Benfica, sim, Jimmy Hagan e o seu "no comments"!
      Falar muito nem sempre é sinónimo de assertividade, bem pelo contrário.
      Carrega BENFICA 🦅!

      Eliminar
    4. E é isto. Subscrevo.
      Acrescento, se mo permitem, uma ideia: Vulgarizou-se que os jogos com estas equipas, que até lutam pela conquista do campeonato, não são determinantes nem fulcrais. Para mim, errado. É um erro tremendo está postura, pelo menos enquanto a diferença pontual a 2 ou 3 jornadas do fim não for superior a 6 ou 9 pontos. Até lá, são fundamentais e têm que ser vividos como de vida ou morte. Acredito que saberemos tirar o sumo desta experiência e ser melhores do que antes. Acredito que aprenderemos, e, especialmente, Bruno Lage, terá crescido imenso com esta porrada que levámos. E concordo com a sua postura (por muito que se olhe para o passado) - foi, é e será um homem íntegro, correcto e de ideias firmes que não mudam com o vento. Falta isto em todos os sectores do futebol português e merece o meu aplauso (mesmo contra esses fdgp).
      Forte abraço benfiquista!
      E Vivó Benfica!
      BV

      Eliminar
    5. Inteiramente de acordo. Com a venda do João Félix, até dá a impressão que o encaixe de 120 milhões de €, são dissociados da GRANDE CATEGORIA do jogador . Ele valia-os inteiramente. Mais uma vez , uma certa sobranceria ( não sei quem responsabilizar…), a exemplo do que nos custou um Penta , levou-nos a dar um 1° tiro no pé ; e no recrutamento gastámos 20 + 15 milhões sem ver resultados ao fim de 7 jogos. Com o fcp , mesmo se foi uma tarde para esquecer, este plantel, para mim , apresenta lacunas evidentes , e o Seixal não pode ser gabado quando dá jeito e ignorado quando não dá jeito. Até á data e excluindo o João Félix , não se conseguiu um ÚNICO AVANÇADO GOLEADOR , digno desse nome, oriundo da formação. Goraram-se as espetativas do Zé Gomes e nos tempos mais próximos não de vislumbra ninguém no horizonte alguém que marque golos. Sei do que falo porque sigo o Seixal religiosamente. Os comentadores da BTV chateiam-se com as reações negativas e por vezes excessivas dos associados , após estes desaires...Como sócio, de 68 anos de idade, também me chateia ver uma equipa de Futebol, diferente, TODOS OS ANOS . Quem não viu que os últimos Campeonatos foram ganhos com o nosso valor mas também com alguma azelhice dos adversários...não percebe muito de futebol. Já adquirimos autonomia Financeira, segundo é apregoado, para termos uma equipa de plantel estável de ano para ano. Não o temos porquê ?

      Eliminar
  2. Está à frente do futebol do Clube, quase há 20 anos. Os suficientes para se concluir que o futebol não é, nem nunca vai ser, o seu forte. Mas, para mim, o mais grave é ele estar convencido que percebe muito de futebol.

    ResponderEliminar
  3. Já hoje escrevi que o Porto se apresentou Na Luz como qualquer equipa de segunda ou terceira fila do nosso campeonato. 10 atrás da linha da bola e contra-ataque em correrias longas. Só que de outras vezes o Benfica conseguiu encontrar soluções e ontem não. Já perdemos assim com equipas pequenas no Estádio da Luz. Estou de acordo com gaúchos. Também penso que a humildade de Bruno Lage começa a ultrapassar o nomal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As equipas pequenas agigantam-se contra os Grandes ao exemplo do Gil ou dos corruptos.

      Eliminar
  4. Absolutamente brilhante. E é tal e qual o que eu penso, o que já disse aos meus amigos e família e o que já escrevi noutro lado.

    Os foguetes e o não fazer o estágio foram decisões de quem pensava ter o jogo ganho e de quem não percebeu que isto é uma guerra e não um jogo de futebol.

    É bom que o Lage arrepie caminho, na óptica bélica, em quatro jogos: corruptos e lagartos. Ambos, por razões diferentes, fazem destes jogos os jogos duma vida. Tripeiros porque se alimentam do ódio ao Benfica, lagartos porque têm o complexo de inferioridade.

    Por isso, concordo com o lema ‘Pelo Benfica’ em todos os outros jogos; nestes, tem de ser guerra. Pura e simplesmente.

    E não estávamos preparados para isso. Sem Jardel, sem Fejsa, sem Salvio, sem Gabriel sem Almeida, só tínhamos Dias e Samaris, para impor respeito. Respeito na nossa própria casa. Como o Dias se escondeu e o Samaris saiu ao intervalo, não tínhamos NINGUÉM para mostrar os dentes. Eles tinham o guarda redes, o Pepe ordinário, o Danilo, o Zé Luís, o Marega, o Telles, o Corona, o Soares. Em suma, toda a equipa deles é para isto: faca nos dentes. Mais o porco do treinador.

    Lage. Não dá para ser sempre cavalheiro. Deu, mas aí tinhas o Félix, que dinamitou tudo à sua volta. Por isso, os 126M.

    Agora, é perceber isso e seremos campeões.

    E acabar com a bazófia e a gabarolice de pensar que está tudo ganho, antes de jogar. Não fazer estágio?! Mas brincamos aos cóbóis?

    Quanto ao monte de energúmenos que querem cabeças: vão-se foder.

    Zé Pincel

    ResponderEliminar
  5. Para mim acabou BL versão "nice guy". Ou muda ou é mudado. Sem contemplação.
    A comunicação tem de ser outra. É preciso mostrar cara feia quando se é humilhado como fomos ontem e assumir isso mesmo. E acima de tudo mudar para que não se repita. BL não sobreviverá a outra igual.

    ResponderEliminar
  6. Belo desenho dos Guachos da (má) noite de ontem. Mau de mais para ser verdade. Que sirva de lição para o futuro e que os jogadores, treinadores e dirigentes superem rápido porque apenas perdemos uma batalha.Com aquela gente de contumil não podemos andar com paninhos quentes porque não merecem, à primeira oportunidade somos apunhalados como sempre fomos. Luisão, Bruno Lage e outros que pensem bem nisso.

    O homem do apito não fugiu à fama de ser submisso ao calor da noite. Recuando no tempo vamos (re) ver a final da taça da liga no Algarve, que ganhamos por 3-0 em que o bruto alves deu pancada de criar bicho em tudo que estava de vermelho equipado; No jogo da época passada em contumil expulsão do Gabriel com dois amarelos seguidos , uma coisa inédita, e perdoada um expulsão a um jogador adversário por agressão a Ruben Dias; Ontem o mesmo árbitro permitiu tudo aos jogadores adversários, dizendo claramente ao pepe que estivesse á vontade naquilo que só sabe fazer, porque estava protegido

    Em frente Benfica, os vencedores são aqueles que apesar de cairem, levantam-se rapidamente e continuam a lutar ainda com mais força.

    Saudações benfiquistas.

    Quim Benfiquista.

    ResponderEliminar
  7. VAMOS PENSAR:

    -perderam com o gil vicente
    -foram afastados da liga dos campeões
    -agravaram a situação financeira
    -as paredes do estadio das antas foram grafitadas contra a sad

    E ELES PENSARAM:
    -só sendo campeoes podemos ir aos milhões da liga dos campeões
    -será catastrófico perder na luz e ficar a seis pontos

    E O APERTO E A AFLIÇÃO LEVAM A TUDO:
    -A pedir ajuda divina ao apintador
    -e a recorrer àquilo em que são mestres desde os tempos
    dos carecas e do casagrande

    E O QUE SE VIU
    -foram galgos que estavam em todo lado
    -e uma agressividade cujo expoente maximo foram a entrada do Pepe
    (Um veterano que parecia um jovem) sobre o redes do Benfica e a dureza
    com que atacava o Rafa.

    TUDO ISSO ERA PREVISIVEL
    E ATÉ HOUVE QUEM ALERTASSE AQUI NA BLOGOSFERA BENFIQUISTA
    (O coluna de aguias gloriosas alertou)

    MAS O LAGE E EQUIPA TECNICA FORAM ANJINHOS
    (Com a velha raposa Trapatoni isso nunca aconteceria)
    Errando estrondozamente:
    -nao havendo estagio deixando os jovens jogadores
    com as jovens namoradas
    -e falhando a estrategia infantilmente, pois sabendo
    da ansiedade do tudo ou nada do adversario deveria ter esperado atrás
    recuado fechado explorando a velocidade dos nossos avançados
    que teriam que ser os mais rapidos possiveis como rafa jota e rdt

    EM SUMA FOMOS ANJINHOS ESTRATEGICAMENTE
    E A SOMAR JOGAMOS COM DOIS JOGADORES E MEIO A MENOS.

    E PARA TERMINAR UMA RECOMENDAÇÃO
    FALTAM DOIS OU TRES JOGADORES PARA A LIGA DOS CAMPEOES
    E O RAFA NO LUGAR DO FELIX E NA ESQUERDA O CERVI PARA AJUDAR
    O GRIMALDO A DEFENDER E NÃO O RAFA A DEFENDER SENAO ESTOURA

    PS-é preciso ensinar o Ferro a ter malandrice e a ter "pelos no peito"

    ResponderEliminar
  8. Os lençóis brancos da época passada deram-nos o título, ao forçar a saída do Vitória. Ao contrário dos situacionistas, para quem está tudo sempre nem, saúdo o guachos por verificar que afinal os críticos às vezes têm razão quando não querem deitar foguetes antes de tempo nem facilitar o vida aos corruptos de Contumil. Hoje em dia não é possível, em alta competição apresentar um onze com mais do que um jogador com menos de 70 kg...

    ResponderEliminar
  9. Mal acabou o jogo vim logo a correr para o Guachos Vermelhos, para que a minha fúria pela derrota fosse apaziguada mas, infelizmente, dei com a cara na porta. Fui ver o que alguns sites escreveram, como os do NGB. Após meia dúzia de comentários, como, Lage já não presta e percebe pouco de futebol (?!) Os jogadores não prestam e são todos uns flops (?!) E o clube das putas e dos proxenetas é que é melhor em tudo (?!) E, pronto, a minha fúria estava apaziguada.

    O Benfica jogou mal, ou se calhar, encarou mal este jogo. Para o Benfica parecia ser mais um jogo normal, como outro qualquer, parece que o Lage e os jogadores não perceberam que para o adversário era um jogo de vida ou de morte! Acho que depois de tudo o que nos fizeram, o Benfica deveria ter uma atitude diferente e o Lage deveria parar de elogiar o que o treinador adversário conseguiu à custa de tanta roubalheira de arbitragem e de ataques criminosos feitos ao Benfica.

    Hoje, finalmente, o Guachos Vermelhos voltou a colocar as coisas no lugar certo. Recomendo a leitura (a quem não tenha lido) do post anterior do Guachos Vermelhos (Longa vida ao rei das bufas!), pois está lá resumida a verdadeira situação do clube das putas e dos proxenetas (espero é que eles não leiam, e continuem a acreditar no Pai Natal). Costuma-se dizer que há males que vêm por bem, quem sabe se esta derrota (e grande lição de humildade) não vai ser o início de uma campanha imparável do Benfica.

    Off topic: Alguém sabe explicar o que se passou com o patrocínio da Nike? Trocado pela New balance. A troca de um patrocinador com uma facturação de 34 biliões por um com apenas 4? Será o efeito 'condenação' do Porto no caso dos emails a fazer já efeitos?

    VIVA O BENFICA.

    ResponderEliminar
  10. Muito bem.

    Pelos vistos o Benfica já não vai ganhar a Liga dos Campeões este ano, o lateral que joga no lugar do André Almeida já não vai ser vendido este mês por 200 milhões, e o Benfica tem que vender o melhor marcador do campeonato Seferovic e o Raul já imedidiatamente e contratar o Luis Suarez ou o Benzema se não quiser acabar em 4º lugar, atrás do Sporting que é de Braga.

