segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

Até jorge encornado viu!

Estamos no início do mês de dezembro e tudo, outra vez tudo, volta a estar em causa no Benfica. Ninguém presta para nada. Desde o Presidente ao tratador da relva, passando pelos médicos e preparadores físicos, jogadores, treinadores e respectivos colaboradores. Nada serve para nada. Escapam, por enquanto, as bolas da Adidas e nem a águia vitória tem o sustento garantido se falhar uma aterragem num dia de vento. Não faltará quem se ofereça para a ir levar ao aeroporto ou são meninos para lhe apertar o pescoço num instante. Tal como os três centrais do Benfica, coisa de génio noutros grandes clubes do mundo e... nos sapos, nenhum treinador serve para o Benfica porque nenhum treinador do Benfica joga com as mesmas armas dos outros. Com as mesmas regras que os outros...

Na sexta feira passada, mais uma vez, ficou por assinalar (logo aos 11 minutos) uma grande penalidade que poderia não só dar o empate ao Benfica como mudar completamente o cariz daquele jogo. E se não se pode escamotear a fraca exibição do Benfica jamais podemos, sob pena de não passarmos de uns idiotas, concordar e lavar todas as tropelias de que somos alvo, jogo após, jogo, ano após ano, campeonato após campeonato. Três penaltis a favor nas duas ultimas épocas, dois nos últimos jogos do campeonato que já se encontrava decidido e o ultimo que proporcionou o 5-0 a jogar contra 8 jogadores frente ao B-SAD! Este, contra os sapos, até jorge encornado o viu!

Que é que fizeram a MDCSDQT e os benfiquistas em geral? Cagaram num lance que podia ser capital e partiram para a destruição massiva do treinador e da equipa. Até o apanha bolas foi crucificado por chamar maluco ao Paulinho. É que anda mesmo tudo maluco! O execrável rascord transformou um gesto, do tipo Brahimi a Soares Dias, num festejo terrífico do apanha-bolas do Benfica a favor do Sporting! Os benfiquistas de bem correram atrás (queimando na fogueira mediática o pobre rapaz) exigindo exaltados consequências de imediato e mais cabeças a rolar! Nunca na minha vida assisti a tamanha falta de senso e descontrole emocional!

Já penduraram Jesus na cruz na primeira passagem pelo Benfica para a seguir o endeusarem nos sapos e no Flamengo, quaisquer que fossem os resultados. Fizeram o mesmo a Rui Vitória, de quem odiavam o discurso 'demasiado chato' adjectivando-o cobardemente com rótulos do tipo "Rui Derrotas" e "Rua Vitória", destruindo o homem apenas porque se atreveu a conquistar o inédito Tetra para o Benfica. Bruno Lage acabou igualmente desacreditado, outra vez por ter um discurso demasiado chato, e Jorge Jesus seguramente que sairá escorraçado como um pixote que não sabe o tamanho de uma bola, com o aplauso da nação benfiquista e com os lençóis brancos nas bancadas, neste haraquiri demencial. Rubem Amorim é hoje um génio da bola por jogar com três centrais. Na luz, se algum dia tiver a oportunidade de apostar na mesma táctica, será perseguido sem descanso, num filme cada vez mais estafado, até ser escorraçado.

Não é de agora que os benfiquistas, sim, os exigentes benfiquistas, dos lençóis brancos e do Rua Vitória, ajudaram os adversários e a MDCSDQT a arrasar e a amesquinhar o seu Clube. No passado, Toni (campeão) foi trucidado, Trapattoni (campeão) denegrido e Jupp Heynckes completamente enxovalhado e ridicularizado por uma imprensa de merda que usa o Benfica como saco de boxe. E os adeptos aderem. Acham que os jogos do Benfica mudam aos cinco e acabam aos dez, cagam para penaltis não assinalados (joguem à bola, caralho!), sempre prontos a ajudar a levar ao aeroporto os jogadores e os treinadores que, no Benfica, nunca servem para nada.