    Ainda bem que assim é.

    Porque quando não é assim, começa tudo a viver numa realidade alternativa, começam a pensar que jogam num campeonato qualquer jogado em Marte, e não no real e a sério e que existe, que é este que teve um clube a subornar árbitros com putas pagas e viagens ao Brasil e envelopes recheados durante 30 anos, sem qualquer punição de monta, e mais recentemente com crime informático. E se isto nos adeptos se perdoa, quando passa para os assalariados do Benfica, começando pelo treinador e acabando em comentadores afectos, o resultado é sempre este.

    Que fiquem os bons, como sempre ficam, e o resto que vá à sua triste vidinha e só volte em Maio, aliás como é habitual todo o santo ano. Na equipa resta ajustar agulhas, sentar no banco quem deve ser sentado, esperar pelo regresso do Gabriel, e mudar a atitude Zen Budista (como se o Benfica viesse de ser campeão 5 anos seguidos), JÁ e imediatamente, que vem de toda a estrutura e acaba no treinador, quando a realidade da Liga onde o Benfica está a jogar, é a do fim de semana passado do penalti não assinalado sobre o Rafa, e de toda a carga de porrada que ele levou ontem em campo durante 90'. Que a época ainda agora começou, e tanto o Gil Vicente como o Krasnodar já evidenciou muita coisa também em relação ao valor desta e daquela equipa.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  11. Caio Lucas e RDT no final do jogo a esboçarem um sorriso enquanto colocavam a mão à frente da boca revela bem o que acabou de escrever. Jongo mal preparado e jogadores ainda sem a noção do clube em que se encontram.
    Estamos a frente em quase tudo mas por vezes parecemos uns parolos.
    Força Benfica

    ResponderEliminar
  12. estive no estádio e bem disse a um companheiro ,que estávamos estrategicamente mal devia mos esperar na retaguarda e desferir ataques pelo centro da defesa a explorar a falta de velocidade dos centrais
    do porto . e dito efeito a táctica do porto quantas vezes os nossos avançados tocaram na bola? e a deixaram jogável para o Pizzi e o Rafa poucas ,muito mal preparado o jogo com os porcos ,agora há que levantar a cabeça e ganhar em Braga .

    ResponderEliminar
  13. Nem tudo o que parece é.

    Caro Guachos, 100% de acordo com tudo. Mas a minha opinião é mais abragente e baseia-se numa experiência de mais de 25 anos a observar corruptos.

    Afinal não adivinhei e os fruteiros já têm mais do 4 que os pontos que eu previ. Mas a história não acaba aqui.
    Não gosto de desculpas, mas como já cá ando há muitos anos, já vi este filme dezenas de vezes.

    Perdemos bem, o Porto jogou muito melhor, mas o que eu vi foi uma equipa de homens a jogar contra uma equipa de miúdos. Jogámos com a equipa de juniores?

    O Porto sempre que está desesperado e encostado à parede não olha a meios para sair da situação. Foi assim quando quiseram impedir o penta do Benfica.
    O jogo que eu vi foi o mesmo que vejo há mais de 25 anos, quando o Porto tem jogos absolutamente decisivos e quando joga connosco.

    Ao perderem 70M de receitas com que tinham orçamentado, estando sob o jugo do “fair play” financeiro e não podendo mostrar prejuizos este ano, têm o futuro próximo muito condicionado. Se não vão à champions no próximo ano estão em perigo. Com a obrigação de terem de vender alguns dos melhores jogadores e uma forte diminuição dos custos de pessoal.

    Por isso, a vitória sobre o Benfica era imperiosa nesta altura:

    - Para mostrar que não ficaram afectados ao falharem a Champions dando de mão beijada vantagens ao Benfica. Subir ao pote 2, mais 1M de receitas, 100% do Market Pool, etc. Além dos 120M do João Félix que eles deixaram fugir. São muitos milhões. Está difícil de digerir.

    - Precisavam de desviar as atenções dos gravíssimos problemas financeiros que colocam em perigo o futuro próximo do clube.
    Era imperioso aumentar o ânimo dos adeptos, frustrados e desanimados com uma gestão desastrosa, com o abandono de uma equipa inteira, dos melhores jogadores, sem tirarem proveitos disso.

    - A contestação ao presidente está a aumentar de forma dramática. Vimos isto quando o Benfica arriscava o penta. Lembram-se do que aconteceu? Roubos dos emails, processos inventados na justiça, o caso da Bancada do Estoril, a compra de jogadores, etc.

    - Se perdessem, a posição do treinador ficaria mais frágil colocando em causa o futuro próximo da equipa nas competições.

    - As claques, o braço armado da direcção e quase os únicos apoiantes quando jogam fora, têm as receitas ilegais com que sempre contaram em perigo. O descalabro do clube estará intimamente ligada ao descalabro da sua situação financeira.

    - O Benfica com 5 vitórias nos últimos 6 anos não pode ganhar o campeonato. Entra na Champions enquanto o 2º lugar terá de ir ao play off. Iremos ver o mesmo que observámos aquando do penta, uma tentativa desesperada de impedir que ganhemos 6 campeonatos em 7 anos.
    Como vão fazer, quando o Sporting se encontra fragilizado e eles próprios também? Quais são as soluções que lhes restam?

    - Por fim, quais serão os conselhos dados à direcção pelo Conselho Consultivo do FCP, que tem figuras proeminentes do empresariado, da política e da justiça? Como diz o Varandas sobre os proeminentes aliados que se gaba ter dentro da Justiça, pensam que não fazem “braço de ferro” pelo FCP? Sabem quem lá está também? O Fernando Póvoas.

    ResponderEliminar
  14. 2) O Paradigma do Doping

    "O paradigma mudou relativamente aos agentes dopantes. As substâncias que conhecemos há décadas foram substituídas por outras que actuam nos mesmos receptores, têm o mesmo mecanismo de acção mas com uma estrutura química completamente diferente", explicou à Lusa o professor Félix Carvalho da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto.

    Jean-Pierre de Mondenard, especialista do doping no desporto e no futebol, autor de “Dopage dans le football. La loi du silence”, acrescenta,

    “Essas modificações, introduzidas nos anabolizantes ou em substâncias como a eritropoeitina (EPO), dificultam a detecção do doping uma vez que o desenvolvimento dos agentes dopantes se dá um ritmo muito superior ao dos métodos de análise. "Os laboratórios antidopagem ainda não estão preparados e ainda não têm a quantidade suficiente de padrões para conseguirem detectar esses novos compostos. Por isso a detecção de doping acaba por ser "um jogo do gato e do rato", que obriga os laboratórios "a um trabalho contínuo".


    Voltemos atrás e olhemos para o que aconteceu com o controlo anti doping em Portugal nos últimos anos e que nos permitiu ganhar os tais 5 campeonatos. Acreditem que se não tivesse havido um controlo apertado (passaporte biológico, testes a toda a equipa, etc) não tínhamos ganho os 5 campeonatos.

    A ADOP teve presidente o dr. Rogério Jóia durante 5 anos, desde 2014, pessoa incorruptível que não deu qualquer hipótese aos prevaricadores já que analizava as equipas na sua totalidade e não apenas alguns jogadores como alguns desejam. Como era hábito anteriormente e permitia que os dopados conseguissem fugir aos controlos.

    Quando em Junho saiu a notícia que Jóia, benfiquista assumido, tinha sido substituido por um “aparatchick” escolhido pelas suas simpatias partidárias e clubísticas, não escondi a minha preocupção, pois já tinha vislumbrado tentativas de mudar o “status quo”.
    As entrevistas do dr. Joia indicavam isso.

    Ele deu a entender que era a dragartada (quase tudo lagartos) que estão no COP, a trabalhar nos bastidores como é seu hábito, dominado por “aparatchiks” da espécie dinossauro (o lagarto Vicente de Moura alapado que está há 22 anos e que tentou impedir o Benfica Olímpico e outro dinossauro cinzentão, um tal de Constantino), uma organização que deseja mais “flexibilidade” nos testes do doping, a mesma coisa que querem os grunhos do norte. Tinham um problema, Jóia era um empecilho e nunca se deixou corromper.

    Vejam a lista de dirigentes no Google, serão quase todos fruteiros e lagartos. Por curiosidade, também gostava de saber quantos são mações!

    A verdade é que Rogério Joia, já depois de sair da ADOP, "lança a suspeita de existir um esquema organizado para ganhar a qualquer custo”, referindo-se aos atletas olímpicos. Será verdade? Se há alguém que deve saber do que fala será ele que esteve lá 5 anos.

    Jean-Pierre Mondenard dá-lhe razão:
    "Como a luta antidoping está nas mãos das próprias federações, este é um processo talhado para o insucesso, é como ser juiz a julgar um detido da própria família".


    Voltando ao futebol, temos de perceber que o desespero em que se encontram os 2 clubes dragartos têm apenas na entrada na Champions a salvação para as suas preocupações financeiras. Recordemos que tanto um como o outro está preso a um contrato de TV de que já utilizaram 50%, mas que acaba apenas em 2028.
    Significa que o contrato que assinaram em 2018 e que era milionário deixou de o ser pois 50% é tudo o que resta dele. E ainda faltam 9 anos.

    A situação que os leva ao desespero e os levou a tentar parar o Benfica a todo o custo com os processos falsos na Justiça, que não deram em nada. Agora, os grunhos, tentando voltar a hábitos antigos e com a situação mais fácil, têm apenas o doping como solução.

    ResponderEliminar
  15. 3. “O futebol é o último da classe anti-dopante. Um ciclista tem uma probabilidade em 10 de ser controlado. Um futebolista 1 em 2000. A luta antidopagem é eficaz quando temos 10% de atletas controlados, no futebol a probabilidade é de 0,05%.
    Actualmente, no futebol, como nos outros desportos é a condição física e as qualidades atléticas que sobressaem. É necessário “um grande motor” para brilhar e a dopagem é muito eficaz para melhorar as capacidades físicas. Ajuda a conseguir mais rapidamente um drible, a aumentar a potência de um disparo, a correr mais depressa nas alas, a saltar mais alto na grande área.”,

    diz Jean-Pierre de Mondenard, especialista do doping no desporto e no futebol, autor de “Dopage dans le football. La loi du silence” .


    Rogério Joia foi despedido da ADOP em Junho, da agência de dopagem portuguesa, mesmo a tempo da nova época (mais uma coincidência), isto depois de ter feito um excelente trabalho.

    Jóia revelou ao DN que houve, "apenas 3 casos de doping no futebol português em 2017". E que os números de 2018, "são inferiores".
    "O futebol é a modalidade mais controlada no país", garantiu o líder da autoridade antidopagem, feliz por ter "um futebol limpo".
    A sua satisfação era evidente. Mas nem todos estavam satisfeitos.

    Um email do dr. Rogério Joia, presidente da Autoridade ADOP para o médico do FCP, dr. Puga, aflito porque o médico do FC Porto se insurgiu contra um controlo surpresa aos atletas do seu clube em Outubro de 2018:

    "Meu caro Dr. Nélson Puga. Espero que este e-mail o encontre bem.
    Li com toda a atenção as suas palavras e tenho a dizer-lhe que, quando o actual presidente da ADOP já não for presidente da ADOP e voltarem os tempos antigos, da verdade do combate ao doping, onde apenas se realizavam amostras à urina a dois atletas sorteados de todos os que estavam a treinar, tudo voltará a estar em harmonia".

    Foi o canto do cisne, porque o Capo não perdoa. Com desculpas esfarrapadas, foi substituído por um tal de Manuel Brito, outro “artista” candidato a dinossauro na “Aparatchickolândia”.


    No jogo de ontem vimos algo que já vimos muitas vezes, aqueles que já cá andam há muitos anos, há 20 anos, há 15 anos, há 10 anos, sabem do que falo. Uns gajos muito superiores fisicamente a saltar com molas nos pés, mais resistentes, com motores mais fortes, a correr como se não houvesse amanhã. Pareciam que estavam a jogar contra uma equipa de juniores. Mas estariam mesmo?

    Estavam a jogar contra uma equipa de homens, não estavam a jogar contra miúdos, mas pareciam super homens. Eu só me lembro disto nos anos anos 90. Muitas vezes.

    Eu pergunto, a supremacia física que entrou pelos olhos dentro, veio de onde? Do muito café que tomaram?

    Por favor, não me venham falar nos aspectos tácticos. Eu já sou demasiado velho para essa treta.

    Explicam os fruteiros e os especialistas da especialidade que a razão do sucesso teve a ver por terem conseguido travar os pontos fortes do Benfica, como se isso fosse novidade e apenas eles fizessem isso.
    Então os outros clubes não tentam parar sempre os pontos fortes do Benfica, será que tentam parar os pontos fracos? Mas esta gente pensa que engana quem? Só eles é que sabem de estratégia do pontapé na bola?

    Nem o próprio Sonseição no fim do jogo conseguia explicar o sucesso da táctica, atrapalhando-se porque ficou tão surpreendido com o desempenho dos seus jogadores como eu fiquei.

    O Puga não terá informado a equipa técnica!
    Dizia o Póboas:
    “Normalmente as coisas passam pelo massagista. Os jogadores devem estar sozinhos no balneário com o massagista. Não devem lá estar nem treinadores nem dirigentes”.

    Pois.

    ResponderEliminar
  16. 4.
    Depois temos outra coisa. Obrigados a vender alguns dos melhores jogadores, queriam mostrar que são mais fortes que o Benfica, quando sabiam haver muitos olheiros no estádio, agora que estão afastados da maior montra, a Champions.
    Mas acho que hoje já não enganam ninguém. Já são sobejamente conhecidosl


    No fim do jogo de ontem, Mr. Lage disse que não tivemos chances no jogo aéreo contra os fruteiros.
    Really, Mr. Lage? Estávamos a jogar contra gigantes, contra jogadores de basket?

    Diz Jean-Pierre de Mondenard sobre o futebol:

    “É necessário “um grande motor” para brilhar e a dopagem é muito eficaz para melhorar as capacidades físicas. Ajuda a conseguir mais rapidamente um drible, a aumentar a potência de um disparo, a correr mais depressa nas alas, a saltar mais alto na grande área.”

    Alguns jogadores que beneficiaram de algumas vantagens do doping:


    - Casagrande explica como se sentia sempre tomava a medicina milagrosa:

    “De imediato, a pulsação ficava acelerada, o corpo superquente, com alongamento máximo dos músculos. Podia-se levantar totalmente a perna, a gente virava bailarina... Isso realmente melhorava o desempenho, o jogador não desistia em nenhuma bola. Cansaço? Esquece... se fosse preciso, dava para jogar três partidas seguidas.”


    - Inácio, na final de Tóquio, lembra o jogo fantástico que fez.

    "Fiz um belíssimo jogo, que me correu bem do princípio ao fim. O encontro foi disputado em condições dificílimas com frio e neve. Neste jogo saiu-me tudo na perfeição: fiz bons desarmes, bons cruzamentos, bons remates (...). Depois daquele jogo o meu corpo DEMOROU UM MÊS A REGRESSAR AO RITMO NORMAL (...) NO FINAL FIQUEI MEIA HORA DEBAIXO DO CHUVEIRO QUENTE E MESMO ASSIM O CORPO NÃO REAGIU. NO INTERVALO A TREMIDEIRA ERA TÃO GRANDE QUE NÃO CONSEGUIA MANTER O CHÁ DENTRO DO COPO. ENTORNAVA-SE TUDO"

    - Fernando Mendes explica como jogava.

    “Lembro-me de um jogo das competições europeias contra uma equipa que tinha 3 campeões do mundo no seu plantel. Um deles era um poderoso avançado no jogo aéreo (Jorgen Klinsman). Sempre joguei a defesa esquerdo mas apanhei-o várias vezes no meu terreno de acção. Ele era um armário com um tremendo poder de impulsão. Mas eu nesse dia saltei que nem um louco e ganhei-lhe quase todas as bolas de cabeça. PARECIA QUE TINHA MOLAS NOS PÉS. A esta hora esse antigo atleta ainda se deve estar a perguntar como é que foi possível perder tantas bolas para um meia-leca naquele jogo”

    Pois é, todos são coincidentes, o Red Bull dá-te asas.


    Embora dê 100% de razão ao Guachos quando tivemos alguma sobranceria antes do jogo, que alastrou a grande parte dos adeptos, algo de que eu não gostei e que me fez recear aquilo que aconteceu, a verdade é que o que eu vi ontem foi um “dejà vu”, uma repetição de muitos anos, voltei a ver uma equipa com força física para dar e vender, a saltar e a correr como nunca, contra uma equipa de jovens com falta de ritmo, fisicamente mais fraca, sem poder de impulsão e sem preparação. Enfim, a jogar na categoria profissional errada. Deviam estar a jogar no campeonato de juniores.
    Não me façam é mais parvo do que sou.

    Continuo a dizer que este ano iremos observar situações parecidas com esta, quando os árbitros, as putas e a compra de jogadores adversários já deram o que tinha a dar e os emails e demais casos na justiça não passaram de tiros de pólvora seca.
    Resta-lhes o doping, agora que conseguiram afastar a pessoa que no ADOP estava a atrapalhar-lhes os planos.
    Será um fartar vilanagem.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para os incrédulos e homens de pouca fé:

      1) A “Intensidade”.
      Domingos Paciência, portista, ex-treinador do Sporting, no «Grande Área», abordou a saída do Izmailov de Alvalade no verão de 2012 para o Dragão. Para o técnico, que chegou a trabalhar com o russo nos leões, o rendimento do médio é, agora, surpreendente.
      «A questão do Izmailov é uma questão de honestidade, ou se calhar eu não soube tirar tudo dele...», disse o técnico: «Olhando à intensidade com que ele joga hoje, algo estava mal. Ou o departamento médico ou o departamento técnico ou então o profissionalismo dele».
      Aceitam-se apostas.

      2) Surgiram notícias e suspeitas que os jogados do Porto andavam a ser “preparados” umas semanas antes do jogo com o Benfica (Janeiro 2013). Mas leiam o que a EPO faz e como se faz para se evitar ser descoberto.
      "Naquela altura os testes eram fáceis de enganar. Nós estávamos muito, mas muito à frente dos testes.
      Até ao início da época passada ainda não havia um teste para a EPO. O tempo de vida da EPO no sangue é de apenas algumas horas por isso passados 2/3 dias a circular está abaixo do limite de detecção.
      Os efeitos da droga duram bem mais do que isso, várias semanas. Basta evitar um controlo num número escasso de dias durante o ano para se estar “limpo”.

      3) Num blogue portista:
      “Pois eu tenho o testemunho de um grande amigo meu que jogou no Porto (marcou um golo numa final europeia e mais não posso dizer) que me controu tim tim por tim tim como era feito todo o esquema do doping .
      Nos treinos ele corria mais, saltava mais alto e cansava-me menos do que os outros todos, mas para seu espanto nos jogos a doer era ver os outros a voar e a correr como motos.
      Ao fim de vários jogos interpelou o massagista sobre o que se estava a passar e exigiu o mesmo tratamento que era dado aos seus colegas o que lhe foi concedido… e mais não digo. Tirem as vossas conclusões”.
      Domingos Vieira.

      Resposta a alguém que duvidou do seu testemunho, acusando-o de inventar.

      “Eu não invento nada pois a conversa teve lugar num local público (discoteca) e há testemunhas que ouviram o mesmo que eu. Não vou denunciar a pessoa mas fica aqui bem vincado o que ele disse e que vem ao encontro das declarações de Casagrande que de uma forma muito clara comprova o que eu disse ou vai também dizer que ele inventou tudo?
      Domingos Vieira.

      4) “Toda a gente aqui do Porto sabe da ligação intestinal dos andrades com o Fernando Póvoas e com os medicamentos que têm de ser "manipulados" à medida de cada um e feitos somente em 2 ou 3 farmácias no Porto (Clérigos, Pereiró). As substâncias preponderantes nessa manipulação eram o Dinintel e o Pesex que são anfetaminas.
      Conheci pessoalmente um ex jogador de hóquei do Porto. Por ser asmático, tem o direito de usar broncodilatadores (ventilan) que é das substâncias que mais influencia o rendimento de um atleta pois promove uma maior capacidade pulmunar. Mas ele não é asmático.

      Eliminar
    2. "Acreditem que se não tivesse havido um controlo apertado (passaporte biológico, testes a toda a equipa, etc) não tínhamos ganho os 5 campeonatos." - Aí está! O Benfica não pode ficar indiferente aos jogos de bastidores deste forte tentáculo do Polbo azulebronco! O Crime Organizado está sempre à espreita destas oportunidades!

      De qualquer maneira, custa-me a acreditar que, mesmo com um lag a Presidente de ADOP, se volte a analisar apenas a urina de 2 jogadores... e os novos produtos podem ser eficazes mas ainda não vi o que se via nos anos 80 e 90 até ganharem a Liga dos Campeões ao poderoso Mónaco; épocas INTEIRAS de rendimento máximo, em que apenas não se dopavam contra as equipas amigas ou contra adversários + fracos que, mesmo assim, por vezes os surpreendiam...

      Eliminar
  17. Texto fantástico, subscrevo 10.000%.
    Demonstra uma clarividência e um conhecimento perfeito do que é este futebol e este país.
    Estavam à espera de quê, não sabem que os bandidos e os mafiosos, quanto mais encurralados estão mais perigosos se tornam.
    Ao fim de 30 anos ainda não aprenderam nada....
    O problema não são os 3 pontos, o problema é que esta derrota vai permitir que todos os bandidos do futebol (FPF, LIGA Arbitragem) e ao redor do futebol (MCSQT) justifiquem vitórias do Crac com arbitragens enviesadas e roubem mais ao SLB, ou seja, não impediram, mas dificultaram tremendamente o 38.
    É inconcebível a falta de preparação conveniente para este jogo.
    Se alguém tiver influência para isso, solicite que este texto seja lido e discutido no programa BTV Lanças apontadas...seria serviço "Publico" Benfiquista.....
    Muito Obrigado Guachos....isso é ser um BENFIQUISTA.....

    ResponderEliminar
  18. Concordo com tudo que narrou o Guachos 100%mesmo,não nos vamos desculpar que foi por j.sousa que perdemos tivemos um dia realmente mau para ser verdade,mas que ele teve largas culpas neste desaire lá isso teve intimidou tudo e todos,permitindo o caceteiro pepe a distribuir cacetada a torto e a direito,aquela de pé em riste sobre Vlachodimos nem um cartão amarelo mostrou,um ex jogador nosso foi expulso por muito menos já agora onde se vê um jogador daquela idd jogar com aquela energia toda,outra coisa que ng vio pelo menos não falam disso mas eu vi na segunda parte um jogador do Benfica estatelado no chão a saída da area dos nossos inimigos sofrendo uma falta duríssima secalhar até cometida pelo velhote Pepe sem interrupção do árbitro esteve para ali estendido sem ng atirar a bola para fora e de seguida junto a nossa área marca uma falta perigosa por muito menos,aí corre o campo todo para ver o que se passava com o nosso jogador que continuava estatelado no terreno mas mantendo a falta contra nós,como podemos simpatizar com toda esta fruta.
    Quem foi a ideia estupida de os nossos jogadorres não fazerem estágio na vespera de um jogo tao importante,que me perdoem mas eu critico isto veentemente.