Jupp Heynckes, por exemplo, chegou à Luz vindo do Real Madrid onde acabara de se sagrar campeão europeu. Depois de devidamente amassado nas bancadas, transformadas no braço armado da MDCSDQT, o alemão que passados alguns anos acabou em glória ganhando tudo o que havia para ganhar no Bayern de Munique, foi escorraçado logo no inicio da época seguinte, substituído por José Mourinho, que também acabou despedido antes do final da época, igualmente desacreditado. Seguiu-se Toni (nada contra, como é evidente, esse grande vulto da cultura benfiquista) agora sim do agrado das bancadas e da MDCSDQT. A época terminou com o Benfica num "honroso" 6º lugar do campeonato, com o Belenenses e o Beira-Mar à perna e atrás de União de Leiria, Braga, sapos, foculporto e Boavista! Três treinadores, com os exigentes empenhados até aos olhos em os levar ao aeroporto, e dois presidentes - sim, sim, também se mudava de presidente como quem muda de camisa - Vale e Azevedo e Manuel Vilarinho. Numa das vice-presidências, só a titulo de curiosidade, morava um tal de...João Noronha Lopes antes de abdicar a favor do McDonald's. Bons tempos, é verdade...

Posto isto, bora lá a escorraçar já o treinador no inicio de Dezembro e, de caminho, arranjar forma de criar um ambiente tão adverso aos jogadores que nem seja preciso o natural penalti da ordem para o sapos e o habitual (são azares atrás de azares) desbloqueador de resultados (auto-golo como o que aconteceu mais uma vez no Algarve) a favor do foculporto. Inimigos para que vos quero!

8 comentários:

  1. Não há muito tempo tive uma discussão facebokiana com um "exigente" que achava por bem destratar os jogadores do glorioso mesmo a ganhar 3-0 na Luz, que isso é que era exigência, eu a isso chamo apenas energúmeno.

    ResponderEliminar
  2. Já que estava com a mão na massa aqui vão mais algumas reflexões sobre o que nos têm andado a fazer e quem quiser que me contradiga:
    " Sinceramente tenho estado algo calado, mas depois do que mais uma vez aconteceu no ultimo jogo com o Sporting das duas uma :
    - Ou temos um azar do camano com os VAR´s que nos tocam
    - Ou então a campanha que nos movem é inimaginável porque se alastra mesmo à Europa

    Restam-me poucas dúvidas que internamente temos muitos juízes com “medo” de porventura nos favorecerem, não se lembrem os Super Dragões que eles existem. Mas no caso do Hugo Macron o problema é mesmo de geometria ou dito de outra forma , onde se colocam as linhas para se traçarem as paralelas.
    Reparem na imagem abaixo , façam por favor zoom e depois verifiquem onde foi colocado o ponto que serviu de referência à posição de Yaremchuck (no final da manga da T-shirt) e onde foi colocado o ponto de referência do jogador do Sporting (literalmente no ombro). Garanto-vos que a distância entre esses 2 pontos é superior aos 6 cm. Podia não servir de nada esse golo (LIMPO) mas pelo sim pelo não havia que não facilitar e portanto anulá-lo.
    Continuamos a ser comidos de cebolada e agora até com recurso à dita alta tecnologia.
    Temos de abrir a pestana rapidamente e começar a exigir explicações cabais e completas para situações como esta, exigindo o afastamento de quem é incompetente e/ou “vendido”.