    ResponderEliminar
  19. Certo Guachos, como sempre. Apenas acrrescento o seguinte:

    - O 1o golo foi um lançe infeliz, de ressalto, num canto; se a sorte tivesse sido para nós tudo seria bem diferente...

    - Continuam as arbitragens à antiga portuguesa; volto a avisar, se alguém ligado à Direcção do Benfica lê este Blogue, que ninguém vai aceitar perder campeonatos com estas roubalheiras... na época passada correu bem, conseguimos ser campeões, mas se não formos esta época a reeleição de LFV pode estar em causa...

    - Este jogo era muito mais importante do que parecia; da maneira que ambas as equipas estavam a jogar era impensável este resultado, mas agora, se perdermos pontos com o Braga, eles passam para a frente tornando-se muito difícil a recuperação...

    - Relativamente ao Lage, não tenho dúvida de que se trata de um Treinador de topo, mas o servilismo em relação aos dragartos é inacreditável; parece que quis perder o jogo como já tinha acontecido com a meia final da Taça com os lagartos... eles já o elegeram como principal alvo a abater, como fizeram com o RV e com tantos outros Treinadores do Benfica...

    ResponderEliminar
  20. Não quero desculpas com arbitragem ou de que saiu este ou aquele gajo no defeso.

    Ao filhos da puta azul, ódio é sempre bom mas não pode passar sem ser dito que em campo estiveram bem. Preparação feita em função das lacunas que o Benfica já vinha evidenciando desde os últimos jogos, senão da pre epoca. Por demais evidente que bem falante treinador do Glorioso (pelo menos para alguns), se está a acomodar ao lugar um pouco até demasiado. Vir para a conferência de imprensa dizer que jogamos em transições e bola longa porque o adversário tambem o fez não lembra a ninguém. Que Eu saiba ele é pago para treinar.
    Florentino é zero do meio campo para a frente. Fejsa 2.0, pode servir num miolo a dois mas os restantes 5 jogadores da frente têm de ser suficientes na criação. Samaris não está em grande como acabou a época passada mas porque não foi concedida uma oportunidade a Alfa,sabendo das dificuldades fisicas de Gedson e Gabriel com a propensão para lesões? Zivko e Cervi não contam nem para encher chouriço e Caio, o jogador mais desequilibrador da pré-epoca, têm de ser a primeira opção do banco em jogos com equipas fechadas lá atrás e com bloco baixo. RDT não é Jonas nem muito menos Félix na posição de segundo avançado. O treinador teve tempo de treino e jogo suficiente para ver o que ele pode dar nessas funções. O abaixamento entre linhas funciona melhor para ele quando é a referência, não quando joga ali 90 minutos. Ao ter um avançado á frente não atrai centrais nem lhe é dado espaço pelos trincos contrários. Resultado: parece que não sabe o que anda a fazer em campo.

    Com isto digo, total culpa do treinador que têm de falar menos e treinar mais. Coisa de resto para a qual é pago!

    ResponderEliminar
  21. O Benfica não teve um mau dia, porque o Benfica de Lage não esteve em campo.

    O FCPorto jogou muito melhor, ganhou bem, é seguir o nosso rumo, arrepiar caminho e pensar que as coisas que parecem estar erradas provavelmente estão.

    Assim como era mau o histerismo e a sobranceria antes do jogo, agora andar aos tiros e em depressão também não trás nada de novo nem de positivo.

    Já escrevi isto noutros anos, o FCPorto em Alvalade, nos últimos 10 anos ganhou uma vez ou algo do género, o Benfica nos últimos 10 anos ganhou na Luz ao FCPorto 2 ou 3 vezes.

    Temos falta de mentalidade competitiva e um medo cénico que vêm dos anos 90, em que jogássemos bem ou mal o destino estava traçado.
    Não me lembro, nem com o Bayern ou Liverpool, de acabar um jogo sem remates enquadrados. Deve ser inédito.

    O treinador e os jogadores já mostraram o que valem, parece até que são Campeões e deram 5-0 ao Sporting e conquistaram a Supertaça.
    É que parece que agora são todos pernas de pau e o treinador tem de voltar para a equipa B - haja pachorra!.

    Quanto à forma de ser de Bruno Lage, talvez seja exagero tanta correcção, mas ele é genuinamente assim, por isso é assim que ele ganhou e perdeu, deixem o homem ter a sua personalidade, isso não prejudica ninguém, o que prejudica é os jogadores não terem a intensidade habitual nas disputas de bola, falharem passes feitos sem ninguém ao lado.

    O Luisão, ou qualquer funcionário do Benfica, tem de ter pelo Apito da Costa a mesma consideração que ele tem pelo nosso clube, ou seja, nenhuma.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  22. Caro Guachos,

    Post realista e assertivo. Concordo 100%. Obviamente.
    Culpas repartidas por todos. Dirigentes, equipa técnica e jogadores. Os adeptos também têm algumas.
    Eles deram um estouro enorme na champions e era uma oportunidade única (pelo menos nos 40 anos que levo a ver futebol) de lhe darmos uma mocada mortal. Oferecemos lhe uma convalescença rápida no hospital da Luz.
    Jogo mal preparado? Não sei. É provável. A estratégia montada não funcionou. Nem na 2ª parte. Apenas a espaços.
    Jogadores mal posicionados, desorientados, desunidos!? Treinador agarrado à estratégia (furada) que tinha gizado.
    Temos muito melhor plantel. Já o ano passado tínhamos. Os 5-0 ao sportem só foi surpresa para a MDCSQT e para os lagartos que vivem numa realidade alternativa.
    Foi uma derrota dolorosa como todas as contra os corruptos. Ver o Pizzi perder bolas no ataque e não recuperar e ajudar os colegas contra o belenenses ou o paços já me faz mossa. Contra os corruptos é inadmissível. Nem que ele fosse o Messi.
    O Lage tem que perceber que o discurso positivo sobre o futebol português não entra nestas cabecinhas portugas que só estão interessadas em criar polémicas, e a achincalhar o Benfica. O Lage tem de perceber que há 4 (pelo menos) jogos todas as épocas que representam algo à parte para os adeptos: São os jogos contra os lagartos e contra os corruptos. Eu tenho a certeza que ele sabe disso. E deve estar furioso consigo mesmo porque (embora não o tenha admitido abertamente na conferência no final do jogo) sabe que tem grande responsabilidade na derrota. E não foi só uma derrota. Foi uma exibição patética totalmente distanciada da identidade Benfiquista.
    O que se passou com o Ferro, com o Ruben, com o Samaris, com o Grimaldo, com o Pizzi!? Já os vimos fazer grandes exibições. E ontem parecia que alguém lhes tinha puxado o tapete.
    E depois o nosso presidente. E o Rui Costa. Que estão fartos de saber (por experiência própria) o que é viver um Benfica-porko. Tenho a certeza que não houve aqui facilitismo. Mas alguma coisa correu mal. Muito mal. Tal como no ano passado após a vitoria contra o porko. Será coincidência? Espero que não.
    Agora é lamber as feridas, unirem-se como uma família (foi o que mais gostei de ouvir em Lage) e ganharam os resto dos jogos até final do campeonato. Em braga vai ser outra guerra. Soares-a-dias ou capela já estarão em estágio.
    Somos melhores. Muito melhores. Agora é mostrar dentro de campo.

    CARREGA BENFICA TRINTA E OITO!

    p.S. RAFA. Merece destaque. Está cada vez mais um jogador à Benfica. É neste momento o nosso melhor jogador. Explica aí RAFA como te custou a eliminação da taça no ano passado. E a exibição que fizeste na supertaça...

    ResponderEliminar
  23. Muito bem, pá!

    A melhor análise que encontrei por aí até agora.

    ResponderEliminar
  24. Há muito anos que escrevo isto e vou voltar a escrever:
    O Benfica para ganhar ao porto, das duas uma, ou tem uma equipa infinitamente superior ou tem de igualar os niveis de agressividade do porto.
    Vou relembrar um episodio que me ficou da época passada, no Porto Benfica da taça da liga:
    minutos depois de um jogador do porto quase partir a perna a um jogador do Benfica, André Almeida (atenção que eu sempre defendi o AA) apos uma disputa de bola com esse mesmo jogador passou-lhe a mão pela cabeça num gesto amigavel.
    Ontem, o porto continuou com a bola a jogar cerca de 1 minuto com o Benfica reduzido a 10, estava Samaris no chão, eles não mandaram a bola fora , não houve um jogador do Benfica que tenha feito nada, inclusive, quando a bola parou nem ai nem ui... Immaginem isto no dragão, até nos comiam vivos.
    O porto na Luz pressiona mais o árbitro que o Benfica.
    Enquanto não se perceber isto... em 10 ganhamos 1.

    Quanto ao Benfica... bem.. não vou dizer o que quero porque isto é um espaço publico e não vai ser à primeira derrota que vou bater mas atenção... já venho a dizer desde a pre-epoca que há coisas sem muita lógica.
    Trabalhem e andem para a frente.

    Quanto ao gangue do assobio mas uma vez vos digo, vão para a puta que vos pariu.... Na Luz é para apoiar, não querem vão para o colombo comprar meias... desapareçam!!!
    Prefiro 30 mil dos bons que 60 mil em que metade deve sonhar que o Pizzi que lhe come a mulher... vão pró caralho.. fartinho de ir bola e levar com estes atrados mentais!

    Viva o Benfica!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Cunha, eu estive lá e devia estar distraído porque não assobiei nem ouvi assobios à equipa do Benfica.
      Apenas ouvi incentivos à equipa e algumas manifestações individuais de desagrado com a exibição. Normal. Como normal também foi o apoio menor do público quando não tens resposta do outro lado.

      Eliminar
    2. Gabo-lhe a sorte caro amigo.
      Ao pé de mim tive de me chatear com um sr com idade para ser meu pai.

      Falei com mais duas pessoas que foram ao jogo e que estiveram em sítios diferentes do estádio e o mesmo relato do que eu vivi...

      E não sentir o mau ambiente em volta do Pizzi no estadio da luz só mesmo de quem anda distraído.

      Eliminar
  25. caro GUACHOS...permite-me uma pequena introdução:escrevi como opinião num dos Teus recentes textos que Bruno Lage deveria ter cuidado na maneira com tem abordado o politicamente correto mundo cão do futebol!!!estás recordado que disse/escrevi: o Lage deveria perceber que está Num Clube(BENFICA)com um universo de 14 milhões de adeptos espalhados pelo mundo,o Lage deveria perceber que nem no politicamente correto deverá dar loas a um clube com uma CORJA DE GENTE que apenas vive da corrupção e do crime organizado!!!permite-me então(e sabes que Este é o meu Presidente,este é o meu treinador e estes são os meus jogadores)que manifeste o meu desagrado com a miserável conferencia que no final do jogo o meu treinador deu!!!se sabia como os corruptos iam jogar(até nem era difícil perceber que uma equipa de coxos,que não joga a ponta de um corno ia jogar no pontapé para o marega,com umas cacetadas em tudo o que mexia de Vermelho,apoiados na almofada super-drãgão Jorge sousa)então preparou mal a equipa(já lá vou),mas o que me incomoda foi o elogio a um CRÁPULA de um treinador que não respeita o BENFICA/BENFIQUISTAS,e que na 1ª oportunidade vai desancálo,mas mais grave é que com a atitude que teve,Lage abriu a porta aos árbitros e a quem neles manda para;FAÇAM FAVOR ESTAJAM Á VONTADE!!!também não me agradou a atitude de luisão,e da minha parte tem o caminho livre para mudar de ares(e só estou a resumir)!!!quanto ao jogo,quero acreditar que tivemos o nosso KRASNODAR,mas o que não impede uma reflexão de todos,Presidente/treinador/jogadores!!!e por agora fico-me por aqui...aceita um abraço(Afonso...ps:voltando a Lage,espero que analise pessoalmente a sua postura para que não encha rapidamente o caixão de pregos...a não ser que tenha como horizonte vir a ser adjunto do crápula...

    ResponderEliminar
  26. Texto muito bom e a fazer um retrato fiel do jogo. Afinal aqui também se fazem críticas, mas foi preciso uma exibição desastrosa para tal acontecer.
    Agora a pergunta que fica é o porquê de jogarmos assim tão mal? Não foi só pelos bloqueios que os andrades nos fizeram houve algo mais que nos impediu de realizarmos o nosso jogo. Pouca motivação? Não ter havido concentração? Os jogadores que estiveram em casa na noite anterior e se desgastaram sexualmente? O quê?

    ResponderEliminar
  27. Entretanto, vai acontecendo isto, clássico após clássico

    https://influenciaarbitral.blogspot.com/2019/08/jorge-sousa-confirma-sua-tendencia-qual.html

    ResponderEliminar
  28. Uma equipa não pode ter uma prestação tão medíocre no jogo mais importante da época, que vale quase o orçamento de 1 ano, e passado semana e meia metamorfosear-se completamente e pressionar com 2 e 3 jogadores cada adversário em cada centímetro quadrado do relvado.

    A explicação mais lógica é a dada aqui nos comentários do Manuel.

    No futebol não há milagres.

    Só quem não acompanhou os últimos 35 anos do futebol português é que pode duvidar que os corruptos jogaram com a equipa quase toda dopada.

    Vamos ver como corre o desmame...

    AP

    ResponderEliminar
  29. Não estava à espera de tanta reação ao jogo, só agora tive tempo para ler tudo.
    Vou apenas dizer que quem ler o Manuel sobre o doping percebe o que foi o jogo. Quem ler o que foi escrito sobre este arbitro também percebe a outra parte do jogo. Quanto ao Benfica, o Lage teve razão, não tivémos qualquer hipótese, mas não pelas razões que ele apontou.
    Esta foi a terceira jornada, ainda há muitas batalhas, carrega Benfica.
    Assobiadores, vão pro caralho ou fiquem em casa.

    ResponderEliminar
  30. O título do post diz tudo ...
    Há que aprender com os erros para não voltar a cometê-los ...

    ResponderEliminar
  31. "Enquanto formos bons rapazes nada ganhamos" já dizia o Arquitecto do apito Dourado Pedroto..Ele tinha razão neste sentido, pois ao andarmos a dar Loas ao adversário só trás soberba e derrotas para quem tem tal discurso..

    Volta-mos a dar oxigeno a quem estava quase morto uma vez mais, o que começa a ser habitual nestes últimos 3 e é um sinal de alarme para todos os Benfiquistas, pois não conseguimos dar a estocada final quando é preciso, Lage errou mas o principal erro é não exigir 3 atletas de qualidade inatacável e com estaléca Europeia para as deficiências que temos desde a época passada..

    Urge mudar esta politica de comunicação que é um desastre desde que entrou Luís Bernardo assim como é urgente ir ao mercado, fizemos 200milhões em vendas e andamos sempre com adaptações para as posições chave..

    A Oposição é fraca, mas com os tiros nos pés que tem mandado a Direcção nestes últimos 3 anos corremos o risco de se tornar uma oposição forte apesar de nada valerem...Acorda Vieira que os Benfiquistas estão fartos desta soberba e que pode leva-los a cometer um tremendo erro..

    ResponderEliminar
  32. 1-VAMOS PENSAR:

    -perderam com o gil vicente
    -foram afastados da liga dos campeões
    -agravaram a situação financeira
    -e as paredes do estadio das antas foram grafitadas contra a sad,pedindo a sua saída

    E ELES (sad fcp) PENSARAM:
    -só sendo campeões, poderemos voltar aos milhões da liga dos campeões
    -e tentar salvar as contas
    -será catastrófico perder na luz e ficar a seis pontos
    -e a grafitagem das paredes vai agravar-se e muito. Será o caos

    E O APERTO E A AFLIÇÃO LEVAM A TUDO. (aos desesperados até as silvas, parecem algodão):
    -A pedir ajuda divina ao apintador. (e ele ajudou fechando os olhos)
    -e a recorrer àquilo em que são mestres desde os tempos
    dos carecas e do casagrande. (AMARELINHA)

    E O QUE SE VIU
    -foram galgos que estavam em todo lado. (a amarelinha transforma onze em
    vinte e dois. Para quem nunca jogou futebol fica a explicação. Um jogador NORMAL quando
    faz um pique para a frente, já vem a passo para trás, mas um ADITIVADO corre para a frente e volta a correr para trás. Parecem vinte e dois. Se tivessem corrido assim, teriam ganho ao Gil e aos Russos.)
    -e uma agressividade, cujo expoente maximo, foram a entrada do Pepe
    (Um veterano que parecia um jovem) sobre o redes do Benfica e a dureza
    com que atacava o Rafa.

    MAS TUDO ISSO ERA PREVISIVEL
    E ATÉ HOUVE QUEM ALERTASSE AQUI NA BLOGOSFERA BENFIQUISTA
    (por exemplo,O coluna de aguias gloriosas alertou, pedindo controlo.)

    MAS O LAGE E EQUIPA TÉCNICA FORAM ANJINHOS
    (Com a velha raposa Trapatoni isso nunca aconteceria)
    Errando estrondozamente:
    -nao havendo estágio, deixando os jovens jogadores
    com as jovens namoradas, em Agosto, no verão, todas bem bronzeadinhas,
    jogadores que só no dia do jogo se apresentaram para jogar, como se fossem um
    grupo de excursionistas do Inatel
    -e falhando a estratégia infantilmente, pois sabendo
    da ansiedade, do tudo ou nada (e da previsivel amarelinha) do adversario
    deveria ter esperado atrás,
    recuado, fechado, explorando a velocidade dos nossos avançados,
    que teriam que ser, os mais rápidos possiveis, como rafa, jota e rdt
    -e não valorizando que um empate também serviria o SLB

    EM SUMA, FOMOS ANJINHOS ESTRATEGICAMENTE
    E A SOMAR, JOGAMOS COM DOIS JOGADORES E MEIO, A MENOS.

    PARA TERMINAR UMA RECOMENDAÇÃO
    FALTAM DOIS OU TRES JOGADORES PARA A LIGA DOS CAMPEOES
    E O RAFA NO LUGAR DO FELIX E NA ESQUERDA O CERVI (ou outro)PARA AJUDAR
    O GRIMALDO A DEFENDER E NÃO O RAFA A DEFENDER SENAO ESTOURA murchando para as ações ofensivas (neste momento de Rafa mais dez, Rafa só pode jogar do meio campo para a frente)

    PS-é preciso ensinar o Ferro a ter malandrice e a ter "pelos no peito". Ferro ainda não tem
    cabedal de liga dos campeões. Falta-lhe velocidade e "peso"

    ResponderEliminar
  33. 2-Rogério Joia foi despedido da ADOP em Junho, a agência de dopagem portuguesa, mesmo a tempo da nova época.
    Jóia falou ao DN que houve "apenas três casos de doping no futebol português em 2017". E que os números de 2018, "são inferiores". "O futebol é a modalidade mais controlada no país", garantiu o líder da autoridade antidopagem, feliz por ter "um futebol limpo".

    Lembro o que se passou.
    Um email do dr. Rogério Joia, presidente da Autoridade ADOP para o médico do FCP, dr. Puga, aflito porque o médico do FC Porto se insurgiu contra um controlo surpresa aos ditos clubes grandes, em Outubro de 2018:

    "Meu caro Dr. Nélson Puga. Espero que este e-mail o encontre bem.
    Li com toda a atenção as suas palavras e tenho a dizer-lhe que, quando o actual presidente da ADOP já não for presidente da ADOP e voltarem os tempos antigos, da verdade do combate ao doping, onde apenas se realizavam amostras à urina e a dois atletas sorteados de todos os que estavam a treinar, tudo voltará a estar em harmonia".


    Foi o seu canto do cisne, o capo não perdoa. Foi substituído por um tal de Manuel Brito. Alguém conhece?

    Hoje vimos algo que já vimos, aqueles que já cá andam há muitos anos e têm olhos na cara, muitas vezes há 20 anos, há 15 anos, há 10 anos. Uns gajos muito superiores fisicamente a correr como se não houvesse amanhã. Pareciam que estavam a jogar contra uma equipa de juniores. Estariam?

    Mas não estavam, estavam a jogar contra uma equipa de homens, não estavam a jogar contra miúdos, mas eles é que pareciam super homens. Eu só me lembro disto nos anos anos 90, nos jogos quando eles estavam obrigados a ganhar por qualquer meio. Como hoje estavam.

    Eu pergunto, a supremacia física que foi nítida neles veio de onde? Da bica que tomaram?
    Não me venham falar nos aspectos tácticos. Eu não engulo isso.
    Isso é explicação para papalvos e para miúdos adolescentes que desconhecem a realidade PORTOguesa.

    ResponderEliminar
  34. Esperei um tempo após sábado, para que acalmasse. Não é que vir aqui, a este blog, de benfiquistas, com bê grande, tenha repercussão que exija que a minha opinião seja amadurecida, sem as diatribes que a emoção demasiadas vezes enreda. Sou o mais comum dos mortais benfiquistas, cujos "escritos" não passam além da Taprobana. Lage, devolva a si o Lage do ano passado quando pegou na equipa que, brilhantemente, sob a sua batuta, conquistou o 37. Um treinador focado no Benfica, no treino, na motivação do plantel e estudo do jogo. Não deixe que os holofotes da ribalta lhe perturbem o foco. Não caminhe pelas aliciantes áureas da comunicação - quais sereias cantantes de ilusões -, não a perfilhe como o seu leit motiv. Desça de novo, ao jogo, à minúcia do seu estudo. Tem tudo para dar certo se estiver no relvado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E de preferência, reservar-se um pouco mais nas conferências, pois se há treinadores burros que nem calhaus, outros há que percebem bem o que diz Lage e assim melhor se preparam. Como já foi dito por muitos benfiquistas, Lage tem uma personalidade diferente para melhor do treinador comum. E que tentar mentalidades é meritório. Porém, estamos em Portugal, onde reina e muito o chico-espertismo bem português e neste caso do futebol, ou alinhamos (diria com os maus) ou corremos o risco de andar muitos anos a ver passar os aviões. Noutro âmbito, é incrível como Jorge Sousa está a passar incólume depois da arbitragem na Luz. Nunca vi árbitro mais manhoso. É manhoso profissional, o topo de gama da malandrice. O que lhe vale é a imprensa amiga e a ânsia que metade do país tinha em ver o Glorioso estatelar-se. Se algum jogador do Benfica fizesse metade do que fez o carniceiro (maldito carniceiro que não há meio de acabar a carreira) Pepe, era ver os comentadeiros em peso, afectos aos dragartos, aos berros contra a referida arbitragem. Este jogo foi um abre-olhos, a direcção e corpo técnico que se ponham em sentido e não deixem a coisa ir mais longe. O apito dourado já esteve mais longe.

      Eliminar
  35. -Após a estratégia do roubo dos emails outra estratégia estará montada para esta temporada.

    -Sim, porque as estratégias daquela gente são sempre através de esquemas, de habilidades

    -com as finanças rebentadas é imperioso fazer dinheiro

    -não havendo dinheiro da liga dos campeões, só mesmo dinheiro de vendas de jogadores, no final da época.

    -é pois preciso ""fabricar"" jogadores

    -Avança o Póboas com as poções mágicas

    -"voarão" aditivados???

    -é muito provável

    PS-os mais antigos devem lembrar-se de um central brasileiro, Geraldão, que fez furor na frutaria. Defesa goleador, marcava livres do meio campo, mandava autenticas pedradas à baliza. Um fenómeno!!!