    https://mega.nz/file/0Fs3QawR#9gBwQ2WyoSORnRh26PAo1DZJkkX1cGP51D8EfDJNTI0

    Já na Europa o problema é outro. Há muito que deixamos de ser considerados grandes e portanto quando defrontamos uma “truta” europeia , se não for a bem vai a mal ou seja entra o querido VAR em ação. Vejam a imagem abaixo do nosso jogo em Munique e como as linhas se “entortaram” para anular o golo do Pizzi. (Atenção mais uma vez recordo que os braços não contam. Olhem para os pés do jogador do Bayern). É a vida , roubar o Glorioso não faz mal se for para favorecer os ditos grandes europeus. Já sei que vão dizer que não iria valer de nada mas porra a justiça deve sempre prevalecer e neste caso (mais uma vez) isso não aconteceu.
    https://mega.nz/file/QJNVxaxQ#ZsCW32gnIprY03EytcqEVP_zjomITqSZj5Vng2dYMNQ

    Mais um exemplo da excelência do VAR – Liga Europa 2020/2021 – 1º golo do Arsenal
    Muitas dúvidas na posição do Aubemeyang. Relembro que o braço ( do Lucas Veríssimo) não conta. E assim lá fomos de vela o ano passado da Europa. E esta hein?
    https://mega.nz/file/AM9EQToA#wi7nF--5EYUzFmZ6YqKX2--JurzFKQJ7sFz2HxPrAtU

    E por fim nem quero falar porque não tenho provas em contrário do golo anulado em Barcelona ao Otamendi…

    SB

    ResponderEliminar
  3. Fora do contexto: É notícia desde ontem da insatisfação/reclamação de Sérgio Conceição sobre o mau estado dos relvados do Olival, que terão originado algumas lesões em diversos atletas. Não pondo em causa a justeza da chamada de atenção para aquele problema, o Conceição é um profissional que tem de olhar em primeiro lugar para os interesses do grupo que lidera, resta saber, caso se tenham de mudar os relvados por outros novos, QUEM VAI PAGAR essa mudança. Como se sabe, o Olival é um espaço arrendado ao FCP pela módica quantia (diz-se) de 500 euros/mês. Logo, se o Município de Gaia é o "senhorio" do espaço, quem vai pagar as despesas das reparações? O inquilino ou o senhorio? Tenho cá um palpite que os gaienses em geral, mesmo os milhares de benfiquistas aí residentes, vão "pagar as vacas ao dono"...

    ResponderEliminar
  4. É APERTAR com o responsável dos técnicos das linhas, Federação e Liga. Ouvi há uns tempos que estão ligados á ALTICE, que patrocina os.....PORCOS da POCILGA.

    ResponderEliminar
  5. Lembremos Michael Thomas. Por causa da tal MDCSDQT o inimaginável aconteceu: um jogador do Benfica ser vaiado na altura do anúncio da constituição das equipas com continuação na entrada em campo.
    Estamos perto do momento em que ao acontecer um golo (autogolo) contra uma equipa albanesa, depois de uma fraca exibição, esse golo foi saudado com uma vaia monumental.

    ResponderEliminar
  6. Brilhante, como sempre!

    O seguidismo da miserável campanha orquestrada pelos sapos do esgoto da manha e do rascord, por parte da família Benfiquista é um caso de estudo.

    JJ tem os seus defeitos como todos os grandes treinadores mas condená-lo como um inepto quando estamos vivos em todas as frentes é demencial...
    FranciscoB

    ResponderEliminar
  7. Qualquer acéfalo lampião quer ser ele a decidir os destinos do Glorioso, todo imbecil treinador de bancada acha que tem o direito a vir para as redes sociais dizer mal do Benfica e achar que, ele sim, sabe e consegue decidir tudo da melhor forma, 99% desses anormais, borravam-se todos se tivessem que despedir ou contratar o apanha bolas... mas é isto que temos, nesse como em muitos outros aspectos, o LFV tratava deles com papel higiénico, dar-lhes voz nas AG tem este risco.

    ResponderEliminar
  8. O mais espantoso disto tudo, é que nem no programa do António Rola na BTV, este lance foi mencionado. O porco canal não faria melhor...

    ResponderEliminar

Se pertenceres aos adoradores do putedo e da corrupção não percas tempo...faz-te à vida malandro.