    Foi transferido para o PSG (França)
    Chegou lá e livres diretos nada nadinha, um barrete
    dos grandes!!!
    O jogador defendia-se com as bolas!!!
    O clube dizem que correu as bolas todas do mercado
    ...e... nada... nadinha

    eheheheh
    compraram o jogador mas não levaram o kit completo

    -Um dia perguntaram a essa força da Natureza, um tal de Emerson, centro campista desse clube, de onde lhe vinha tanta força ao que ele respondeu:""que era uma força
    que lhe vinha de dentro"". eheheheh de dentro!!! boa explicação

    -Outra explicação para tanta energia foi dada pelo André filho de outro André: ""a força vinha da sopa da Avó""
    eheheh, o homem nunca mais se viu porventura por deixar de comer sopa

    -e o que disseram lá nos Países deles um Branco, um Doriva e um Demoll???

    PÕE-TE FINO BENFICA QUE ESTE ANO VAI SER PIOR DO QUE NO ANO DOS EMAILS

    E JÁ AGORA, TRÊS JORNADAS CORRIDAS E TRÊS APINTADORES TRÊS SPORTINGUISTAS PARA O SPORTING. É SÓ VEREM OS NOMES. SR FONTELAS CONVEM DISFARÇAR MELHOR METENDO OUTROS PELO MEIO
    -JÁ O BENFICA EM TRÊS JOGOS 2 PORTISTAS RESIDENTES NO PORTO
    E UM SPORTINGUISTA DE LEIRIA.!!!!! SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER

    ResponderEliminar
  36. NÃO podia estar mais de acordo com o guachos, também acho que o nosso jogo foi mal preparando, e não é por perdermos um jogo que está tudo mal, não é nada disso, gosto muito do nosso trenador, é um bom treinador e uma pessoa educada, mas dar os parabéns ao trenador do FCP um sujeito que não tem o minimo de respeito pelo nosso clube, e mais recentemente a a dar razão ao Inácio, sobre um determinado assunto, um indivíduo que tem desde sempre um ódio ao Benfica, não gostei, não podemos ser miseráveis como eles, mas também não podemos ser anjinhos e educados com gente que nunca foi conosco.

    ResponderEliminar
  37. Não tive oportunidade de ver o jogo e só hoje, segunda, vi o resumo de cerca de meia hora dos corruptos da sporttv.

    Pelos comentários lidos estava à espera de ver um massacre, a equipa do Benfica completamente aniquilada pelas bestas bravas dos corruptos.

    Não foi isso que o resumo mostrou.

    O que eu vi foi uma equipa que se apanhou a ganhar com um golo fortuito, uma equipa com uma dimensão física superlativa (olá dr Póvoas), a jogar atrás, e a contra-atacar pela certa, com as tais bestas sem freios.

    Vi também muita dificuldade em criar oportunidades no ataque e sobretudo muito desacerto, muitos passes falhados.
    E uma defesa que teve muitas dificuldades nas marcações e não soube jogar com o fora de jogo.

    As duas jogadas isoladas do Marega são já numa fase de tudo ou nada, que acabaria por sentenciar o jogo já perto dos 90 minutos.


    A avaliar pela esquizofrenia escrita nestes últimos 2 dias, a comunicação social está a ocultar escandalosamente as hordas de benfiquistas que entretanto se suicidaram.

    Não é caso para tanto.
    Nem todas as equipas têm a dimensão física do Porto em termos de compleição atlética e de condição física (olá dr Póvoas).
    A defesa do Benfica é formada por 3 jogadores jovens que há pouco mais de 1 anos jogavam na equipa B, e por um jogador de 1,60, muito habilidoso mas com muitas carências defensivas. Compare-se com os bisontes do Porto que alinharam no sábado.


    Mas compreendo a frustração.
    Já por diversas vezes vimos esta organização mafiosa, que se apoderou da secção de futebol do clube do Porto, à beira do abismo e não somos capazes de lhes dar o devido empurrão.

    Pelo contrário, parece que lhes damos a mão quando se começam a precipitar.
    Todos no Benfica deviam saber que os jogos com eles têm de ser encarados como uma verdadeira guerra. É assim que eles os encaram.

    Mas absolutamente nada está perdido e não qualquer razão para a esquizofrenia derrotista e de quase terra-queimada que se apoderou dos opinion-makers benfiquistas.

    A equipa, e o clube, só tem de seguir o seu rumo.
    Retomar o caminho que tem sido trilhado.
    Por muito direitinhos que andemos, há sempre a possibilidade de tropeçarmos e cairmos.

    Há que levantar e seguir o caminho.
    Esta equipa pujante do FCP foi a mesma que perdeu com um krasnodar qualquer um jogo de 50M. Não sei se houve controlo anti-doping nesse jogo, nem sei se as regras são mais apertadas na Europa em relação ao doping.

    Carrega Benfica!!!

    AP




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Compare-se com os bisontes do Porto que alinharam no sábado."
      Impressionou-me duas situações no jogo: De quando em vez, o realizador focava Marega e em algumas situações, em câmara lenta. O homem resfolgava! O modo como respirava não era natural! Um "poço" de força que nada tem a ver com uma força da natureza. E a outra situação com Danilo: parecia um TGV quando se atravessou com Rafa, entalado com Pepe. Onde foi ganhar tanta velocidade? e o arcaboiço? Pareceu David contra Golias, mas com o final da história ao contrário.

      Eliminar
    2. A razão porque perderam com o Gil e o Krasnodar, sem usar a amarelinha, tem a ver com o facto de pensarem que os jogos já estavam ganhos. No Gil porque tinha vindo da 3ª divisão e no Krasnodar porque ganhavam 1-0 fora, golo ilegal porque vindo de um livre que não existiu (simulação), pensando que a eliminatória já estava ganha. O karma lixou-os.

      Quanto ao facto de lá fora o controlo ser mais eficaz, fora de casa é mais difícil trocar os frascos das análises...
      ganharam ao Villareal em casa e viram-se à rasca para empatar lá,
      ganharam ao City em casa e foram goleados em Inglaterra,
      ganharam ao Málaga em casa e perderam lá,
      ganharam ao Nápoles em casa e viram-se à rasca no jogo lá,
      ganharam ao Sevilla em casa e foram goleados em Espanha,
      ganharam ao Bayern em casa e foram esmagados lá.
      etc.

      Depois temos as coincidências.
      Desde que Portugal começou a ir a Mundiais, o frutedo passa por dificuldades. A excepção foi 2006, ano em que deram 1 único jogador à selecção.
      O outro jogador do frutedo que jogou nesse Mundial foi o Lucho Gonzalez. Tiveram apenas 2 jogadores nesse Mundial.

      De resto, sempre que jogadores foram ao Mundial, em 2002 ficaram em 3º lugar no campeonato, jogaram mal e não ganharam nada.
      Em 2010 ficaram outra vez em 3º lugar a 18 pontos de nós e praticaram um futebol miserável durante toda a época.
      Em 2014, afundados no 3º lugar e a praticar mau futebol. Porque será que quando há Mundiais o frutabol do porco vem abaixo? Simples.
      Nos Mundiais há controlos anti-doping apertadíssimos, não convém abusar da amarelinha, especialmente na 2ª metade da época.

      Para concluir, nas temporadas seguintes aos anos de Mundial em que o frutabol não rendeu por falta de amarelinha, no ano seguinte, com amarelinha a mais, ganham a Liga Europa, jogam que se farta e há jogadores medíocres que tiveram épocas como nunca se tinha visto nem se voltou a ver.

      Quem não se lembra do que jogavam o Delrei, Maniche, Bostinha, Mccarthy e Deco quando ganharam a Liga Europa em 2003?
      E quem não se lembra do rendimento suspeito do Hulk, Guarin, Alvaro Pereira, Moutinho e Falcão quando ganharam a Liga Europa em 2011? E querem falar do Semedo, do Emerson, do João Pinto, do Deco, Jardel, Casagrande, Carlos Alberto, Inácio, Fernando Mendes, Emanuel Garcia, André, Jaime Magalhães, Jaime Pacheco, Bandeirinha, Fernando Couto, Pepe, etc.?

      Com este cenário das duas uma: ou os apitadeiros fazem o trabalho deles e ajudam os porcos ou então para o ano contratam um treinador com pouco crédito, que vira um "fenómeno" tipo libras-boas e ganham tudo, com um rendimento anormal de jogadores e mais uns quantos reforços desconhecidos.

      Aliás, desde 2002 os pocilgueiros de contumil não foram campeões em 2002, 2005, 2010 e em 2014. Como disseste e bem 2002, 2010 e 2014 são anos de mundial, 2005 foi a época em que rebentou o apito dourado e o velho ridículo carnavalesco andou ocupado a destruir provas e a fugir como um rato ("só os ratos é que fogem", PC dixit) para Espanha.

      Além disso sabia que tinha o telefone sob escuta. As operações ficaram debilitadas e acabaram em 2º atrás do Glorioso. Em 2006, único ano de mundial em que foram campeões, mesmo só dando 2 jogadores ao mundial, foram à tangente. Só se decidiu na última jornada e chegaram a tremer antes de chegarem as ajudas do costume."


      São só coincidências.




      Eliminar
  38. Em relação à postura do nosso treinador de dar pormenores tácticos sobre a dinâmica da nossa equipa ou do nosso adversário, não estará a dar ouro ao bandido? Começo a ficar preocupado com isso. Não é a postura do treinador em si que me preocupa é o aproveitamento que os corruptos de futebol possa fazer para coisas piores. Estive a tentar ver como se pode aproveitar o que Lage diz nas conferências de imprensa para fragilizar o Benfica e fiquei com medo. Nao vou dizer o que me ocorreu, mas assustou-me.Espero que sejam loucuras da minha mente. Ajudem a pensar melhor por favor!
    Mestre André Horta

    ResponderEliminar
  39. Os corruptos usaram o Belenenses para ensaiar a táctica e depois foi só secar os jogadores que se evidenciaram nesse jogo. O Lage ou acorda para a vida e coloca os jogadores nos seus lugares e deixa as primadonas de fora ou vamos mais uma vez dar o oxigénio que a corja azul necessita para se reerguer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem são as prima-dona, sabe-me explicar?


      Miguel

      Eliminar
  40. Uma pergunta:
    Alguém me sabe dizer quais os jogadores corruptos foram "sorteados" para o controle anti-doping?

    ResponderEliminar
  41. Esta lesão do Chiquinho faz-me lembrar o que aconteceu com o Krovinovic.

    Que porra de azar.

    ResponderEliminar
  42. Está animado o BLOG DO GOSMA DA SELVA, com pedidos de jogadores à laia de de quem escrve cartas ao Pai Natal... Pelo meio, vão publicando coisas que servem perfeitamente para o chico traques não ter que fazer nada... o serviço de campanha anti-Benfica é feito pelo Novo Geração Benfica...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se alguém ainda tem duvidas de que o blogue do Vultos seja um bloque de inimigos do Benfica, só tem de ir lá e ver aquele esgoto e aquela estrumeira. Fazem o frete ao Marques e aos inimigos do clube de cada vez que o Clube tem um resultados negativos.
      São piores do que a escumalha corrupta que eles deixam entrar e se sentem em casa, são a maioria dos comentários, censurando os benfiquistas que não seguem a sua cartilha.

      São gente perigosa, têm a ideologia fascista, por vezes lembram-me os nazis com a sua exigência e tentativa de perfeição quando matavam todos os que se atravessavam à sua frente.

      Querem à força que o Benfica gaste o dinheiro todo que tem em caixa em novos reforços, quando não precisamos de reforços, os reforços estão dentro de casa. Quem tem duvidas vá ver as equipas da formação a jogar.
      Se tivessem no poder, acabavam com o Benfica num abrir e fechar de olhos fazendo o favor ao Régulo da Antas. São como os fascistas do Bruno do sapos que iam rebentando com o clube.

      Já viram quantos posts fizerem nos últimos 2 dias? Não param, tal é o desespero de aproveitar a onda. O dragarto do Vultos insulta o Lage chamando-o de arrogante e sofredor de soberba. Um verdadeiro filho de puta!

      Eliminar
    2. E você dá audiência a esses montes de merda?

      Eu só de ouvir falar deles fico enojado.


      Van Helsing

      Eliminar
  43. Esta longa ausencia do Guachos das lides blogueiras nao me esta a saber bem,porra estranha-se o principal e nao estar doente o resto e de somenos importancia mas estranha-se,bate-se no Benfica por ai sem do nem Piedade,quando se ganha tudo esta bem mas quando se perde bate-se em tudo e em todos.

    ResponderEliminar
  44. Aqui só para a semana...

    Umas bocas...

    https://m.facebook.com/guachos.vermelhos.7

    ResponderEliminar
  45. Vejam isto:

    https://www.youtube.com/watch?v=2oVhqI2FOPE

    E comparem com a perseguição que o animal e os outros animais fizeram ao Rafa e a força que tinham no fim do jogo.
    As doses terão sido mais pequenas, mas deram-nas a todos os jogadores. A equipa estava toda dopada.
    O Jóia saiu de cena e agora é um fartar vilanagem!

    A direção do Benfica que se ponha em campo. Os animais estão encurralados.
    Foi uma vitória de pirro que não muda em nada as condições financeiras miseráveis em que encontraram.
    Estão De-Ses-Pe-Ra-Dos!!

    ResponderEliminar
  46. Companheiro Guachos,
    Espero que este retiro seja estratégico e que estejas bem. É um silêncio ensurdecedor para muitos 😂😂 Quando vier a estocada, vais arrumar com todos eles! 🤣😅👌
    E Vivó Benfica!
    BV

    ResponderEliminar
  47. Lembrei-me de um blogue que foi obrigado a fechar por ordem dos juizes pagos pela Máfia de Palermo. O seu mentor, John McSmith apresenta-se. Nunca se esqueçam. O Polvo dos Papalvos ainda existe para quem quiser ler. Tão actual hoje como ontem.

    O Polvo dos Papalvos
    By John McSmith

    Apresento-me: tenho, além de outras coisas, 40 anos de jornalismo desportivo em cima, muitos dos quais dedicados a assuntos que extravasaram em muito a reles e entediante análise futebolística a que estamos habituados. Fui aprendiz de feiticeiros, chefe de uns, subalterno de outros, assisti a muita coisa, vi, cheirei, repudiei muita outra e, nos juízos finais, quis sempre poder dizer mais do que me deixaram.

    Ao longo destas 4 décadas de serviço profissional, prezei sempre o contacto directo com os meus leitores, ouvi muitas críticas, ouvi muitos elogios e, ao fim deste tempo todo, e já há algum tempo, o que me pedem é que fale, que diga o que sei. Por razões puramente profissionais, não pude nunca apontar directamente o dedo àqueles que mancharam - e mancham - a verdade e a justiça do futebol em Portugal.

    Sofri ameaças, promessas de despedimento, insultos e fui passando pelo jornalismo desportivo como pude, procurando ser fiel aos meus princípios e à conduta profissional que sempre respeitei e quis cumprir. Mas nem sempre pude. Por razões que se prendem com factos tão simples quanto os de querer chegar ao final do dia e poder alimentar-me, alimentar os meus filhos e não acabar a boiar num rio qualquer. Sim, é assim perigoso, desafiar as leis do polvo futeboleiro português.

    Não é história, ou estória, contada por mentirosos. O futebol em Portugal está - acreditem - corrompido por uma força poderosa a que ninguém tem a coragem de olhar nos olhos e enfrentar seriamente. Muitos refugiam-se em insinuações mais ou menos evidentes, muitos queixam-se do conteúdo mas usam formas que não beliscam os alvos nem informam os leitores do que verdadeiramente se passa desde que Jorge Nuno Pinto da Costa chegou um dia ao poder. Nada, nem ninguém, foi igual no nosso futebol desde esse fatídico dia. Tenho amigos que, no cumprimento das suas funções jornalísticas, foram insultados (como eu), foram humilhados (como eu) e foram, ao contrário de mim, violentados e agredidos apenas e só porque se dedicaram ao seu labor. Isto acontece há 30 anos no futebol em Portugal.

    Quis sempre muito mas não pude. E foi esse peso na consciência (porque acredito que todos devem saber a realidade) que me fez andar a vaguear na ideia de encontrar um espaço em que, anonimamente, desse lugar às palavras e às histórias reais que se passaram comigo e com colegas meus ao longo destas décadas. O blogue nasceu da ideia de denunciar a corrupção existente no futebol português.


    Não sou hipócrita, como muitos que dizem não ter clube. Eu sou um apaixonado pelo desporto, pelo futebol em particular, e como tal tenho a minha preferência clubística. Sou do Sporting, sempre fui do Sporting. Desde muito novo porque o meu Pai, sportinguista doente, me transmitiu essa paixão e eu segui-a, sem nunca ferir as minhas obrigações como jornalista. Espero que o facto de admitir o meu clube sirva não para me julgarem sob esse foco mas pelo contrário para verem na assumpção um caminho facilitador contra demagogias e falsas pretensões.

    Estou aqui para informar. Escreverei sobre o polvo (que tem muitos, alguns inimagináveis, tentáculos) e o mal a que tem votado o nosso futebol. Um polvo criado por papalvos, ignorantes, mesquinhos, donos de uma falta de civilidade a todos os níveis abominável que lhes permite viver na completa impunidade, subjugando e martirizando quem procura denunciá-los.
    Sejam todos bem-vindos ao O Polvo dos Papalvos.

    ResponderEliminar
  48. Com o Guachos de férias, aproveito para revelar posts que são clássicos da net.

    “O doping, o túnel e a intimidação", by John McSmith.

    “Após a conquista em Vienna, levantou-se entre os meios ligados ao futebol - entre os jornalistas - boatos sobre a anormal (excelente) condição física dos portistas. O que parecia ser uma brincadeira, uma desculpa dos colegas alemães a fim de justificarem a derrota do Bayern, tornou-se rapidamente um alvo de investigação que acabou, na opinião dos jornalistas alemães, em conclusivas CERTEZAS.

    Estávamos em Agosto de 1987 quando, deparados com essa suspeita, eu e mais três jornalistas portugueses decidimos, um pouco incrédulos, averiguar se havia algo de verdadeiro nas suspeitas. Não seria fácil, como é evidente, descobrir a verdade, se ela existisse. Por isso reunimos num café na baixa portuense com o intuito de elaborarmos um plano de pesquisa que nos permitisse chegar próximo de alguma informação, caso se verificassem como verdadeiras as suspeitas que os colegas estrangeiros haviam levantado.

    Em traços gerais, o plano era este: contactar antigos jogadores que teriam passado pelas mãos do médico na altura, o Dr. Domingos Gomes; informarmo-nos sobre poder haver uma "mezinha" que realmente melhorasse a performance desportiva (lembro que há 30 anos as questões do doping eram ainda muito dúbias e pouco esclarecedoras) e procurarmos, junto de pessoas ligadas aos vários jogadores que compunham o plantel portista dessa época, de uma forma natural (para que não fosse suspeito), saber que tipo de atletas eram esses mesmos jogadores 2, 3, 5 anos antes.

    A matéria de investigação surtiu alguns efeitos interessantes - entre os quais termos descoberto que, de facto, houve, em sintonia com um tal (Fernando) Póvoas (hoje, um cidadão muito respeitado mas que, na época, não passava de um sujeito com reputação bastante duvidosa, envolvido em trafulhices com propaganda médica), um conjunto de atletas que melhoraram substancialmente o seu desempenho atlético, alguns de forma quase sobrenatural, em relação às suas características naturais. Massto não chegava para fazermos um diagnóstico efectivo e muito menos para avançarmos a informação para o exterior.

    Nesse sentido, decidimos deixar um de nós, que vivia em Gaia, mais virado para esse assunto, enquanto nós que vivíamos em Lisboa, íamos acompanhando de longe a investigação. Esse meu colega continuava o seu normal trabalho de jornalista, acompanhando várias vezes o Porto no Estádio das Antas.

    No final de um Porto-Portimonense, após a reportagem para uma rádio nacional, o meu colega, que estava no relvado junto à saída (o famoso túnel), foi interceptado por 3 indivíduos que faziam parte do chamado "Corpo de Segurança Privado" do FCP, que mais não era do que um grupo de jagunços comandados pelo famoso Guarda Abel, forçado a largar o seu material de trabalho, para que tivessem uma "conversinha". A conversinha foi, em termos básicos, darem-lhe uma chapada e obrigarem-no a nunca mais fazer perguntas a familiares e amigos dos jogadores, sob pena de poder vir a "acabar mal".

    O meu colega deu conta à sua entidade patronal que lhe respondeu, clara e simplesmente, que abdicasse do assunto. Ele persistiu ainda uns tempos na investigação até que viu uma das filhas agredidas numa escola em Gaia onde era estudante, avisada para dizer ao Pai que da próxima ia parar ao cemitério.
    Como é evidente, a partir desse dia dedicou-se a outras investigações mais, digamos, singelas.

    É assim, pela ameaça, pela violência, pela falta de escrúpulos, que o sistema sobrevive e evita que haja uma real investigação jornalística neste país. É também por isto, mas por muitas outras coisas, que nunca se criaram condições para que a verdade viesse ao de cima. O clima intimidatório, bélico e ameaçador, juntamente com a submissão das autoridades locais foi e é uma das formas que o polvo encontrou para se perpetuar impunemente”.
    (“O Polvo dos Papalvos”, 22 Março 2011)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa organização mafiosa ainda não está extinta, persistem forças tentaculares cujos resultados se vêm na comunicação social, cibernética, órgãos federativos, Liga, Adop, arbitragem e poder judicial.

      Eliminar
  49. Uma homenagem a John McSmith, mentor do "O Polvo dos Papalvos", silenciado pela Máfia de Palermo.


    "Quem sou
    Apresento-me: tenho, além de outras coisas, 40 anos de jornalismo desportivo em cima, muitos dos quais dedicados a assuntos que extravasaram em muito a reles e entediante análise futebolística a que estamos habituados. Fui aprendiz de feiticeiros, chefe de uns, subalterno de outros, assisti a muita coisa, vi, cheirei, repudiei muita outra e, nos juízos finais, quis sempre poder dizer mais do que me deixaram.

    Ao longo destas 4 décadas de serviço profissional, prezei sempre o contacto directo com os meus leitores, ouvi muitas críticas, ouvi muitos elogios e, ao fim deste tempo todo, e já há algum tempo, o que me pedem é que fale, que diga o que sei. Por razões puramente profissionais, não pude nunca apontar directamente o dedo àqueles que mancharam - e mancham - a verdade e a justiça do futebol em Portugal. Sofri ameaças, promessas de despedimento, insultos e fui passando pelo jornalismo desportivo como pude, procurando ser fiel aos meus princípios e à conduta profissional que sempre respeitei e quis cumprir. Mas nem sempre pude. Por razões que se prendem com factos tão simples quanto os de querer chegar ao final do dia e poder alimentar-me, alimentar os meus filhos e não acabar a boiar num rio qualquer. Sim, é assim perigoso, desafiar as leis do polvo futeboleiro português.

    Não é história, ou estória, contada por mentirosos. O futebol em Portugal está - acreditem - corrompido por uma força poderosa a que ninguém tem a coragem de olhar nos olhos e enfrentar seriamente. Muitos refugiam-se em insinuações mais ou menos evidentes, muitos queixam-se do conteúdo mas usam formas que não beliscam os alvos nem informam os leitores do que verdadeiramente se passa desde que Jorge Nuno Pinto da Costa chegou um dia ao poder. Nada, nem ninguém, foi igual no nosso futebol desde esse fatídico dia. Tenho amigos que, no cumprimento das suas funções jornalísticas, foram insultados (como eu), foram humilhados (como eu) e foram, ao contrário de mim, violentados e agredidos apenas e só porque se dedicaram ao seu labor. Isto acontece há 30 anos no futebol em Portugal.

    Quis sempre muito mas não pude. E foi esse peso na consciência (porque acredito que todos devem saber a realidade) que me fez andar a vaguear na ideia de encontrar um espaço em que, anonimamente, desse lugar às palavras e às histórias reais que se passaram comigo e com colegas meus ao longo destas décadas.

    Não sou hipócrita, como muitos que dizem não ter clube. Eu sou um apaixonado pelo desporto, pelo futebol em particular, e como tal tenho a minha preferência clubística. Sou do Sporting, sempre fui do Sporting. Desde muito novo porque o meu Pai, sportinguista doente, me transmitiu essa paixão e eu segui-a, sem nunca ferir as minhas obrigações como jornalista. Espero que o facto de admitir o meu clube sirva não para me julgarem sob esse foco mas pelo contrário para verem na assumpção um caminho facilitador contra demagogias e falsas pretensões.

    Estou aqui para informar. Escreverei sobre o polvo (que tem muitos, alguns inimagináveis, tentáculos) e o mal a que tem votado o nosso futebol. Um polvo criado por papalvos, ignorantes, mesquinhos, donos de uma falta de civilidade a todos os níveis abominável que lhes permite viver na completa impunidade, subjugando e martirizando quem procura denunciá-los.
    Sejam todos bem-vindos ao O Polvo dos Papalvos."

    ResponderEliminar
  50. O AD no "Polvo dos Papalvos"

    "Os anos dourados que não acabam

    Quando vieram a público as primeiras suspeitas, achei-as parcas de substância e objectividade. Falo, claro, do princípio, da antecâmara do “Apito Dourado”, processo que hoje é conhecido de todos, nacional e internacionalmente, mas que na época em que começou a ser paulatinamente desvendado sofria, como tantos outros, da pouca clarividência tanto dos que acusavam como das provas que estes prometiam ter em sua posse. Foi, nesse sentido, algo a que dei a importância que o assunto, conhecido de muitos há muito tempo, em especial de quem trabalhava (e trabalha) na área, me merecia na época dos acontecimentos: uma relativa e resignada importância.

    O certo é que o processo ganhou vida, soube construir os seus alicerces e hoje, passados alguns anos, sabemos que se não foi mais incisivo e letal para os visados deveu-se apenas esse facto à incongruência da Justiça portuguesa e à influência extrema que têm sobre os agentes que a deviam praticar de modo independente todos os que da falta dela beneficiam.
    Não falo apenas dos “tubarões”, bem identificados e hoje conhecidos por todos: falo de uma rede de influências que se consubstancia desde as divisões secundárias do nosso futebol, trepando pelas divisões intermediárias até à nata do desporto em Portugal, e que é só, apesar de lidar em “upgrade” em relação aos outros, o final desta pirâmide de corrupção.

    Confesso que me surpreendeu a força que o processo atingiu. Por conhecer profundamente a dificuldade em levar os visados à “barra de tribunal” e porque falta a este país desportivo a coragem, a audácia, o despojamento de pessoas que, atentando contra a liberdade individual, saibam ser exemplos nos seus postos de trabalho. Não espanta, nem pode espantar ninguém que siga o futebol português, que tenham chovido epítetos sobre Ricardo Costa (e sua equipa, ressalve-se de forma a todos os níveis justa) e Hermínio Loureiro. O país desportivo não estava preparado para tamanha afronta aos poderes instalados.

    E, de facto, ele, o regime dos papalvos, de tudo fez para que se eliminassem estas pessoas, finalizado o processo e “absolvidos” os criminosos. Digo absolvidos, na verdade os crimes foram lidos e julgados como se de material infantil se tratasse, inocentando uns e a outros dando punições que os fizeram mais fortes e conhecedores de que, sendo alvo de crítica, são acima de tudo personagens inimputáveis no universo desportivo em Portugal.

    Questiono-me se não terá sido a única verdadeira oportunidade de deixar cair os que deliberadamente sujam o nosso futebol e não chego a conclusões definitivas nunca. Se penso existirem caminhos propícios a uma maior clarificação dos que há décadas exercem os seus poderes – preferencialmente por uma nova geração de agentes, mais aptos a desconstruir este emaranhado de proféticas vigarices -, também não deixo de saber e viver na pele (mesmo estas que aqui vivi, por este blogue) as agruras do conhecimento que tenho sobre ser esta uma máquina demasiadamente bem oleada para que um qualquer bom samaritano deixe nelas as marcas de uma justiça que dramaticamente se exige.

    Em termos claros: os julgados no processo “Apito Dourado” foram julgados de circunstância. Serviu este para pôr mais transparente quem são os agentes responsáveis pelo estado empobrecido e putrefacto em que se encontra o nosso futebol mas, por outro lado, “ilibou-os”, talvez a termo definitivo, de qualquer outro julgamento mais severo. É tanta a teia que encobre e defende os interesses destas pessoas que, de um momento para o outro, damo-nos conta de que mais facilmente acabaremos nós, os que questionam, acusam e clarificam, na cela de uma Justiça que não existe."

    Foi-me imposta uma cultura da tirania. E isto por ter escrito o pouco que escrevi: dois ou três textos imberbes sobre o futebol português. Tanto, mas tanto mais, haveria a dizer e escrever. E haverá"

    ResponderEliminar
  51. O Benfica joga amanhã em Braga e o BLOG DO RUI GOMES DA SILVA faz o serviço do francisco marques com a publicaçao disto:

    https://geracaobenfica.blogspot.com/2019/08/conferencia-de-imprensa-de-rui-vitoria.html

    e isto

    https://geracaobenfica.blogspot.com/2019/08/perin-o-que.html

    ResponderEliminar
  52. COMPARANDO O JOGO SLB-frutaria com a frutaria-GUIMARAES E COMPARANDO XISTRA HOJE E XISTRA VAR NO BELÉM-SLB PODE-se dizer: NA LUZ FOI BOMBA BOMBA BOMBA E XISTRA É MERDA

    ResponderEliminar
  53. Sem surpreender ninguém, ninguém mesmo, Xistra é no mundo da arbitragem medíocre portuguesa o maior dos bandalhos. Hoje mais um vez fez questão de o comprovar pela enésima vez.
    Assim é muito, muito difícil. Muito mais difícil. Ganhar qualquer título aos corruptos é um feito imenso!

    ResponderEliminar
  54. 1-derrota com o gil vicente

    2-derrota com os russos

    3-fora dos milhões da liga dos campeões

    4-sad acossada com as grafitagens no estádio

    5-pânico por hipotética derrota na luz os colocar a 6 pontos à terceira jornada

    6-solução= BOMBA à CASAGRANDE
    (eles até treinam com corredores de bicicletas)

    7-BOMBA tem consequências físicas negativas nos dias seguintes

    8-é preciso não correr riscos contra o guimarães, pois será previsível um abaixamento físico dos jogadores

    9-avança um apintador amigo, o velho conhecido xistrema sempre pronto para fazer fretes

    10-e foi o que se viu

    11-expulsão criminosa para matar uma equipa

    12-com um a zero, resultado sempre de risco, não vá o diabo tecê-las,o melhor será reduzir para 9 jogadores.

    13-vai daí lá vais mais uma expulsão

    14-não contente ainda com o serviço, vai de validar o segundo golo obtido num fora de jogo de posição

    15-eheheh. validar um golo em fora de jogo de posição quando no jamor o mesmo apintador na condição de VAR anulou um golo igual ao Benfica

    16-se dúvidas houvesse da XAROPADA na LUZ, hoje foram tiradas.

    17-hoje nem primos dos que jogaram na Luz contra o SLB

    18- VOLTOU O PORTOAOCOLO

    19-ENTREGUEM O CAMPEONATO POR DECRETO, NÃO FAÇAM DOS PORTUGUESES ESTÚPIDOS

    20-XISTRA ESTÁ NO ÚLTIMO ANO DE APINTADOR, mas já ontem era tarde. Que desapareça da arbitragem

    ps-em alvalade o apitador marcou três penaltis mas eram cinco os que deveria ter marcado a favor do Rio-Ave. Um feito pelo Acunha e outro pelo defesa direito, cabeludo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pepe que estava todo drogado no jogo connosco (juntamente com José Luis, Marega e mais 2 ou 3), "lesionou-se" para não ir à seleção com medo do controlo anti doping que nos jogos internacionais é mais rigoroso.
      Eu ainda pensei que o Danilo também arranjasse uma lesão de última hora, mas pode ter acontecido que, sabendo que ele iria ser convocado, não o doparam. Quanto ao Pepe sabe-se que há muito tempo que toma bombas. A raiva, que tem sido uma linha de conduta ao longo carreira, e que lhe permitiu chegar ao topo, como fez ao Deco e ao Jardel, tem sido a sua imagem de marca. Com altos e baixos. Vamos ficar atentos aos seus jogos futuros.

      Vejam o comentário de 26 de Agosto às 22:47, onde se revelam as coincidências do doping, coincidências que se repetem ano após ano.

      Eliminar
  55. Ontem foi a prova que os corruptos vieram todos mamados à luz.
    A ressaca é fdd
    O Vitória com 10 jogou no campo todo..e podia ter marcado mais de uma vez.
    Os que na Luz faziam mais 90 mns se fosse preciso, ontem ao fim de 15 mns estavam mortos.
    Enfim, só não vê quem não quer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prova maior é a saída do Pepe da convocatória para a selecção. Vou ficar atento às restantes "lesões" que vierem a afastar alguns das respectivas selecções.
      Vou ficar atento ao Danilo e à sua (não) utilização pelo Inginheiro.

      Eliminar
    2. Não conseguem ganhar sem batota.

      Eliminar
  56. Última hora! Bruno Fernandes no radar do Santa Comba!

    ResponderEliminar
  57. Estou devastado!
    Fechou o mercado de verão e ninguém comprou o Bruno Fernandes.

    Entretanto já há notícias que os 2 de Manchester, o Liverpool, Arsenal, PSG, Barcelona, R. Madrid, A. Madrid, Bayern e Juventus se preparam para contratá-lo no mercado de inverno. Haja alguém com juízo...

    AP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma aí amigo! O Santa Comba está na frente por Bruno Fernandes!!! Muitos milhões a entrar nos cofres dos viscondes tesos...

      Eliminar
  58. Ainda agora fechou o mercado, já começaram as notícias do Bruno...
    Está, segundo «A Bola», apalavrado para o Real Madrid!
    Alguém acredita?
    Já não há pachorra para este tipo de notícias...

    ResponderEliminar
  59. Noticias de Ultima hora da Sporting TV:
    Bruno Fernandes assinou pelo Real Madrid.... Tothenham .... e Man Utd!!!

    Cada um dos clubes pagou 70 Milhões, atingindo assim os 210 milhões de euros que o sporting queria pelo jogador (chupem lampiões, o João Félix foi só 120 milhões)

    Assim sendo o jogador alinhará pelo Real Madrid de Agosto a Novembro, passando em Novembro para a Liga Inglesa onde até Fevereiro vestirá a camisola do Tothenham, partindo depois para Manchester onde de Fevereiro a Maio representará os Red Devils.

    A seguir a um pequeno intervalo, entrevista exclusiva com o Dr Frederico Varandas onde o Presidente irá explicar que o Sporting tem mais 6 campeonatos e não 4 que o antigo Sócio do Sporting Bruno de Carvalho defendia.
    Não percam!!!

    ResponderEliminar
  60. Que se passa com o gaúchos? Mais de uma semana e nada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devia ter feito o meu post mais cedo. Bem haja gaúchos.É dar-lhes forte e feio nos anuros e nos komodos...

      Eliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não vale a pena perderes tempo...faz-te à vida malandro.